A tulipa rosa 3

Um conto erótico de Arthur & Gustavo
Categoria: Homossexual
Data: 10/05/2018 20:43:02
Nota 10.00

A tulipa Rosa 3

Depois dizem que é a terra e um lugar habitável. A criminalidade, violência.... que mundo e esse? .Derrepente sinto uma luz forte, que impedi de abrir os olhos, tento mais uma vez, era só a luz da lâmpada. Estava num quarto branco. NÃO ACREDITO, como eu vim para no hospital. Tento me meche mas meu corpo dói bastante.

( horas antes)

Eu tinha saído com mais chefe, nem estranhei ia falar de negócios, como nunca trabalhei achei normal. Entre no carro , ele veio com sua mão sobre minha perna, imediatamente tirei, quem ele pensa que sou. O jantar seguiu normalmente, até ele vim com a idéia de passar na casa dele , tentei não ir, por que estava tarde mesmo. Na sua casa ele me entregou os documentos e me robou um beijo, me deu uma raiva. Lasquei um tapa na cara de pau deleDesci no ponto de ônibus mais perto da minha casa. Quando fui abordado por uns ladrões que me abordaram e me bateram, tentei protege meus rosto, até não lembrar de mais nada.

__ Aí- disse tentando me levantar.

__ Acordou- era ele.

__ O que você faz aqui. Cadê meu pai?

__ Quando você saiu da minha casa, vi a burrada que fiz e fui atrás de você. Ajudei você vim para cá- parecia que tinha chorado a noite inteira, quando pronunciou essas palavras

__ A culpa foi minha de ter ido até lá- disse mirando seus olhos.

__ Foi minha Desculpas.

__ Desculpas aceitar.

__ Me dar um abraço- me sentei na cama , ele se abaixou para me abraça, seus braços me envolveram num Abraço apertado. Chegou próximo ao meu ouvindo e sussurrou outro pedido de desculpas.

__ Cadê meu pai - disse saindo de seus braços.

__Foi em casa tomar um banho já voltar. Olha ele- disse e meu pai foi adentrando o quarto- Tchau amanhã eu venho aqui.

__ E como fica , eu tenho que trabalhar.

__ Você precisa descansar- falou saindo do quarto.

__ Meu filho como aconteceu- falei tudo, quer dizer quase tudo omiti algumas partes.

__ Meu filho essa cidade está muito perigosa agora vou buscar e deixar você todos os dias. - falou preocupado.

__ Precisa nao pai- ficamos a noite toda no hospital o médico pediu alguns exames.

No outro dia acordei melhor, com algumas dores mas nada que não posso me atrapalhar. Eu só pensei naquele Beijo, quem ele pensar que sou. Não sou nenhuma putinha que fica dando pro chefe.

__ Posso ir pra casa doutor? - disse ansioso.

__ pode sim- fui para minha casa alegre da vida, detestava hospitais.

__ Filho você tem visita!

__ E a Jessica pai?

__ Não sou eu- respondeu Gustavo com sua voz forte , ecoando pela casa- tudo bom?

__ Estou e o senhor? .amanhã mesmo já posso ir trabalhar.

__ Que bom , fico feliz.

__ Bom vou deixar vocês sozinhos. Disse se retirando de casa.

__ Está bem mesmo disse se aproximando me mim.

__ Estou - respondi e deu 3 passos para trás. Ele veio em minha direção.

__ Quer dizer que estar com saudades do emprego.- dois passos e ele ficaria encima de mim

__ E melhor que ficar sem fazer nada- dei mas um passo pra traz e encostei na parede .

__ E verdade - disse colado ao meu corpo- eles feriram seu rosto disse tocando meus lábios.

__ não muito só um corte nos lábios eu protegi meu rosto- pegou meu queixo, encostou seu lábios no meu fechei a boca e virei o rosto. Enquanto ele acariciava minhas bochechas.

__ Por que você fez isso? - respondeu incrédulo.

__ Isso o que?

__ Não deixou eu te beijar- disse acariciando meus lábios e seu corpo colado ao meu.

__ Quer sexo fácil vai pagar suas garotas de programa , por que não sou essas outras suas secretarias que você comia. - respondeu seco.

