ODEIO PECAR. MAS ADORO PAGAR PENITÊNCIAS! – 18

E quando Joãozinho, abriu as bandas da bunda gorda de Padre Paulo, sincero como era, comentou:

- Quê, qué isso meu santim!!! Seu cuzim tão muito bitelo, meu Deus!!! Té iguarzim bacia de tomá bânhe !!!! Tá feim, feim, ess seu butãozim, viu meu Santim ? Deu inté um tiquim de disamino, preu enfia a língua no bichim. Mais já que precisamo fazer sacrinfici, dexá eu começa a enfiá ele ness buraquim xoxo, meu santim.

- Hummmm !!! Noss sinhorà fiôte, o seu té é dos bão dimais, sô. Ducim, ducim. Uma belezura, danda. Senti a chupadim que o iazim dpá dano em seu cuzim, fiô, sente. Huuummm !!! Ischhh !!!!

Enquanto a putaria corria solta na casa paroquial, Sem saber de nada, Sr. Joaquim e Jardel, munido de provas estavam a caminho da igreja, prontos para expulsar o perverso sacerdote da cidade para sempre e assim lá chegaram não viram ninguém do lado de fora e resolveram entrar e pegar o padre de surpresa. Procuraram na igreja e nado do padre, mas ao se aproximarem da casa paroquial, começaram a ouvir diversos ruídos estranhos e sem fazer barulho abriram a porta da mesma, que estava fechada mas destrancada e foram pé ante pé se encaminhando para o quarto do sacerdote e quando chegaram deram de cara com um belo trenzinho, que se movimentava com os vagões presos pelas línguas do trio que estavam aparafusadas até os talos em seus cus.

Perplexo e furioso Dr. Joaquim deu um grito colocando fim na putaria:

- QUER DIZER QUE É DESSA FORMA QUE NOSSO SNATO SACERDOTE, GUIA SEU REBANHO PARA O CAMINHO DO BEM? O que tem a dizer em sua defesa seu monstro infeliz?

_ Não é nada ... di..sssoo que .. esta pen... san... do, Doutor Joaquim. Posso explica....

- Cale essa sua boca imunda e tratem de me encontrar sem demora, lá na igreja. Venha Jardel, vamos sair daqui, pois estou enojado diante desse absurdo.

_ Mais Sêu Quinzim. Quê que nóis tá fazenó de errado ? Nóis só tá paganó as penitença que noss santim passou pra nóis . Ele é um home tão bão que tá é ajudanó nois a pagá noss pecado, sô. Pru môde o quê, o sinhô tá ânsim, esbafurido que nem onça, Sêu Quinzim?

- Fique quieto Joãozinho. Lá na igreja saberão o quanto foram enganados por esse demônio de saias. Venham logo. Andem.

Na igreja e de frente para Dr. Joaquim e os demais, o Padre fingindo estar passando mal, começou a tentar explicar o inexplicável, mas não teve chance, pois Dr. Joaquim uma pilha de nervos não o deixou continuar e foi direto ao assunto, entregou-lhe as fotos ligou o gravador e disse-lhe:

- Cale-se seu monte de estrume e enquanto ouve essa gravação, aprecie essas fotos.

Assim que começou a ouvir sua putaria com “Sr. Ricardo” e a ver a mesma registrada nas fotos, o padre nem mais tentou se defender, abaixou as cabeça e implorou para que Dr. Joaquim não mostrasse nada daquilo a ninguém , pois se o fizesse, além de desmoralizado para sempre, seria excomungado da igreja.

- Vamos fazer o seguinte calhorda, pegue o cheque que o Sr. Ricardo lhe deu e entregue-o ao Sr. Neto e a Joãozinho, que foram suas maiores vítimas nessa cidade. Em seguida junte seus panos de bunda e desapareça imediatamente de minhas vistas e sem se despedir de ninguém, Não ouse indicar nenhum se seus amiguinhos padres para essa congregação, pois se são seus amigos boa coisa com certeza não são.

Se por acaso descumprir qualquer uma de minhas ordens, não só toda a cidade, mas também o bispo, imediatamente receberão cópias de seus crimes, que com certeza serão mas que suficientes para que seja humilhado em praça pública e odiado para sempre pelo safado do bispo.

- Acalme-se Dr. Joaquim, estou indo agora mesmo buscar o chegue para entregar a Joãozinho Faz favor e a seu pai e também fazer minhas malas. Asseguro-lhe que nunca mais me verá por essas bandas.

- Essas provas ficarão guardadas comigo, seu amontoado de lixo, para garantir que nunca mais voltara e que nem tentará se vingar da família do Sr, Neto, entendido. Agora suma de minha frente e reze para eu não cruzar com suas fuças antes de partir, senão....

Assim que o padre virou as costas, Dr. Joaquim explicou a Joaozinho e ao Sr. Neto, o que na verdade eram penitencias e como eram pagas. E explicou o quanto o Padre havia se aproveitado de forma criminosa dos dois.

Mas como eram puros de coração, perdoaram o padre por completo e ainda pediram a Dr. Joaquim para pedir sua benção antes que partisse, o que com certeza não só lhes foi negado como deixou Joaquim indignadíssimo e com a certeza que tinha que tirar aqueles dois dali rapidamente, antes eles carregassem toda a bagagem do maquiavélico sacerdote, até a puta que iria pari-lo longe dali.

Rapidamente Dr. Joaquim ordenou a Jardel, que sumisse com aqueles dois dali e escondeu-se no jardim da igreja, para confirmar a partida do sacerdote, que em menos de meia hora tomou seu rumo e desapareceu para sempre.

Dias depois, preocupado com a segurança de outras pessoas que por ventura podiam vir a se tornar vítimas do bandido sacerdote, enviou cópias das fotos e da gravação para o cardeal, solicitando-lhe providências urgentes e avisando-lhe que se nada fizesse, entregaria as provas a imprensa que pelo estardalhaço que faria com certeza, pressionaria a Igreja a encerrar o caso.

Poucos dias depois, Dr. Joaquim, recebeu uma correspondência do cardeal, garantindo que não só Padre Paulo, mas também o bispo tinham sido excomungados da igreja e tinham seus paradeiros desconhecidos por todos.

Tranquilo e livre de Padre Paulo era hora de ....

CONTINUA ....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
20/04/2018 20:06:13
POXA, VINGANÇA DO DR JOAQUIM. MAS SE AGORA O PADRE E O BISPO FORAM EXCOMUNGADOS ELES PODEM FAZER O QUE QUISEREM. RSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS