ENQUANTO PAPAI ME PASSAVA UM SERMÃO, SEU MELHOR AMIGO ME PASSAVA A ROLA – FINAL

Uma hora e meia mais ou menos depois de jantarmos e muito conversarmos sobre amenidades, Braga se despediu e foi para seu quarto. Da porta do mesmo ficou vigiando até que finalmente, o lampião se apagou. Correu para debaixo da janela que pularia e esperou o início de minha discussão com papai. Tão logo nosso falatório esquentou, Braga pulou a janela na maior escuridão da paróquia e começou a repensar sobre nosso combinado e quase desistiu, mas a fome que estava em meu cu, falou mais alto e sem fazer nenhum barulho ele subiu o beliche e caiu sobre meu corpo que peladinho e de costas o recebeu deliciosamente. Nessa hora engrossei pro lado de papai de propósito, para que ele aumentasse seu tom:

- Mas como é que acha que vou ficar esse final de semana pai? Seu amigo, delicioso pertinho de mim, e o senhor não vai me deixar pagar nem um boquete, pro macho? Está de sacanagem para cima de mim, né coroa?

Naquelas circunstâncias, é obvio que as preliminares teriam que ser diferentes, de boquetes e cunetes. Seriam na base de muito sarro e assim que Braga deitou=se em cima de meu corpo nu, tirou sua cueca e começou a me sarrar a bunda. Deu uma bela cusparada entre minhas nádegas e aproveitando a lubrificação, deslizava sua tora grossa subindo-a e descendo-a bem no meio delas, que bem melecadas de cuspe e malucas de tesão, mordiam a caceta do macho sem parar, enquanto papai furioso não parava de esbravejar.

- Não estou de brincadeiras moleque. Se eu por ventura te pegar engatado no Braga, além de encerrar nosso fim de semana, nunca mais transo com você. Entendeu? E não quero que ele fique sabendo disso de jeito nenhum. Vai me zoar pela eternidade, entendeu Rubens! Estou com ciúmes mesmo e pronto. Perdi até o sono só de pensar numa situação dessas, rapaz. Blá, blá, blá.....blá

- Provoquei de novo, pois sabia que Braga estava prestes a me atolar seu toco gordo. Resolvi pedir em alto e bom som para ele me enfiar o bicho, usando minha fala com papai;

- Mas acho que precisa se tratar, papai. Está muito nervoso com esse assunto. De jeito nenhum vou desobedecê-lo. Cair numa cama com ele como caiu com o senhor não cairei. Mas gostaria de falar de falar muita putaria pra ele se por acaso o senhor permitisse, por exemplo:

- Braga enfia tudo agora, macho. Quero até seus ovos dentro do meu cu. Que delicia de jeba grossa sacudo!!! Hummm !!!! Deliciosa!!!! Soca sem dó tesudo!!! Ischhhhsss !!!!

O Tesudo me obedeceu na hora. Entrou com tudo, Tentou socar inclusive os ovos, mas claro, não conseguiu. Depois começou a bombar sua verga dura toda entalada em meu reto, bem devagar e foi aumentando o ritmo, quase me fazendo gemer e urrar de tesão!!! Dessa forma, enquanto SEU MELHOR AMIGO ME PASSSA A ROLA ELE CONTINUAVA ME PASSANDO O MAIOR SERMÃO!

- Pare Rubinho! Trate de ir parando de me irritar, Estou muito nervoso e a ponto de passar mal. Cuidado para não terminar essa noite no hospital comigo, rapaz! Meu caralho não está satisfazendo essa sua “raba” gulosa não, Rubens?

- Hã.... oi... AHHH claro que está papai. Mas está querendo proibir inclusive minhas fantasias. Não vou poder nem gemer assim HHUUUMM !! AAAIIIIIIIII!!!!! DELÍCIA MACHO!!! ISCHHHH!!! NUM PARA NÃO, HEIM CAVALÃO!!! IAAACCCHSSS !!! NOSSSAA !!!! ISSO QUE É UM CACETE NERVOSO, MEU!!!! HUMMM TESUDO GOSTOSO!!!! UUUIIIIIIIII!!!! AAAAAAAAAiiii !!!!!, enquanto bato umazinha pra ele, papai?

