Casa dos Contos Eróticos

POR TREZENTOS, EU FECHO E VOCÊ ABRE. TEMOS UM ACORDO, CARA? PARTE 2

Depois daquilo, Guilherme retirou sua jeba de dentro do cu do cara e sem se preocupar nem um pouco, se sua tora estava limpa ou suja, atolou-a sem dó na goela da espalhadora de gazes fedidos, que degustava a jeba do meu macho tranquila e sossegada.

Apressado e completamente impaciente, Guilherme esporrou na boca do intruso viado e sem deixá-lo terminar de mamar sua teta gorda e leiteira, retirou-a também de sua boca enrolando =a imediatamente num lenço que tirou de um dos seus bolsos e começou a resmungar, limpar sua jeba e a pirar com a biba.

Mas bravo mesmo, o macho ficou, foi depois que terminou de limpar seu caralho, suas dúvidas acabaram de se transformar em certeza. E puto coma falta de higiene do viado sujismundo, o enquadrou na hora:

- Porra viado!!! Qual é a sua “Véi” ? Olha só como ficou meu lenço!!! Corrigindo, meu “EX LENÇO”. Só pode ser brincadeira!!! PUTA QUE PARIU, CARA!!! TÁ DE GOZAÇÃO PRA CIMA DE MIM? BAITOLA SEBENTO!!! Não sabe enfiar a mangueira do chuveiro nessa porra de cu e lavar essa merda, antes de sair por aí emporcalhando rola de macho, não? Responde véi!!!!

_ Bem feito pra mim!!!! É exatamente por isso que evito comer cu de viado! Quando a raça dá pra ser porca, somos NÓS, os machos que tanto querem, é que pagamos o pato.

Está com sorte, companheiro. Hoje não acordei de ovo virado. Seeennnãããooooo.....!!! Vaza logo, daqui seu porco escroto !!! Vá pra casa limpar essa fossa fedida, que chama de cu, antes de carimbar o cacete de próximo idiota que confiar em você, seu encardido da porra!!! Nem por todo o dinheiro do mundo, lhe enrabo novamente bichona irresponsável !!! O que está esperando??? VAZA LOGO DAQUI VÉI !!! VAZA, VAZA, VAZA !!!!!!

O camarada nem se despediu, de Guilherme, muito sem graça, abaixou a cabeça, enfiou as mãos nos bolsos e desapareceu num piscar de olhos.

Em seguida e muito rápido sai correndo e afastei-me um pouco dali. Caminhando vagarosamente, assim que vi o macho sair do jardim da vizinha, fingi estar surpreso ao encontra-lo por ali e acenei para ele, que segundos depois já caminhava ao meu lado. Só tocaria no assunto se isso me ajudasse a leva-lo para cama. Tocar no assunto apenas por tocar ou para constrangê-lo além de cruel era desnecessário, portanto continuei fingindo nem desconfiar de sua recente e indecente trepada com o viado.

Guilherme me surpreendeu e me deixou boquiaberto. Depois de me cumprimentar, a primeira coisa que fez, foi narrar com riqueza de detalhas, a enrabada que acabara de dar no viado intruso. Também fiquei admirado com sua sinceridade, pois narrou tudo exatamente como acontecera. Até as falas, repetiu sem acrescentar ou retirar uma palavra. E encenando da melhor maneira que consegui. Fiz uma bela expressão de surpresa e aproveitei a oportunidade. Dei-lhe uma bela provocada, que no fundo era mais uma cobrança, que uma provocação e chamei sua atenção, mostrando-lhe o quanto tinha sido irresponsável e maluco ao arriscar-se daquela maneira e finalizei evidenciando ainda mais as qualidades de sua esposa !!!

_ Está brincando? Que isso rapaz!!! É mesmo? E me conta tudo isso assim? Com essa cara de pau? Pra quem vive dizendo que não transa com homens, teve muita coragem. Olhe para as ruas que cruzam com a nossa. Olhe bem para o bar. Como vê, ainda tem uma movimentaçãozinha até boa nas calçadas e dentro do bar.

_ Não pediu minha opinião, mas darei-a assim mesmo:

_ Além de eu achar que ainda é muito cedo, para uma transa que para mim, faltou pouca para acontecer em público, também acho que escolheram muito mal o local.

