O garçom serviu a linguiça

Um conto erótico de Observador
Categoria: Heterossexual
Data: 19/04/2018 01:28:50
Nota 9.75

O que irei contar aos amigos ocorreu há quase 1 mês. Período esse em que a cabeça e os pensamentos passaram por uma grande turbulência, com muitos questionamentos e dúvidas. Não irei me prender a muitas descrições, pois isso deixa a narrativa mecânica. Mas, posso dizer que somos um casal de noivos do interior do Paraná. Minha noiva é muito linda, tem um corpo maravilhoso e está com 28 anos. Ela é chef do seu próprio restaurante, que é pequeno, mas sempre fez muito sucesso e está sempre cheio.

Já namoramos há alguns anos. Pouco tempo atrás, resolvemos oficializar o noivado e construirmos uma vida juntos. O restaurante estava indo de vento em popa e isso ajudava muito. A vida sexual é ótima. Nunca tivemos fantasias mirabolantes. O sexo é excelente com Letícia e temos muito tesão um pelo outro. Sempre conversamos e nossas fantasias até então eram simples. Tudo começou a mudar quando contratamos um novo garçom, que aqui chamarei de Jean. Ele estava no Brasil há alguns meses, vindo do Haiti. Soubemos da história dele por amigos e resolvemos dar uma oportunidade. Nos fundos do restaurante há um depósito no qual foi improvisado um quarto. Compramos algumas roupas para ele e contratamos um professor de português para estrangeiros. Os meses passaram e Jean trabalhava muito bem. Havia o fato de termos agora um garçom que falava francês e isso era bom, pois recebíamos estrangeiros de vez em quando. Letícia é fluente em francês, mas, como ela fica na cozinha, não tem contato com os clientes na maioria das vezes.

De vez em quando, eu e Let conversávamos sobre o Jean. Sobre a vida dele, se ele estava transando com alguém, se levava alguma mulher para o quarto etc. Falamos inclusive sobre a ferramenta dele. Perguntei se ela já havia observado alguma vez (não tínhamos fantasias de menage, mas isso não nos impedia de falar abertamente sobre outras pessoas) e ela confessou que já tinha reparado discretamente. Parecia haver um pouco mais de volume, mas não era um kid bengala super dotado rs. Uma amiga da Let havia reparado também e até ficou interessada em dar para ele. Quando Letícia me contou isso, confesso que fiquei de pau duro, porque a amiga dela é uma delícia. Adoro quando as amigas dela contam as suas fantasias para a minha noiva, porque ela me conta tudo depois rs...

Um belo dia resolvi ir ao restaurante logo após o fechamento, pois estava nas redondezas e aproveitaria para dar uma carona a ela. Era uma terça-feira, dia de pouco movimento. Abri a porta com a minha chave, fui entrando e procurei por Letícia. Ela já havia ido embora e já estava pensando em ir também, quando ouvi uma música (um ritmo caribenho) vindo dos fundos. Resolvi ir lá verificar discretamente, pois Jean poderia estar com alguém e eu não queria invadir sua privacidade. Fui chegando devagar. A porta estava aberta e fui entrando bem devagarinho. O depósito é cheio de estantes, de modo que pude ficar atrás de uma enquanto observava o que estava acontecendo. Como o quarto dele é nos fundos, havia uma separação entre o quarto e os mantimentos do depósito, de modo que fiquei bem protegido. A música não estava assim tão alta e logo ouvi um barulho muito forte de cama batendo. Caramba, fiquei curioso para ver quem já estava caindo na rola no Jean.

Pensei logo na amiga da Letícia. Olhando a posição que ele estava, parecia ser ela mesma. Eu tinha uma visão lateral da cama e vi a mulher sendo praticamente esmagada por ele. Ele bombava freneticamente em cima dela, segurando as coxas para cima. Com a mão esquerda, puxava os cabelos loiros com força, de modo que o rosto ficava encoberto por ele. A mulher grunhia com as pirocadas do cara. Tive que admitir que ele era uma máquina de foder. Meu pau estava uma rocha e tive que bater uma punheta. Havia momentos em que ele parava com o pau lá dentro e continuava empurrando, como se quisesse entrar com o resto do corpo ali dentro. Então, voltou a bombar na velocidade 100 e assim continuou, até que começou a gemer forte, parecendo que iria gozar. A mulher só dizia "Nooo Nooo", mas isso parecia que era combustível para ele, que gozou e despejou toda a porra lá dentro, pois estava sem preservativo.

