Amando Outra Vez 15

Um conto erótico de Bruninhooo
Categoria: Homossexual
Data: 25/04/2018 02:57:30
Nota 9.80

Então os nossos rostos começaram a se aproximar e era incrível como ele tinha ficado ainda mais lindo estando molhado,ele segurou de leve o meu queixo e derepente ele me beijou ,a sua língua invadia e explorava cada canto da minha boca,eu fiquei um pouco assustado no começo,mas comecei a corresponder aquele beijo,enquanto ele me apertava pela cintura.

Eu não sei quanto tempo nós ficamos nos beijando,mas só paramos depois que ambos estavam sem ar e nós ficamos olhando pro rosto um do outro envergonhados pelo o que tinha acontecido,quando finalmente o Alexandre quebrou o silêncio.

Alexandre - Desculpa,eu agi no impulso...

Eu - Não precisa se desculpar.

Alexandre - Caramba Daniel...eu não aguento mais...eu tenho que dizer isso...

Eu - Dizer o que?

Alexandre - Eu tô apaixonado por você.

Ao ouvir aquelas palavras saírem da boca dele o meu coração disparou,o Alexandre estava apaixonado por mim,assim como eu estava apaixonado por ele também.

Alexandre - Eu nem sei como isso foi acontecer eu...nunca senti atração por homem nenhum!

Eu - Mas o que você sente por mim é só atração ou...

Alexandre - Eu tô apaixonado por você Daniel.Você sente o mesmo por mim? Perguntou se aproximando de mim.

Eu não poderia mentir sobre os meus sentimentos,eu realmente estava apaixonado pelo Alexandre,mas eu não tinha certeza se eu estava pronto para entrar em outro relacionamento.

Alexandre - Você sente o mesmo por mim?

Eu - Sim,eu tô apaixonado por você.

Nesse momento ele sorriu e se aproximou de mim para me beijar,mas eu me afastei.

Eu - Mas eu não sei se eu estou pra começar uma relação de novo.

Alexandre - Mas nós não precisamos ter pressa,vamos dar tempo ao tempo.Deixa eu te fazer feliz.

Ele se aproximou de mim de novo e dessa vez eu não pude negar e nós nos beijamos e ficamos assim por longos minutos,o beijo dele era um beijo carinhoso,mas ao mesmo tempo forte,com pegada e nós só paramos depois de ficarmos sem ar novamente e foi ai que eu reparei no chão da cozinha que estava completamente molhado.

Eu - Melhor secarmos esse chão agora rsrs

Alexandre - Verdade.

Então nós começamos a secar o chão e depois de termos terminados eu emprestei uma roupa minha para o Alexandre,para que ele dormisse lá em casa,nós dormimos abraçadinhos no meu quarto novamente.

No domingo de manhã eu acordei com o Xande dando beijos no meu rosto para me acordar.

Alexandre - Bom dia lindo.

Eu - Bom dia Xande.

Alexandre - Dormir do seu lado foi a melhor coisa do mundo.

Eu - Eu amei dormir do seu lado também. Disse fazendo carinho no rosto dele.

Então o Alexandre voltou a beijar o meu pescoço e a dar selinhos em mim,até que eu ouvi um barulho de estômago roncando e concerteza não era o meu.

Eu - Nossa Xande isso é fome mesmo?

Alexandre - Eu acordei com um pouco de fome mesmo.

Ao olhar as horas no celular eu vi que já havia passado do meio-dia.

Eu - Nossa já tá tarde,vamos tomar café logo,porque eu tenho que ir buscar as crianças daqui a pouco.

Então depois de ter feito a minha higiene matinal eu fui preparar o café da manhã.

Alexandre - Porque você não busca os meninos mais tarde hein,pra gente se curtir mais um pouco. Disse me abraçando por trás.

Eu - Bem que eu queria,mas a minha mãe vai sair agora de tarde.

Alexandre - Bem...sendo assim,eu vou buscar o Frank que ficou na casa do meu pai e nós cinco vamos lá pra casa,lá tem bastante espaço pra eles brincarem,eles não vão nem reparar na gente.

Eu - Ótima ideia. Disse beijando ele.

Depois de tomarmos o café da manhã,o Alexandre foi no carro dele buscar o Frank e eu fui no mei buscar o Matheus e o Angel e nós iriamos direto para a casa do Xande.

Mãe - Eles já almoçaram,eu estava só esperando você chegar pra que eu pudesse sair.

Eu - Obrigado mãe,bom passeio.

Eu ajeitei o Angel na cadeirinha e durante o caminho nós fomos conversando.

Matheus - Ué,essa não é a direção da nossa casa.

Eu - Nós estamos indo para a casa do Alexandre,vamos passar o domingo lá.

Quem abriu a porta pra gente foi o Frank.

Frank - Oi tio Dani. Disse me abraçando.

