ODEIO PECAR. MAS ADORO PAGAR PENITÊNCIAS! – 20

Mas devido a surra de cu que Ricardinho acabara de lhe dar, resolveu que só procuraria os dois no dia seguinte. Ficaria em casa, aguardando Jardel, que no dia anterior fora contratado por ele para foder Gustavo, que não via a hora do motorista chegar e dar um trato em sua bunda que estava sem rola a amis de 24 horas e desde que seu pai havia a experimentado pela primeira vez na borracharia.

Pouco depois e exatamente na hora combinada, o macho de programa, chegou e foi ao encontro do patrão, que já o aguardava no jardim, com instruções;

- Pontual, Jardel. Isso é um ótimo sinal e muito bom para seu novo negócio. Clientes duros, não gostam de ficar esperando.

- Obrigado, doutor. Onde está meu cliente? Quero ir encontra-lo imediatamente.

- Acalme-se homem. Vou dar- lhe orientações que deverão ser seguidas a risca , ok?

- O cliente é quem manda, doutor. Sou todo ouvidos e pronto para cumprir suas ordens.

- Fará o seguinte. Pedi a Gutinho, para lhe atender, lá no galpão dos fundos, para que ninguém da casa possa ouvir, gritos ou ruídos estranhos provenientes da putaria de vocês e também porque quero assistir a tudo escondido.

- Não dê moleza a Gustavo, que me confidenciou que para ele, macho que é macho, precisa fazê-lo suar em sua rola. Portanto se pretende continuar a atendê-lo capriche na enrabada. Quero que fale e que faça-o falar a tempo todo. Vou aproveitar e bater uma nervosa antes de dormir e farei isso assistindo-lhe torar o rabo safado de Gutinho e adoro ouvir putarias. Isso me excita ainda mais, ok? E para finalizar, estou pensando em contratar serviço duplo para amanhã. Será currado por mim enquanto curra meu garoto. Acha que dá conta do recado? De foder com pai e filho, bem gostoso, macho?

- Preparadíssimo e ansioso para fazer minha estreia a três. Não agendarei nenhum cliente para amanhã.

Mas preciso avisá-lo que atendimento duplo é mais caro. Se não se importar em pagar meu preço, será um prazer satisfazer aos dois.

- Não se preocupe com dinheiro, Jardel. Pagarei o que pedir e se nos surpreender, durante a foda ainda ganhará uma bela gorjeta, ok? Agora vá chamar seu cliente que o aguarda ansioso. Estou indo para o galpão e me esconderei atrás da pilastra do canto direito. Sabe muito bem a qual pilastra me refiro. Deve entrar com Gutinho, pela porta da esquerda. Não se esqueça ou se confunda, ok? Se conseguir direcione o foco da trepada em minha direção. Quero aproveitar bem ao show. Correto?

Pouco tempo depois, escondido atrás da tal pilastra, Dr. Joaquim escuta o barulho feito pelo portão esquerdo ao se abrir e vê cliente e michê entrarem para foder. Nesse momento ele retira o cacete pra fora e começa a alisar o bicho que já estava para rachar de tão duro e começa a escutar a conversa dos safados.

- Sr. Gustavo. Quer fazer algum pedido especial? Segundo seu pai, gosta mesmo é de tomar nesse seu cuzão peludo, certo? Prometo lhe fodê-lo tão gostoso, que ficará viciado em minha tora. E aí? Explique o que deseja e como deseja ser fodido. Devo chama - lo de Gustavo, Gutinho, putinho, viadinho... E como quer ser tratado? É só dizer, que será atendido. Meu lema é: Prazer pleno e leite grosso garantido ou seu dinheiro de volta.

Ricardinho se aproximou de Jardel, passou a mão em seu cacetem desceu seu moletom com cueca e tudo e segurando seu ferro com bastante safadeza, respondeu:

- Há tempos bato bronhas pensando em você e todas eram batidas em cima da seguinte fantasia: Depois de me pagar na faculdade, ao invés de me trazer para casa você entra em uma estrada de terra deserta, para o carro e me fode desesperadamente, como se não houvesse amanhã. Portanto, quero que finja e se comporte como o motorista que é durante o dia e me pegue de jeito. Me surpreenda e me chame de tudo que quiser, Jardel.

- Muito bem, senhor. Como acabamos de chegar nessa estrada deserta, abaixe e chupe minha rola bem gostoso patrãozinho, enquanto deslizo-a até sua goela e a bombo sua boca com vontade. Vire um pouco para aquela direção. Isso, assim está ótimo, a iluminação neste ângulo é bem melhor.

- Porra Jardel!!! Que tora saborosa, é essa, macho!!! Se pudesse, passaria o reto de meus dias com ela na boca. Hummm !!!! Tesão!!! Noooossssaaa!!!!

- Chupa Guto !!! Engula ela todinha!!!! Pois em breve vai comê-la pelo cu, safadinho!! Iscchhhhhss!!!! Poooorraaaaaa !!! Que boquinha em patrãozinho !!!! Quentiiiiinhaaaaaa, maciiiiinhaaaaa, pra caralho!!!! Uschhhhssss!!!!!