Já estava preocupado e arrumando o pau para sair dali, quando Jean tirou o peso do corpo dela e a encarou nos olhos. Nesse momento, brochei completamente ao perceber que era a minha noiva que estava ali. Várias coisas passaram na minha cabeça...A principal era "Por quê?". Comecei a chorar e a entrar em desespero...Mas, em hipótese alguma me passou pela cabeça fazer uma cena...

Letícia chorava levemente. Jean começou a beijá-la como um apaixonado, e ela correspondia...ele chupava o pescoço dela e mamava os seus lindos seios de auréolas rosadas. Ela suspirava e gemia, ao mesmo tempo que as lágrimas desciam. Então, ele levantou da cama e ficou de frente para ela. Segurou o pau, que ainda estava duro, e apontou para a boca dela. Enquanto ela encarava a rola, a mão direita dele deu um forte tapa no rosto dela e a jogou para trás. Ela voltou a chorar e ele a acalmou com beijos na boca, como dois namorados, para em seguida, dar mais um tapa no rosto e puxar os seus cabelos, enfiando a rola na boca dela. Ele fodia a boca dela e dizia coisas em francês. As lágrimas haviam secado e minha noivinha mamava como uma profissional, levando Jean a loucura. Ele batia o pau na cara dela, que parecia uma puta.

Então, quase que como um presente e um castigo para mim, Jean a colocou de lado, segurando a coxa direita dela. Agora eu poderia ver a boceta dela engolindo o cacete dele. Ele realmente tinha uma rola de respeito. Por um momento, tive dúvidas se ela estava sendo estuprada. Mas, todas elas sumiram quando a vi segurar no cacete e guiar a cabeça inchada para a entrada da xoxota. Eu assistia a cabeça do pau abrindo caminho naquela boceta linda, que era só minha, até ficar apenas o saco de fora. Então, ele disse o meu nome para ela e depois falou "Corno"...Ela dizia "Oui oui"...Estava hipnotizada...o pau dele ia ficando branco com o suco que ia sendo expelido daquela xoxota para se defender do invasor gigante...ela nunca mais seria a mesma...seu seio era chupado e mordido pelo negão, que aumentou o ritmo e levou aquela linda filha de italianos a um orgasmo avassalador: gritava, tremia, gozava...Meu Deus, como era linda! Como era apaixonado por ela...

A bunda deliciosa da minha noiva agora levava tapões, enquanto ela era fodida na boceta de quatro. Ela gemia deliciosamente. Sua cintura era segurada com força, como se aquela presa pudesse e quisesse escapar do seu castigo. Mas não...a putinha gemia e estava mole com as bombadas do seu macho...o negão começou a gemer mais forte...Letícia olhou para ele e, com a expressão mais doce do mundo, apontou para a boca. Aquilo o deixou com mais tesão e foi o estopim para que ele saísse da boceta dela e enfiasse a piroca na sua boca...O haitiano começou a urrar e despejar porra quente na boca de Letícia...A gozada demorou e ela quase engasgou, mas engoliu toda a porra dele.

Então, como gran finale, Jean afundou o rosto naquela boceta e a chupou deliciosamente. Minha noiva gozou novamente, ainda mais forte...Levou um tempo se recuperando...Ele ao lado dela, beijando, fazendo cafuné...e ela começou a chorar...levantou-se, foi se vestindo, e eu saí dali rapidinho, completamente zonzo com tudo o que vi. Fui para um bar e fiquei bebendo...queria chegar em casa e ver a reação dela após tudo isso...

Depois conto como estão as coisas...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/04/2018 17:50:47
Continua aí parça.✌✌✌
19/04/2018 17:50:30
Cara, depois de ler um conto desse, se pego vocês dois, vocês estariam fudidos. Eu pegaria vocês dois. Tesão do caralho!!
19/04/2018 10:25:04
Excelente contos muito bem escrito para bens ed.jes1960@gmail.com
19/04/2018 09:09:43
Conto muito bom, a começar que o casal tinha um papo bem aberto sobre sexo. O flagrante também foi bem contado. Agora a continuação deve ser melhor. Fica completo quando sabemos os motivos, o que levou ela a dar pro cara e a quanto tempo. E, como bem deixou claro o autor no fim, como ela se comportará depois de chegar em casa
19/04/2018 08:13:45
Muito bom.. excitante.. pelo visto gostou de ver ela dando uma foda bem gostosa.. bom comel para o casal.. conta mais.. me fala mais dela.. me escreva.. ela deve ser linda e deliciosa.. um tesão de mulher.. tem fotos dela ? me escreva.. jorgecarvalho54@ol.com.br
19/04/2018 06:30:39
excelente conto ...quero conversar com comprometidas namorando, noivas ou casadas.......whatsapp .... vintetreze...treze... Treze....treze..
19/04/2018 02:14:48
excelente conto continue