Titia gostosa do rabão II

Papo vai e papo vem com titia, até que sua amiga branquela e cavala vem até a gente, naquele bikine amarelo, fico olhando seus peitões bem descaradamente, já que estão bêbadas, nem ligo.

- Olha para isso, a cadela dormindo no colo do teu sobrinho. - Ela fala rindo e minha tia rir também, já sei que tão muuuito embriagadas. - Vem Debora! Temos que chamar o Uber. - Ela fala chamando a amiga e meu pau durão, se a amiga levantar vai ficar a mostra meu volume.

- Durma aqui mesmo as duas. Você já está loucona aí kkkkkkk E a Debóra dormindo, vamos eu ajudo a levar ela para o quarto. Meu bem, abre a porta do seu quarto para titia. - Eu vou rápido para ela n ver o volume do meu pau.

Minha tia fala para a Erika (Branquela do rabão) que podem dormirem lá mesmo em cima da cama.

- Mas e seu sobrinho?

- Eu durmo no quarto com vocês, pego um colchão e coloco no chão.

- Então ta certo kkkkkkkkkkkk

Bebada gostosa, espero que elas durmas de bikine mesmo, com certeza vou ver e pegar nos peitões da branquela, que como não sei o nome até hoje, irei chamar de Erika.

Minha tia vai pra sala e eu tiro o celular do bolso e finjo está olhando para a tela e ando devagar, só acompanhando o rabão da minha tia. A gente chega na sala e ela enche ainda mais seu copo, dessa vez com vinho. Ela rindo conversando com o povo no Whatsapp bem a vontade no sofá, de ladinho, e eu vendo aquele pacote todo fico quase babando, fico mexendo no celular, e só deslizando a tela mesmo, pois o olhar é todo pro cu da minha tia. Ela se levanta do sofá e começa dançar funk e me pede para filmar ela dançando para assistir daqui a 10 anos para lembrar de como tinha uma bunda bonita, e eu lógico, fico filmando, e olhando o pacote dela de costas, pacote inchado delicioso, coberto pelo bikine e fico nem aí se ela vai ver minha rola durona ou não, fico sentado no sofá bem de boas com a rola quase saindo da bermuda.

A música termina e ela vem pegar o celular e ver meu pauzão duro.

- Meu bem, por que tá com essa rola dura? KKkkkkkkk

- A titia, nunca mais vi a Isa e com o braço machucado assim não dá para bater uma. - Eu me levanto e vou para o outro sofá perto dela.

- Ta sem gozar desde o acidente é? - Ela pergunta olhando meu pau.

- Sim, e quando vi você rebolando esse rabão gigante fiquei doido. - Ela rir alto.

- Rabão gigante é? Nem tenho.

- Peitões lindos também. Deixa eu ver eles tia, quem sabe eu consiga gozar. - Ela rir ainda mais.

- Você é doido.

Coloco o pau para fora e ela fica olhando mandando eu colocar dentro da cueca.

- Olha titia, como minha píca fica dura quando eu penso em você e te vejo.

- Meu deus, o que eu to fazendo? kkkkkkk Vamos fazer assim, você fica sentadinho aí e eu bato uma para você, mas é só isso, só para você não ficar morrendo, ta?

- Sim titia. - Nessa hora era o que eu mais queria, qualquer coisa que envolvesse ela eu estava aceitando, porque se eu

pedisse demais e ela saísse eu iria matar depois.

Ela sentou do meu lado, cuspiu na minha pica e espalhou sua baba pelo meu pau, começando pela cabeçona da minha pica até ficar bem babada. Depois começou a me punhetar e rindo ao mesmo tempo. Eu estava no céu somente com aquilo. Ela aumentou o ritmo até ficar rápido e bem forte, ela batia ponheta para mim e revezava o olhar nos meus olhos e para a minha rola dura.

- Malv, que rolão você tem kkkkkk

- Nem é tão grande.

- É acima da média e grossa.

- Tia cospe mais nele.

