O que ela mais gosta é chupar de quatro enquando outro pau penetra sua bocetinha. CONTINUAÇÃO

Um conto erótico de MARIDO OUSADO
Categoria: Grupal
Data: 29/04/2018 02:26:18
Nota 9.40
Assuntos: tesão , Menage, Esposa, Grupal

Quem está chegando agora leia a primeira parte dessa experiência.

Saímos do posto era por volta de 5.20hrs e fomos direto a uma panificafora tomar um cafézinho, LETÍCIA comentou que gostou muito da experiência e ainda estava excitada, então eu disse a ela, o que vc acha de ligarmos para o NEI e o chamarmos para ir lá em casa daqui a pouco, ele sai do serviço as 6.00hrs mesmo, LETÍCIA disse, será amor, mesmo depois de uma noite de serviço e ainda uma gozada daquela que ele deu aquela hora, não custa nada chamar amprzinho, peguei o celular e liguei, nisso já era 10 pras 6.00hrs, o telefone tocou umas duas vezes e ele atendeu, o chamei e ele topou na hora, passei o endereço e 20 minutos estavamos em nossa casa. Nossa casa é confortável e queríamos que NEI ficasse a vontade, então eu disse, vc mereçe tomar um banho depois exaustiva noite de trabalho mei amigo! Ele disse, a sim, estou precisando mesmo, então LETÍCIA disse, deixa ele usar nosso banheiro na suite amor tem a banheira e ele pode relaxar se quiser, ok amorzinho, vc quem manda. Nisso ela disse, pode ir NEI, já levamos a toalha pra vc, ok disse ele, falei pra LETÍCIA, veja a toalha que quer oferecer ao nosso amigo e entregue pra ele amor, vou deitar aqui no sofá enquanto isso, a porta da suíte fica defrente o sofá bem como também a porta do banheiro, fiquei deitado assistindo tv mas observando LETÍCIA, ela pegou uma toalha branca no closet e bateu na porta do banheiro para entregá-la, NEI abriu a porta e quando ela entregou e pegou sua mão a puxando para dentro, eu vendo a sena pensei em questionar mas pensei, deixa, vamos ver o que vai dar,como a porta do banheiro ficou aberta apenas me levantei do sofá fui e me deitei na cama, nisso vi que NEI já estava pelado, começou aguarrar LETÍCIA que estava com o vestinho da noite ainda, ele pegava em seus peitos, erguia seu vestido pegando em sua bunda gostosa, nisso vi que ela tirou o vestido e o fio que estava usando, ficou peladinha e puxou NEI para dentro do box, ele estava de pau duro, ela ligou o chuveiro e começou a lavar o cara, começando pelas costas, bumbum, coxas, depois o peito e enfim chegou no pinto, onde ele se deteve por mais tempo a acariciar, deslizava suas mãos delicadas, nisso ele também foi acariciando as costinhas dela mas sem cerimônia já começou mamar em seus peitos deliciosos e a acariciar também a bocetinha dela que não demorou em ficar de joelhos e começar a chupar o pau dele, ele estava faminto, a pegou pelos cabelos, fazendo-a se levantar e a virando de costas abriu suas pernas e já começou a socar nela, meu pau estava muito duro e eu estava louco de vontade pa

De ir participar mas resolvi só assitir, depois de judiar dela assim por um tempo a virou e ergueu em seu colo, metia com força fazendo ela subir e descer, depois de uns 15 minutos sairam de lá, se secaram e vieram para a cama onde eu estava, eu disse, amorzinho, estou louco de tesão mas vou deixar só vcs dois dessa vez, ela quase nem me ouviu, estava como uma cadelinha no cio, tudo que queria era vara, ficou de quatro e mandou o NEI meter sem dó, filho da puta, meteu mesmo, percebi que ele começou a tirar o pau e esfregar no cuzinho dela, ela esfregava a bocetinha e gemia, ele quis enfiar no cuzinho rosado mas ela disse, ai não, só se meu amorzinho autorizar, ele parou na hora, eu estava me masturbando e quase louco, falei, pode comer o cuzinho dela, ele encaixou novamente e começou a forçar, o pau era grande e grosso, ela com a mão começou a controlar para que ele colocasse devagar, devagar vou entrando ela aos poucos começou a se mexer até ficar confortável, ai o bicho pegou pra ela, quando ele viu que podia meter começou a socar com força, dava tapas na bunda, apertava seus peitos e fudia seu cuzinho, eu não aguentava mais, mandei ele se deitar e ela sentar com o cuzinho no pau dele, me aproximei e coloquei o pau na boquinha dela, chupava, gemia e cavalgava, ai meu cuzinho amorzinho, ele está traçando meu cuzinho e vou gozar vou gozar vou e começou a gozar gemendo, nisso gozei em sua boca com muita vontade, nisso o NEI disse, quero gozar também mas quero que vc fique de pé e a pegue no colo, a peguei e ele veio por trás e colocou no cuzinho denovo, socava que chegava erguer e falou, vou gozar, vou encher esse cuzinbo de porra, segura essa safada, nossa, que loucura, realmente ele a encheu de porra, quando a soltei ela ficou de quatro na cama e ficou escorrendo muita porra saindo do cuzinho e es orrendo pela bocetinha.

Foi realmente demais, ainda melhor que no posto.

NEI tornou-se nosso amigo casual.

Valeu

Obrigado a todos que leram essa nossa experiência

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
03/05/2018 21:34:20
Minha esposa adora chupar minha pica enquanto outro macho penetra sua boceta ensopada pelo tesão e pelo desejo de levar uma rola diferente.
30/04/2018 04:18:35
Muito bom
29/04/2018 23:43:43
Que delicia, muito bom!
29/04/2018 13:49:47
Porra parça, tesão da disgraça. Eu chupo vocês dois até fazer vocês perderem a porra do juízo de vocês
29/04/2018 13:47:56
Loucura de bom e sete seu conto amigo sua esposa e uma delícia, adoro chupar a buceta da minha esposa depois que o comedor come ela. Visita mes contos e dá uma conferida.