Casa dos Contos Eróticos

ORA, BOLAS! CLARO QUE SÃO “KARAM, BOLAS”- 6.3/ 3

Um conto erótico de lubebutt
Categoria: Homossexual
Data: 17/04/2018 00:56:19
Nota 8.67

Assim que despediu-se da venenosa serpente Pacheco, dissolveu uma boa quantidade de tranquilizante numa taça de espumante que em seguida lhe foi servida pelo garçom, que quanto percebeu, que o calmante já estava fazendo efeito, solicitou a presença de três cavalheiros que ansiosos aguardavam pra também se despedirem.

_ Mamãe??? Não está me reconhecendo? Ou finge não me reconhecer? Quem é esse homem, que acabou de sair do avião??? Melhor, o que faz aqui ??? Pretende viajar sem se despedir???

- MAS O QUE SIGNIFICA ESSE INTEROGATÓRIO TODO??? NÃO LHES DEVO SATISFAÇÃO SEUS DERROTADOS??? Quem vai fazer perguntas aqui, sou eu, seu ladrãozinho de merda. Onde está o MEEEUUUU dinheiro. O dinheiro que com certeza afanou de minha irmã em seu leito de morte, seu canalha. E como entrou aqui. Quem lhes disse onde eu estava???

_ De todas os absurdos que acabaram de sair de sua boca, a única verdade é que hoje sou um homem milionário. Nem perderei tempo explicando-lhe como o SSSEEEEUUUUUUUUUUU dinheiro, agora é MMMMEEEEUUUU dinheiro. E como todos os milionários, gasto bem minha fortuna. Há dias contratei um detetive para lhe seguir e me informar de cada passo seu. Foi assim que chegamos até aqui, Dona Vera.

_ FILHO INGRATO!!! Te amaldiçoou, para o resto de sua vida. E a vocês dois também ; Estão me ouvindo? Seus pobretões, sem futuro. E quanto á você Karam, sei que não passa de um VIADO, de um invertido. Sempre tive e tenho muita vergonha de ter um filho macho-fêmea.

Enquanto passará a eternidade queimando no fogo do inferno, pela vida pervertida que leva, eu não só passarei, o resto de meus dias dessa encarnação como uma grande e elegante rainha, como tenho um lugar cativo no céu. Não sou doente, como você e tenho um coração de ouro. Sobem o quanto sou bondosa, justa e caridosa.

- Sus ofensas, loucuras e sua falta de noção não merecem minha atenção, muito menos minhas respostas.

- Mas uma coisa está me intrigando bastante. Qual o nome de seu .... seu... amigo... Dona Vera???. O detetive descobriu tudo, menos o nome de sua próxima vítima. Descobrimos que seu amiguinho além de ser dono de uma fortuna inimaginável, de morar em Paris, agora é seu namoradinho, vai lhe presentear com dois imóveis de luxo e pretende se tronar seu marido em breve. Vai negar, mãe??? Que sorte a senhora deu heim Dona Vera? Pelas leis brasileiras, não podem se casar. Como já é casada, se tronaria uma bígama e com certeza eu lhe entregaria para as autoridades, com o maior prazer.

_ Não esperaria nada diferente de um ser nojento e doente como você , seu afeminado desgraçado. E nunca negaria o que está prestes a me acontecer. Pelo contrário, não só estou confirmando com muito gosto, como em breve voltarei, para humilhá-los bastante e intrigá-los com toda a cidade. Quero ter o g gostinho de ver-lhes indo embora daqui mais derrotados do que já são SEUS IDIOTAS, MAL AGRADECIDOS DE MUMA FIGA. Agora saiam logo daqui, pois o estrangeiro me espera. SAAAAIIIIAMM, ou querem ser expulsos a ponta pés, pelo “meu” garçom e pelo “meu” piloto??

Neste momento, Sr, Jaime se aproximou de sua inescrupulosa esposa, olhou bem dentro de seus olhos e sem dar nenhuma palavra, deu-lhe uma bofetada, com toda sua força e desceu do avião, arrastando Max, que só sabia chorar, pelo que ouvira de sua progenitora.

- Dona Vera surtada de ódio, pelo tabefe recebido, praguejava e gritava para quem quisesse ouvir:

- NÃO PERDEM POR ESPERAR SEUS MERDAS. EM BREVE RECEBERÃO EM DOBRO ESSA BOFETADA. ACABAREI COM VOCÊS DE UMA VEZ POR TODAS, SEUS ORDINÁRIOS, SEUS MATUTOS, ROCEIROS. ME AGUARDEM!!!

Pacheco de longe e escondido assistia ao show de horrores entristecido e arrasado pelos três companheiros, mas também aliviado, pois sabia que só reveriam a megera, se Karam um dia desejasse.

