Deivinho tá ficano barriu. Tá mi meteno medo. Mais ainda não dá pra dexar o sacana sinão poso ficar na pió

Cole meus paça, voceis ta tudo fileh ai ne. Tenho serteza qui sim. E essa tessa fera ta tudo na pais ne.

Com migo tudo fileh , so esa semana ai qui to seim trabai mais um brode vizim aqi qui trampa junto com migo ta cum tarmpo eim vista aí pra nois. Nao sei si pra esa ou si pra otra semana. Aí aproveito pra bater uma mão de sinuca com os paça na boca da note pra matar o tempo. Ainda beim qui Deivinho sempre xega junto e não paso mais privassão quando fico seim trabaiar.

Eu tava ate na sidade dele finau da semana pasada ja qui ese feriado quiria pasar com a familha.

Porra meus paça mais to tentano levar Devinho no papo mais ta ficano dificiu pra carai. To pensano seria mente eim largar de panhar Deivinho. Se eu tivese ua condisão melho eu ja ia fazer iso. Cada veis qui pasa ele ta mais ligado na minha e teim ora qui fico com medo de ele vim mi procurar aqui e botar tudo a perder na miha vida, ja qui ele ja vei aqi duas veis. Não na minha caza neim na minha rua, mais vei ate a rua prinsipau la eim cima aonde dece aqi pra caza.

Ao mermo tempo eu fico pensano o qui ia ce de mi seim Deivinho. Si oje eim dia eu, minha muler e meu guri vivemo legau, de boa, si oje ajente si alimenta beim, si verte beim é grassa a Deivinho. Ajente pasou si virtir melho, cumer melho. Antiga mente si eu ficase 5 dia seim trampar nois tava fudido purqui pasava ate privassão. Oje eim dia si eu ficar o meis intero seim trampar teim grana pra ficar de boa.

Claro qui miha patroa axa qui é so grana do meu trampo. Ela axa qui quando viajo finau de semana pra otra sidade eu vo trampar eim auguma coiza, fazeno caza, seno gaçom. Si ela sober qui to panhano viado eu to fudido.

E pur falar niso pricizo ate invetar ua istoria pra minha muler purqui to com ua grana fileh no banco e qero uzar. Si ela ve o tanto qui teim la ou intão eu uzano, ela vai dizer qui to vendeno droga. Pricizo de ua boa discupa.

Meu paça qui vai pra sidade do Deivinho panhar os viado uma veis ele pricizou uzar a grana dele, pegou tudo no banco e disse pra muler qui ele tinha gahado na loteria. Mais meu paça é muito bom pra mintir e ele sabe conveser, eu fico todo cabrero quando eu largo mintira. Hehe.

Apezá qui si eu pricizo de grana Deivinho xega junto mais não poso dexar a grana o resto da vida no banco.

O qui ta mi asustano é qui Deivinho ta pertubano meu juizo. Não apertano minha mente. Mais ele veim com ums papo de apaxonado qui mi dexa com medo.

Semana pasada ele mi mandou um zap dizeno asim: ela nao pode ti dá tudo qui eu poso ti dá, ela nao pode tirar sua dô, ela nao pode ti amar izata mente do jeito qui eu ti amo, eu quero voce pra mi.

Porra meus paça, o pivete aqui fico azuado. Agora qui porra de dô ele tava si referino eu no sei, ja qui eu so um cara fileh pra carai.

Eu pergntei a ele qui dô era esa, e ele falou qui era so ua musga qui ele tava ovino eim ingleis e qui rezouveu mi mandar esa parte da musga. A toa asim do nada nao foi. Eu axo qui ajente nao manda ua coiza pra otra pesoa si aqilo nao tiver augum siginificado.

Otra veis um viado qui é paça dele tava dizeno qui eu tava fazeno mau a Deivinho. Porra bixo, eu sempre trato o pivete beim po. Pergutei purque to fazeno mau a Deivinho e ele mi respondeu qui Deivinho ta perdido de amô pur mi e ele saca qui eu não qero nada serio com o viado.

Porra meus paça, eu numca inganei o Deivinho.

