Eu meu primo - Ato 8

Um conto erótico de Natusex
Categoria: Homossexual
Data: 21/04/2018 09:46:17
Nota 10.00
Assuntos: Incesto, Gay, Homossexual

Sabia que a tendência era de partirmos para algo novo e que mais cedo ou mais tarde nos entregariamos completamente. E foi o que aconteceu. Minha mãe tinha um bar e tinha alugado TB uma casa que ficava em cima deste bar e o que acontece foi que está casa virou nosso ponto de encontro e certo dia sai para tirar meu horário de almoço e chegando ao bar lá estava ele é quando me viu, vi seus olhos brilharem e ele fez sinal para subirmos. Peguei então a chave da casa no bar e subi, como sempre fazia para descansar. Pouco tempo depois ele chega e eu já estava cheio de tesão, meu pau como que uma barra de ferramentas pulsando dentro das calças e quando ele chegou já veio me agarrando e eu agarrando ele, nossos corpos pareciam que queria se tornar um. Nossa era indescritível a sensação o mesmo ritual de sempre ele tirando minha roupa e eu a dele e então começamos a esfregar nos pais um no outro e ele logo depois colou um no outro e começou a punhetar os dois e logo em seguida foi a minha vez aguardei com as duas mãos e fiquei punhetando e sugando o biquíni do seu peito, ora dando umas mordidinhas, pra passando a linguinha e brincando com eles. Ele delirava e falava: aí que tesão e fazia declaração de amor e eu percorria todo seu corpo com minHas mãos e de vez em quando apertando nossa que sensação maravilhosa. Então nos abraçamos e ele começou a rodar meu corpo até que eu acabei ficando na sua frente e senti algo quente encostando na minha bunda e era a sua anaconda que estava pegando fogo de tesão. Ele esfregando seu corpo no meu e na hora do prazer acabei ficando passivo ao seu carinho, até que senti aquele coisa enorme encostar no meu anelzinho é aquele encontro, aquela coisa pegando fogo encostada em mim fez com que sentisse mais tesão ainda. Ele dominado pelo prazer sentou no sofá com aquela coisa enorme apontada pra cima e mandou eu sentar no seu colo. Dominado pelo prazer prontamente obedeci e fui sentando devagarinho no seu colo sentindo aquela coisa enorme e pegando fogo encostar no meu rego. A sensação era muito gostosa a ponto de eu nem me importar, ele pincelava aquela Jeb no meu rego e sensação era sempre gostosa, nem me importava com a situação. Até que ele levou o dedo na boca molhou e procurou meu anelzinho e foi enfiando um dedo, na hora achou resistência e ele carinhosamente falou: deixa, vc vai gostar, eu vou devagar. É realmente foi, enfiou com dificuldade um dedo e dedilhava meu cuzinho, depois levou o outro dedo na boca e enfiou agora dois e continuou brincando com meu cuzinho, depois partiu pro terceiro dedo e assim meu cuzinho foi se alargando e acostumando com seus dedos que tambéeram grossos. Até o momento que ele pediu: deixa eu colocar um pouquinho, vai deixa, somente a cabecinha, se doer eu tiro. Na hora eu pensei que ia me machucar, pois o pau dele era enorme. Então ele tornou a pedir novamente e carinhosamente: vai deixa eu colocar a cabecinha só um pouquinho e se doer eu tiro. Diante daquele carinho e da forma que ele pediu eu cedo. Com uma mão ele puxava o meu corpo e com a outra ele ia guiando a anaconda. Quando encostou a cabecinha bom meu anelzinho, instintivamente ele recuou, trancando-se. Ele novamente pediu: deixa vai, só um pouquinho, relaxa eu não quero te machucar e se machucar eu paro. Novamente cedo, ele besuntou seu pau com o próprio cuspe e TB meu anelzinho. É quando a cabeçorra econstou no meu anelzinho, ao sentir aquela coisa pegando fogo, uma onda de choque tomou o meu corpo que acabei relaxando e com dificuldade, sentia aquela coisa enorme tentando entrar dentro de mim e conforme o prazer me dominava eu TB relaxava e a cabeçorra ia invadindo meu cuzinho a pouco virgem. Ia sentindo aquela coisa me rasgando e ao mesmo tempo me preenchendo todo e ia entrando milímetro por milímetro até encostar suas bolas na minha bunda. É então sentir aquela coisa enorme todinha dentro de mim e ele começou a bombar devagarinho e eu sentindo um prazer enorme, até que na terceira ou quarta bombada que ele deu eu gozei muito, um sensação pecorreu meu corpo é só viajando meu gozo esguichando longe. Vendo que estava gozando ele agarrou meu pau, punhetava enquanto gozava fartamente e sacou seu pau e se punhetou até gozar fartamente punhetando ambos os pau. Fique o resto do dia sem andar direito sentindo uma dor enorme por dentro.

Se alguém da região dos lagos estiver afim me escreva patrickwandersonwiner@gmail.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
21/04/2018 12:56:46
SABIA QUE ISSO IRIA OCORRER MAIS CEDO OU MAIS TARDE. MUITO BOM. MAS CHEIO DE ERROS.
21/04/2018 10:50:06
~Putah ~caxxorrah ~viçosa q a sra éh. Caiu na #anaconda do primo. A ~sra ñ éh mole hein <amore. Por cima essa ~pupila da casa da #Tia_Annita ainda tem meu ~nome, me dxando #mais_caxxorrah do q jah <sou. Hihiihh. Leva um #dez, ~gatah, pq a ~sra deu um delicioso #show de bunda na ~rola do #bhófi