Mas nem um sentimento de piedade lhe foi acometido, pelo que a aguardava, pois tinha certeza que só o sofrimento a transformaria numa pessoa, pois quem estava dentro daquele avião era um monstro, raivoso e altamente perigoso, que precisava ser contido com a máxima urgência.

Arrasados, mais com a mais absoluta certeza que agiram corretamente, afastando a nociva psicopata de suas vidas para sempre, retornaram para o hotel e começaram a fazer as malas para retornar., pois depois do que Karam presenciou e participou, todo seu desejo de vingança para com os demais moradores daquele lugarejo, que tanto o martirizaram um dia se esvaiu completamente. Só queria saber agora de procurar o médico, ajudar o irmão e finalmente tê-lo dentro de si.

Horas depois, Dona Vera, já havia desembarcado, e viajado de carro até numa cidadezinha toda suja e fedorenta, que nem nos piores pesadelos possíveis, lembrava Paris.

Mas ignorante e desprovida de inteligência como era acreditava que finalmente chegara a Paris e que conforme a orientação recebida pelo motorista contratado anteriormente por Pacheco, apenas esperava pelo seguindo que a levaria direto para a sua nova e luxuosa casa, quando em sua frente de repente, do nada, um homem de cabelos despenteados, unhas pretas de terra, roupas desgrenhadas, um cecê medonho e um hálito apodrecido, cumprimentou-a secamente em seu idioma e ordenou que ela o seguisse.

Como resposta, a horrenda mulher, não perdeu tempo e inocente até aquele momento, imediatamente começou a desfazer-se de Zach, que mesmo, não entendendo uma só palavra em Português, segurou-a pelo pescoço, a com sua boca altamente fedida, deu-lhe uma lambida no rosto de cima abaixo e a arrastou para casa, onde trancou-a num quartinho com pouca luz e mais fedido que sua boca, até a fera se acalmar.

A despreparada e pouco sagaz, mulher achou que estava sendo sequestrada e depois de muito se debater, resolveu se acalmar e tentar negociar com o “sequestrador”, que apenas abriu uma gretinha da porta e entregou-lhe uma cartinha de Karam, esclarecendo-lhe tudo, o que lhe fez brotar um ódio tão intenso dentro dela, que ela aos murros arrebentou a porta do tal quartinho e foi com tudo pra cima de Zach, que acostumado com escândalo de mulher, deu-lhe um soco que a mandou longe e a desacordou na hora, mantendo-a quieta até a manhã do dia seguinte.

Segundos depois de despertar, com o corpo em frangalhos, sua ficha começou a cair e a senhora Zach, entendeu, que seu destino fora selado de forma que ela não tinha outra saída a não ser aceitar seu destino. Onde ela estava??? Fugir pra onde??? Com que dinheiro? Dessa forma, sentindo-se pela primeira vez na vida derrotada, levantou cambaleando. Afim de tentar argumentar com Zach e de desculpar-se pelo estrago que fez na porta do quartinho, começou a procurá-lo pela casa e logo encontrou-o em um outro quarto, ainda mais nojento que o que ficara preso, fodendo uma de suas mulheres, e fazendo sinal com a mão para ela ir fazer o café para o casal enquanto terminavam de trepar.

E esse foi só o inicio de seu martírio, que dia após dia só piorava até que desnutrida, cansada e completamente arrependida e transformada em gente, faleceu de fraqueza. Imediatamente Zach entrou em contato com o seu contratante, afim de receber o dinheiro prometido por Karam, para domar a fera.

Assim que Karam recebeu a notícia, mandou buscar o corpo da mãe, que foi enterrada respeitosamente, por ironia do destino num luxuoso túmulo, todo revestido de mármore Carrara, que o filho havia adquirido meses antes. e também

fez questão de cumprir seu compromisso com Zach a risca. Logo enviou-lhe uma boa quantia e e número de uma conta bancária, onde todos os meses, ele receberia sua vitalícia mesada. Com o bolsos cheios e com a vida garantida pela mesada de Karam, Zach desapareceu no mundo, sem deixar vestígios.

Mas e o nosso querido quarteto e seus problemas?? O que será que aconteceu, com Karam e seus incestuosos amantes??? Será que os médicos puderam ajudar Max?? Como será que nossos adoráveis personag.....

CONTINUA ....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/04/2018 01:54:55
Nossa, que capítulo triste, tanto pela forma da mãe e esposa tratar os filhos e marido, como o filho fazer isso com a mãe até chegar ao ponto dela morrer. Ela errou em muitas coisas, virou "gente" nas últimas, mas foi cruel terminar assim.
17/04/2018 17:22:19
REALMENTE QUE AJUDA MÉDICOS POERIAM DAR AO ALGUÉM QUE TEM ÓRGÃOS GENITAIS ENORMES??? CORTAR??? AFINAR??? AQUI BEM CURIOSO.
17/04/2018 10:29:55
infelizmente nao tem nota maior q 10 se nao daria com todo prazer