__ O que! - disse assustado.

__ Isso mesmo. Você pensar que não sei da sua fama na empresa.

__ Quem te falou isso? . Vou demitir esse infeliz.

_ Cheguei rapazes- disse meu pai adentrando a casa com minha melhor amiga.

__ Gustavo já ia embora né Gustavo?

__ Sim - respondeu intimidado- amanhã a gente conversa.

[

__ Amigo que Deus grego e esse? - perguntou Jessica admirando Gustavo.

__ Pode ficar para você!

__ Meu Deus que homem e esse? - ficamos conversando amenidades até ela ir embora.

Mais um dia amanheceu, acordei melhor não estava sentindo muitas dores. Hoje eu iria trabalhar sim, não gosto de ficar faltando, nem quando eu ia para a escola. Encarar meu chefe depois do quase Beijo que ele me deu, só não se concretizou , por que virei o rosto.

__ Bom dia filho- disse meu pai na mesa do café da manhã.

__ Bom dia pai. Estou atrasado, Tchau!

__ Tchau meu filho- respondeu carinhoso. Meu pai sempre foi carinhoso comigo desde que me assumir gay aos 15 anos. Ele é minha mãe disse que já sabiam, estavam apenas esperando eu falar. Desse então os dois me aconcelharam tomar cuidado, com quem me envolvo. Nunca fiz nada , no paximo uns Beijos sem amassos. Sempre fui focado nos estudos, e pensava que os homens me queria só pra comer.

Muitos homens casados já tentaram me assediar , mas o que um homem casado quer com um garoto? . Minha amiga Jessica disse que sou meio besta, não percebo quando alguém estar afim de mim.

__ Bom dia Arthur - disse Gustavo. - pode vim na minha sala?

__ Bom dia sr Gustavo. Vou nesse instante__ Você está melhor? . Não precisava vim hoje!

__ Estou sim sr Gustavo. E por que não gosto de ficar sem fazer nada.

__ Pois se é assim tá bom. Eu na verdade queria pedir desculpas por ontem.

__ Tá desculpado. Eu que fui grosso .

__ Não foi. Eu que sou um imbecil. Posso pedir uma coisa?

__ Claro.

__ Me dar um abraço .só para mim sentir que você perdou mesmo? .

__ tá bom- disse e ele se aproximou e me envolveu em seus braços.

___ Obrigado. Agora você pode ir ver se tem algum quarto de hotel. Para nossa viagem do congresso .um não dois.

__ Tá ok- liguei para todos os hotéis dessa cidade e nada a cidade não era muito grande. Só encontrei um quarto vazio. Fui visar meu chefe.

__ bom senhor. Acho que não vai dar de eu ir com você.

__ Porque- respondeu surpreso.

__ liguei para todos os hotéis. Só tinha um quarto vazio- no mesmo instante se abriu um sorriso em seu rosto.

__ A cama e de casal?

__ Sim

__ Pois vamos ficar nos dois nesse quarto.

__ Vou não. Eu não vou dormir com o senhor.

__ E só dormir e pronto . Ninguém vai fazer nada.

__ tá bom. Vou dizer que vamos ficar.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
11/05/2018 13:47:41
NOSSA. PERCEBO QUE ESSE CHEFE NÃO VAI DESISTIR DE USAR DESSES ARTÍCIOS PRA CONSEGUIR COMER O FUNCIONÁRIO E DEPOIS DESCARTAR. TOMARA QUE TODOS OS SEUS PLANOS DÊEM ERRADO. NÃO ACREDITO NO PEDIDO DE DESCULPAS DELE. GUSTAVO É UM BABACA, FDP. TEM MAIS É QUE RESPONDER PROCESSO POR ASSÉDIO. MINHA NOSSA MUITOS ERROS NA ESCRITA.
11/05/2018 00:13:05
Está interessante, mas desenvolva um pouco mais os sentimentos e diálogos. Descreva um pouco mais também os ambientes e as passagens de uma cena à outra. Está muito rápido. O tema é muito bom.
10/05/2018 21:02:03
Remorso