Meu professor meu macho Safado.

Um conto erótico de Docecomomel(Ihgata)
Categoria: Heterossexual
Data: 14/05/2018 04:59:53
Nota 10.00

Olá Meu nome é Larissa, tenho 18 anos, sou morena cabelos cacheados na altura do ombro 1.62 de altura 56kg.

O que vou contar a vocês aconteceu no ano passado. Estava eu no colégio assistindo aula de história. O meu professor é muito bonito tem a pele morena com os cabelos loiros e olhos verdes ele é muito lindo. E quando chega no colégio montado em sua potente motocicleta todas as alunas do colégio suspiram por ele. Seu nome é Gustavo. Bom ele sempre me deu uma atenção especial e eu sempre gostei dele tanto como homem e como professor. Ele mora em um bairro perto do meu sempre o vejo passando em dias de domingo. Iriamos fazer prova e neste dia ele estava vestido com um jeans apertado e uma camisa preta, estava lindo. O jeans justo marcava mais o contorno do seu corpo mas não de maneira vulgar, mostrava suas coxas grossas e seu membro ficava bem demarcado.

Era um motivo a mais paras todas garotas se sentirem atraídos por ele. Mas finalmente foi feita a prova e mesmo antes de todos entregarem ele já ia corrigindo. Eu fui uma das que entreguei primeiro, havia estudado pouco.

Mas enfim quando acabou a aula ele me falou para eu aguardar na sala que ele queria falar comigo ...

Fiquei pensativa e ansiosa foi ai que meus colegas foram dispensados, quase todas as turmas os alunos iam saindo. E eu fiquei lá a espera do professor.

A minha turma foi todos dispensados e eu fiquei com ele na sala.

Ele sentou se em sua mesa e pediu para que sentasse bem próximo a ele para conversamos. Eu estava nervoso, pois eu gosto muito dele, me sentia atraída por ele. Foi assim que ele me olhou nos meus olhos e disse que eu precisava melhorar muito minhas notas e que ele poderia me ajudar, eu fiquei sem saber o que falar pois fui pega de surpresa, mas mesmo assim ainda gaguejando perguntei de que forma ele poderia me ajudar.

- Bem você bem sabe que nada é de graça, mas só precisamos fazer um acordo!

–Acordo professor eu indaguei?

- Sim nada que você não possa cumprir.

-Bem professor eu não tenho como pagar aulas particulares?

-Mas me diga o que posso fazer para não perder este ano letivo? -Qual é o acordo?

Foi assim que eu perguntei qual era o acordo, mas ele só disse que eu teria que aceitar antes dele dizer do que se tratava e tinha que guardar segredo.

-Entre o medo de perder o ano eu perguntei a ele do acordo e disse que aceitava.

- Foi ai que ele me olhou acariciou meu rosto e disse que queria que eu fosse dele. Que há tempos que me paquera que até procurar saber onde eu morava ele já tinha feito isto.

Eu fiquei muda com a surpresa ai não respondi, pois não sabia se estava assustada por ele gostar de mim ou surpresa pois finalmente o meu sonho iria se realizar.

Nos encaramos por um tempo e ele me puxou para seus braços e me beijou, um beijo doce e suave como são os beijos de pessoas apaixonadas.

-Eu correspondi a seus beijos e me aninhei em seus braços foi ai que depois ele me perguntou se eu toparia ir até a casa dele no final da tarde?

Eu balancei a cabeça com sinal de positivo.

-Aí nos beijamos outra vez.

As coisas começaram a esquenta ele foi passando as mãos em minhas pernas e na minha bunda. Eu falei pra ele parar pois alguém poderia nos ver e queria problemas com a direção do colégio nem pra mim nem pra ele.

-Ele sorriu e falou que gostava de perigo, que adrenalina era prazerosa.

Mas paramos, ele me passou endereço dele e eu fui saindo sem nem olhar para trás.

-Fui para casa decidida em ir me encontrar com meu professor, não pelas notas, mas pelo paixão de adolescente que eu sempre nutri por ele, agora queria me tornar uma mulher no sentido amplo da palavra eu queria era sexo.

-Às 17 horas em ponto cheguei em sua casa, tomada banho cheirosa e depilada.

Assim que entrei ele me abraçou e com um sorriso disse que estava ansioso me esperando.

Ele foi desabotoando minha blusa e começou a apalpar meus seios em pouco tempo mamava me deixando zonza de prazer.

Aí como era bom! Eu gemia baixinho e ele me chupava com mais vontade.

