Casa dos Contos Eróticos

Conto Real - Minha Vida de Chifradeira - Parte 24

Um conto erótico de Noivinha Chifradeira
Categoria: Heterossexual
Data: 09/08/2018 23:55:01
Nota 6.00

Após a família do Bruno conhecer o Renato, as coisas pioraram muito para meu corninho. Não só a namorada dele o atormentava, mas também sua irmã, e, em menor medida, sua mãe. As duas gostaram muito do meu negro e ele passou a ser convidado frequente da mansão da família. Fomos estudar mais duas vezes na casa deles entre a primeira e a segunda etapa do Enem, que aconteceram em meados de Dezembro. Nas duas vezes, dei um jeito de mandar o corno sair de casa pra eu poder ficar sozinha com meu macho. Desta vez, ao invés de ficar na sala que a família usava pra estudar, ler, ou assistir a algum filme, ficamos no quarto do corno mesmo.

Da primeira vez, não tinha mais ninguém em casa, então foi bem fácil. Era uma Terça à tarde, então a irmã estava na faculdade e a mãe estava com amigas não sei aonde. Tinha só uma empregada na casa, mas ela passava a tarde toda limpando e seria possível ficar no quarto sem chamar a atenção. O plano que bolei foi o seguinte. Ia falar que estava com vontade de comer alguma coisa que não tinha na casa deles e ia mandar o Bruno comprar. Contando 15 minutos pra ir mais 15 pra voltar e mais o tempo do mercado, daria uns 40 min. Pra não dar muito na cara que eu queria ficar sozinha com o Renato, ele também ia sair com o Bruno mas ir em outra direção pra comprar outra coisa em outro lugar. Só que não. Assim, que o Bruno saísse e perdesse o caminho de vista, o Renato voltaria e quando o Bruno voltasse seria só falar que o Renato chegou um pouco mais cedo! Pronto!! Ficaria sozinha com meu macho no quarto do corno sem problemas! Nessa época eu já estava ficando fera em enganar meu capacho.

Assim que o Renato voltou, já foi abaixando as calças. Ele já sabia que ganhava um boquete meu sem ter que pedir. Era só abaixar as calças eu já estava ajoelhadinha na frente dele. Ele fez questão de bater muito na minha cara com seu pau ainda mole. Acho que ele estava ainda mais louco por estarmos no quarto do Bruno. Batia na minha cara, me abaixava pra esfregar meu rosto no seu saco, puxava meu cabelo e me deu uns dois tapas fortes no rosto. Ele sempre era bem mandão e agressivo, mas estar na casa do capacho o atiçou ainda mais. Com as calças abaixadas ele pegou o travesseiro do Bruno e sentou em cima, na cama, pra eu chupar ajoelhadinha. O Bruno ia dormir no travesseiro onde o Renato esfregou a bunda kkkkk. Aquilo me fez molhar muito. Como tinha tesão em zuar meu namorado!!

Para ler o restante entre em www.achifradeira.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
22/09/2018 19:39:04
Pqp! Que deliciaaa
10/08/2018 14:04:25
Já esta sem graça, tá pentendo a vontade de ler já
10/08/2018 14:02:41
Meu essa história não tem fim não,ela nem fode e nem sai de cima. Já vai em 24 episódios e nada
10/08/2018 09:35:12
Agora sim! Vamos ver o que vai rolar na casa de corno. Muita ousadia, acredito que as coisas vão sair do rumo e alguém vai flagrar. Quem?