Primo do meu marido meu amante.

Um conto erótico de Docecomomel(Ihgata)
Categoria: Heterossexual
Data: 19/05/2018 15:53:51
Nota 9.33

Oi, meu nome é Laura. Eu sou de interior de Minas Gerais e vim morar na capital para trabalhar e estudar, mas as coisas se complicaram financeiramente e no meio do ano de 2017, para saldar dívidas com alguns credores por indicação de uma amiga e colega da faculdade eu comecei a trabalhar como garota de programa.

Eu sou noiva e tive que mentir para que ele não soubesse o que consistia meu trabalho, era mesmo em finais de semana como meu noivo trabalha em um restaurante em finais de semana sempre está trabalhando e chega tarde... Era algo bem prático eu e algumas amigas ficávamos em um apartamento e nossos serviços eram requisitados, saiamos de taxi para o endereço que nos era passado com uma ou 3 horas no máximo já estávamos de volta. A grana era boa eu só queria mesmo quitar meus débitos e sair desta vida de sexo fácil, mas prazer mesmo quem sentia era o cliente.

E assim naquela sexta-feira eu tive uma surpresa me foi passado um endereço e eu fui toda vestida com roupas bem justas e decotadas foi aí que me aconteceu uma surpresa.

Quando desci do taxi com endereço em mãos fui até o apartamento me fiz ser anunciada entrei no elevador quando cheguei no apartamento e toquei a campanha, levei um susto pois quem abriu a porta do apartamento foi o Valter um amigo e primo do meu noivo.

-Procurei disfarçar meu desespero e vergonha, mas não teve jeito foi aí que ele me convidou a entrar.

-Hum a noivinha puritana do meu primo faz programa é?

Eu tentei argumentar se pudesse eu fugiria dali, mas não dava mais tempo, ele havia combinado o programa. Ah então a moça que faz de tudo lá na casa é você é?

Ele estava que meio surpreso e me perguntou porque eu estava fazendo programa?

-Foi ai que passei a contar a minha história toda e ele entendeu. Só cogitou se meu noivo sabia disto?

-Não e nem pode saber assim que colocar em dias meus compromissos saio desta vida!

Apesar de ser muito amigo do meu noivo ele disse que iria guardar segredo deste deslize meu, mas ele havia chamado uma mulher para satisfazer suas necessidades sexuais então teria que ser atendido como qualquer outro cliente.

Éramos apenas conhecidos ou seja poucos amigos mas não muito chegados, mas agora a situação era outra. Eu era uma prostituta e seria a vadia que ele chamou para ficar algumas horas com ele então teria que cumprir ele sabia que eu estava tensa.

Mas foi assim que ele segurou em meus ombros me abraçou e começou a me beijar o pescoço. Foi muito bom, sentir o calor do seu corpo junto ao meu e como dizem, ele sorriu e disse relaxa Laura se está na chuva é para se molhar!

Sorri e disse que faria um agrado se ele mantivesse o segredo deste meu deslize do meu noivo e de todos.

Ele com a maior cara de safado sorriu e jurou que ninguém nunca saberia. Mas dependia só de mim!

Sentamos em um sofá, ele me puxou e me colocou em seu colo, eu fiquei encaixada de frente, pra ele que via minha calcinha vermelha de renda que dava para ver quase toda minha buceta. Eu estava usando como sempre uma minissaia calcinha.

Começamos a nos beijar eu sentia cada vez mais seu pau teso dentro da bermuda de tactell. Ele acariciava meus seios enquanto eu rebolava sobre suas coxas.

A coisa foi esquentando muito, até que ele abaixou o short e botou o pau para fora. Bem teso grosso e cabeçudo deveria tem uns 20 cm mais ou menos bem maior da média.

Me tirou a calcinha com um puxão ela se abriu na lateral, foi ai que ele me levantou e me fez sentar com a buceta em seu pau que entrou escorregando macio, ambos estávamos bem excitados. Porra entrou todo pau de vez.

Caracas ele pedia para rebolar, eu subia e descia sentando em seu pau, nem camisinha ele botou. Foi ai que ele com muito tesão explodiu me enchendo a buceta de muita porra.

Eu sentia o pulsar daquele pau inteiro dentro de mim, e fui me contorcendo de prazer ... Ai fomos tomar um banho no banheiro o chupei deliciosamente, e o mesmo ele fez me fazendo gozar em sua boca.

Ai terminamos o banho ele me levou até seu quarto me colocou na cama, me chupou deliciosamente me fazendo gozar como nunca, em seguida me pediu para ficar de 4 e com seu pau teso me penetrou me fazendo gemer de tesão.

Eu sentia sua bolas batendo em minha bunda. E foi assim pela segunda vez que fomos ao Delírio, com gemidos e urros eu sinto ele se contorcendo e me enchendo de porra.

Caracas aja leite foi ai que eu me levantei e senti escorrer pelas minhas coxas. Fui correndo pro banheiro fazer uma ducha íntima.

Quando eu voltei ele estava em pé com a carteira na mão e algumas notas.

Fiquei em choque porque eu nem iria receber nada, pois foi muito prazeroso, mas nada disse peguei as notas me vesti e fui embora.

Fui para casa e como de costume cheguei e transei com meu noivo, contando-lhe minhas façanhas do dia corrido que tive na faculdade. E foi assim pela terceira vez naquele dia minha buceta foi lubrificada com mais porra.

Depois de 2 meses eu não fui mais fazer programa, mas eu não sei se foi sorte ou azar mas foi algo que me fez repensar em minha vida.

Aconteceu que minha menstruação não veio e eu pude então comprovar que estava gravida. Meu noivo adorou, fez festa, demos entrada nos papeis para casar mas eu fiquei na dúvida de quem era na verdade o filho do meu noivo ou de seu primo.

Juro a vocês que eu não tinha a menor ideia de quem era o herdeiro.

Mas o pior não aconteceu quando a criança nasceu, pois é muito parecido com os irmãos do meu marido que são todos morenos de olhos castanhos bem diferentes do meu marido.

Ainda bem que o besta do meu noivo aceitou sem cogitar nada, e como dizem por aí, pai verdadeiro é quem cria.

Ai depois de 8 meses estou em casa e vejo alguém chamar, ai eu levo outro susto era o primo do meu marido que quando me viu pálida me acalmou.

Calma apenas quero ter certeza das minhas suspeitas.

E assim ele pegou meu filho no colo embalou olhou e apenas disse quando eu vou batizar meu filho?

-Eu gelei ele sorriu e disse que não pretendia ser pai, basta-me ser padrinho quero está sempre por perto.

E assim aconteceu batizamos o guri, meu compadre sempre vem até nossa casa e agora vez ou outra quando podemos transamos.

E a cada die me sinto realizada por ter dois machos bem vigorosos que me proporcionam muito prazer... Para que coisa melhor?

Docecomomel

Instagram:docecomomelcontos

Feira de Santana,18 de maio de 2018

Bahia Brasil.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
28/05/2018 03:53:49
Excelente
20/05/2018 11:02:14
Legal. A maior parte do conto parecia que vc ia se dar mal. O final foi satisfatório pra todo mundo
19/05/2018 22:09:29
Muito bom!
19/05/2018 18:40:37
Delicia