No mato com os primos

Um conto erótico de stefhane mayia
Categoria: Heterossexual
Data: 25/04/2018 22:37:18
Nota 10.00

NO MATO COM OS PRIMOS

No dia desse ocorrido Como mensalmente acontecia encontros familiares, eu e minha vó sempre nos deslocávamos para ir a chácara do meu tio no interior, quando chagamos já estava toda família lá, sai cumprimentando alguns abraçando e beijando alguns primos tios e tias e alguns conhecidos que eles convidavam.

Sou stefhane, tenho vinte e três anos, sou branca, cabelos cumpridos até a cintura, seios médios, coxas grossas, bunda empinada e grande.

Depois de cumprimentar todos me direcionei para cozinha, na sala estava meus primos olhando o jogo entrei eles ficaram gritando orra!! Oh! Opa! Tipo essas coisas de homens quando ver uma mulher.

Entrei na cozinha minha tia estava no fogão a lenha, fazendo comida.

- tia o que tem para comer¿

- minha filha tem frutas e olha na geladeira e pode pegar o que quiser!

- está bem tia! Tia peguei uma maça posso subir e pegar uma rede ¿

- sim. Minha filha fica ã vontade!

- obrigado tia! Disse isso dando um beijo na testa dela e saindo!

Peguei a rede no armário e sai em direção de umas arvores que eu sempre armava lá por que er mais isolado e quase não se ouvia barulho ou conversa, pois eles ficavam bebendo assando carne, ou até mesmo jogando baralho, e sinuca, como não consegui amarrar os nó voltei e chamei o meu tio para me ajudar.

- tio por favor poderia ajeitar essa rede para eu me deitar, Esse meu tio era aquele que tinha me comido na cozinha da minha vó quem leu o conto anterior sabe, ele estava sem blusa e bermuda estava um tesão, E falei com a voz bem manhosa, quando ficamos a sós longe dos demais ele:

- está pensando que esqueci como gozei dentro de você sobrinha gostosa!

- nossa tio eu nem lembro disso!

- você quer relembrar meu leitinho dentro de você e safada putinha do tio ¿

- nossa tio termina logo está vindo gente!

Ele apressou terminou e disse pode deitar ster, eu acenei para ele e deitei na rede, era minha prima que estava no celular discutindo sei lá com quem.

Peguei meu celular e fiquei olhando uns nudez que eu sempre trocava pelo facebook, ou whatsapp, como estava bem entretida apagando os que já tinha visto bem, e deixando aqueles bem gostosinho para bater siririca depois haha. Quando menos eu esperava ouvi gente dando risadas atrás de olhei para atrás e eram meus primos Jorge e o bruno.

- nossa bruno e Jorge meus dois primos idiotas! Disse em tom de brincadeira.

- stefhane a prima safada! Disse Jorge e caíram na risada.

- acho melhor ser safada! Duque idiotas hhahaha

- sterfhane deixa eu ver seu celular¿ pediu o bruno!

Como eu já tinha apagado tudo que era necessário ou que me expor-se não vi mal nenhum estiquei a mão para entrega-lo por que ele estava sentado no chão, o Jorge correu para pegar o dele que estava em cima do sofá por que podia as irmãs dele pegar, haha ficou só eu o bruno, falando eu gostava dele por ele ser simpático e cheio de brincadeiras mas a coisa ficou seria quando ele viu um nudez meu que eu tinha esquecido de apagar.

- prima você tem uma bunda linda sabia! Disse ele com malicia na voz.

- como você sabe nunca viu!

- ah vi sim! Disse ele mostrando a tela do celular para min.

Assim que eu vi saltei da rede e fui tomar o celular da mão dele mas ele, saiu correndo e tive que correr atrás dele quando finalmente alcancei ele, o Jorge vem correndo, atrás e toma o celular da minha mão e sai correndo novamente eu já estava, cansada ainda mais dentro desse mato grande e cheio de carrapicho uma matinho que prega na roupa,

Não aguentando mas correr, ele para e entrega o celular então eu com a respiração ofegante recebo e me sento no chão mesmo debaixo de uma arvore e o bruno vem rindo cinicamente.

