Susan (O início 8)

Um conto erótico de Susan
Categoria: Heterossexual
Data: 18/04/2018 18:15:24
Nota 9.60

Acordei quase meio dia, havia uma dezena de mensagens no meu telefone:

Li primeiro as do meu vizinho:

— Oi, está podendo falar agora?

Quinze minutos depois ele novamente:

— Susan, vc pode vir hj?

Em seguida mensagens de Luciana querendo saber como tinha sido a noite passada e por último Leo:

— Está tudo combinado o cinema para as 15:45, posso passar aí as 15:00 se você quiser. Bjo…

Ele era tão carinhoso e dedicado. Um amor.

Liguei para minha mãe e conversei com ela pedindo para ir no cinema com o pessoal.

— Quem vai com você? — Ela quis saber.

— O pessoal da escola, todo mundo. É a estreia de um filme.

— Você ainda tem dinheiro?

— Tenho — respondi, ainda tinha parte do dinheiro que o vizinho estava me dando. Mas eu esperava que Leo pagasse a minha entrada porque os pais dele eram bem de vida e ele já estava ganhando dinheiro como estagiário de uma empresa que fabricava caixa de papelão.

— Ok, mas não volte tarde.

— Vou dormir na casa de Luciana.

— Tá certo então.

A minha mãe estava tão compreensiva ultimamente que eu estava até estranhando.

Fui tomar banho e depois me ajeitar para o cinema. Mandei mensagem para Leo confirmando que ele podia vir me buscar às 15:00. Escolhi uma roupa descolada, uma blusinha da moda com listras negras e brancas na horizontal com um colete jeans por cima; colar comprido meio hippie combinando com os brincos; fiz um penteado prendendo parte do cabelo atrás deixando parte solta dos lados modelando meu rosto, vesti uma calça de lag preta valorizando minhas pernas, fiz uma maquiagem bem suave e passei um batonzinho clarinho. Fiquei linda. Arrematei com o perfume importado que a minha mãe ganhou de presente do meu pai no aniversário de casamento.

Não demorou e Leo chegou:

— Estou aqui embaixo te esperando — dizia a mensagem que acabara de chegar.

Desci, não queria deixá-lo esperando.

Quando entrei no carro senti o cheiro de perfume gostoso do meu namorado e ele elogiou minha beleza, nos beijamos e depois seguimos conversando sobre as coisas da vida.

O filme foi ótimo, superou as minhas expectativas, eu não gostava de filmes de ação, mas me apaixonei pelos personagens daquele longa metragem, adorei a vampira.

Depois do filme o pessoal se reuniu para lanchar e em seguida foram para o salão de jogos, Leo, Luciana, Aninha e eu ficamos na praça de alimentação. Chamei Luciana de lado e falei que tinha dito que ia dormir na casa dela. Qualquer coisa ela confirmasse. Depois sai com Leo, ele logo me chamou pra um local tranquilo onde pudéssemos nos curtir melhor. Eu concordei.

Paramos em frente a um motel e logo o recepcionista pediu nossos documentos. Nos olhamos desanimados e saímos. Eu falei que uma prima minha do interior havia ido em um motel com o namorado, achava que sabia qual era.

Leo sorriu e eu indiquei o caminho do motel que eu fui com meu vizinho. Acho que meu namorado não desconfiou de nada.

Entramos e logo começamos a nos beijar e tirar nossas roupas, Leo se perdeu um pouco com meu sutiã, mas minha calcinha desceu sem dificuldades. Ele iniciou uma chupada na minha boceta que me excitou deliciosamente.

Toques de língua no meu clitóris me faz ficar fora de mim e foi só Leo começar, eu já fiquei toda molhada. Ele lambia minha boceta inteira com vigor e paciência, aquela chupada estava bem melhor que da primeira vez.

Abri bem as pernas aproveitando cada segundo daquela chupada maravilhosa. Eu estava com muita vontade porque no dia anterior eu não tinha conseguido gozar, então em muito pouco tempo eu já estava delirando naquela língua gostosa.

Pedi para Leo me penetrar logo, pois estava a ponto de explodir na sua boca, ele veio por cima e encaixou o pau na entrada da minha boceta encharcada. Eu guiei seu pau para dentro de mim, o membro duro do meu namorado foi entrando devagar até ele encostar sua virilha no meu ventre. Começou a se movimentar dentro de mim me arrancando gemidos safados. Ele me beijou e eu senti meu gosto na sua boca. Meu cheiro estava impregnado nos seus lábios e queixo. Neste instante eu já estava muito perto de gozar.

Sentia seu pau entrando e saindo da minha boceta num ritmo alucinante. O rapaz parecia não se cansar, era insaciável e eu tentava segurar meu gozo para que fôssemos juntos. Mas estava difícil segurar porque eu estava muito excitada.

— Estou perto — ele anunciou — quer que eu espere?

— Não — eu disse, louca para gozar com ele, relaxei meus músculos e senti seu pau ficar ainda mais duro dentro da minha boceta aberta. Ergui minhas pernas e me deliciei com a sensação que vinha do fundo da minha xota e se espalhava pelo resto do corpo. Meu namorado me inundou com seu sêmen volumoso depois caiu de lado.

Eu estava satisfeita, fui ao banheiro para me limpar, no caminho peguei meu celular, duas mensagens:

— Susan, já vou viajar amanhã a tarde para me encontrar com minha mulher e meus filhos, preciso saber se você pode vir passar a noite comigo.

— Responde assim que puder, se você não puder vir, já vou viajar amanhã de manhã.

Olhei as horas: 18:42.

— Eu vou, passo a noite aí com você. Bjo.

Eu me vesti e Leo protestou porque queria ficar mais tempo comigo. Mas eu disse que precisava estar em casa antes das 20:00. Menti mais uma vez para meu namoradinho corno.

Embora eu estivesse gostando muito daquela relação com Leo, o sexo com meu vizinho era muito mais prazeroso e acho até que viciante. Algo que eu não podia ficar sem.

Leo me deixou em casa às 19:30, tomei um banho rápido e peguei as coisas para passar a noite. Vesti minha calcinha sexy que ganhei de presente e uma sainha bem curta de quando eu era bem mais nova que mal cobria minha calcinha. vesti um top. Botei um short largo de dormir e uma blusa na bolsa me olhei no espelho e vi a imagem de uma garota se programa no reflexo. Gostei do que vi, passei um batom bem vermelho e fui para a casa do meu vizinho. Agora eu ia foder com um homem de verdade a noite inteira como a puta que eu estava me tornando.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
07/01/2019 00:35:40
Bom
24/04/2018 03:56:25
muito bom
21/04/2018 12:42:50
Parabéns, mais uma vez.
19/04/2018 10:47:51
Elogiei as partes em que a protagonista traia seu marido, porém, não sei pq, o início de tudo com o vizinho particularmente não me agradou. Até ela começar a sair com Leo, o namorado que virou marido. Agora tudo se encaixa e ficou vibrante as partes desse início. Espero que tudo seja mais enfatizado daqui por diante. Um belo conto
18/04/2018 23:10:30
Ótimo conto o início de uma bela putinha