Casa dos Contos Eróticos

VIRGEM, MAS PUTINHA ATÉ DEBAIXO D'AGUA! Parte 2/3

Um conto erótico de GISELLE
Categoria: Grupal
Data: 14/08/2018 09:51:31
Última revisão: 13/09/2018 22:59:51
Nota 10.00

Depois de dois dias Jaime chegou de viagem e logo de manhã me ligou convidando pra almoçarmos juntos e aceitei o convite rapidinho.

Como nosso encontro seria de dia não podia me vestir muito sexy e então coloquei um vestidinho de malha não muito curto, sandália de salto e toda safadinha sem calcinha como sabia que meu coroa taradão iria adorar sabendo que estava nuazinha por baixo da roupa.

Jaime me ligou antes do horário combinado perguntando se eu já estava pronta e quando disse que sim falou que ia passar pra me pegar e fui esperá-lo na pracinha e assim que entrei no carro o coroa taradão deu um assovio de admiração e me elogiou dizendo que aquela roupa apesar de não ser tão curtinha como ele gostava de me ver eu estava maravilhosa e que no restaurante todos iriam olhar pra mim e assim que o carro começou a rodar fui puxando a barra do vestido pra cima e quando minha xoxotinha peludinha ficou a mostra toda safada disse:

-será que meu gatão vai gostar de saber que eu não coloquei calcinha... você disse que preferia minha peludinha assim... livre e solta!

O coroa tarado não resisitiu e mesmo dirigindo ficou pegando na minha xoxotinha que já começava a ficar meladinha e então meu celular vibrou e era uma amiga da pizzaria mandando mensagem e passei a responder e nem percebi quando Jaime entrou em num posto de gasolina pra abastecer e quando estávamos quase saindo do local é que fui perceber que meu vestidinho estava todo levantado e minha xoxotinha toda de fora e do lado do carro o frentista, um rapaz bem jovem não tirava os olhos do meio das minhas pernas e ao olhar procurando Jaime vi que ele estava voltando pro carro depois de ter ido ao caixa pagar e então disse:

-Jaime... você nem me avisou que iria abastecer... o frentista viu minha xoxotinha todinha... voce nem puxou meu vestido pra tampar... seu maluco!

O coroa taradão deu uma gargalhada sacana e disse:

-eu mandei encher o tanque e fui ao caixa pagar... você estava no telefone trocando mensagens... nem me toquei... la do caixa percebi que o garotão tava se deliciando te olhando... nem me preocupei... deixei o coitado curtir um pouco... acho que o safado deve ter ficado com o pau duro... com certeza adorou sua peludinha... ela tava toda arreganhada... to de pau duro desde quando você mostrou pra mim que estava sem calcinha... imagina o coitado do rapaz... vendo uma gostosa como você... com certeza minha gata vai ganhar uma punheta hoje! Só que minha gatinha também é bem safadinha né... quando percebeu que o rapaz tava admirando sua bucetinha peluda até que demorou bastante pra puxar o vestido... quase deu tempo do rapaz contar quantos pelinhos tinha na tua bucetinha deliciosa! RSS.

Cai em risos com aquela safadeza e disse:

-to achando que arrumei um “namorado” completamente tarado... acho que não vou mais deixar de colocar calcinha... do jeito que eu sou displicente pra me sentar... minhas calcinhas vivem aparecendo quando cruzo as pernas... sem calcinha então... daqui uns dias todo mundo vai saber que tua “namoradinha” tem uma xoxotinha muito peludinha!

-Minha gatinha linda... você estando ao meu lado pode andar até peladinha se quiser... não me importo... desde que todos saibam que sou teu macho!

Logo em seguida vi que estávamos diante do portão da casa dele e então perguntei o que estávamos fazendo ali e ele sorrindo bem sacana disse:

-Ainda ta cedo pra almoçarmos... mas eu to louco de saudades da gente namorar gostoso... e acho que a garagem de minha casa é um lugar perfeito tanto de noite quando de dia... será que minha gatinha não ta querendo repetir nossas “brincadeirinhas” gostosas?