- sterfhane nunca te peguei! Mas se você quiser agente fica agora¿ disse o bruno com um sorriso safado.

Cai na risada e mandei ele se foder.

- se você quiser te fodo agora haha disse ele rindo com o Jorge.

- o que eu ganho dando para você ¿

- ganha somente prazer!

- eu nunca fiquei com virgem! Disse isso rindo dele.

Ele sentou do meu lado e o Jorge sentou ã nossa frente, ficamos papeando sobre o assunto sexo e descobri que eles não eram virgens e o Jorge já havia comido a irmã do bruno minha prima!

Características deles: bruno, moreno claro, alto, magrinho mas não tanto, era bem feito de corpo, cabelos castanhos, usava óculos, e vinte um ano.

Jorge, branco, estatura média, cabelos social, usava aparelho, mas não precisa dizia ele que era para fazer charme, e o fato e que realmente ficava bonito, ele e fortinho por ser personal trainer, e tem dezenove anos.

- prima um assunto que ficaria só entre a agente! Disse o Jorge.

- fala logo por que se for besteira eu vou embora logo ¿ eu sabia que aquele assunto todo ia acabar eu me chateando com eles e

- prima você transaria comigo e o bruno ¿ ele falou e fiquei olhando para a expressão dele para ver se ele não estava de zoando comigo.

Bruno fez uma um gesto com o dedo dizendo jurar, e não contar a ninguém.

Eu comecei a rir deles e disse que eles estavam muito seco e mandei eles bater uma longe de min. Jorge ficou com raiva e ia levantando para sair, mais o bruno fez algo que eu não esperava me prendeu por trás com as mãos e ficou esfregando o pau dele já meio duro nas minhas costas, ai tomei uma decisão e ia realmente dar para eles o que eles queriam. Mas antes ia me fazer de difícil para não transparecer meu tesão neles, então eu me levantei e agarrei o volume do Jorge, Ele tentou tirar minha mão pensando que ia machucar ele depois que sentiu o carinho deixou, foi ai que o bruno pegou-me por trás novamente segurou minha cintura e ficou esfregando o pau dele duro na minha bunda por cima da roupa.

- eu sabia que você ia dar para gente! Disse o Jorge.

Quando ele falou eu soltei o pau dele, ele começou a rir ai coloquei a mão no pau do bruno parecia que ia rasgar de tão duro que estava. Como eu só olhava para o Jorge, ele veio segurou meu rosto e me deu um beijo de língua no beijo senti o tesão que ele estava, então senti a mão dele no meu short jeans desabotoando o fleche e enfiando a mão dentro da minha calcinha, e alisando meu clitóris, inevitavelmente soltei um gemido, e isso acabou me entregando, o tanto que eu estava interessada e molhada, então o bruno terminou de baixar meu short e minha calcinha, e o Jorge levantou minha blusa e deixou meus seios amostras e começou a alisar com as duas mãos colocando o bico do meu peito na boca isso me causava arrepios, e bruno colocava a língua na minha buceta e enfiava o dedo no meu cuzinho. Os dois me dando um banho de língua que delícia.

-fica de joelhos ster vai! Disse o bruno.

Não disse nada só obedeci, então o bruno que já tinha dado um banho de língua na minha bucetinha tentou enfiar o pau dele na minha buceta que já estava bem lubrificada, como estava lisinha ela escorregava e num empurrão desse entro, no meu cuzinho nessa hora soltei um grito e me afastei dele por que estava ardendo que nem fogo mas ele segurou na minha cintura e continuava, a meter e eu só gemia, o Jorge nesse tempo só olhava, e pegava no seu pau em movimentos leves o pau dele e branquinho com a cabeça vermelha e o corpo grosso, eu não tinha visto o pau do bruno ainda por ele estar sempre atrás de min.

O pau do bruno entrando em min não doía tanto, mas ardia um pouco isso fazia com que eu ficasse bem mas empinada ele metia com volúpia, no meu cuzinho e enfiava o dedo na minha buceta, parecia que ele estava batendo palma toda via que eu sentia o corpo dele bater contra o meu, acenei para o jorge chegar mais perto de min, e coloquei o pau dele na minha boca, eu chupava desde a cabeça até onde eu conseguia engolir, bruno continuava a meter na minha buceta, na velocidade de um coelho me fazendo dar, espasmo de tesão se eu não tivesse cuidado. Morderia ser querer o pau do Jorge.