Ele sabe qui eu teho familha, tenho filho, ele ja mi coieceu com minha muler. É barriu. Eu não poso largar meu guri, minha muler qui mi trata como deus e derrepente i fazer cazo com Deivinho. Serto qui ele tobeim mi trata como deus e fais tudo pur mi e tenho serteza qui si eu fico com ele eu ia tê ua vida boa da porra. Eu recoieço iso. Mais eu nao mi vejo largano miha familha e tobeim no mi vejo de namoro serio com ua pessoa qui teim pau e teim ovo iguau a mi. Serto qui ele é viado mais teim pau eim veis de buceta.

Asim eu não to dizeno qui é fei um cara namorar com viado. Eu não to fazeno critica, ate axo os viado tudo jente fina tudo alegre, batalhadô, eles sabe o jeitim serto de agradá os cara, eles qere ve os pivete sempre beim. Eu qui não vejo a mi mermo nesa situasão.

Si eu tiver aqi falano auguma bestera meus paça, mi dis aí purqui qero ningeim com raiva de mi não. Voceis ta ligado qui eu so da pais e eu so todo fileh.

Si voceis reparar beim, com Deivinho ja parese namoro serio mermo, purqui eu vo ve Deivinho de 15 eim 15, largei os otro viado qui mi dava ponta pra eu cumer eles e fiqei so panhano Devinho, e eu considero o sacana pra carai e qero ver ele sempre seimpre beim. Mais meu centimento pur Devinho é afeto de pacero mermo, de broder.

Eu falei com Deivino sobre o qui o paça dele cunvesou com migo e ele dise pra eu nao levar a serio nao. Mais o viado quando ta bebo as queda, ele xora e as porra. Aí ele sorta tudo. Fica dizeno qui eu no qero ele, e qui ele mi ama, ta apaxonado pur mi. Aí eu tento manobrano ele sempre com jeitim pra ele nao si ofender neim mi mandar pra caza do carai.

Aí o paça aqui ta seim saber o qui fazer pivete. Eu nao sabia qui ia rolar centimento pur parte dele, eu axava qui ia ce so pancadaria na bumda dele, eu pegava minha ponta e caia fora.

Deivinho qui no comeso iscondia dos pai e do mano mais vei dele , ele mi disse qui ja contou pros pais qui ele é omo sexuau e qui teim um namorado. Ele disse qui os pai dele qer mi coiecer. Porra meus paça, pense nu cu qui ta piscano é o meu.

Sei qui to mi fudeno todo.

Na rua ele nao teim mais vergoia de fica mi pegano, mi dano bejo no rosto, pongado no meu ombro.

Eu não ligo. Ate garro ele pela sintura, xamo de minha muler ate mermo nos ba qui ajente vai. Mais Deivinho ta muito mudado. Ate grana qui ele so mi dava iscondido, agora não fais mais qestão de isconder mais de nigeim.

E pur falar eim ba. Nois la naqele ba fileh da sinuca no otro finau de semana, eu la de boa todo palozo, de lupa, de bermuda com selulazão do lado, seim camiza e todo no tenis de marca, bebeno miha ceveja e jogano. Deivinho saia da meza com os paça dele e ia mi da ceveja, ofecer bebida, ficava mi puxano saco com as mão no meu ombro, mi bejano no rosto. E ele neim tava bebo direito ainda.

Uma 6 e mea da note ajente vouta pra caza do viado pra jente i na xurascaria mais tarde. A caza do viado tobeim é frequentada pur caras qui fais progama, la eles sempre axa viado pra cumer e pegar ua grana. Viado tudo novo mais tudo gosta de pagar. E como voceis sabe la tobeim vai muita muler.

Eu nao faso progama mais nao critico queim fais. Eu so gosto de ganhar mermo minha ponta pra fuder mais nao faso diso um trabai. Os cara são brode e tenho amizade com eles. Mais semana pasada pecebi um pivete alemão. O qui ele feis não mi atinjiu purqui cada um vive com qer. Eu so tenho a ver com minhas caraqiteristica.

Devinho foi pro quarto pra ele separar ua ropa e mi xamou pra mi mandar tomar bainho. Aí eu vo e falo asim: porra gata, eu so vo trocar idea ali com os pivete e ja vo tomar banho. Tu pega tualha pra mi e panha ua ceveja.

Ele foi na cuzinha, pegou uma ceveja e mi deu. E fui pro lado de fora.

