Meu amigo e minha enteada

Um conto erótico de Binho
Categoria: Heterossexual
Data: 18/07/2018 10:20:07
Nota 9.92

Pra que entendam e aproveitem melhor esse conto o anterior, segue o link...

https://www.casadoscontos.com.br/texto/Continuando, depois do que aconteceu na oficina Emily ficou varios dias sem conversar comigo, falava somente o necessário, a essas altura a pintura tinha acabado, e eu preferi nao forçar uma conversa, toda vez que eu lembrava da situação me acabava na punheta.

Fernando depois de umas duas semanas me chamou pra dar uma volta de carro e falar sobre o que havia acontecido, disse ter ficado espantado com a minha enteada, nao imaginava que ela seria tão safada, pra falar a verdade nem eu, e ele so de falar ja estava de pau duro facilmente percebia-se o volume, ele me perguntou se eu ia achar estranho se me pedisse pra ajudar a comer ela, eu falei que não, que estava tudo bem, na verdade quem estava morrendo de tesão com toda essa historia era eu kkkkkkkk. Bom ele era casado e eu fiquei de tentar criar uma situação.

Passados mais alguns dias Emily pediu pra falar comigo, primeiro ela perguntou se eu estava bravo ou de cara com o que ela tinha feito, falei que nao que tudo bem, entao perguntou se podia se abrir de verdade, lembrando que ate então, conversávamos hipoteticamente e com certo pudor, falei que sim que deixassemos de lado os constrangimentos e pudores desnecessários afinal você chupou a rola do Fernando na minha frente kkkkk, ela sorriu e disse, nossa é verdade né, não sei onde estava com a cabeça, você eu não sei, mas ele estava com a cabeça na sua boca, brinquei....

E que cabeça, que delícia de cabeça, vocês dois devem estar me achando uma putinha, ela disse

Uma biscatinha safada, falei

A conversa foi nos deixando à vontade e mais escrachada, ela falou que depois daquele dia, batia siririca todo dia por várias vezes e apesar de ser virgem, estava louca de vontade de dar pra Fernando, e falou que se eu ajudasse que ela poderia fazer algum favor, favor especial, kkkkk como se fosse necessário, ela toda gostosinha safada, só de imaginar ela metendo com Fernando e sua grande rola cabeçuda me deixava em calafrios de tesão.

Bom pessoal, mas chega de conversa fiada e vamos a ação......

Apesar de eu e Fernando trabalharmos na mesma empresa só conversavamos nos intervalos e com vários outro colegas juntos, entao não falamos desses assuntos, (aliás tenho algumas histórias pra contar sobre ele, mas num outro conto).

Numa quinta ele apareceu no meu setor e disse que sua mulher iria viajar na sexta e voltava no domingo, entao sábado ele na minha casa pra conversar sobre Emily, à quem ele se referia como pitelzinho, sempre aos sábados até as 14 ficávamos só ela e eu em casa, falei pra ele ir cedo, ficou combinado....

Naquele mesmo dia fui buscá-la na escola a noite pra falar que no sábado ele iria em casa, e se ela quisesse seria a oportunidade, ela disse que não, porque Eu estaria presente, falei você que sabe, mas se lembra que você chupou o pau dele na minha frente sem nem perceber, rimos e ela disse, mas é diferente, ainda falei, mas você magrinha desse jeito não tem medo daquele pauzao, ela disse que não kkkkk que na verdade já tinha até sonhado com ele arrombado a bucetinha dela.

Chegou sábado e eu tinha calafrios terríveis só de imaginar o jogo de sedução deles, nem dormi aquela noite de tesão e ansiedade, antes das 8 ele chegou de moto entrou e fechei o portao, assim seria mais discreto, entrou tirou a jaqueta, estava com bermuda larga e regata, cara é sabadão, pausado, e aliás já dava pra perceber que a rola dele já estava meia bomba, a TV ligada num canal automotivo ele sem cerimonias ja perguntou dela, falei que estava dormindo, mas já fui indo em direção ao quarto, quando entrei ela estava acordada, falei que ele estava lá, ela disse : percebi, agora fodeu né, não dá pra correr, que que eu faço? Vai lá e mede a febre, só não faça nada que não quiser, ele não vai te forçar a nada, falei.

Se eu for lá não perco a viagem, falou rindo maliciosamente, e você? Questionou

Falei: não se preocupe comigo kkkkk

Voltei pra sala ele já com a mão no pau por dentro da bermuda, já sacou pra fora e disse olha como tá, tava com a cabeça até brilhando kkkkk, perguntou dela e eu disse que ela já vinha, pediu pra ir no quarto mas eu disse nao, espera ela aqui, e saiba que está me devendo um favorzão, ele disse se eu comer ela te pago depois e riu (alias esse favor rendeu uma história de sacanagem, depois eu conto com o título "o favor")