- chupa um pouco meu agora! Ordenou o bruno, o pau dele era grande um pouco dobrado para esquerda.

O Jorge passou para trás de min passou um pouco de cuspe na cabeça do pau e introduziu na minha buceta.

Ele metia lentamente mas, mais estava gostoso logo nos primeiros minutos gozei no pau dele, isso fez ele ficar em mas excitado e meter com mais velocidade eu gemia, com o pau de bruno na minha garganta.

- pede minha pica vai putinha¿ ordenava bruno,

- me dar seu pau gostoso vai!

Ele batia com o pau dele na minha cara e me chamava.

-minha priminha putinha dando para os primos esta gostoso safada!

- sim ta muito gostoso mete na minha buceta vai Jorge me faz sua puta mete tudo!

Quanto mais eu pedia com mais vontade ele metia!

- levanta quero que você cavalgue no meu pau agora! Disse Jorge soltei o pau do bruno ele tirou a blusa pós no chão estendida deitou-se e eu fui por cima encaixando o pau dele na minha buceta e cavalgando, bruno ficou só se masturbando olhando eu sentar com vontade no pau do Jorge, o Jorge batia do lado da minha bunda me incentivando a pular mas rápido.

- eu não aguento mais estou cheio de tesão, vou meter nu teu cu prima.

- não bruno um de cada vez! Dizia eu entre gemidos e sussurros de prazer.

- não eu não aguento vou entrar no seu cuzinho agora! Ele me empurrou de modo que eu me curvei um pouco segurou na minha cintura. Mirou o meu buraquinho e entrou mesmo, Eu sentia um conflito de duas picas lutar por espaço.

E isso causava um sensação inexplicável, bruno metia em movimentos leves e mordia meu pescoço, o Jorge apertava meus seio com uma mão, e a outra mão alisava, meu clitóris em questão de segundo gemi alto e gozei mais uma vez contraindo meu cuzinho.

- vou gozar! Vou gozar aah aha ah ouu! Disse bruno inundando meu cuzinho com porra, ele ficava tirando e metendo de devagazinho, até que tirou, o pau de dentro de min e saiu. Mas ficou próximo.

Jorge ia gozar a qual quer momento.

- posso gozar na sua boca minha vadiazinha gostosa.

- sim! Eu sai de cima dele ele colocou o pau na minha boca e ficou fazendo movimentos de vai e vem rápido. E instantes gozou dentro da minha boca.

- bebe todo meu leitinho putinha! Não deixa nem uma gota dizia ele.

Eu estava toda gozada minha buceta encharcada e a porra de bruno escorria entre min has pernas. Quando levantei fiquei de pernas bambas de tanto cavalgar. O Jorge chamou eu para ir no lago mas a frente para me lavar, o bruno nos acompanhava mas já estava pronto para voltar, me lavei vesti minha roupa e voltamos falando de música e etc...

No final da tarde bruno me comeu novamente dentro do estabulo dos cavalos o jorge ia me comer também mas teve que ir embora mais cedo.

Nossas transas não pararam por ai sempre ficamos os três ou a dois quando nos vermos, e isso e legal por que não mudou nada entre agente, só nos aproximamos mais.

Em breve escreverei outros... bjs ster.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
01/05/2019 08:33:58
Delícia, menina. Beijos.
02/05/2018 04:53:18
sensacional
02/05/2018 00:18:10
Uaaaaau!!! Adorei!!!
26/04/2018 14:58:28
Delicioso... muito excitante Me escreva osedutor.voltou@gmail.com
26/04/2018 13:21:29
Já dei pra quase #uma_dezena de ~primuxuu's. Eh <mega_delli
26/04/2018 07:33:03
Muito bom su conto Gostaria saber mas Carlospallartamarin@hotmail.com
25/04/2018 23:27:18
Muito bom. Se quiser se comunicar e dividir experiência me manda um e-mail. Mais.uma.historia.louca@gmail.com
25/04/2018 23:04:11
Delicia