A Argentina urrava e tremia as pernas ao levar na Bunda (Conto com vídeo)

Um conto erótico de MOD (Secret Island)
Categoria: Heterossexual
Data: 08/05/2018 17:05:28
Nota 8.43

Esse foi um caso muito interessante e real. Há anos atrás eu participava de regatas de barco a vela da classe Pinguim e fui competir num campeonato mundial na Argentina. Fomos de navio da Marinha de Guerra pra lá com os barcos no convés.

.

Chegando em Buenos Aires fomos para o Iate Clube de Olivos e eu servi de intérprete para os colegas do meu clube daqui do Rio de Janeiro, pois eu era o único que falava 'portunhol' (português com sotaque espanhol) que pelo menos dava para os muchachos nos entenderem. Só que já entrei falando besteira. Perguntei em bom portunhol: Como se hace aqui para coher ? Eu queria dizer como se faz para correr (regata), mas a palavra 'coher' em espanhol/castelhano quer dizer fuder.

.

Resultado. Foi uma gargalhada geral, se bem que as garotas da recepção tivessem ficado muito sem graça. Uma delas era irmã do nosso melhor amigo local e durante a regata ele veio me contar que a irmã vivia falando que tinha gostado de mim e que queria experimentar dar para um velejador carioca. Ele não se importaria se eu apresentasse a brasileira que nos acompanhava como assistente técnica, e foi isso que eu fiz.

.

Numa noite saímos os 4 para jantar e depois dançar numa boite local em Olivos e acabamos os 4 bêbados no apartamento deste nosso amigo. Lá a garota disse que queria mesmo dar pra mim, só que era virgem e não estava

tomando pílula. Como eu também não tinha camisinha e não queria arriscar engravidar a irmã do meu amigo, eu tímidamente sugeri que a pirocada fosse no cuzinho dela. Ela nunca tinha dado o rabo e ficou apreensiva, mas eu disse

que ia ser bem bonzinho. Brasileiro é bem bonzinho, né ? Principalmente em se tratando de comer o cu de alguém.

.

Como nem vaselina tinha na casa dele, o jeito foi usar manteiga mesmo naquela bundona. Aliás, a argentina tinha uma bunda enorme, e meus colegas a apelidaram de 'Tarzan da Bunda Grande'. Em todo caso, o que abunda não prejudica. Passei-lhe manteiga na porta de serviço, cuspi na cabeça do cacete e mirei no olho do cuzinho da argentina.

.

Eu só não contava que ela fosse gritar (melhor dizendo 'urrar') tanto com a pica no rabo. E além de urrar, as pernas dela ficaram tremendo o tempo todo até que eu não aguentei e vazei a porra dentro das pregas da irmã do meu amigo.

Foi uma experiência inesquecível, e só anos depois eu recebi um pen drive do meu amigo argentino que tinha filmado a enrabada da irmã dele por mim. Estou anexando o vídeo a este conto.

.

Abraço do

MOD (Secret Island)

E-mail: modfant@gmail.com

.

PS: Quem quiser o vídeo deste conto, deixa o email nos comentários aqui em baixo junto com a nota que deu, ou me manda um email pedindo este conto com o vídeo (mas não pode esquecer de mencionar o nome completo deste conto no pedido por email pois temos vários contos publicados) para: modfant@gmail.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
16/09/2018 16:35:08
celojfinato@gmail.com
08/08/2018 00:32:09
fernandozampietro@gmail.com
08/08/2018 00:31:52
Fernandoz
19/07/2018 14:26:16
serginho2886@gmail.com
12/05/2018 00:24:02
Tava pouco inspirado.
10/05/2018 15:44:04
Daqui para baixo, para todos que deixaram o email eu enviei o vídeo deste conto por email.
09/05/2018 10:47:51
Adorei o conto, quero o vídeo.
09/05/2018 06:56:10
Excelente! Mulher que urra assim é uma delícia! maximusjrs@yahoo.com