-é que achei que a gente só ia namorar a noite... mas... claro que também to querendo... entra logo então!

O portão se abriu e vi que os carros dos filhos dele estavam lá e então perguntei se não tinha perigo deles flagrarem a gente “brincando” na garagem e ele sorrindo todo safado disse:

-gatinha... não se preocupe com isso... por segurança... a garagem tem um portão pra entrar pra dentro de casa, podemos ficar tranquilos!

Assim que Jaime estacionou o carro já veio me agarrando cheio de tesão e como um bebe esfomeado já foi enfiando a cara no meio das minhas coxas lambendo minha xoxotinha virgem tesuda e toda safada dei uns gemidos e sussurrei:

-aiii... que boca gostosa tem meu taradão... aiii que delicia sua língua na minha xoxotinha... ahhh... to louquinha pra gozar também... nossa... bati um monte de siririca pensando no meu gatão gostoso... ahhh... chupa meu grelo... faz sua putinha virgem gozar gostoso... tarado safado!

Meu coroa taradão disse que íamos fazer diferente naquele dia e me mandou sair do carro e em seguida fez o mesmo e foi tirando a roupa ficando peladão e me abraçando tirou meu vestido sem me deixar esboçar nenhuma reação me levou até o porta-malas e sussurrou todo tesudo:

-quero você debruçada em cima do porta-malas... empina esse rabo minha gatinha gostosa... quero te lamber como um cachorro lambe a cadelinha no cio... ahhh... confia em mim... não vou fazer nada que você não queira... faz isso pro teu macho... só quero te fazer gozar gostoso!

O tesão misturado com o receio de meu cabacinho ser estourado pelo coroa taradão não me impediu de fazer o que ele pedia e toda taradinha abri bem as pernas, empinei meu bumbum durinho e toda safada sussurrei:

-então faz meu taradão gostoso... faz sua putinha virgem gozar com essa língua gostosa... me chupa... me lambe... safado... ahhh... sou toda sua!

O coroa taradão se ajoelhou atrás de mim e caiu de boca na minha xoxotinha virgem me lambendo de um jeito incrível e eu rebolando gostoso cheguei ao meu primeiro orgasmo rapidinho e esticando minha mão pra trás peguei nos cabelos dele e puxei seu rosto de encontro a minha xoxota e gemendo muito sussurrei:

-aiiii... to gozando... quero mais... não para... continua... me chupa... lambe minha xoxota e meu cuzinho... ahhh... que língua gostosa... chupa... quero gozar mais... taradão gostoso!

Jaime sabia como usar uma língua numa buceta tesuda e o safado enquanto me chupava enfiava o dedão no meu cuzinho me levando a loucura e tremendo que nem vara verde gozei loucamente, até parecia que tava fazendo xixi na boca do safado!

Quando me acalmei um pouco meu coroa taradão me abraçava por trás sentindo seu pau deslizando entre minhas coxas e ele então me virou de frente e trocamos beijos cheios de volúpia e novamente senti seu pau duro como aço deslizando entre os lábios de minha xoxota peludinha e percebi que se ele quisesse era só encaixar a cabeça do pau na entrada da minha xoxota virgem e socar pra dentro que eu iria aceitar ser deflorada com facilidade.

Os beijos se tornaram mais quentes roçando nossos corpos e Jaime todo tesudo sussurrou:

-esfrega a cabeça do meu pau no teu grelinho... me deixa sentir o calor de sua bucetinha virgem... faz isso... quero gozar no meio das tuas coxas... minha gata gostosa... safada... minha putinha virgem safadinha... deliciosa... me deixa gozar nas tuas coxas... ahhhh!

O que o coroa taradão desejava eu também queria e depois de esfregar forte a cabeça de sua rola no meu grelo fechei as pernas e deixei ele foder minhas coxas... e o taradão dando um grito de tesão gozou que nem um cavalo me melecando toda.

