REMEMBER COM O EX AMANTE

Um conto erótico de CASALVEGAS
Categoria: Heterossexual
Data: 23/04/2018 20:00:17
Nota 10.00

De volta para narrar mais uma loucura que aconteceu conosco. Vamos lá. Minha esposa e eu estivemos separados por um tempo. Acontece que descobri que ela estava me traindo com um cara do trabalho dela. Isso nos abalou e acabamos nos separando à época. Mas o amor era maior, e acabamos voltando, e ela terminou com o rapaz. Então ela me confessou tudo o que houve. Que foi uma loucura, que se deixou levar e que até chegou ao ponto na época, de pensar em pedir para que ficasse com nós dois. Enfim... estamos muito felizes e nosso amor está mais forte do que nunca. Ela saiu daquele trabalho e cortou todo e qualquer tipo de contato com o Rapaz. Mas acabou acontecendo algo inesperado. Era um sábado e ela estava no shopping, e eu estava em casa. Tinha feito cabelo, eu havia a depilado, e correu lá para comprar um vestido para sairmos à noite. Recebo uma ligação dela, e ela me diz:

- Amor, acabei de encontrar com aquele rapaz que vc sabe bem que é aqui no shopping.

Fiquei preocupado e perguntei o que havia acontecido. Ela respondeu que estava tudo bem e que não havia acontecido nada. Então ela completou falando se poderia me perguntar algo, e eu disse que sim. Ela emendou:

- Então amor. Ele implorou para sair comigo de novo, tentou me beijar e eu neguei. Mas vou te confessar que fiquei excitada.

Fiquei meio zonzo e perguntei: E?

- e que ele implorou para irmos para um motel. Eu disse a ele que nunca mais trairia você! E ele ajoelhou pedindo uma última transa com ele e que depois sumiria da minha vida. E como eu já fiz merda no passado e jurei que que nunca mais faria de novo, na hora não sei o que me deu e falei para ele que até faria isso por ele, desde que ele sumisse para sempre, mas que teria uma condição.

Perguntei qual e ela respondeu:

- Disse a ele amor, que quando eu o conheci, era para ter saído com ele, junto com você e acabei fazendo merda. E que não faria de novo mesmo. Então que se ele quisesse, você teria que estar junto. E acho que o tesão dele era tão grande que topou na hora. Você topa amor? Se não topar, saio do banheiro e sumo, poes ele está me esperando na praça de alimentação.

Perguntei para ela o que ela queria. Ela respondeu:

- Quero te dar uma tarde de muita putaria do jeito que voce ama, e como eu deveria ter feito lá atrás.

- Ele topou?

- Falou que fará tudo o que eu quiser! e você?

topei na hora, com o coração a mil por hora. Ela falou para eu pegar um uber e ir buscar o carro no shopping. Deixou a chave com a gerente da loja que comprou o vestido, e que iria para o motel com ele, para me esperar. Ai fiquei puto e disse que desde que não fizesse absolutamente nada antes que eu chegasse. Enfim... voei para o shopping. Chegando na loja a gerente me entregou uma sacola que tinha uma caixinha, as roupas que ela saiu de casa vestida e a chave do carro. Imaginei que ela já estivesse com o vestido. Agradeci e fui para o carro. Lá chegando abri a caixinha e tinha sua calcinha toda ensopada com um bilhete:

- amor, já vim com o vestido novo! E a calcinha estava marcando! Mas acho que vai gostar de ver como ela ficou melada por me dar essa loucura de presente com meu ex amante, mas agora do jeito certo; Juntos! Vem logo pois olha o estado da calcinha!

