uma noite e duas

Sabado dia 05 de maio, fui levar meus pais ate araçatuba em um casamento de um primo, e logico com segundas intençoes afinal eu nao era convidado apenas meus pais mas minha amiga galega, mora la e seria uma otima oportunidade de nos vermos.

Chegamos por volta das 14:00 horas na cidade, fomos ate a casa de meus tios onde deixei meus pais e nao nao demorou muito para minha amiga galega aparecer por la, ja estavamos com tudo combinado, e ela me levou ate a casa dela, fui conhecer seus pais, tomamos um cafe juntos, e depois ela me levou ate seu quarto com uma enorme cama de casal, um lindo guarda roupas com um espelho no meio , entramos e ala fechou a porta e ligou o som um tanto quanto alto, me agarrou e me jogou na cama, me conbriu de beijos e abraços, e foi enfiando suas maos por dentro de meu shorts e eu apertando aqueles seios enormes, e tentando tirar sua camiseta, mas nossas maos s enroscavem e confesso estava um tanto constrangido por fazer ali na casa dela com os pais dela na sala ao lado, mas nao falei nada para ela e começamos a nos pegar logo ja nao existia roupas em nossos corpos e sentiamos a pele quente um do outro se tocando e o ar estava ligado em uma temperatura agradavel e ali era bem melhr que fazer dentro do carro no estaciomento de um shopping em dias de chuva. sentia o cheiro dela, posso ate dizer que usava uma enssencia da linha florata.

A galega nao saia de cima de mim, se ajeitou em mim e cavalgou sem do, gostosamente, nao gemia tao alto como gemia no carro, soltava uns grunidinhos, hora se levantava, hora se abaixava deixando eu sentir seus volumosos seios em meu corpo, e aquela pele macia em mim, aquele corpo quente, aquela xana volumosa e voluptuosa, uma mulher muito quente e sem poder me conter, gozei. Ela continuou em seus movimentos e logo gozou tambem, ME perguntou se havia gostado da supresa preparada por ela e claro que sim adorei, que se pudesse passaria a noite toda ao lado dela, mas nao podeia, precisava levar meus pais a um casamento. E assim nos arrumamos e saimos da quarto , eu com aquela cara de santo e ela com cara de sapequinha, os pais estavam na sala vendo tv, e nem nos olharam quando saimos bem afinal ela ja tem 42 anos, nao e uma colegial. Me levou de volta a casa de meus tio e voltou apara sua casa.

A noite fomos a cerimonia de casamento, e logo depois a festa em um salao afastado da cidade , festa chata, cheia de gente estranha, mas no meio deles uma jovem me chamou a atençao, estava sentada algumas mesas a frente da minha, com dois homens e duas mulheres ela se parecia muito com atriz Sandra bulock, começamos a trocar olhares e ao mesmo tempo que fazia isso conversava com uma amiga que tambem escreve aqui na casa a RUIVINHA , pelo messenger narrando toda a historia toda a ela e como sempre me incentivando a ir falar com a mulher, fui convidado a ir fazer fotos com alguns primos e passei pela mesa dei uma leve piscada com aquele olhar 43, e ela respondeu com um sorriso. Opa estamos bem.

voltei para mesa, me sentei e continue tomando meu refri comendo uns kituts e olhando muito para ela, , depois de alguns minutos resolvi me levantar, passei por ela novamente e com a cabeça a chamei para sair comigo, fiquei no estacionamento esperando por ela, uns cinco minutos depois ela saiu olhando para os lados, um tanto que assustada, veio ate minha direçao e disse, voce e louco, fica me olhando e dando sinais daquele jeito minha cunhada viu tambem e meu marido quase . entao pedi calma a ela, disse meu nome e perguntei o dela, se chama Joice, como disse se parece com a Sandra Bulock com um diferencial os labios dela sao enormes, tentei beija los mas ela nao deixou e entrou no salao novamente, voltei e fui me sentar fui conversar com a RUIVINHA no menssenger. e ela me encorajando a me atirar sobre a Joice.

Ja havia feito fotos com primos tios, estranhos, comprimentado todo tipo de gente, que dizia ser parente, e queria ir embora, mas meus pais estava animados, entao olhei para joice e a chamei novamente para sair e ela saiu. Levei ela ate o carro entramos, e sequer nos falamos, começamos a nos pegar o vestido dela era muito complexo para ser retirado ali dentro e muito justo para subir a barra, mas minhas claças eram facieis de descer mesmo sentado, entao ela começou a usar seus labios pegando meu pau e engolindo engolindo tudo literalmente ate o talo como a mulecada na escola diz hoje em dia. usava sua lingua magicamente, mas o que me encantava e sei que deixa qualquer homem louco sao os olhares das mulheres quando estao nos chupando, aquele olhar me deixava com mais tesao muito mais tesao. e gozei em sua boca.

Apos o gozo ela abriu a porta do carro cuspiu no chao e se levantou, saiu do carro se abaixou disse tchau e foi embora eu ainda fiquei dentro do carro me arrumando, mas neste momento ja se passavam das tres da manha, muitos ja estavam indo embora e quando entrei no salao, nao mais a vi, nao trocamos telefone, email, nada que pudesse me manter em contato com ela novamente.

Mas como sempre deixarei meu email aqui no final, caso voce leia Joice,, ou entao alguem que a conheça em Araçatuba diga para ela entrar em contado. precisamos terminar o que começamos.

kakaexcluido@gmail.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
04/09/2018 14:24:42
Amoreeeee claro que te incentivo, vc é demais, quem dera s todo homem fosse como vc.... Joice qrida se lêr Este conto entre em contato com meu amigo, vc não vai se arrepender