_ Na casa de uma das vizinhas que é louca para lhe ver pelas costas, Guilherme? Correu um sério risco. Além de Dona Márcia adorar sua esposa, como a grande maioria dos vizinhos ela te detesta, macho.

_Imagina se ela resolve dar uma volta em seu jardim e se depara com você engatado na bunda de um viado? Não quero nem imaginar!!!!

_Além se chamar a policia, provocaria um belo escândalo e no maior prazer, contaria para Ana Clara sua própria versão do que flagrou. Além de irresponsável, foi muito egoísta e arriscou-se demais, rapaz. Desculpe minha sinceridade, mas acho que na vizinhança, sou o único que gosta e se importa com você.. Portanto Sr. Guilherme!!! Juízo, cara!!! Juízo !!!!

- Quer dizer que além de gostar, ainda preocupa-se comigo, cara!! Que viadagem é essa “véi”. Bastou eu contar que comi UM baitola, para toda a comunidade gay, querer dar pra mim. Sai fora, Rubinho. Comi o efeminado por dinheiro. Até que se eu tivesse certeza que essas bichonas que vivem me cantando, lavassem bem suas bundas, por uma bela grana e sem muita pegação, até faria um sacrifício d vez em quando e meteria-lhes a rola, mas arriscar a sair cagado duma putaria, nem fodendo. Viado nunca mais e isso serve para você também viu seu viadão?? Fala aí, véi. É taradão demais no papai aqui, não é !!! Assume logo, Rubinho!!! Assuuuuuuumeeeeeee baaaaitoliiiinnnhhaaaaaa!!! Oooolhhhaaaa aaaa carrinhhhaaaa da efeminadiiiiinhaaaaa da rua!!!

Fica todo animadinho quando chego perto de ti, né véi ?? Acha que não percebo, viadinho??? Fala ai cara!!!! É doidinho por mim???? É ou não é Rubinho! Hã?.... Hã?... Heim?... Heimmm?

Acredita mesmo, que sempre foi, é e sempre será a última bolacha dos pacotes, não é mesmo, Guilherme?

- Sinceramente? Quer que eu seja muito sincero com você, não quer, macho? Então aí vai ela... Escute bem cara!!! Falando francamente, verdadeiramente mesmo!!!!

Em alguns raros momentos, até te acho engraçadinho e bonitinho. Mas na maioria das vezes que te vejo, só é possível enxergar e perceber em você duas características que suas características físicas e emocionais, como te devoram por completo. Enquanto você permitir, que sua absurda homofobia e seu imenso e insuportável ego sejam mais fortes que você, são somente eles que consigo enxergar. E diante dessa triste realidade, acabo de perceber nunca lhe, consequentemente, não o conheço!

_ Agora, se me dá licença? Preciso entrar !!! Amanhã acordo cedo. Boa Noite !!!

- Bo... Bo... Boa Noi.... Noi.... Noite!!!

Fiquei com a maior preguiça daquele papo. Odeio ser padrão ou modelo para algo ou alguém. Fui um cretino, quando evidencie e me posicionei contra algumas características que pouco me importa se ele as tem ou não.

Na realidade estava disposto a fazer vários testes no macho, Com certeza um me colocaria em sua cama. Hoje apliquei o primeiro. Me fiz passar por uma dessas insuportáveis criaturas, caretas, politicamente corretas, que tudo sabem e tudo veêm e estão sempre dispostas a ajudar, aconselhar, conceituar, rotularSó de pensar na possibilidade de um dia precisar conviver com essa gente, fico com ânsia de vômito).

Quem sabe minha falsa seriedade, moralidade e sobriedade, não se transformariam num enorme fetiche para o tesudo?

Ao contrário das pessoas, além de não me sentir, nem um pouco incomodado com as emoções, atitudes, conceitos, características, postura, posicionamento, blá, blá, bla, blá, ...de Guilherme, ainda adoro seu ácido humor e em algumas vezes, não só gosto do seu cinismo, franqueza, convencimento e deboche, como os acho muito apropriados e necessários.

Mas meu real interesse em Guilherme sempre foi e continua sendo sexual.

Depois daquele encontro, e das merdas que propositadamente lhe falei, estava doidinho para revê-lo e mesmo forçando a barra um pouquin...

CONTINUA ...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
30/04/2018 22:14:59
28/04/2018 15:42:56
Me lembrou a parada de um pivete chamado Cabeça, que come veado por grana. Esse tá filé também.