E realmente, a calcinha estava ensopada! Voei para o motel. Lá chegando, me anunciei entrei e subi. Obviamente quando entrei no quarto e nos olhamos, ficou um clima bastante chato. Que foi quebrado por minha esposa me mostrando seu vestido, branco super decotado, que deixava a lateral de seus seios à mostra, e deixava seu corpo ainda mais delicioso. Me ofereceu uma cerveja, nos cumprimentamos. Ela não perdeu o rebolado, e para quebrar o clima, emendou:

- Hoje vocês farão tudo o que eu mandar! Então comecem tirando as roupas agora! Obedecemos. Os dois ficamos nus, e claro, com os cacetes duros feito pedra. Ela encostou sua bunda nele e começou a rebolar enquanto mando ueu começar a filmar. Ele pensou em protestar, e ela emendou:

- Hoje é tudo do jeito que EU QUISER, ou nada!

Ele consentiu e ela retrucou:

- E já vou avisando que vai ser muita loucura, sem restrição! Se não aguentar desiste agora!

Ele estufou o peito e puxou ela contra ele para não perder sua despedida. Ela então se virou e começou a beijá-lo. Depois de longos e molhados beijos, ela virou de costas para ele e pediu que ele tirasse seu vestido. Quando ela ficou apenas de salto, ela me olhou e disse:

- Hoje vai ser do jeito que sempre deveria ter sido meu amor! Com muita loucura e parceria!

Ela então se agachou e começou a chupar o pau dele. Ele gemia e se tremia todo de tanto tesão, aina não acreditando que estava fazendo aquilo na minha frente. Então ela se levantou, mandou ele deitar na cama e veio até mim. Colocou uma perna no braço da minha poltrona, deixando sua bucetinha aberta:

- Passa o dedo, olha com o sua mulher está ensopada!

passei os dedos, e não que precisasse passar para atestar o que ela disse, pois até sua coxa estava melada e escorrendo, mas realmente estava encharcada. Com os dedos molhados, ela me olhou e mandou sentir o gosto. Levei a boca e suguei seu mel. Que delicia. Enquanto isso ela se colocou de pé em cima do rosto dele, e de frente para mim e foi se agachando. Seus lábios foram se abrindo conforme ela ia chegando mais perto da boca dele. Ela estava com tanto tesão que nesta hora um fio de mel escorreu de sua buceta, caindo em cima da língua dele que já estava para fora. Ele começou a chupá-la enquanto ela rebolava na boca dele e o masturbava. Depois de brincar um pouco assim, acho que para me permitir um melhor angulo para filmar, ela se abaixou e abocanhou o pau dele. Começou a chupá-lo, e só fez uma pausa para ordenar que eu fosse filmar ele sugando sua buceta. Me coloquei atrás dela e fiquei apreciando ele abrindo sua buceta com as mãos e a sugando toda. Confesso que meu ciume estava a mil, mas... o tesão falava mais alto. Logo ela gozou, de escorrer muito de seu liquido branquinho e viscoso por toda sua racha, que foi prontamente sugado por ele. Ela se levantou com as pernas trêmulas, deu um passo para frente e voltou a se agachar, agora, sobre o pau dele. Ela segurou e começou a esfregá-lo por sua rachinha, enquanto me olhava com muita ternura e tesão. Conheço o brilho e todos os olhares de minha esposa. Então ela encaixou o pau na porta de sua grutinha e começou a deslizar:

- Olha amor! Olha o que você sempre quis e já era para ter visto faz tempo meu safado!

Nisso o pau dele já havia sumido por inteiro em sua xota e ela já estava sentada sobre seu quadril. Ela então ajeito as pernas, deixando sua boceta toda exposta aos meus olhos e ordenou para nós dois:

- Vai, me fode gostoso para ele ver! E você, filma um pouquinho e depois vem chupar sua mulher com o pau dele socado na minha buceta vaiii!!!!