Eu - Oi querido.

Matheus - Posso tomar banho de piscina?

Eu - Pode sim.

Foi ai que eu vi o Xande saindo da cozinha.

Alexandre - Vocês já almoçaram?

Eu - Os meninos já comeram na casa da minha mãe.

Alexandre - Então eles vão para a piscina enquanto a gente almoça.

Eu - Acho melhor o Angel não ir sem mim não,ele é muito pequeno ainda

Alexandre - Mas o Angel tem a piscininha exclusiva dele.

Então eu fui com ele até o jardim,onde tinha uma piscininha de plástico dessas de bebê bem pequena e não corria risco nenhum dele se afogar e nós poderíamos vê-lo da janela da cozinha.

Eu - Nossa que fofo,até nisso você pensou.

Alexandre - O Frank já teve essa idade,eu sei bem como é.

Depois de deixarmos as crianças na piscina,nós fomos até a cozinha.

Alexandre - Enfim sós. Disse me abraçando pela cintura e me beijando.

Eu - Seu louco e se eles chegarem?

Alexandre - Eu sou louco por você e além do mais eles estão se divertindo demais para se preocupar com a gente.

Nós voltamos a nos beijar e ficamos quase 20 minutos namorando na cozinha,fazia tempo que eu não sabi o que era isso.

Eu - Melhor a gente ir comer logo,porque eu quero tomar um banho de piscina também.

Alexandre - Sabia que eu comprei uma sunguinha pra ver o seu corpo todo gostosinho na minha piscina. Disse mordendo a minha orelha.

Eu - É mesmo,só por causa disso eu vou usar short então.

Nós almoçamos a comida que ele tinha comprado em um restaurante e depois disso nós fomos pra sala de tv,onde ele colocou um filme pra passar,mas nós nem prestamos muita,pois nós só queriamos nós beijar mesmo e acabamos nem vendo o tempo passar,até eu ouvir a voz do Matheus me chamando.

Matheus - Pai? Cadê o senhor?

Eu - Melhor nós irmos logo. Disse para o Alexandre.

Nós saimos da sala de tv e o Alexandre me deu a sunga que ele tinha comprado pra mim e eu fui no banheiro vestir ela que era uma sunga vermelha slim e bem apertada,aquele safado tinha feito de propósito.Ao sair do banheiro ele estava me esperando apenas com um short de pano fino e aquela era a primeira vez que eu estava vendo o Alexandre,sem camisa,ele tinha a barriga bem definida,com um peitoral forte e braços musculosos,quase que eu fico sem ar com aquela visão.

Alexandre - Nossa que sunguinha é essa kkk.

Eu - Kkkk,você é um palhaço isso sim.

Alexandre - Se for pra te fazer sorrir,eu viro um palhaço sim.

Meu Deus como aquele homem podia ser tão lindo e tão fofo,a cada minuto que passava eu ficava mais apaixonado por ele.

Alexandre - Me dá mais um beijo antes de irmos aturar os pestinhas.

Eu - Que horror não fala assim dos nossos filhos kkk. Disse dando um empurão de brincadeira nele.

Alexandre - O que você disse?

Foi ai que eu me dei conta que eu tinha me referido a eles como os nossos filhos,sendo que o Frank não era realmente o meu filho e o Angel não era filho do Alexandre também,para falar a verdade eu falei aquilo sem pensar espontaneamente.

Eu - Oras eu disse pra não falar assim das crianças.

Alexandre - Não,você disse nossos filhos,não precisa ficar com vergonha,pois nós todos seremos uma família só,eu te amo e amo eles também.

Ao ouvir aqueles três palavras sairem da boca dele o meu coração acelerou ele tinha dito que me amava,eu não consegui conter a emoção e as lágrima vieram até os meus olhos,mas era um choro de alegria.

Alexandre - Porque você tá chorando? Eu acabei de dizer que te amo e você tá chorando.

Eu - Rsrs,eu tô chorando de felicidade,eu também te amo.

Ele me abraçou e me deu um beijo na boca novamente,depois que o Anderson se foi eu achei que eu nunca mais amaria alguém,mas o destino prega peças na gente e isso aconteceu da forma mais repentiva de todas.

Alexandre - Melhor irmos para a piscina antes que eles procurem por nós novamente.

O Xande foi correndo em direção a piscina e deu um mergulho se juntando aos meninos e eu fui tirar o Angel da piscininha de plástico.

Eu - Agora você vai pra pisicina grande junto com o papai.

Eu coloquei a bóia nos bracinhos dele e entramos na piscina,onde ficamos o resto da tarde.Era incrível como o tempo voava quando eu estava do lado daquelas 4 pessoas que eu tanto amava e quando eu dei por mim já estava de noite e depois que as crianças já estavam dormindo Alexandre e eu fomos para o quarto dele,na casa dele tinha vários quartos nods quais eu poderia dormir,mas nós decidimos passar a noite juntinhos.

