Minha Esposinha Aurora: Terminando o serviço

Eae pessoal! Tudo bem com voces? Espero que sim! Bom pessoal, hoje vim aqui mais uma vez para trazer para voces mais um ocorrido entre minha esposinha Aurora e eu. Como é de costume, eu aconselho a voces lerem os 7 primeiros acontecimentos, assim voces não ficam perdidos e conseguem entender melhor este texto.

Bom, vamos la! Após o ultimo acontecimento (O assalto), confesso que o clima ficou meio ''pesado'' aqui em casa, mesmo fingindo que nada daquilo tinha acontecido, eu estava meio envergonhado com Aurora, e ela também parecia estar meio envergonhada, ou meio constrangida. Enfim, os dias foram se passando e nós deixamos aquela noite para trás.

Bom, a algumas semanas atrás eu tinha encontrado meu amigo Kelvin na rua, aquele mesmo do 5a texto que eu trouxe aqui pra voces (Pagando um boquete), que Aurora pagou um boquete para ele mas não terminou por que o sogro dele precisava ir ao hospital. Enfim, nus cumprimentamos normalmente, para ele eu não sabia de nada do que tinha acontecido entre Aurora e ele, mas mesmo assim senti ele um pouco envergonhado, estava meio que evitando de olhar na minha cara, mas como somos amigos de longa data, não demorou muito para ele ficar mas a vontade. Ele comentou comigo que estava com um vazamento no telhado de sua casa, e eu como um bom amigo me ofereci para ir la ajuda-lo, marquei com ele de ir la no final de semana. Fui la sozinho, sem Aurora, passei a manhã de sabado na casa dele o ajudando, almocei e vim embora, mas durante a minha passagem na casa dele, eu não parava de pensar em Aurora o chupando, aquele pensamento não saia de minha cabeça, fui para casa alimentando aquele pensamento. Nos dois dias seguintes, em casa, eu olhava para Aurora e imaginava ela mamando Kelvin, eu já estava ficando perturbado com aquilo na minha cabeça, até que cheguei a conclusão de bolar uma ideia para que Aurora pudesse ''terminar o serviço'' com Kelvin.

Pensei em ir com Aurora fazer uma visita a Kelvin, mas Brenda, a esposa dele estaria la, então não iria dar certo. Então a unica alternativa que vi era chamar Kelvin para vir aqui em casa para me ajudar num possivel problema no meu chuveiro, claro que era armação, eu só mexi na resistência do chuveiro para que Kelvi pudesse vir aqui me ajudar. Ele trabalha com eletrecidade, então foi a jogada certa! Marquei com ele de resolvermos este ''problema'' no sabado de manhã.

Chegando o grande dia, Kelvin me ligou cedo da manhã para avisar que estava vindo, assim que desliguei o telefone, preparei o carro para sair, claro que eu não iria para lugar algum, eu apenas iria fingir que iria abastecer, e com isso deixaria Kelvin e Aurora a sós. Na verdade eu apenas iria deixar o carro estacionado na rua de trás.

Neste tempo que fiquei a espera de Kelvin, Aurora acordou, meio tonteada de sono, e me perguntou o que estava acontecendo e quem tinha ligado, e eu respondi:

-Era Kelvin, meu amorzinho. Ele esta vindo aqui em casa para dar uma olhada no nosso chuveiro.

Ela respondeu:

-Ata amor, entendi.

Segundos depois Kelvin bateu na nossa porta, eu o cumprimentei, e quando ele viu Aurora senti que ele ficou meio sem jeito, mas entrou em nossa casa. Eu virei para ele e disse:

-Mano, vou ter que dar uma saída, vou ter que levar o carro para abastecer. Já já eu to ae pra te ajudar no serviço.

Ele respondeu:

-De boa mano, vai la, vou terminar isso aqui bem rapido por que preciso voltar logo para casa, pois Brenda não esta muito bem.

Eu disse:

Beleza mano, melhoras para ela, jaja to de volta, fui!

Antes de sair, beijei a testa de Aurora e sussurrei em seu ouvido:

-Amor, ele vai fazer o serviço no nosso chuveiro, e voce pode terminar o seu...

Ela me olhou com uma cara de surpresa, acho que não esperava. Então sai, tirei o carro e estacionei ele na rua de trás, voltei andando para casa. Chegando no portão de casa entrei bem cautelosamente para não fazer barulho, olhei na janela da sala e eles não estavam la, olhei na janela do quarto e também não estavam la, acabei que encontrei eles na cozinha com Aurora ''terminando o serviço''.

Chegando la vi os dois em pé, Aurora estava com a mão no pau de Kelvin, ele ainda estava de short, ele parecia estar meio nervoso, senti que ele queria mas ao mesmo tempo parecia estar preocupado com minha volta, ou até mesmo pensando na nossa amizade e com isso o deixando envergonhado, mas estava de pau duro e Aurora estava se jogando com tudo em cima dele.

