Matando vontade do cuzinho da minha irmã mais velha.

Um conto erótico de Sr. Sheiik
Categoria: Heterossexual
Data: 03/05/2018 17:16:03
Nota 10.00

Sempre fui um moleque meio tarado desde os meus 15 anos. Tenho uma irmã q é 2 anos mais velha q eu (Hoje em dia tenho 24 anos e ela,26. Mas quando isso que vou contar agora aconteceu,eu tinha 19 e ela 21) e desde os meus 15 anos, observava o jeito e o corpo dela com uma certa maldade. Como sempre fomos muito grudados, tomávamos banho juntos sem problemas,dormíamos juntos só com roupa íntima e ficávamos pelados um na frente do outro também, até que um dia estávamos tomando banho juntos e o sabonete caiu no chão,então,ela arriou de costas pra mim, virando aquela bunda maravilhosa na direção do meu pau (sem intenção de me provocar, era o que eu pensava) e pegou o sabonete. Naquele momento eu n consegui me controlar e fiquei de pau duro, então,fiquei de costas pra ela ,tomei um banho rápido e fui correndo pro meu quarto pra tocar uma.

A noite fomos dormir juntos como sempre e pra me aproveitar um pouco,fiquei de conchinha com ela e acabei pegando no sono. N seria maluco de tentar fazer algo com ela ali do meu lado correndo risco de me pegar na bronha. De madrugada acordei com um movimento estranho na cama,então,abri os olhos mas deixando eles quase fechados e vi minha irmã se masturbando,gemendo baixinho e olhando pra mim com muita cara de tesao,então,Fechei os olhos e fingi q ainda estava dormindo até ela gozar e resolver ir dormir. Depois de um certo tempo ela gozou chamando meu nome,isso bastou pra eu ficar com o pau duro como uma pedra dentro da cueca mas continuei fingindo q estava dormindo e ela logo depois virou pro canto e foi dormir e eu,fui pro banheiro pra tocar uma pq odeio dormir com o pau duro.

No dia seguinte,acordei ela como se nada tivesse acontecido na noite anterior e perguntei se ela tinha ido dormir bem e ela disse q tinha tido uma noite quase perfeita,perguntei o que faltou pra ser perfeita e ela saiu rindo,empinando a bunda pro meu lado só de calcinha e saltitando pela casa pra fazer o almoço,afinal,morávamos sozinhos porque nossos pais tinham se mudado pra duas ruas depois da nossa.

Depois de almoçarmos,resolvi começar a entrar no jogo dela e chamei ela pra dormir um pouco a tardinha. Ela topou e fomos deitar. Esperei uns 5 minutos e comecei a tocar uma,me movimentando bastante pra ela perceber o que eu estava fazendo. Ela estava deitada no meu peito,então ficou meio difícil de ver se ela estava acordada mesmo ou não,mas depois de um tempo,percebi os olhos dela se mexendo e logo deduzi que ela estava acordada apenas olhando eu tocando uma punheta. Quando percebi isso,comecei a dar leves e baixos gemidos chamando o nome dela,assim como ela fez comigo na noite anterior e percebi q ela começou a se contorcer com tesao mas bem lentamente,pra eu não perceber,então,anunciei q ia gozar e ela no mesmo momento pulou no meu pau,falando p eu dar o meu leitinho pra ela e abocanhou o meu pau como um bicho e começou a chupar ele como se não visse uma pica na sua frente a anos,então,gozei na sua boca e ela fez questão de engolir tudinho. Logo depois ela subiu em cima de mim e disse

- Você é um filho da puta por ter me provocado desse jeito.

