O Caçula - Parte IX (com os dois na cama)

Um conto erótico de Myneirinha Devassa
Categoria: Heterossexual
Data: 01/04/2018 01:06:21
Nota 10.00

Esse episódio aconteceu 4 dias depois do último, final de junho de 2013.

Para melhor entender tudo o que se passa, sugiro ler a sequência desde o princípio, e também meu blog, dedicado exclusivamente às aventuras com o mais velho: http://myneirinhadevassa.blogspot.com.br/eu-e-meu-filho-sempre-tivemos-uma.html

Meu filho mais velho chegou do trabalho com muita dor de estômago. Aquela gastrite de vez em quando o deixa sem vontade de comer e com fortes dores. Ele foi pro banho, eu fui terminar o jantar enquanto o caçula estava jogando na net. Depois que o mais velho saiu do banho, o caçula entrou, eu coloquei a mesa, e enquanto jantavam, fui tomar banho e ficar lindaaaaaaaaa pra dormir com meu pequeno. Coloquei uma camisola de malha, de mangas compridas, na altura da coxa, sem calcinha.

Terminaram o jantar e foram pro quarto. O mais velho não estava bem, então pediu massagem pro caçula. Sai do banho e quando passei pelo quarto vi a cena: o grandão deitado e o caçula ao lado dele fazendo massagem em sua barriga.

Sentei nos pés da cama e fui me encaixando no meio deles. O caçula, sempre atento, logo comentou como euestava cheirosa...rs

Eu fiquei deitada no meio deles e comecei a ajudar o pequeno a fazer massagem, então ele deitou também e ficamos assim: o grandão no canto, eu no meio e o caçula na beirada da cama de casal do meu filho mais velho.

Ele me abraçou encostando o pau na minha bunda... e eu abracei o caçula.

A luz estava acesa, então eu perguntei se o grandão queria algum remédio e ele falou que já tinha tomado. Fiz sinal pro caçula apagar a luz no interruptor que ficava a seu lado e ficamos no escuro...

O grandão estava de bermuda e sem camisa, o menor de camiseta e pijama. O grandão se encaixou em mim sem nenhuma cerimônia e eu logo senti o pauzão dele endurecer na minha bunda sem calcinha, mas não fez mais nada, só ficou encostado. Eu coloquei a mão na barriga do caçula e deixei-a quietinha. Eu imaginei que se ele dormisse, eu poderia escorregar a mão pro pauzinho dele...

Ficamos assim, os três de lado: eu sentindo o pau do meu filhão e tentando tocar o pauzinho do pequeno... O grandão ainda reclamou um tempo de dor e eu falei pra ele tentar dormir, mas ele disse que estava esperando a namorada depois da faculdade. Por isso não ia dormir.

A essa altura, o caçula já estava dormindo, e eu escorreguei a mão de leve pra cima do pauzinho dele, que logo respondeu, ficando durinho sob a malha do pijama...

O grandão não fez nada, não tirou o pau pra fora, não se esfregou, mas o pau estava muito duro e eu me empinava pra sentir. Não sei se por respeito ao caçula, ele não fez nada, mas com o pau duro do meu filhão na minha bunda e a mão no pauzinho do meu filhinho, comecei a pompoar...apertando forte e soltando.

O caçula estava dormindo e o filhão certamente não ia se importar de ver a mãe gozando, então não me preocupei em ser discreta... minha buceta estava meladinha, mas antes que eu gozasse, vi que a respiração do grandão ficou mais forte... embora tivesse dito que não ia dormir... acabou pegando no sono, eu continuei pompoando mais forte e mais rápido... estava tão gostoso... mas... o interfone tocou!

O grandão despertou e falou que era a namorada. Então eu levantei e fui abrir o portão pra ela. Voltei pro quarto e acordei o pequeno, dei um beijo no mais velho e pedi pra namorada levá-lo ao médico se fosse preciso, ela concordou e se foram.

Botei o pequeno na cama dele e só pensava em continuar de onde parei. Ele ficou de bruços, então eu abri bem a perna e coloquei em cima da bundinha dele, ele estava de pijaminha, mas eu encaixei minha buceta e continuei pompoando, apertando minha buceta com carinho e esfregando meu grelinho na bundinha do pequeno, sobre a malha. Ia sentindo o meu mel escorrer...queria que molhasse o tecido pra ele sentir, igual no outro dia que molhei a cuequinha dele. Fui pompoando mais rápido até gozar... ele já parecia dormir, mas eu continuei lembrando do pau do irmão dele, duro na minha bunda ao mesmo tempo que eu tocava o pauzinho dele e gozei novamente... Fiquei na mesma posição...quietinha, esperando meu coração voltar pro lugar rsrsr...

Assim que pude vim correndo escrever o relato...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
11/04/2018 01:47:34
Nossa que delicia!
02/04/2018 10:11:05
Nossa meu pau esta pulsando de tesao e vontade de sua bucetinha. Sandro.cesario3@yahoo.com.br
01/04/2018 17:24:19
muito bom amei quero ver mais contos
01/04/2018 08:33:55
maravilhoso. continua. qual a idade dos seus filhos na epoca que isso aconteceu?