Praia (Parte 2) - Gabi fantasiada de Colegial

Um conto erótico de Alyne Limma
Categoria: Heterossexual
Data: 17/04/2018 14:47:32
Nota 10.00

Oii Lindezas!

Quem acompanha meus contos, sabe que tirei um período bem prolongado de férias, lógico que em todo esse tempo, aprontei muito e contarei à vocês algumas dessas histórias!

Para aqueles que ainda não me conhecem, sou Alyne, gaúcha,18 aninhos, até pouco tempo atrás era bobinha e achava que tudo relacionado a sexo era errado, até que virei uma putinha (na cama).

Tenho mais ou menos 1,70 de altura, morena, coxas grossas, pele bem branquinha, bundinha empinada, seios pequenos e durinhos, bucetinha pentelhuda e segundo me dizem: uma carinha de safada!

Tenho lábios bem grandes, que alias fazem um boquete espetacular, adoro chupar e ser chupada, amo sentar num caralho duro e as vezes libero o cuzinho.

No ínicio desse ano, estava ainda na praia curtindo as férias com Rafael (meu cunhado), minha irmã e Gabi.

Transávamos muito, todos os dias era aquela loucura, chupadas, lambidas e muitas estocadas do pau de Rafael nas nossas bucetas.

Gabi percebeu que Rafa demonstrava interesse em coisas diferentes, sempre depilava bem o pau para nos comer, sempre se cuidava e tentava sempre agradar as suas putinhas, fiquei pensativa sobre o assunto.

Minha irmã, em um dia de praia, encontrou as amigas de salão e resolveram sair para um barzinho e depois uma noitada.

Rafael chegou da praia, Gabi e eu o aguardavamos em casa, dissemos que naquele dia ele teria uma grande surpresa nossa, falemos para ele ir tomar um banho enquanto preparavamos tudo.

Como estava em casa ele saiu do banho só de cuecas, secando os cabelos, entrou no quarto e para sua surpresa, haviamos transformado o quarto em algo diferente, cheio de velas, cortinas vermelhas, coisas bem românticas e sexys.

A putinha da Gabi usando uma fantasia de “colegial”, sainha xadrez curtíssima, blusinha branca transparente, sem sutiã, duas chuquinhas no cabelo, um óculos de grau, meião até os joelhos, toda sexy com um lápis na boca. Eu toda peladinha, de pernas abertas sentada em uma poltrona, alisando minha peludinha e curtindo aquele momento delicioso, meu presente para Rafa era deixar ele foder gostoso com a Gabi e ficar somente olhando e me masturbando.

O pau dele ficou duro na hora, foi logo ao encontro dela. Gabi o empurra na cama e senta em cima dele, eu da poltrona só pergunto se ele tinha gostado da surpresa, com um balançar de cabeça respondeu que sim.

Eu estava amando tudo aquilo, ver minha amiga, toda gostosa montada no meu macho (da minha irmã no caso shuashuahsuahsuha), usando e abusando dele. Os dois se beijavam ardentemente e eu me masturbava como louca, lambuzando meus dedos de tanto tesão.

Aquele amaço gostoso dos dois, o pau de Rafa roçando na bucetinha pequena da Gabi. Ela estava com um fio dental branco (que fazia parte da fantasia), que nessa hora já estava todo molhado de mel, sua bucetinha parecia um chafariz. A cueca do Rafa ficou toda melada só de ficar roçando na magrinha.

Então Gabi saiu de cima dele, tirou a sua cueca e abocanhou seu pau sem falar nada, chupava e me olhava sentada na poltrona me contorcendo de tesão.

O tesão era grande, ver minha amiga toda fantasiada chupando aquele pau e me encarando.

Ela chupou muito, levantou, veio até mim, me deu um beijo bem gostoso (senti o gosto do pau do Rafa), voltou até ele e o chupou de novo, babava e cuspia na cabeça do pau, depois de deixar o cacete bem lubrificado, afastou o fio dental e sentou gostoso, fazendo a tora sumir dentro da sua bucetinha pequena e lisinha.

Subia e descia, desamarrou o nó que tinha em sua blusa, deixando seus peitinhos pequenos a mostra.

Eu totalmente nua, somente me masturbando, com os dedos enfiados em mim, sem desgrudar o olho sequer um segundo daquele sexo gostoso que rolava em minha frente.

Gabi safada fazia o pau grosso sair e entrar em sua xoxotinha, gritava de tesão e me olhava com uma cara de puta, mandando Rafa meter mais e mais.

Logo os dois levantaram e vieram em minha diração, Rafa sem falar nada me posicionou de quatro na poltrona e meteu seu pau até o fundo, Gabi erguei sua mini saia e encostou sua xoxota na minha casa, a qual não resisti e lambi com volúpia.

Rafael metia sem dó na minha buceta, enquanto eu gemia e chupava Gabi, que se contorcia de tesão.

Gabi estava com a racha ensopada, Rafa metia gostoso em mim.

Levantei e Gabi assumiu minha posição, sua bunda era tão durinha, mas quando Rafa metia e dava pra ver aquela bunda mexer, isso me deu mais tesão, sentei no chão e soquei meus dedos na xota até gozar. Rafa me viu gozar e socava com ainda mais vontade na Gabi. Ela pedia para não parar, mordia o braço da poltrona, escorou a cabeça e com as duas mãos abriu bem a bunda, deixando seu cuzinho piscando pro Rafa, enquanto ele metia em sua buceta.

Eu me levantei, cuspia e fodia seu cuzinho com o dedo e Rafa socava sua bucetinha... ela delirava!

Gabi revelava-se uma verdadeira putinha, dando e pedindo mais. Eu olhava aquele cuzinho e me dava mais tesão, o pau do Rafa estava quase explodindo dentro dela, mas ele queria fazê-la gozar primeiro, então os movimentos ficaram mais fortes.

Quando eu percebi estava me masturbando de novo e quase gozando.

Rafa tirou o seu pau e gozou na sua bunda, lambuzando-a por inteiro, foi tão gostoso ver essa cena que acabei gozando de novo e Gabi acabou gozando ao mesmo tempo. Depois apenas caiu na poltrona e ali ficou por alguns instantes, exausta.

Fomos os três para o chuveiro, tomamos outro banho e voltamos para a cama, chupei o pau do Rafa até o deixar bem duro de novo e fodemos gostoso até a madrugada.

Espero que tenham gostado,

Peço desculpas pela demora para publicar, o meu tempo está curto.

Mandem e-mails, respondo à todos: lyneschneider@gmail.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
18/04/2018 01:03:23
Muito bom