Até que então, Aurora se agachou, e arriou o short de Kelvin que como estava de pau duro, assim que Aurora tirou seu short seu penis bateu na cara de Aurora que começou a chupa-lo! Nossa! Que tesão! Mais uma vez vi minha esposinha agachada mamando outro homem! Ela chupava manhosa aquela pika, brincava com a cabeça do pau, passava a lingua nas bolas dele, enfim, uma verdadeira boqueteira!

Durante o boquete, Kelvin ficava olhando para a porta para vigiar se eu chegava. Enquanto isso Aurora se acabava com sua rola.

O tesão aumentou mais quando Aurora enfiou toda a rola de Kelvin em sua boca, e ficou com a cabeça indo e voltando, com a rola dele entrando e saindo de sua boca!

Depois disso ela colocou sua boca até a metade na rola de Kelvin, e com a outra metade da rola ela ficou segurando com sua mão, com isso ela começou a bater uma punheta mas com a boca na metade da rola de Kelvin! Aquilo foi uma delicia! Eu já estava com a piroca toda envernizada! Prestes a gozar! Mas quem gozou primeiro foi Kelvin! Isso mesmo! Ele não aguentou aquelas ''bombadas'' que Aurora dava em seu pau e o mamando ao mesmo tempo, gozou ali mesmo, dentro da boca de Aurora que quanto mais bombava seu pau, mas leite saia, chegando num ponto em que Aurora '''devolvia'' o leite em seu pau, ficando toda babada e até mesmo deixando cair a porra no chão! Ela não parava de mamar, parecia estar louca de prazer por aquela rola.

Pra minha ''decepção'', após a gozada e tanta que Kelvin deu, ele não comeu Aurora, eu esperava que ele metesse seu cacete em sua bucetinha, mas ele não fez isso, colocou seu short, mandou ela se limpar e foi para o banheiro consertar o chuveiro. Eu não sabia que Kelvin era homem de uma foda só, esperava mais dele.

Enfim, voltei para pegar o carro e coloca-lo na garagem, chegando em casa, Kelvin estava saíndo, disse que o problema era na resistência do chuveiro e já estava tudo certo e que precisava ir embora por que Brenda tinha le ligado dizendo que não estava bem, eu o agradeci, apertei sua mão, e nus despedimos.

Entrei para dentro de casa, e chegando na cozinha vi Aurora com o pano na mão para limpar toda aquela baba no chão. Eu cheguei perto dela e tirei o pano de sua mão, ela olhava pra mim como uma cachorrinha que tinha cumprido com seu dever, me olhava com uma cara de safada, com uma cara de sonsa. Cheguei mais perto dela ainda, ficando cara a cara com ela, e quando chuguei perto de seu rosto, ela abriu sua boca lentamente, e quando vi, ela estava com toda a porra de Kelvin em sua boca!

Aquilo me subiu a cabeça! E quando ela fechou a boca para engolir aquilo tudo, eu disse:

-Espera...! Não engoli não!

Segurei ela pelos braços, levei ela até o local da cozinha que estava com o chão todo babado de porra e com a baba dela, tirei seu shortinho (ela ainda estava usando seu shortinho douradinho de dormir), coloquei minha mão em sua boca e mandei ela cuspir toda porra de Kelvin em minha mão, e ela me obedeceu, abriu sua boca e pós toda porra de Kelvin em minha mão como uma cadela submissa!

Pedi para que ela ficasse de 4, e ela ficou, assim que ela ficou de 4, passei a lingua em seu cuzinho e passei minha mão que estava com a porra de Kelvin todo no seu cuzinho, enfiei até o dedo la dentro! Peguei toda a porra e baba do chão e coloquei tudo em seu cuzinho!! Depois de deixar o cuzinho dela todo meladinho de porra e baba dela mesma, mandei ela se levantar e pus seu shortinho douradinho de dormir e mandei ela voltar pra cama. Ela passou o sabado todo com o cuzinho sujo de porra e baba, eu não quis que ela tomasse banho.

Durante o dia não tocamos mais no assunto, o que havia acontecido naquela manhã já tinha morrido, mas o cuzinho dela continuava todo sujinho.

Os dias se passaram e não tocamos mais no assunto, voltamos com nossas vidas normais e sem aventuras por algumas semanas! Obviamente que na noite daquele sabado ela tomou banho e se lavou, mas antes de irmos dormir, nós transamos e gozei no cuzinho dela, deixando-a dormir com o cuzinho todo cheio de minha porra

Bom pessoal, este foi mais um acontecimento entre eu e minha esposinha Aurora, espero que voces gostem. Até qualquer outro dia!! Valeu !!

OBS: Irei deixar o link do texto 5 (Pagando um boquete) que foi praticamente o pontapé para que este fato acontecesse.

LINK: https://www.casadoscontos.com.br/texto/

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/05/2018 13:12:28
excelente