-Ai depois de um tempo me levou até um sofá depois, me colocou sentada sentou-se no tapete e foi levantando minha saia, ai passou a mão sobre minha calcinha ficou acariciando minha bucetinha que já estava meladinha de muito tesão. Foi ai que ele se inclinou sobre meu corpo e começou a me chupar, eu gemia e o chamava de professorzinho safado.

Ele me chamava de ninfetinha puta, minha alumina safadinha. E logo ele começou a beijar-minha pepeka, e sugava meu clitóris, a apalpando meus peitos e chamando de lindos, enfiava a língua inteira na chaninha eu gemia e urrava igual uma gata no cio. Foi ai que eu explodir em um gozo intenso Gustavo não parava de me sugar e sempre falava palavras obscenas dizendo que ia me matar de gozar. Era e foi e delicioso gozar em sua boca gulosa, mas o melhor ainda estava por vim, quando ele me pede pra para eu fique de 4 no sofá que tinha uma surpresinha para mim.

Eu é claro que fiquei curiosa, mas ele não falou nada ai eu fiquei na espera. Enquanto ela saiu da sala me deixando a sua espera, mas logo ouvi seus passos quando ele voltou.

Ai me pediu para fechar os olhos ele veio até junto de mim, colocou-me uma venda, me segura pelo rosto e fica de frente de onde eu estou, segura com firmeza nos meus cabelos e fala com voz autoritária. Chupa putinha meu pau, você gosta de leite?

Então vem mamar gostoso no teu garanhão, eu nem bem tinha ouvido suas ordens comecei a chupar seu pau como uma desesperada, apesar de estar com uma venda nos olhos percebia que estava depilado, cheiroso e que era bem grosso seu pau, chupei como queria desde sempre foi ai que meu professor safado socava sem dó seu pau na minha boca, tinha momentos que cheguei a engasgar, ai ele parava em seguida metia sem dó ai eu aproveitava com uma de minhas mãos batia siririca até gozar gostoso.

Foi ai que tirou seu pau de minha boca me virou no sofá veio por cima e começou a me foder eu rebolo e começo a gemer alto até ambos gozarmos. Meu professor Gustavo ficou atracado em mim por um bom tempo. Acariciava meu corpo inteiro, falava palavras carinhosas dizia que foi como sempre ele imaginou ai o tempo foi passando, seu pau não amolecia ai ele tirou de dentro da minha buceta ainda teso, deitou no sofá e tirando minha venda me arrastou para cima dele. Foi ai que recomeçamos uma nova trepada, eu galopei em seu pau como uma verdadeira amazonas. Subia e descia com muita leveza.Gozei de estremecer meu corpo quase ficando em transe. Foi ai que ele tomou as rédeas da situação se apossou de meu corpo como se fosse meu dono, meu macho e garanhão, Veio por cima na posição de frango assado e recomeçou a estocar seu pau com muito vigor em poucos minutos sentir sua porra esguichar dentro da minha buceta. Sua respiração ofegante demonstrava o êxtase intenso que sentíamos naquele momento.

Depois nos recompomos e nos vestirmos ele me deu uma carona até em casa. Então depois deste dia eu nunca mais parei de transar com ele, apesar de sentir ciúmes das moças do colégio procurava agir com naturalidade pois sabia que quando ele saísse do colégio era para meus brancos que ele vinha.

Já se passaram 4 anos, já me formei, casamos e somos muito felizes. Foi difícil no início mas quando se ama as barreiras não são empecilhos para ser feliz: Pois bem depois eu conto o restante de nossas aventuras que não foram poucas.

Espero que tenham gostado... Até a próxima.

Docecomomel

Me sigam no instagram:Docecomomelcontos

Feira de Santana, 14 de maio de 2018

Bahia Brasil.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
28/05/2018 03:32:23
Excelente conto continue
17/05/2018 15:48:56
Delicia!
15/05/2018 10:22:08
Minha linda, gostei do seu conto. Tão bem escrito que tive a impressão de vê-la praticando tudo que conta com esse professor... Essas paixões entre alunos e professores acontece muito. No colégio em que leciono, já aconteceu algo igual. Eu mesma, com autorização do meu marido, transei com um ex-aluno. Desejo sucessos ao casal. Nota máxima... Me visite, lendo o meu. Beijinhos.
14/05/2018 10:15:34
Delícia de conto! Quando puder leia os meus no site sexcontos: <a href="http://www.sexcontos.com>www.sexcontos.com>www.sexcontos.com</a>
14/05/2018 10:15:03
Delícia de conto! Quando puder leia os meus no site sexcontos: <a href="http://www.sexcontos.com>www.sexcontos.com</a>