Tinha 4 paça trocano idea na frente do portão e xegei pur trais de um dos qui fais progama. Pegei a cunvesa pela metade mais pegei o suficiente. Ele falava beim asim: Deivinho todo bonito, istilozo, novim, pode ter queim ele qer, eu não sei o qui ele viu naqele cara.

Eu saqei qui era sobre mi e fiqei ali paradao atrais dele ovino. E o paça continuô: aqele pivete favelado, todo seco pariceno qui uza craqe, corte de cabelo pariceno de ladrão, fala pariceno majinau. Ele parou purqui dois paça foi si saino como si eles no tivese nada a ver com a cunvessa, e o otro feis ua jogada nos olho e o sacana olhou pra trais e ficou beim cabrero.

Porra meus paça, eu so isso aqi meus brode. Eu so um cara na minha, concidero todo mundo, so de boa e numca mi importo com nada, mais as veis é barriu si deparar com jente asim meus brode. Mais como ja to calejado dos otro pençar um bucado de coiza de mi.

E pro paça eu so falei asim: porra paça é barriu né. Axo qui é frustante voce aí todo moreno, todo bombado, todo na pala, fala beim pra porra e Deivinho prifiriu logo um cara seco, favelado, pariceno cracudo, todo fei, pariceno um bamdido e ainda neim sabe falar.

Bixo, sei qui o sacana pegou ar. Mi dise qui era iso mermo e qui não sabe o qui Deivinho todo pinta viu nu cara seim grasa iguau a mi.

Eu so falei asim: cauma ai mo paça, fica grilado não pivete, so to ti dizeno qui deve ce frustante pra tu mo pai, afinau to ligado qui Devinho era partidão e voceis antes de Devinho si ligar na minha parada, voceis tudo mamava nas teta do sacana ate uma zora. Eu xegei e cabou tudo iso. Tua raiva é esa pacero, perdê o viado mão aberta pra um favela.

Rapidim a confuzão ja tava na cuzinha e foi galara la pra fora. Deivinho comesou logo qerer infrentar o paça, o viado dono da caza logo falou qui si fose pra tê confuzão pro pivete i imbora.

Porra meus paça, o viado dono da caza mi da maió ponto. Ele xegou logo dano idea pra mi falano asim: fica na tua Cabeça, iso é inveja purqui sempre qui tu ta auzente eles fica dano eim cima de Deivinho e minha amiga dis qui não qer ningeim e qui ta satisfeito com tigo. Aí eles fica com raiva.

Devinho mi panhou logo e mi puxou i tomar bainho. Ante de entrar eu virei a cara pro pivete dei um leve sorrizo sacana e uma piscada. Hehe. O cara ficou pra morre.

Quando o viado dono da caza sobe o qui tava rolano ele falou pra eu não fica grilado não qui o poco qui ele mi coiece ja sabe qui eu so um pivete todo de boa e qui eu so sempre beim vindo.

Eu só respondi asim: fica fria gata, eu to ligado qui voceis mi venera.

Ele deu rizada e falou: adoro quando voce mi xama asim mais tobeim não é pra tanto. E saiu ele e Deivinho dano rizada.

Mermo o viado da caza dizeno qui era melho o pivete i imbora, o cara foi imbora não, ele ficou la fora eim pe junto do muro com otro brode cunvesano. O otro brode vei si isplicar pra mi qui ele não teim nada a ver com o pençamento do pivete mais qui acima de tudo eles é amigo.

So respondi asim: fica na tua pivete. O cara é seu paça e iso é o qui importa.

Quando fomo pra xurrascaria o cara foi no carro de otro viado. La na xurrascaria o sacana axo qui ja tava bebo, mi xamou pra i no lado de fora troca idea.

La fora ele falano: porra pivete, foi mau aí tudo qui falei. Va discupano ai. Tu é sempre de boa.

Eu falei pra ele: fica na tua sacana, teim zuera não, é cabeça de jelo. Ajente bateu um na mão do otro com saudasão de favela.

Mais eu boto fe mais não meus paça, eu axo qui o cara so nao quiria ficar com fama de vasilão neim de frequentar a caza do viado sinão ficava seim fazer a grana dele. Mais eu disconcidero ningeim não meus paça, a pesoa pode ce ipocrita com migo mais si mi trata beim eu levo ela na boa e seim retribui a ipocrizia.

