O presente - Parte 4

Um conto erótico de Fernanda
Categoria: Homossexual
Data: 09/05/2018 20:20:45
Nota 8.86

Começamos as fotos e como todas já sabiam do meu segredo decidi ficar mais a vontade e trocava de roupa ali no meio de todas, posei pra várias fotos em várias poses e com várias roupas, foi uma tarde de diversão, o que eu pensava que seria mais um teste Marta deu um jeito de virar um ensaio fotográfico, depois de ter feito algumas fotos com as roupas mais compridas fomos para as roupas mais curtas que diga-se de passagem eram as minhas favoritas, nem sei descrever o momento em que eu coloquei um vestido e senti aquele vento subindo nas minhas pernas e me sentindo nua, as saias apertadas me levavam a loucura mas o que marcou mesmo foi quando coloquei uma calça legging, por ela ficar bem apertada marcava a costura da calcinha, me senti tão feminina passando a mão na minha bunda e sentindo o desenho que a calcinha fazia no meu corpo, chegou uma hora que eu tive que me trocar no provador pois meu pau queria endurecer e com isso as vezes saia da posição e sem contar que minha calcinha estava ficando super molhada, antes de colocar a peça seguinte de roupa eu dava uma secada na calcinha pra não aparecer, eu não queria parar com aquilo e o que deveria ser serviço virou diversão, teve uma hora que Marta disse que precisaria se ausentar das fotos e que tinha que fazer uma coisa, vimos ela subindo com algumas sacolas pro andar superior onde ficava o meu quarto e depois descia com as mesmas sacolas sempre cheias, fiquei curiosa mas não paramos as fotos. O dia passou e de noite já pelas 9h quando decidimos parar Marta disse que acreditava que aquelas fotos seriam perfeitas e que pra comemorar deveríamos ir à pizzaria e que ela pagaria mas que teríamos pouco tempo todas nós concordamos e eu pedi uns minutos para tirar a maquiagem e trocar de roupa, Marta disse que eu deveria me apressar então, foi quando a Sarah disse: -Fernanda! Você está tão linda e passa por mulher está maquiada e com as unhas pintadas, você não teria tempo de tirar tudo pra irmos, vamos assim. No momento todas começaram a concordar com Sarah, inclusive Marta, eu estava com um vestido preto rendado que chegava no meio da coxa ele tinha um forro mais grosso na parte da Saia e do seio, protegia o busto mas apenas com renda, meia calça, sapato de salto alto e acessórios, eu até concordei com elas porquê não poderia ir à pizzaria vestido de menino e com unhas pintadas rsrs, entramos no carro e fomos curtir nossa pizza, minha surpresa foi sentar na cadeira pois o pouco vestido da saia só servia para repousar minha bunda e o começo da coxa já sentia a madeira da cadeira, aquele ventinho batendo e caminhando perna a cima me arrepiava eu fiquei com a perna cruzada e sentia aquele atrito que a meia calça fazia quando as pernas se encontravam, eu ficava pensando se todas as mulheres reparavam nisso? Comemos a pizza, conversamos e demos muita risada, uma hora Jéssica disse que seria melhor eu ficar daquele jeito pra sempre pois seria mais uma mulher pra equipe e elas se sentiam mais a vontade comigo daquele jeito, Marta disse ser uma ótima ideia, eu fiquei vermelha como de costume e as meninas riram de mim, eu já não sabia diferenciar a brincadeira do que era sério, eu estava preso em roupas que não eram do meu gênero mas eu também nunca tinha me sentido tão livre e solta, eu estava confusa mas estava gostando. No caminho de volta Marta deixou todas em casa e por último me deixou na loja e quando fui me despedir ela disse que eu poderia ficar com o conjunto branco e me deu um sorriso disse que tinha uma surpresa pra mim mas que me entregaria depois, eu agradeci pelo conjunto mas fiquei curiosa pela surpresa mas subi para meus aposentos fui logo tomar banho tirei toda a roupa e maquiagem e a calcinha estava toda melada, eu estava com um tezão enorme e no banho mais uma vez me masturbei sem pensar em mulher mas sim nas sensações que tive durante aquele dia, abri minha gaveta sem lembrar que estava sem cuecas limpas mas como força do hábito e pra minha surpresa estava cheia de calcinhas e sutiãs, abri a gaveta de baixo e tinha pijamas, baby doll e camisolas e junto tinha um bilhete de Marta dizia: “-Espero que goste, queria estar ai pra ver sua cara pois levei suas cuecas embora, você merece muito mais do que isso, obrigada por tudo.” Eu não sabia o que eu estava sentindo, aquilo me deixou desconfortável mas ao mesmo tempo excitada e como não tinha outro jeito decidi escolher alguma coisa pra usar rsrs, o único jeito era experimentar e foi isso que fiz grande parte da noite, enfim depois de muito tempo escolhi uma camisola curtinha vermelha e sua calcinha era muito pequena, era fio dental e aquele fiozinho penetrava que era uma beleza rsrs, na hora que coloquei aquilo minhas pernas tremeram, eu não parava de me olhar no espelho e a polpa da minha bunda aparecia, meu rosto estava ainda com sombra de maquiagem e minhas unhas pintadas, eu estava me sentindo muito atraente, eu estava me sentindo sedutora aquele dia foi inesquecível, depois de me admirar muito no espelho deitei e abracei meu travesseiro, encolhi as pernas e dormi muito feliz e com a bunda quase de fora rsrs.

Continua...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/08/2018 13:52:36
Esperando ansiosamente a continuação!!!
03/07/2018 07:58:50
Amei! Quero mais! Rssss
25/05/2018 22:51:20
Amiga, AMEI o conto, nós CDS, sabemos o quão gostoso é estar vestidas de forma feminina, é sensacional, prazeroso e excitante, continue o conto. Parabéns.
13/05/2018 13:30:02
Ameiiiiiiii Deu vomtade de voltar a escrever
13/05/2018 05:28:52
Amando tudo, o vestir, o caminhar, ser e se sentir fêmea esse é nosso mundo, o sexo é importante, mas para uma cd, essa experiencia é que proporciona mais prazer. Continue.
12/05/2018 01:06:37
Nossaaaaaa!!! Garotaaaa eu ameeeei!! Concordo com a Su! Continue logooooooooo
10/05/2018 21:08:07
Não comentei nos capítulos anteriores, mas vou comentar nesse. O conto está mto bem escrito e a história maravilhosa. Excita sem conteúdo erótico. Acho que nunca li um conto tão bom. Nem meus contos foram bons, pois não tive ideias tão boas como a sua. Parabéns linda história. Nota dez é muito pouco seu conto merece nota mil.
10/05/2018 15:24:38
Conto muito chato... Desculpe não gostei

Listas em que este conto está presente

Feminização-Sissy
Melhores contos de feminização