Nem deixei que ele se acalmasse de vez porque toda safada e completamente tarada fiz com ele se recostasse no carro e me ajoelhando diante dele enfiei seu pau todo melecado na boca e após mamar bem gostoso deixando-o bem duro novamente tirei pra fora e sussurrei:

-fode a boquinha da tua putinha virgem... goza na minha boca... quero sentir teu leitinho quente na minha garganta... mete na minha boca seu tarado safado... ahhhh... safadão gostoso!

Jaime ficou louco de tesão com minha entrega e passou a foder minha boquinha e mostrei meu poder de boqueteira virgem e depois de alguns minutos ele urrando de prazer gozou novamente enchendo minha boca de porra e esfregando meu grelinho inchado com meus dedinhos ágeis gozei deliciosamente. Era muito louca a sensação de sentir a porra de um homem descendo pela minha garganta e gozando junto sentindo minha xoxotinha virgem toda encharcada chegando até a pingar.

Me levantei e me pendurando no pescoço dele colei meus lábios nos dele e após um beijo delicioso sussurrei bem safada:

-acho que da próxima vez que você me trazer aqui pra gente namorar... vou mandar você passar no posto de gasolina de novo pra mostrar minha xoxota peludinha pro frentista... meu gatão ficou mais tarado e mais gostoso depois daquela safadeza... gozei que nem uma louca... adorei tudo que fizemos... que delicia!

Jaime me beijou novamente e todo safado disse:

-Marina... cada dia que passa me convenço de que você é a putinha que queria encontrar... linda... gostosa e muito taradinha também... se continuar assim acho que vou ficar mais apaixonado ainda!

Colocamos nossas roupas e ao me sentar no banco do carro peguei minha bolsinha e tirando o cartão de credito que ele havia me dado pra fazer compras devolvi a ele com comprovantes dos gastos e Jaime dando uma olhadinha rápida sorriu dizendo que tinha gastado pouco, que poderia ter comprado bem mais e então respondi dizendo que tinha comprado apenas o que achei necessário e que também não podia chegar em casa com um monte de compras, meu pai e minha mãe iriam querer saber de onde arrumei dinheiro pra ficar esbanjando e isso seria muito ruim.

Logo em seguida Jaime me deu um beijo todo carinhoso e em seguida devolveu o cartão e dizendo que era pra continuar com ele, quando precisasse comprar algo era só usar. Toda safada falei que não precisava que quando eu quisesse alguma coisa eu pediria pra ele, mas ele sorrindo todo metido disse que sua namorada tinha que ter um cartão de credito na bolsa para poder usar quando tivesse vontade.

Realmente o conselho da mulata depiladora tinha sido útil, em vez de comprar muito apenas uma vez, poderia comprar muitas vezes.

Depois daquela safadeza toda a fome chegou de verdade e fomos almoçar e como Jaime tinha compromissos marcados logo após me deixou em casa e combinamos de nos encontrar a noite e como era minha folga teríamos mais tempo pra ficar juntos.

Como quase sempre ficava sozinha em casa na parte da tarde tirava uma bela soneca e foi o que fiz depois de bater uma siririca deliciosa me lembrando das safadezas com meu coroa taradão e o prazer de ter ficado com o seu cartão de credito na minha bolsa com direito a gastar bastante com certeza podia confiar que Jaime não iria tirar minha virgindade sem que eu pedisse, apesar de muito tarado e cheio de fetiches dava pra perceber que ele não tinha pressa de estourar meu cabacinho, se ele quisesse teria feito isso na hora do almoço na garagem de sua casa, meu limite também estava por um fio, o tesão tomava conta de todo meu corpo e o desejo de ter um pau dentro do meu corpinho virgem era incrivelmente tentadora.

Meu coroa taradão me ligou não era 7.30h da noite perguntando se já estava pronta que viria me buscar e confirmei dizendo que estava prontinha do jeito que ele gostava e não demorou 15 minutos pra ele me pegar na pracinha perto de casa e quando entrei no seu carro sorrindo disse:

-e ai meu gatão tarado... gostou da roupa que coloquei? Foi você que me deu... comprada com o teu cartão!