No dia seguinte pela manhã eu acordei sozinho na cama e depois de ter feito minha higiene matinal eu fui desci para a cozinha,onde o Alexandre estava tomando café da manhã com os meninos.

Eu - Bom dia.

Eles - Bom dia.

O Frank emprestou uma das camisas da escola para o Matheus para que ele não precisasse ir a escola,nós nos despedimos na garagem da casa dele,que pegou o carro e foi para a empresa,já eu deixei os meninos na escola e o Angel na creche,ele estava cada vez mais extrovertido e a professora dele disse que ele está conversando com as outras crianças e fazendo novas alizades.

Depois eu fui em casa trocar de roupa e fui para o meu escritório.Eu acabei chegando um pouco atrasado e fui direto para a minha sala,eu acabei não encontrando com a Gabriela durante toda aquela manhã,até que por volta de meio-dia eu fui até a sala dela para perguntar se ela queria almoçar comigo e me surpreendi ao entrar na sala dela e vê-la chorando.

Eu - O que aconteceu Gabriela? Disse abraçando ela.

Gabriela - Eu sou uma imbecil,foi isso que aconteceu!

Eu - Calma Gabi,me fala logo o que houve.

Gabriela - Eu tô grávida.

Eu - Nossa...eu entendo que não tenha sido planejado,mas um filho sempre trás alegria pra vida da gente.

Gabriela - O problema não é esse Daniel...eu descobri que eu estou grávida de 3 semanas e eu fui contar para o Paulo e ele reagiu da pior maneira possível,me xingou de vários nomes.

Eu - Caramba que babaca!

Eu pedi duas quentinhas pelo telefone e ela desabafava,enquanto nós comíamos e se o Paulo estava achando que a humilhação que ele fez a Gabi passar iria ficar impune ele estava completamente enganado,eu lembro que uma vez a Gabriela me mostrou aonde era a casa dele,então eu fui até a casa dele por volta das 18 horas.

Paulo - Daniel você aqu,que surpresa.

Eu - Como você conseguiu ser tão cretino hein?

CONTINUA...

Guigo: O amor no ar rsrs.

Arrow: O romance deles está começando rsra.

Guardian: Eu segui a sua sujestão em relação a cena do Anderson e da Anastácia,o capítulo de hoje foi fofinho também,mas com problemas a vista.

Geomateus: Verdade.

LittleBoy: O Daniel é canceriano assim como você.

Hyan: Que bom que está gostando beijão.

Valtersó: Pois é a vida nos leva para novos caminhos.

Renato Mota: Fico que feliz que esteja gostando da história.

Gabilobs: Obrigado por tudo e fico feliz que esteja gostando.

Pandinha67: Muito obrigado um beijão pra você.

Muito obrigado a todos os meus leitores,não se esqueçam de comentar e votar.

BEIJOS

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
30/06/2018 13:13:23
Esse conto tá muito bem entrelaçado......
26/04/2018 13:24:41
Vc amarrou bem as pontas espero q o mandante e o contratado pra assassinar o anderson paguem tenho a impressao q os bandidos ainda vao aprontar mto
26/04/2018 01:27:14
Amor além da vida entre Anderson e Anastácia foi digno de aplausos. Bem pensado e genial essa sacada, Bruninho. Estás de parabéns com a narrativa que flue legal para nosso deleite. Avancemos...
25/04/2018 20:43:54
Caraca cada vez melhor amigo,sempre fico ansioso esperando o próximo
25/04/2018 17:57:35
LEIA-SE 'DANIEL' ONDE SE LÊ 'DANIL'
25/04/2018 17:57:13
BOM, NÃO CREIO QUE DANIL TENHA QUE IR TIRAR SATISFAÇÕES COM PAULO SOBRE A GRAVIDEZ DE GABRIELA. ELA É ADULTA. SABIA MUITO BEM ONDE ESTAVA SE METENDO. ISSO NÃO VAI DAR BOA COISA.
25/04/2018 14:30:42
o furo de roteiro até agora não foi explicado...
25/04/2018 08:57:20
25/04/2018 08:57:19
Dani é Alexandre ❤️. Ranço do Paulo
25/04/2018 08:52:04
Bom.... Entendendo a dinâmica que o Bruno impõe nos seus contos é agora que começa o perrengue da Gabi. Vamos lá, né. Por outro lado amei mesmo que esses dois se acertaram. Por outro lado, sei lá... Não me parece que o Dani é a melhor pessoa para enfrentar o Paulo. Hora de aparecer o "super irmão" Delegado???? Aguardemos.
25/04/2018 08:08:53
Bom demais. Demorou pra Gabriela ver que o Paulo é um escroto.
25/04/2018 07:44:09
Daniel e Alexandre se amam.