Depois de um tempinho e de uma banho ela chega na sala, com uma micro saia e uma blusinha que não usa a anos, um balde e um rodo dizendo oi a ele já avisando que iria limpar a casa, kkkkkkk safada, ele quando viu já enfiou a mão na bermuda e pegou no pau, a essas alturas eu estava quase gozando sem nem tocar no meu pau que tbm estava durado, ela já abaixou pra começar a limpar a sala, a minimicro saia subiu e revelou seu grelo avantajado e sem calcinha, depois virou pra mim e abaixou de novo mostrando pra ele, ela olhoupra mim e fez cara de safada, ele tirou o pau pra fora e já esfregou nela, ela largou o rodo e ele começou chupar sua bucetinha por trás, ela ficou totalmente de quatro de frente pra mim , chegava virar os olhos, ele foi deitando ela e chupando todinha, ela dedilhava seu grelinho e gemia, até que ele começou pincelar o pau na portinha da buceta até que ela.pediu pra ele enfiar, mas devagar, ele foi forçando até que entrou, ela de um gritinho e ele parou, mas ela segurou ele pela cintura e puxou ela pra dentro dela, eu levantei e tirei a blusinha dela ele tbm tirou a sua, sai da sala e fui pra porta e fiquei olhando mais de longe, ele fodeu ela de todo jeito, as vezes ela olhava pra mim com cara de puta, saquei meu pau e comecei bater uma ali mesmo, ela olhava e ria

Quando ele anunciou que ia gozar ela pediu pra gozar no peito dela, nunca vi tanta porra, (depois ele contou que fazia mais de uma semana sem meter e sem bater punheta) ela olhou quase que hipnotizada aquele pau gozando bem de frente, pegou a blusinha limpou o pouquinho de sangue do seu cabaço e enfiou na boca, chupou muito e nisso quem gozou feito cavalo foi eu, ele começou a urrar e gozou de novo na cara dela, foi bem menos, mas o suficiente pra ela correr pro banheiro, depois ela voltou, ele estava sentado no sofá, com pau meia bomba eu no outro sofá, ambos sem falar palavra, ela deu um beijo nele se despediu e foi pro quarto, ele se vestiu e foi embora, eu ainda falei pra nao esquecer do meu favor kkkkkk.

depois eu fui ao quarto dela, pra minha surpresa quando entrei de surpresa ela dedilhava a buceta e me disse: olha o estrago que ele fez aqui, a bucetinha estava toda inchada, e disse ainda nossa vc bateu punheta e gozou na minha frente, eu disse que não resisti, e que ela tinha uma bucetinha deliciosa, perguntei ainda se uma surra de pica não tinha sido suficiente, se ela nao queria mais, confesso que se ela falasse que sim teria cometido incesto e comido ela ali mesmo, mas ela disse, que sim estava com tesão mas que nao poderíamos fazer nada, aliás já tínhamos ido longe demais, e que nao tinha esquecido do favor que havia prometido kkkkk

Depois daquele dia nos tornamos muito íntimos, perdemos totalmente a vergonha um do outro, nos tornamos cúmplices.

Os favores foram pagos, e renderam mais duas histórias que contarei aquiContinua.....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
28/07/2018 16:56:02
Bem que eu havia previsto que essa enteada ia dar o que falar. Agora já se entregou paa esse amigo e pior, gostou. De qualquer modo, estou curiosa em saber sobre as compensações que você vai ter com esse amigo. Com certeza virão mais histórias tão excitantes como foi esta. Muito obrigada pela leitura e comentário no meu. Beijos.
27/07/2018 04:14:57
adoraria conhecer ela..tem fotos dela? frankazevedo95@gmail.com
26/07/2018 18:00:33
Querido!!!... Sua avaliação no meu conto me deixou muito feliz. Putz, sei como é difícil segurar a vontade, quando o objeto do desejo pertence à nossa mãe. Acho que a Emily perdeu o cabaço com teu amigo, pensando em vc. Igual eu... RsrSrs... Outro dez pra você. Beijaaauuummm*-*
26/07/2018 11:46:28
Dizem que depois da porteira aberta, é só esperar a boiada passar. Agora ninguém vai segurar a Emily. Minha intuição de mulher diz que no fundo, ela queria era vc. Porém, o freio moral impediu de se entregar ao padrasto. O que pelo jeito ela vai fazer logo logo. Rs. Mais um dez merecido. Bjs.
24/07/2018 11:22:40
Cara, cada vez melhor tuas histórias com essa enteada safadinha. Sortudo foi o teu amigo em tirar o cabacinho dela. Agora que já foi arrombada, a porteira está aberta pra você meter gostoso nela também, com mais vantagens por morar junto. Voltarei depois para ler os próximas histórias que prometem ser ainda mais excitantes. Dá uma lida no conto ¨Minha mulher chorou na rola do garoto¨. Abs.
19/07/2018 06:44:32
Fala a verdade, se esse conto for verdadeiro você já entrou na rola desse cara não é. Do jeito que elogia a manguaça.
19/07/2018 02:40:16
Faço ideia ... Muito bom o conto
18/07/2018 17:52:52
Excelente
18/07/2018 17:50:57
Ótimo conto, espero q o próximo seja muito melhor .
18/07/2018 16:47:13
Delícia, esperando a continuação
18/07/2018 16:20:29
Muito bom, cheguei ficar de pau duro
18/07/2018 12:40:11
Parabéns