Ele ficou doido e começou a socar com força no mesmo segundo. Ela gemia compulsivamente e eu estático filmava o pau dele entrando e saindo. Ela se volta a mim novamente:

- Ta esperando o que? Vem chupar sua esposa enquanto meu amante me devora!

tomado pela loucura, cai de boca e comecei a chupar sua buceta, passando a lingua no começo de sua rachinha e em seu clitóris. Ela estava toda lambuzada e eu sentia o pau dele entrando e saindo a menos de dois centímetros de minha língua. O coisa estava tão quente que ela gosou novamente e muito rápido. Ela saiu de cima dele e com as pernas aberta me mostrou sua buceta totalmente aberta, já inchada e jorrando seu mel como uma cascata. Ela ordenou que eu me sentasse na poltrona e puxou nós dois. Me sentei e ela já veio por cima e sentou no meu pau de uma vez só. Sua buceta estava pulsando e pegando fogo. Ela começou a rebolar me provocando, e puxando ele contra ela, começou a chupar o cacete dele, bem de frente a mim. Ele não aguentou e disse que iria gosar. No mesmo momento ela parou e se levantou:

- Só vão gosar quando eu mandar! Bebam um gole da cerveja!

Atendemos enquanto ela se deitou na cama de pernas abertas. Ela me puxou contra sua buceta e a penetrei novamente, e comecei a foder bem devagar, tirando e colocando, enquanto apreciava ela aberta e escorrendo enquanto já chupava o pau dele. Brincamos assim um pouco mas ele novamente não estava se aguentando. Nova pausa, mais dois goles na cerveja para acalmar, e ela me empurra na cama. Ela me ordena passar a câmera a ele e mana ele filmar. Seguro meu pau, encaixa, engole ele para inteiro dentro de sua xota e começa a rebolar enquanto, desta vez, provoca o amigo:

- Filme o pau do meu marido na minha buceta filma! Aproveita que é a sua última vez! Então me fode gostoso hein!

Ele a xinga de filha da puta, e ela emenda:

- Vem, mostra que é macho, e enfia seu pau na minha buceta junto com o dele, e se me comer gostoso, quem sabe te dou a cópia deste filme!

Ele mais que depressa se pois atrás dela, e senti a cabeça do pau dele forçando sua xota. Ela estava tão lambuzada que o pau dele logo escorregou para dentro vencendo a resistência da entrada, e foi afundando até estar completamente dentro dela. Minha safada soltou um forte gemido seguido de ordem para fuder ela com vontade. Ele começou a socar, e enquanto seus seios grandes balançavam no ritmo das bombadas ela me olhava com um olhar de amor profundo, que só nós dois temos e sabemos nos identificar. Mas claro, alé desta ternura, havia muito tesão envolvido ali, e claro, minha esposa sempre foi safada. E começou a me provocar, com aquele mesmo olhar:

- Tá sentindo o pau do meu amante me comendo junto com você? Era assim que você queria né? Fala para mim que era seu sonho seu filho da puta!

E começou a gemer forte gosando de novo. Mas foi um goso tão forte que ela começou a se tremer inteira. Ma ela percebendo que ele iria gosar, também juntou forças para pular para frente e repreender:

- Só quando eu disser! E faça TUDo o que eu disser ok?

Não falamos nada, e ela repetiu em tom mais alto. Desta vez os dois responderam que sim! Ainda de quatro, ela se virou com o corpo, deixando sua buceta em cima de minha boca. Quase infartei de tanto tesão com a visão dela muito aberta, e pulsando. Seus lábios agora, completamente inchados e ela escorrendo tanto que pingava em minha boca:

- Agora quero mais prazer dos dois. Me fode enquanto ele me chupa vendo de camarote seu pau me devorando.

ele ficou louco novamente. Colocou seu pau e foi enfiando enquanto sua xota se abria e deixava sua racha exposta. Ele começou a socar com muita violência enquanto eu chupava seu clitóris, que era temperado pelo mel que escorria incessante de sua buceta. Claro. O tesão era tanto que novamente ele não se aguentou. Mas desta vez, ela deixou ele terminar o serviço:

- Vai, me devora! Gosa na minha buceta para ele ver e me chupar toda vaaaai... vaiiii... ahhhh caralho, estou gosando.