Era um vestidinho de malha vermelho curtíssimo colado ao corpo e quando me sentei no banco minha xoxotinha peluda ficou toda de fora e ele todo safado já foi enfiando a mão no meio das minhas coxas e em segundos bolinava meu grelinho tesudo e Jaime disse:

-garota... assim você me mata de tesão... parece que adivinha meus fetiches... adoro vermelho... vestidos... baby dool... camisolas... em garotas morenas como você... ficam muito sexy... acho que vou mandar você comprar mais roupas dessa cor... linda demais!

Toda safada também levei minha mão no meio das coxas dele apalpando seu pau fazendo com que crescesse em meus dedos e bem putinha disse:

-será que meu gatão pervertido vai querer passar no posto de gasolina de novo... esse vestido que coloquei é perfeito pra mostrar minha xoxotinha peluda para frentistas taradinhos junto com namorados pervertidos!

Jaimei sorrindo bem safado continuou bolinando minha xoxotinha e logo estava de pau duro e todo tarado disse:

-to percebendo que minha putinha virgem também é uma safadinha que adora uma sacanagem bem quente... eu adoraria repetir o que fizemos na hora do almoço... e vamos fazer isso mais vezes... mas... durante o dia... de noite não da pra ver direito... quero que seja bem safado!

-então tá meu gatão... eu adorei mesmo... quando meu taradão quiser é só mandar que a tua putinha virgem vai fazer tudo do jeito que você quiser!

-Marina... se eu já não tivesse conferido que você tem o hímen intacto... não teria como acreditar que você ainda é cabaço... você a cada dia se mostra mais putinha e safada do jeito que eu gosto!

-você é o culpado disso tudo que tá acontecendo... me seduziu completamente... transformando-me em escrava sexual... a todo o momento fico lembrando das safadezas deliciosas que fizemos e ... minha xoxotinha... meu cuzinho e minha boquinha gulosa ficam querendo repetir tudo de novo... seu conquistador safado... meu taradão gostoso!

-já que hoje saimos mais cedo... vamos passar em casa... pra gente namorar bem gostoso e repetir nossas safadezas de novo?

Sorri concordando e logo entramos na garagem de sua casa e assim que chegamos ele disse:

-é... os carros dos meus filhos safados não estão aqui... devem ter saído... que tal entrar e conhecer minha casa e principalmente meu quarto... minha cama é enorme e muito gostosa... tenho certeza que minha putinha virgem vai adorar!

-hummm... to sentindo que o meu lobo mau tarado tá querendo levar a putinha de vermelho pra toca dele... acho que se eu entrar la... não sei se vai sobrar um cabacinho pra contar a historia e o pior é que agora que completei 18 aninhos não vou poder reclamar pra ninguem!

Jaime caiu em risos e assim que descemos do carro nos beijamos com vontade e logo entramos na casa e realmente era uma tremenda mansão com piscina, churrasqueira, salas e várias suítes e brinquei dizendo que dava pra morar um monte de gente naquele lugar, mas Jaime disse que quem mais aproveitava tudo aquilo eram seus dois filhos jovens que eram bastante festeiros e como a mãe não deixava eles fazerem festinhas de putarias na casa dela os safadinhos viviam fazendo isso em sua casa e então comentei sorrindo:

-acho que meu gatão tarado nessas “festinhas” deve ter aproveitado bastante, putinhas novinhas adoram coroas charmosos ricos, casa maravilhosa, bebida e churrasco de graça, garanto que você também deve ter pegado muitas e muitas putinhas né seu safadão?

-bem... claro que sim... você é uma garota esperta... sabe muito bem como a coisa rola nessas festinhas... putinhas com um pouco de álcool na cabeça ficam facinhas demais... realmente as amigas dos meus filhos são escolhidas a dedo pelos safados... meninas metidas a direitinhas não são convidadas... tem que ser bem putinhas e vadias... mas... depois que conheci a minha putinha virgem mais tesudinha da cidade... não peguei mais ninguém... pode acreditar nisso!