Dessa vez ela cuspiu bem perto da minha pica, fiquei doido pensando que ela iria mamar. Eu sem pensar, puxei o bikine dela e vi os peitos mais lindos que podia existir.

- Ta maluco é menino? kkkkkk Sou sua tia.

- Titia gostosa, eu vou gozar mais rápido assim, por favor, nunca vi uns peitões tão lindos assim.

- Não acredito que to fazendo isso, meu pai kkkkkkk Não conte nada a ninguém.

- Eu amo você tia.

- Que rolona dura. meu bem. - Ela falava batendo bem forte minha pica e eu doido.

-Ela fica assim sempre que vejo a senhora, minha delicia.

- Goza logo para titia vai então. Quero ver essa rolona soltando leite quente.

Ela começou a bater bem forte e rápido a ponheta no meu pau, ela olhando minha cara de satisfação e eu olhando os peitos gigantes dela se mexendo com o movimento de suas mãos, vez ou outra desviava e olhava pro rabão dela de fio dental até que não aguentei mais e comecei a gozar.

- aaaaah minha tia gostosa, mais forte.

- isso meu bem, goza para titia vai, goza mesmo que quero dormir kkkkk

A porra escorrendo no meu pau e caindo na mão dela e ela falando que está bem quentinho, e me perguntou se eu tinha gostado, eu disse que foi a melhor ponheta da minha vida, a safada riu e se levantou falando que ia limpar as mãos para ir dormir, foi quando puxei ela pro meu colo falando que eu amava ela e queria um abraço haha ela me chamando de tarado e tentando sair do meu colo e aquele rabão gostoso ralando na minha pica, dei uma pegada boa naquela buceta inchada dela até que ela saiu me chamando de doido tarado e disse que ia tomar banho e para eu ir dormir.

Eu estava doido de tesão com ela, mas sabia que a ponheta era a unica coisa que eu ia receber aquele dia, pelado mesmo fui até o quarto, quando entrei vi a Erika deitadinha de lado. a bunda dela fica ainda maior nessa posição, uma bunda bem branquela e gigante, bikine fio dental, mais uma visão do paraiso, e o pacote gostoso dela, meu pau ficou duro de novo. Dei uns tapas na cara dela e nada de responder, então fui beijando sua boca , ela só mexia um pouco as vezes cm minha lingua tocando a dela, comecei a apertar os peitos dela e tirei o bikine, abaixei e comecei a mamar aqueles peitões brancos, eu estava maravilhado com aquilo rolando, dei mais uns tapas na cara dela, vendo que ela n iria acordar, coloquei meu pau na boca dela e fui empurrando, ela salivava deixando a cabeça do meu pau toda babada, e eu apertando seus peitos, eu queria era o rabao dela, mas fazer o que ne. Ela dava umas leve engasgada deixando minha rola ainda mais babada, fiquei assim botando na boca dela, deixando atolada, ela dando umas engasgada e eu tirando, até que na hora de gozar, resolvi gozar nos peitos da safada, e deixei ela gozada mesmo com os peitos de fora.

No dia seguinte quando acordei, ela não estava mais no quarto e nem a amiga dela, acordei tarde e com a cabeça doendo pacas, liguei para minha tia e ela disse que estava no supermercado fazendo umas compras.

Tomei café e fiquei jogando até ela chegar, esse dia não rolou muita coisa além da minha pessoa jogando e ela trabalhando no quarto em seu computador.

Fica em breve a parte 3, comentem se tão gostando...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
04/10/2018 09:19:42
Muito bom! Só continuar
03/05/2018 04:17:41
Excelente conto continue
25/04/2018 23:03:38
Ta certo, Astrogildo, mas as coisas nem sempre saem coerente, por exemplo não existe coerencia em eu ter conseguido ficar cm minha, tia, as coisas acontecem, parecendo provavel ou não! Obrigadop Lobo 21!! Assim que arrumar tempo escrevo.
25/04/2018 10:05:41
Essa com erika achei uma parte meio forçada. Tomara que a continuação seja mais coerente
25/04/2018 01:55:00
Bom conto estou ancioso pela evolução