- AAAAAIIIIIIIIIIIIIII!!! Seu motorista safadão!!!! Precisa verificar óleo do meu motor!!! Acho que vazou todinho, está bem seco e emperrou. Hummm !!!!! Será que pode colocar óleo novo e lubrificá-lo novamente? Ischhhhsss !!! DELICIA DE ROLA, MEU DEUS !!!! HUMMM !!!!

- Com certeza, patrão. Já, já verificarei a situação de seu motor. Mas de cara adianto, que em pouco tempo injetarei nele uma bela quantidade de óleo natural e fresco, extraído diretamente da fonte, o que certamente aumentará e muito a potencia do bicho.

- Dr. Joaquim, nessa altura do campeonato, até babava de tesão e sem perder nenhum detalhe daquele sujo e delicioso espetáculo, se acabava na bronha, que era interrompida de tempos em tempos para não terminar numa bela ejaculada antes da hora.

- Jardel. Porque não se porta como um bom motorista e coloca logo sua chave em minha ignição tentando dar a partida, antes da injeção de óleo, que prometeu?

- Não só tentarei colocar seu motor para funcionar, como o colocarei com certeza, basta me dizer onde fica sua ignição, que introduzirei minha chave inteirinha dentro dela e agora mesmo, patrãozinho.

Deixe-me facilitar as coisas e exibir logo meu sistema de ignição. Aqui, está ele. Acha que é sua chave mesmo que o ligará, ou precisarei procurar por outra?

- Garanto-lhe que...

_ AAAAIIIIII!! MACHO !!!!! Me enfiou tudo sem avisar, sacana!!!! PORRRAAAAA!!!!! Que bela atolada me deu, Jardel !!!!! Putz!!!! Isso que chamo de macho!!! Hummm !!! Come meu cu, safado !!! Come tudo!!!! Bomba forte, dentro dele, Jardel !!! Bomba !!!! AAAAIIIIIIIIIIIIII , DELÍCIA DE MACHO !!!

Está contratado com honra, michê !!!! Vai até enjoar de tanto comer meu toba. Vai ver !!!!! Hummm !!!!!

- Gostou Gustavinho? Hummm !!!! AAAAIIII !!!!!! Profissional, que é profissional, não enjoa nunca de seus clientes, Ischhhhssss !!! TOMMMAAAA SAFADINHO !!!! Pelo contrário, melhora as performances a cada dia. HUmmm !!!! Hummm !!!! Enquanto estiver recebendo bem para lhe foder, prometo sempre dar o meu melhor para satisfazer a você e a seu pai, que também é muito exigente quando o assunto é putaria. AAAAIIII !!!! UUUUIIIII !!! Que cuzão, guloso !!! NOOOOOSSSSAAAAA !!!! Gostaria de foder comigo e com ele Gutinho? Hummm !!!!

- Nossa Jardel !!!!! Adoraria, que vocês dois me atolassem suas rolas!!! Vou quere uma DP de cara, macho !!!!! Não gosto nem de pensar na delícia que será !!!!! Huummmm!!! E só de pensar, não vou conseguir aguentar e... e.... acelera macho, que es-t-o-u... g-oz- annnndoooooooooooooooooo!!!! UUUUIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!! Delícia. Goze macho !!! Injete óleo nesse motor!!! Injete !!!!

- AAAAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!! TOMMMAAAAA POOORRRRRRAAAAA, VIADO !!!!! TOOOOMMMAAAAAA GALA NA BUNDA !!!!! Toommmmaaaaaaaaa!!!!!!!

E atrás da pilastra, sem poder gritar Dr. Joaquim, lavava a parede a sua frente com porra volumosa e grossa que jorrava furiosa e sem direção de seu pau.

Terminada a putaria, Gustavo e Jardel, foram ao encontro de Dr Joaquim, que saira escondido, minutos antes e fingi curiosidade para o filho.

- E aí meu filho? Satisfeito com os serviços prestados por Jardel? Posso recontratar seus serviços de vez em quando?

- De vez em sempre, papai. O motorista é melhor que a encomenda e aceita trepar a três quando for chamado. O que acha de testarmos o michê machão, juntos paizão? Topa?

- Não só topo, como ficarei ansioso para chegar amanhã a noite, pois me antecipei a você e já o contratei. Amanhã nos foderemos no primeiro motel de beira de estrada que encontrarmos, ok? Mas agora precisamos nos despedir, de Jardel, Gutinho. Tenho uma tarefa nada fácil. Para cumprir amanhã. Boa Noite Jardel!

Depois de das despedidas Jardel, foi embora e os dois satisfeitos entraram.

Deitado, Dr. Joaquim sentia-se muito bem, pois conseguirá um parceiro para seu filho, que o ajudaria a sossegar por uns tempos. Com amis um problema resolvido, estava próximo de continuar com a rotina que tinha antes da chegada do maligno sacerdote. Faltava apenas Joãozinho e seu pai, para encerrar suas preocupações.

No dia seguinte, depois do café Dr. Joaquim, dirigia-se para a casa de Joãozin....

CONTINUA ....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
25/04/2018 18:10:23
POXA, POR ONDE ANDA JOÃO FAZ FAVOR??? O PAI DELE??/ E UM NOVO PADRE???
25/04/2018 16:52:50
Tesão da porra.