Braga estava até se contorcendo de tesão enquanto “cavacava” meu cu bem fundo. Pelo jeito não ia demorar para esporrar dentro de mim, bem gostoso Comecei a me punhetar com força para gozar junto com o macho, pois alterado como o coroa estava era possível que ele desse um troço ali mesmo de tanto que o tirei do sério. E como estávamos nos “finalmentes”, maneirei com papai, mas ele ainda precisava terminar o sermão enquanto Braga terminava de me foder.

- Clama paizão!! Só estou me divertindo com seu ciúme!!! Só ficarei com outro macho, se o senhor brochar de uma hora pra outra!!! Se parar de dar no couro, coroa, nem vem que não tem viu?

Nessa hora, senti meu cu se enchendo, enchendo até ficar todo alagado de porra grossa de macho alfa e enquanto ouvia a resposta de papai, também gozei engatado na tora do seu melhor amigo, que em seguida e muito satisfeito, vestiu sua cueca desceu do beliche e se mandou pro outro quarto, sem que papai nem de longe sonhasse com a putaria que rolou bem debaixo de seu nariz.

Tudo saiu melhor que a encomenda, só não previ que papai iria querer me foder naquela noite. O problema não era dar pra ele, era que meu cu estava todo esporrado e claro, se ele me enfiasse sua rola, descobriria tudo. mas não poderia negar cu pro nervosinho, ele precisava relaxar pata dormir para me deixar dormir também e assim que ele me falou do estado de seu cacete e me intimou a dar para ele, imediatamente, inventei uma dor de barriga e pedi ale para esperar um pouco, pois precisava me aliviar e me lavar para saciar seu desejo.

Depois de alguns minutos, com o toba bem limpinho, pulei pro canto de sua cama, virei minha bunda e tomei no cu pela segunda vez. Para apagar meu fogo, papai inocente de tudo, me cravou a rola como nunca havia me cravado e depois de me alagar o cu mais uma vez, adormecemos um ao lado do outro.

No dia seguinte, assim que acordei corri pro banheiro para expelir a porra paterna que vazava pelas minhas pernas e assim que sai do banheiro, depois de pedir a benção de papai, no maior cinismo me desculpe com Braga, que mais cínico foi muito bom ator.

- Bom dia Braga. Preciso me desculpar contigo. Eu e papai acabamos tento um discussão bem acalorada e nossos gritos devem tê-lo incomodado e muito, Nos desculpe, viu amigo!!!

- É Braga, acho que eu e meu filhão passamos mesmo da conta ontem a noite. Por favor desculpe-nos pelo barulho. Incomodamos muito seu sono?

- Gritos? Barulhos? Os dois devem estar delirando. Dormi igual a uma pedra. A única coisa que ouvi por uns segundinhos antes de apagar geral foi o coaxar de um sapo, que devia estra bem próximo. Tem doido pra tudo mesmo né? E ai vamos pescar, rapazes?

- COMI, tão bem ontem a noite, que acordei livre, leve e solto para pescar o maior peixão desse rio. Mas pela sua cara Rodolfo, aposto que também COMEU muito bem ontem a noite. Acertei, macho?

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
07/05/2018 21:20:50
Como isso produção do Faustão?? No melhor do bem bom a coisa acaba?
07/05/2018 20:06:37
MEIO COMPLICADO ISSO. NÃO SEI COMO CONSEGUIRAM. MAS...
07/05/2018 12:47:47
Já acabou? O fim de semana deles nem começou ainda tem muita putaria pra rola~~lar.kkkkk
07/05/2018 11:03:05
Porra pivete, esse tá mais filé que o conto do tio. Gostoso pra porra mano ✌✌✌✌