Podolatria no busão

Um conto erótico de Amarelo
Categoria: Heterossexual
Data: 07/05/2018 17:16:54
Nota 9.67

Sou jovem de 21 anos faço Engenharia em uma Federal do Paraná , sou rapaz alto, cabelos negro (curto) e olhos castanhos , Pego 100 Kg não sou gordo porém nem magro , sou bem resolvido sexualmente levo uma vida sexual ativa para um estudante . Porém sou podolatra não por opção tenho esse fetiche totalmente reprimo dentro mim não consigo aceitar normalidade disso mesmo gostando bastante de pés femininos . Vamos a história vou contar minha primeira experiencia na podolatria que ocorreu muito por um acaso nesse domingo .

Voltando para minha cidade onde faço faculdade depois de um fim de semana com a família preciso pegar 2 ônibus para chegar onde faço faculdade , eu gosto muito de conversar puxar assuntos , contar mentiras pra estranhos durante a viagem é assim que mato tempo , pois no dia-a-dia sou muito extrovertido e inquieto, chegando na troca onde pego outro ônibus (que sempre vai lotado com pessoas em pé) , já tento subir mais rápido possível pra conseguir sentar me deparo frente do busão lotado só tendo vaga mais atrás , sento do lado de uma corôa(aparentando uns 40 anos , asiática muito bonita) cochilando e pegunto.

- moça está domingo ( que pergunta em), posso me sentar ao seu lado

- Claro que pode fique a vontade

Me sento e ela fecha os olhos e volta a cochilar , nisso percebo q ela esta de rasteirinha (não sei diferencia chinelo de rasteirinha ou outras coisas parecidas ) , seus pés muito bonitos devia calçar em torno de 35 36 , já fiquei louco te tesão (não gosto do meu fetiche mas não tem como não esconder) , passado um tempo de viagem ela ela acordou e iniciei uma conversa atrativa pra passar o tempo pergunta padrões , e uma das falas delas eu passo minha canela na sua rasteirinha e derrubo ( ela estava de penas cruzadas na minha direção fazendo ganling acho que é assim que fala).

- Ah perdão deixa que pego pra você

- não precisa eu pego

-não caiu aqui perto de mim

pego e calço nela e falo :

- Nossa você tem pés muito lindos

- A obrigada vc é muito gentil

- Não que isso se me permite dizer você é muito linda , não entenda errado se for casada é um elogio

- Ah casada ? graças a deus não sou mais , você é menino muito bonito , porque elogio aos meus pés

Nisso vi uma oportunidade senti uma maldade naquela pergunta seguida da afirmação que era solteira afinal me considero bem gato , porém o receio de contar um fetiche q não gosto fez que não afirmasse nada só disse

- Ah achei eles bonitos mesmo , só reparei

Nisso ônibus parou na cidade seguinte que desce sempre 60% do pessoal e ficamos avulsos ali no fundo só um ou outra pessoa e ela me fala :

- meu ponto é próximo , que tal você me conceder uma massagem nos meus pés ? já que você achou eles tão bonitos

Nisso eu pessoa que tem respostas pra tudo travei já li vários contos de fetiche sabia que ela estava me provocando e ao mesmo tempo estava com receio de dar um passo na podolatria , pois me contendo em somente me masturbar vendo videos podolatria e não praticar seguir vida normal , fiquei 10 segundos travados sem reação , porém ela era mais esperta já tinha colocado um dos pés em meu colo e disse:

- Não negaria massagem neles né , seja educado juro que eles estão limpinhos

- Claro que não faço sim tenho otima mão pra massagem você vai ver

- ai que maravilha vejamos então!

Nisso meio que dispertei do choque que tomei , ela ja estava de costas pra janela com pé direito em meu colo e esquerdo dobrado , iniciei a massagem nossa q sola macia meu pai estava torando dentro da calça , já tinha feito massagem alguns relacionamento que tira mas aquilo era pura maldade dela sentia aquela ar perverso que ela tinha, durando a massagem ela dava alguns pequenos gemidos isso me excitava ainda mais , fiz 5 minutos de massagem e ela recolheu o pé direito e disse :

- nossa que maravilha , bem que você disse q levava jeito , faz no outro agora .

No que ela estendeu o pé esquerdo foi direto em cima do meu pau durasso como rocha , ela olhou pra mim deu um levo sorriso , quando iniciei a massagem e voltou a estendeu o pé direito mas agora em direção ao meu queixo eu disse :

- quer mais massagem nesse (dando uma de inocente)

- não quero que continue no esquerdo algum problema de esticar as pernas ?

- não nenhum , que cheiro bom é esse passou algum creme ?

- aaaah passei mais faz algum tempo cheira de perto

nisso me aproximei do pé direito dela e cheirei , realmente não vejo graça fetichistas tem no odor sabe cheira porque estava no embalo e falou :

-Creme que uso de maça , quer experimentar ?

- Como? ( estava me segurando ao maximo , sabia oq fazer mas queria negar aquilo tudo porém meu pal fala mais alto)

- Pode lamber eu sei q você quer .

Nisso lambi aquele pé do calcanhar até os dedos suavemente abocanhando dedão dela , ela da um leve gemido seguida de uma risada de satisfação :

- Sabia seu pervertido , adoro podolotra , ja tive alguns namorados podolotras na sua idade, eu sei como lidar

- Como você é perversa , porém vou conversar que essa é minha primeira experiencia não gosto deste fetiche

- Sério ? então agora é Dona não me chame mais de você , vai aprender algumas coisas ainda temos alguns minutos

Nossa como eu odeio alguém me dando ordens ( uns dos motivos por eu não gostar de podolatria) porém ja estava ali continuei a brincadeira .

- aé oq vou aprender

- Agora você vai fazer uma massagem com a boca Já

- ok

- Ok oq?

- Ok dona

Ela apoiou pé direito na minha cabeça e empurrou na vale entre os bancou fiquei sentado naquele buraco já não ligava se alguém da frente visse não iria ver ninguém ali de novo mesmo , ela colocou os dos pés na minha cara então segurei cada um com uma mão fiquei alternando entre lambidas na solo e chupadas no dedo momento gostoso , uma experiencia unica até ali (não melhor que sexo jamais) , porém tesão é intenso lambendo aquela sola gostosa de fora a fora não deu muito tempo busão parou :

- Chega agora terminamos

- Foi gostoso até

- como se dirige a mim?

- Como uma estranha que me proporcionou momento legal

- AIAIAI não se fazem iguais antigamente

- Aaah só entrei na brincadeira não sou fantoche ( dei algumas risadas)

- tudo bem ? obrigada pela massagem

Nos despedidos ela levantou e saiu. sem trocar informações da melhor forma possivel que poderia ser minha primeira experiencia espero que gostem , talvez diálogos não foram 100% idênticos mas foi bem próximo disso . ainda continuo achando fetiche estranho mais bem gostosinho !

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
21/05/2018 10:46:55
Vim ler pelo título do conto. Também acho meio estranho esse fetiche. Sou casada e há pouco, traí com um vizinho podólatra. Narrei aqui num relato e pela quantidade de comentários, vi que muita gente aprecia pés femininos. Estou até enviando fotos dos meus pés aos leitores. Quer massagear os meus? Rsss. Para este, dou nota 10. Dá uma lida no meu relato. Para achar, clique no meu nome. Bjs.
08/05/2018 16:28:39
Interessante
08/05/2018 03:38:05
Muito bom se tivesse sido mais obediente acho que seria melhor ainda