Meu coroa bonitão sorrindo bem safado depois de me mostrar rapidamente a casa me levou até seu quarto e assim que entrou já me deixou nuazinha e me jogando em cima da cama caiu de boca na minha xoxotinha peludinha virgem e passou a sugar meu grelo tesudo com força e em segundos já tinha dois dedos grossos socando no meu cuzinho me fazendo rebolar que nem uma louca e toda putinha sussurrava:

-aiiiii... que boca gostosa... que língua deliciosa tem meu coroa gostoso... ahhh... isso... soca seus dedos no meu cuzinho seu safado taradão... ahhh... me faz gozar gostoso... ahhh... safado... tarado... chupa com força... ahhhh... deliciaaaaaaaaaaaaaaaa!

Gozando que nem uma cadelinha gemendo alto naquela cama deliciosa me entreguei por completo e logo Jaime veio por cima de mim me beijando com volúpia e seu pau duro como aço deslizava deliciosamente entre os lábios da minha rachinha virgem completamente ensopada e eu rebolava debaixo dele sem me preocupar que aquele pau mergulhasse dentro da minha xoxotinha peludinha, mas ele tinha outros planos e então todo tarado sussurrou no meu ouvido:

-deixa eu comer teu cuzinho gata... sou completamente louco por esse bumbum empinado... deixa eu tirar o cabaço do teu cuzinho... prometo que vou colocar bem devagarinho... se doer você fala que eu paro... ahhh... dá esse bumbum gostoso pro teu macho sua safadinha tarada... vou te fazer gozar gostoso sendo enrabada... meu pau não é grande... não vai doer muito... vai ser uma delicia... dá pra mim!

Toda putinha e tomada de tesão liberei geral sussurrando:

-ahhh... meu gatão quer tirar o cabaço do meu rabinho né seu safado... eu já sabia que você ia querer isso... fica enfiando os dedos nele... vou confessar uma coisa pro meu coroa taradão... eu ia pedir pra você comer minha bundinha... meu cuzinho é todo seu... sua putinha ta prontinha pra levar rola no meu cuzinho virgem... me come bem gostoso meu taradão!

Jaime todo tesudo me virou de bruços e enfiando um travesseiro por baixo do meu ventre fez meu bumbum ficar mais no alto e todo tarado enfiou a cara entre minhas nádegas linguando meu cuzinho deixando-o bem lubrificado e em segundos a cabeça de seu pau todo babado foi encaixada na portinha do meu cuzinho virgem e toda tesuda sussurrei:

-enfia em mim seu safado gostoso... me come de uma vez... sou todinha sua seu tarado... ahhh... tira meu cabacinho... tira... enfia... eu quero... eu quero!

Jaime ofegava deitado sobre minhas costas e fincou seu pau com firmeza no meu cuzinho e foi penetrando deliciosamente até o talo... eu gritei alto mas não foi de dor e sim de safadeza e depois de alguns segundos passei a rebolar devagarinho sussurando toda putinha:

-aiiii... que delicia seu pau no meu cuzinho... ahhh... que pau gostoso... me come... seu taradão safado... faz eu gozar... come meu cuzinho arrombado seu tarado gostoso... aiiiii... mete... gostoso... não to sentindo nem um pingo de dor... quero gozar pelo cuzinho... aiiii... mete na tua putinha!

Meu coroa taradão passou a foder meu rabinho sem um pingo de dó me fazendo rebolar loucamente... levar pau no cu era tudo de bom e gemendo bem alto quase gritando gozei como uma cadela e então foi a vez dele gozar urrando de prazer enchendo meu cuzinho de porra quentinha.

Esse relato vai continuar ainda mais sacana e tesudo... aguardem a terceira e ultima parte!!!!

Email: gisellets@outlook.com

trtrtrtrtrtrintw

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
29/08/2018 03:12:40
Belo conto, fiquei cheio de vontade só de ler.
27/08/2018 09:44:18
Outro excelente conto.Aguardo um super final.
16/08/2018 07:04:22
muito bom, vc escreve bem, parabéns
16/08/2018 02:09:27
Mdssssss muito delicioso!!!! Amei
14/08/2018 20:18:51
Outra vez um otimo conto delicia.