E gosaram juntos. Eu não parava de chupar seu clitóris enquanto via o pau dele sicado em sua xota e o saco dele que não parava de se contrair expelindo um mar de porra dentro da buceta dela, que logo começou a vazar. Ela percebendo já me ordenava chupar tudo! Ele tirou o pau e um mar de porra escorreu em cima de minha língua, inundando minha boca. Percebi que ele olhava vidrado de pau ainda duro. Mas eu só me concentrava em sugar todo aquele gosto de sexo que vertia da buceta de minha exposa. Ela me chupava e revezava provocações. Percebendo que desta ves eu que iria gosar, ela parou de me tocar:

- Já disse que só quando eu mandar! Limpa sua buceta limpa seu safado!

Só depois de perceber que eu havia terminado o serviço, ela se levantou, e vendo ele ainda de pau duro o puxou para a cama. Colocou ele sentado encostado na cabeceira e sentou no seu pau:

- Tá gostando da sua despedida? Era essa a despedida que gostaria de ter?

e enquanto ela rebolava, ele respondeu que sim, entre gemidos. Ela o beijou e então me puxou, começando a chupar meu pau, agora a centímetros do rosto dele. Desta vez fui eu que não me aguentei e ela, safada, me permitiu que gosasse, só que agora com ele vendo minha porra jorrando em sua boca e seios, praticamente encostada no rosto dele. Nunca gosei tanto na minha vida, que deixei ela de boca cheia e ainda cobri seus seios num mar de porra. Parecia aqueles atores, que nem eu pude acreditar. E acreditei menos ainda quando ela ainda com a boca cheia, segurou o rosto dele e começou a beijá-lo com muito tesão. Era tanta porra que escorria em cima de seios seios enquanto desta vez, ele trocava os fluídos e gostso de sexo com ela. Qunado ela cessou o beijo, puxou ele pelo cabelo contra seus seios. Ele tentou se esquiva e ela puxou mais forte e ordenou:

- Chupa porra! Mostra que vocé é macho como meu marido!

Ele tentando mostrar virilidade, caiu de boca em seus seios e começou a sugá-los como louco, enquanto ela rebolava forte no pau dele. Foi uma cena muito louca o jeito que ele sugava a porra dos seios dela e gemia ao mesmo tempo enquanto ela rebolava em seu pau. Tão louca, que ele não conseguiu nem terminar de limpar aquele mar de porra dos seios dela, e começou a gosar novamente, gemendo e se tremendo todo enquanto sugava. Ela percebendo o tesão dele, deu um tapa na cara dele:

- gostou disso né seu puto! Confessa vi safado!

Ele só fazia ahan enquanto continuava a chupar e gosar. Quando ele viu que seus seios estava bem limpinhos, deu outro tapa na cara dele, e disse:

- Muito bem safado! Agora que gez direitinho, e gostou, ganhou o direito de me comer mais uma vez depois que se recompor!

Me olhou com cara de puta e mandou:

- Deita aqui do lado que tem mais para você!

obedeci e deitei. Ela saiu de cima dele, fechando sua xota com a mão. Se agachou em cima de mim e ordenou:

- coloca sua lingua para fora vai! Agora!

Coloquei, e ela veio bem perto, mas o suficiente para que minha língua não chegasse sua buceta. Então ela abriu sua xota com os dedos e uma cascata de porra começou a escorrer em cima de minha língua, que foi se inundando novamente.

Ele olhando vidrado para a situação, escutou:

- Agora que aprendeu você será o próximo a ganhar leitinho assim OK??!!!

Ele não titubeou:

- OK!

Quando ela percebeu que eu já estava tendo que engolir ainda de boca aberta, encostou sua buceta fervendo em minha língua e ordenou:

- Isso, passa a língua bem devagar! Sente o gostinho de sexo da sua esposa! Assim...

E fiquei passando a lingua nela e sorvendo tudo, até que ela gosou novamente, e caiu na cama extasiada. O 2o tempo dessa putaria, onde ele ganhou leitinho direto de sua gruta, deixo para o próximo relato!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/08/2018 01:00:29
Legal
28/07/2018 17:08:23
Muito bom nota 10 gostaria de participar tbm