Casa dos Contos Eróticos

Dominio dele que levou a ela III

Autor: Mestre X
Categoria: Heterossexual
Data: 11/07/2018 15:22:04
Nota -

Continuando...

No outro dia pela manha, ele me liga, dizendo que assim que voltou para casa ele pegou a calcinha, foi para o banheiro para disfarçar, quando voltou para o quarto, pediu para esposa colocar a calcinha, que ele tinha gozado nela e queria ver ela com a calcinha melada.

Ela meio que pasma, disse que tudo bem e colocou a calcinha toda gozada. Ele passava a mão por cima para deixar os pelinhos dela todo meladinho e que depois caiu de boca, lambendo ela todinha. Disse que a mulher ficou louca e acabou gozando na boca dele, quando terminaram, ela saiu do quarto e ele acabou de limpar a calcinha, esfregando os dentes para tirar todo o gozo.

Passados alguns dias, recebo novamente o convite para um jantar, como estava mais intimo as novos amigos, fui bem descolado, com bermuda, camiseta e tenis. Cheguei e ja entrei dando beijinho no rosto da esposa, percebi que ambos estavam de cabelo molhado, perguntei para ele que confirmou que tinham acabado de transar, fiquei com tesão e pedi para ir ao banheiro, chegando la vejo a cueca dele no sesto, resolvi gozar nela, chegando na sala, falei o que fiz no banheiro e pedi para ele ir colocar a cueca gozada, ele sem objeção foi e colocou, mandei ficar o tempo todo com aquela cueca e quando eu fosse embora era para ele pedir para ela fazer uma chupeta para ele, acreditando seu pinto estaria todo melecado com minha porra, o que realmente aconteceu, me confidenciando dias depois e disse que ela adorou o gosto, porem sem saber que era minha.

O jantar correu normalmente e quando ele foi lavar a louça, fiquei conversando com a esposa, porem ja olhando maliciosamente para ela, que percebeu e ficou sem graça.

Deixei a conversa fluir normalmente, mas sempre mexendo em meu pinto, senti que ela estava incomodada, mas continuei. O marido então chegou na sala e ficamos conversando nos três, quando resolvemos tomar um vinho, conversa vai, conversa vem e ela ficando cada vez mais alegre, quando por fim ela não aguentou e ficou muito tonta, pediu para ele levar ela para o quarto, prontamente me ofereci para ajudar e fomos levando ela, aproveitei muito no caminho, sempre que podia passava a mão na sua bunda e peitos, chegando até a cochar ela em certos momentos. Chegando no quarto, colocamos ela na cama, ele deu um sinal para mim, fingi que ia sair e fiquei próximo a porta e ouvi ele falando que ele iria tirar a roupa dela, ela perguntou se eu ja tinha saido e ele disse que inclusive ja tinha ido embora.

Ela tirou a roupa, mas acabou cochilando, ele chamava ela e ela não respondia, foi ai que entrei no quarto e vi pela primeira vez ela nua, perfeita, linda. Ele pediu para eu ficar quieto e apagou a luz, veio em minha direção, abaixou meu short e começou uma chupeta muito boa, acabei gozando rapidinho vendo ela pelada, ele pegou minha porra, foi até ela, abriu a boca dela e foi passando todo meu gozo, ela quis devolver, ele falou que era remédio para melhorar o porre, ela acabou bebendo tudo. Ele todo feliz fechou a porta e fomos para sala nos despedir. Quando eu estava saindo, pedi para lele não tomar banho e de manha pedir uma chupeta para ela, para que mais uma vez sentisse o meu gosto que estava na sua cueca e que no próximo jantar, ele iria esquecer que comprar alguma coisa e iria buscar me deixando sozinho com ela.

Conitnua....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.