ENQUANTO PAPAI ME PASSAVA UM SERMÃO, SEU MELHOR AMIGO ME PASSAVA A ROLA – PARTE 1

Um conto erótico de llubebutt
Categoria: Homossexual
Data: 02/05/2018 02:08:20
Nota 10.00
Assuntos: Gay, Homossexual

Papai, sempre teve um pé na roça!! É incrível o que o macho faz para sair do tumulto da cidade. Aceita qualquer convite para cair no mato!!!

Apesar do coroa se amarrar na fazenda de vovô, há alguns meses atrás, ele recebeu uma excelente proposta. Um de seus conhecidos estava muito apertado e resolveu colocar seu rancho de pesca, localizado às margens do Rio São Francisco à venda por um preço mais que do que acessível. Papai fechou o negócio na hora, e resolveu não divulgar à quase ninguém sua aquisição. As únicas pessoas que sabem do imóvel, somos eu e o melhor amigo de papai, o Engenheiro Braga. Mamãe nem sonha com o tal rancho.

Decidido a relaxar no final de semana seguinte, Papai convidou a mim e ao seu amigo Braga, para uma pescaria em seu novo Rancho, que se encontra em ótimo estado e todo mobiliado. Além disso, o rancho ainda tem um barco a motor semi novo, pronto para navegar e pescar no velho chico

Assim que tomei conhecimento, que além de mim e papai, o Engenheiro também nos acompanharia, fiquei doidinho de tesão, pois o macho é de responsa, pra caralho - DE-LI-CI-O-SO e paceirão de papai, em todos os sentidos.

Como tinha certeza da putaria dos dois, resolvi não falar nada até chegarmos no rancho. Pois como estaríamos apenas nós três, quando eles resolvessem se pegar, obviamente me colocariam na roda, ou melhor no meio deles.

Mas minha certeza, quase me fez ficar sem a caceta de Braga atolada no cu. Papai tinha um segredo, que eu nem em sonho poderia imaginar. TINHA UM CIÚME MORTAL DE MIM. Só descobrir tal sentimento minutos antes de nossa viagem.

Sem ter noção do doentio sentimento de papai, por mim, como sempre resolvi provocá-lo:

- E aí, coroa? Preparou bem esse rabinho, para levar rola de dois machos?

Imediatamente, papai enfureceu-se, aproximou-se de mim, totalmente trêmulo, pálido e agressivo e segurando fortemente meu braço esquerdo, me respondeu:

_ PRESTE BEM ATENÇÃO SEU MOLEQUE IRRESPONSÁVEL!!! SE OUSAR TOCAR NA MÃO QUE SEJA, DE BRAGA, LHE QUEBRO A CARA, ENTENDIDO? NÃO ESTOU DE BRINCADEIRA , RUBENS. E SE POR VENTURA, BRAGA TENTAR QUALQUER GRAÇINHA PRO SEU LADO, VOU QUEBARA É A DELE, ENTENDIDO?

- Papai, me larga. Me solta!! O que deu no senhor, pai? Se continuar nervoso assim , não arranco pé daqui!! Bateu sua cabeça, foi ??? Porra coroa, qual é a sua??? Me machucou, sabia!!! Nunca levantou a mão para mim!! Que história é essa de quebrar minha cara??? Só fiz uma brincadeira, como todas as outras!!! Desembuche logo. O que está acontecendo com o senhor, papai??? Se não se abrir, não vou para Rancho algum, entendido??

E com os olhos cheios d’agua papai, aproximou-se de mim, abraçou-me e confessou?

_ Não consigo nem imaginar, outro homem te tocando, Rubinho!! Você é meu, filho!! Só meu!!! Conheço bem o safado do Braga e sei que anda de olho nesse seu rabinho. Também te conheço bem, e sei que morre de tesão no macho.

- Já o peguei, te filmando muitas vezes e como sei o tanto que o sacana é gostoso e bom de cama, para garantir, quero você no mínimo a dois metros dele, entendeu, Rubinho?

- Que viagem é essa Sr. Rodolfo? Quer dizer, que só posso trepar com o senhor? È isso mesmo, que ouvi?

_ É exatamente isso. Esse seu cu, não está satisfeito com o trato que estou lhe dando, não? Não quero te ver fodendo com o Braga, Rubinho. Se pegar os dois no flagra, acho que infarto compreendeu, filho?

_ Tudo bem, paizão!! Como estamos de saída, e está muito descontrolado, vamos encerrar esse assunto por hora. Na volta resolveremos isso. Me dê a chave do carro e entre no banco do carona, do jeito que está, nem na esquina chegaremos ! Só me faltava essa!!! Eu crente que treparia com os dois e pelo jeito nem com meu pai, foderei nesse fim de semana. O coroa me fodeu!!! Porra!! Braga vai conosco, ou em seu carro?

- Vai conosco. É um absurdo, dois carros na estrada e três pessoas rumo ao mesmo destino. Estou certo ou errado, filhão?

- Certíssimo coroa!! Pai, vamos dar uma paradinha naquela estradinha de terra, para eu te pagar um boquete? Já que não podemos fazer nada na frente de seu amigo, pelo menos uma gozada, merecemos dar, né não paizão?

- Deixe de bobagens garoto. Vou te foder a valer no meio do mato. É só darmos uma voltinha sozinhos. Lugar e oportunidades para nossas trepadas e que não vão faltar. E já estamos bem atrasados. Braga está impaciente parado em pé na frente do portão de sua casa, resmungando, igual mulheres velhas!!!

- Está adorando depreciar o macho perto de mim, né papai? Mui amigo o senhor é.

Minutos depois de apanharmos o engenheiro, e a caminho do Rancho, resolvi elogiar Braga, para entender até onde ia o ciúme doentio de papai:

- Posso lhe fazer um elogio Braga?

Nessa hora papai me fuzilou com seu olhar.

- Por favor, meu rapaz!! Fique a vontade comigo, viu?

- Acho sua barba e bigode, muito charmosos! Parece ser bem cuidadoso com seu belo corpo, heim, Braga????

- Muito obrigado, Rubinh....

CONTINUA ....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
04/05/2018 14:27:47
Muito bom
03/05/2018 10:39:33
Essa provocação não deixava hen kkkkk
03/05/2018 00:56:25
Botando lenha na fogueira, Kkkk só presta assim. Vai rolar fighter, que comesse o duelo. Oh! Que surpresa, um conto de incesto e não vi uma certa pessoa aqui nos comentários, Kkkk.
02/05/2018 21:06:23
Interessante já gostei......
02/05/2018 12:21:25
PORRA. ESTÁ PROVOCANDO O PAI. ISSONÃO SE FAZ. RSSSSSSSSSSSSSSSS VAI TER O QUE MERECE. QUERIA MESMO QUE SÓ OS DOIS SE RELACIONASSEM. NÃO CURTO MUITO ESSE LANCE DE SURUBAS.