-Só entrei no seu joguinho,Maninha. - Respondi

E então,ela me deu um beijo e eu já virei ela de costas pra cama,indo por cima dela e tirando toda a sua roupa,o que não era muito difícil pois ela estava com uma blusa minha larga,sem sutiã e só de calcinha bem pequena. Enquanto eu a beijava,ela tirava o meu short revelando meu pau (de orgulhosamente 19,5 cm) duro como uma tora novamente mesmo depois de ter gozado em sua boca. Então,ela veio por cima de mim novamente,sentou na minha cara e começou a me chupar em um maravilhoso 69. Enquanto ela engolia meu cacete todo goela a dentro,eu me acabava na sua bucetinha Rosinha e depilada. Ela já estava molhada e depois q a chupei e ela gozou,ficou mais molhada ainda,então,aproveitei e fui por cima dela já posicionando meu pau na entrada da buceta dela e ela num movimento só,me puxou pra mais perto e meu pau entrou todo,de uma vez só dentro daquela buceta gostosa. Aquilo só serviu pra me deixar mais duro ainda,eu me controlava pra não gozar rápido demais,até pq o tesao era muito grande. Metia forte e rápido nela,afinal,já estava desejando aquele corpinho a bastante tempo. Depois de um tempo metendo nela de frente,resolvi colocá-la de 4 pra ter uma visão melhor do que eu estava fazendo,então,ela se apoiou com as mãos na parede e ficou de 4. Assim que vi aquela bundinha toda empinada pra mim,fiquei maluco e já fui chupando aquele cuzinho maravilhoso e depilado. Cada lambida dava pra perceber que ela piscava p cuzinho. Depois de deixar ele bem molhadinho,meti meu pau em sua buceta e devagar fui enfiando um dedo no cuzinho dela,pra ela ir acostumando. Ela gemia,se contorcia,rebolava como se estivesse pedindo mais,então,coloquei o segundo dedo e ela apertou a almofada que estava na sua frente,deu um gemido alto e começou a piscar mais o cuzinho e rebolar,nesse momento tive que tirar meu pau de dentro dela se não ia acabar gozando sem nem ter conseguido comer aquele cuzinho gostoso. Comecei a fazer um “vem e vai” com os meus dedos dentro do cu dela e quando vi que ela estava completamente entregue e relaxada,tirei os dedos e coloquei só a cabecinha do meu pau pra dentro. Ela deu uma gemida misturando prazer e um pouco de dor mas respirou fundo,foi rebolando devagarzinho e indo pra trás,forçando seu cu contra meu pau que foi entrando cm por cm e a cada centímetro que entrava,ela gemia mais alto,com mais tesao ainda. Depois de um tempo nesse vai e vem pra se acostumar,meu pau já estava todo dentro dela e me peguei metendo nela como um ninfomaniaco que precisava descarregar urgentemente em alguém. Metia como se não houvesse amanhã naquele cuzinho gostoso,ela estava adorando,se fazendo na minha pica e me pediu pra eu comer ela se ladinho,então,ficamos de lado,dobrei minha perna com o joelho pra cima,coloquei a perna dela por cima da minha de um jeito que ela ficasse bem aberta pra mim e meti novamente meu pau em seu cuzinho,afinal de contas,eu estava louco pra gozar dentro dele. Enquanto eu metia e fodia aquele cuzinho gostoso,com a mão livre eu masturbava ela e dava leves chupãos,mordidas e beijos em sua orelha e pescoço. Estávamos com muito tesao e não demorou muito pra ela dizer q ia gozar novamente,então,falei:

-Goza sim,maninha q eu já vou gozar nesse teu cuzinho gostoso.

-Então goza dentro do meu cuzinho que eu vou adorar. -Ela respondeu.

Logo depois disso,ela gozou,rebolando ainda mais o cu no meu pau. Aquele cu piscando e ela rebolando estava me deixando maluco e eu não estava mais aguentando segurar,precisava gozar e gozei... gozei gostoso,gozei quase gritando de tanto tesao e cada vez q eu gemia,ela rebolava mais ainda no meu pau e eu preenchi ela toda com minha porra no seu cuzinho gostoso que agora não era mais virgem. Depois disso fiquei de barriga pra cima,fraco,sem força nem pra dar um beijo nela,então,ela veio por cima de mim,deu um beijo na cabeça do meu pau e me deu um outro beijo na boca e foi tomar um banho rindo e me chamando de tarado.

Depois desse dia continuamos transando e até hoje ainda como aquele cuzinho quando nos encontramos.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
06/05/2018 09:45:56
Maravilhoso!!!
03/05/2018 17:34:01
Ótimo conto! Sou louco para comer o cursinho de alguma mulher, mas a maioria que eu como e que eu como, tem medo disso... Mas logo, logo irei encontrar alguma que de o cuzinhk pra eu meter. Comenta o meu conto e vota nele depois. Abraço