Importante é qui o paça e eu ficamo de boa. Mermo asim Deivinho e o viado da caza ficaro mei istranho com ele.

Ajente na xurrascaria tudo comeno bebeno e dano rizada e cai mensaje no meu zap asim: eu ti amo e ti daria minha vida. Aí eu dei rizada. Devinho de meu lado e mi mandano mensaje. Olhei pra ele e falei: porra piveta, eu ja to ligado.

Aí ele falou: mais não fiqui si axano não.

Eu falei pra ele: porra paça, eu não mi axo não, eu so. Hehe.

Cunveça vai cunveça veim e cai otra mensaje dizeno: ante de ti coiecer minha vida era vazia, voce vei e pre enxeu tudo qui fautava.

Porra meus paça, esas coiza anda mi dexano com medo.

Agora ua coiza qui não intendo. Ajente qui é pobre qui pela lojica é pra tê a vida seim grasa purqui fauta tanta coiza, no meu cazo parei de ficar eim fauta de Deivinho pra ca purqui ate os otro viado qui eu panhava era tudo 20 ou 50 conto qui eles mi dava. Ja Deivinho o cara ricaço, teim tudo do bom e do melho, grana pra gastar adoidado, viaja pra tanto lugá da ora, teim familha tudo porradão, pode fazer o qui beim intender, teim um bucado de paça e a vida ele falou qui era vazia. Eu não perguntei isso pra Deivinho mais fiqei mi perguntano.

Aí repondi na cara dele: porra piveta, fica fria qui numca vo dexa sua vida fica vazia.

Pra qe falei iso. O viado enxeu os olho de lagrima. Meu zap caiu um bucado de corasão qui ele mandou. Huahuaha. Não era neim pra tê falado iso purqui ficou pariceno qui era promesa de qui numca eu ia larga ele. Barriu, mais eu ja tinha dito.

Ele falou asim pra mi: teim um supreza pra voce.

O viado dono da caza falou: é. Oje ela vai de xirra. E Devinho comesou bater no otro viado qui intregou. Huahua

Eu tava pensano qui era cunvesa fiada ate Deivinho comesar bater nele.

Meu paça falou: porra Deivinho, voce com ese rabão ate eu vo ti cumer com tigo vistido de Xirra.

Ua mina falou: não axo grasa na Xirra.

Meu paça falou: qui foi. Tu teim inveja da Xirra ce mais gostoza qui tu. Eu quando era pivete batia muita pueta asirtino Xirra.

Otra mina falou: Geo, tu é tarado desde minino pelo visto.

O viado qui ja falei eim um dos conto qui teim dois salão de beleza falou: aaaa, bom saber qui tu asirtia Xirra, Geo.

Meu paça imitano vois de viado falou: á viado, não é so voce qui pode ce bixa não.

Ua mina falou: ese Geo é uma bichona incubuda.

Meu paça respondeu: incubada nada sua raxada.

Bixo, qui viadaje da disgrasa. Mais meu paça é todo palhaso.

Aí ele falou: Cabeça tobeim asirtia Xirra com migo e ajente batia pueta junto. Ajente fazia ate mão amiga.

O cara tinha qui mi meter nas palhasada dele.

Ai eu perguntei: o qui porra é mão amiga!

Aí ele respondeu: é quando dois viado bate pueta junto e um pega na taca do otro pra bate pueta pro otro.

A rizada cumeu na meza.

Aí eu falei: sai de baxo pivete, ajente neim batia pueta junto.

Ele falou: para com iso Cabeça, ajente aleim de bater pueta junto ainda fazia troca toca e mea nove.

Huahuaa. Cara maluco vei. O povo na meza ja tava tudo ficano roxo e xorano de da rizada.

Aí eu falei: porra é esa pacero, tu asim intregano o segredo da jente não da serto não.

A gaiofada e a putaria tomou conta da meza. So fautou augueim ou augum gaçom reclamar ajente.

Quando ajente voutou pra caza do viado ajente pasou eim ua favela purqui o viado da caza ia pegar um pivete no grupo do zap. Pegamo o pivete e sigimo pra caza.

Meu paça tava si ingrassano com ua neginha nova na area qui foi so pra coieser ele. A piveta era amiga de uma gata qui ele ja pegou.

O cara qui mi xamou de seco e fevelado ia ficar com otro viado qui ia pagar a ele.

O viado todo pintado tava afim de ficar com meu paça dinovo mais meu paça dise qui ia panhar a neginha. O viado como não gosta de ce discartado, foi imbora xei de odio. Neim um dos garoto de progama quis panhar ele purqui ele aleim de tampinha é beim seco. E olha qui o viado paga beim, eu so não disgabaço pur cauza de Deivinho.

Otra mina ficou com um paça qui sempre vai la mais qui não fais progama. Ele é so amigo da galera mermo. Mais as veis ele panha viado pra pegar ua ponta.

Dois viado dividiu 3 paça qui fais progama eim um quarto so.

Ua sapatona toda gata ficou so no quarto com otra muler.

O resto dos viado, das mina e dos paça foro pra otro luga.

Meu paça mi xamou de lado e falou: porra pivete eu vo tê qui panhar a neginha no quarto de voceis. Ta tudo oculpado. Ela nao qer fuder na sala não. Si ela quizese sabe qui pra mi é de boa.

Aí eu dise: porra paça, vo fala com Devinho.

E fui falar.

Deivinho respondeu: eu vo ficar seim grasa virtido de fantazia com eles no quarto. Manda eles pro quarto do fulano e fulana. Deivinho tava si refirino ao paça qui cassou confuzão com migo qui ia panhar uma piveta.

Falei isso com meu paça. Mas a neginha dise qui não falava com a piveta qui o sacana ia panhar.

Ai Devinho xegou e dise: ajente uza o quarto e depois voceis uza. Ajente veim pra sala ve tv e voceis fica la.

Meu paça respondeu: intão ta fileh.

Os cazau si recolheu pros seus quarto, meu paça ficou com a neginha na sala mais ficaro si lascano nos bejo e nos amasso. A neginha toda fileh, toda magriha, ua boca de xupa ovo do casete.

Eu fui pro quarto.

Bixo, passou uns 15 minuto e nada de Deivinho.

Ate qui a porta abriu e era meu paça e a neginha qui entraro afobado. Como meu paça é todo grande e todo forte, entrou com a neginha siguro nos brasso, ela seim bluza, so de sutião e virtida com ua bermuda dims mostrano a popa da bumda. Ela tava abrasada com as perna na sintura dele e com as mão apoiada no seu ombro, e meu paça ja entrou todo pelado de pau duro e os dois si lascano.

Meu paça falou: porra pacero, teim como isperar mais não pivete, ja to bruxa pai. Libera aí mo pai e da um ziginau eim Deivinho aí.

Porra, eu não ia ixpusar os dois e falei: de boa paça.

Ai pencei: eta porra, Devinho vai surtar.

Mais é isso aí meus brode. O Paça de voceis vai parar um poco de dijitar purqui os dedo ja ta dueno e os olho tobeim. E tobeim Devinho ja mi deu dois toqe no selula e ja mandou mensaje no zap dizeno qui qer fala com migo pra eu da toqe qui ele mi retorna quando eu tiver pudeno falar.

Mais logo eu paço o resto da putaria pra voceis aí pivetada. Se eses dia eu no fo trampar eu mando aí no saite amaiã.

E vão aí discupano seu paça aqi cabeça, voceis sabe qui eu não tive o portunidade de istudar.

O aplicativo aqi ta marcano um monte de erro.

Um pivete vizim meu aqi qui é cdf, ele ativou aqi ua parada no aplicativo qui ajente dijita e ele cunserta a palavra, so qui tinha palavra qui eu dijitava e aparicia otra palavra qui nao tinha nada a ver. Aí eu pidi pra ele dizativar. Mais um dia ainda aprendo iscrever e mexer no selula direito e vo iscrever um testo legau pra voceis tere gosto de ler minhas parada. Um paça neçe saite mi deu uas dica de dijitar melho e ja melhorei beim. Quando o guri ficar mais grande eu vo comesar istuda de note. Aproveitá qui ainda eu so jove.

Abraso aí meus pacero e vo ve si amaiã conto a parada qui Xirra aprontou eim cima do rimem aqi. Hehe. So qui de rimem eu nao tenho nada, to mais pro isqeleto, como eu falei pro pivete. Hhauhauahua.

É nois aí cabeça.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.