FUI SEDUZIDO E VIREI SUA MULHER

Um conto erótico de PAULA
Categoria: Homossexual
Data: 12/04/2018 11:51:21
Nota 9.50

FUI SEDUZIDO E VIREI SUA MULHER

Trata-se de uma historia de sedução e sexo, por este motivo vou publicar em romance, é um pouco longo tenho de dar detalhes para o leitor entender. Os fatos são reais e até hoje continuam acontecendo, bem vamos ao conto. Sou um senhor de 45 anos, simpático, tenho 1,70 alt. Moreno claro, olhos e cabelos castanhos, tem um corpo bonito não tenho barriga e faço exercícios constantes, minhas pernas na verdade está acima da média em questão de beleza, quando jovem todos vivia brincando que eram mais bonitas do que pernas de miss eu nunca liguei para isso, o fato é que questões de natureza tenho poucos pelos pelo corpo.

Em uma linda festa de formatura de minha filha, conheci o senhor Cassio pai de uma grande amiga de minha filha, nossas famílias sentaram perto e ficamos conversando a noite toda, acabamos ficando amigos, o Cassio é um lindo homem da minha idade, têm olhos azuis lindos, muito elegante e fino, um grande empresário na área de construção civil, eu gostei dele e prometemos jantar juntos com nossas esposas o quanto antes, ocorre que o Cassio não tirava os olhos de mim, de meu corpo, de minhas atitudes, me fazendo ficar até meio sem saber como comportar com aqueles olhares fixos em meus olhos. Quando pedi licença para ir ao banheiro Cassio foi junto e ao fazer xixi eu estava guardando o pau, quando sem querer o vi balançando seu pau, não é um pau comum é um pau lindo, grosso, cumprido, reto com uma cabeça parecendo um chapéu enorme, o mesmo estava duro, ele guardou com dificuldade pela rigidez do pau, fingi que não percebi e voltamos para a mesa.

Durante o restante da noite conversamos muito e pediu meu fone eu forneci, prometemos encontrar com nossa família assim que houver oportunidade, fui para casa minha esposa disse que casal simpático não acha, eu disse sim gostei deles, mas na minha mente estava à curiosidade em saber o porquê de tanto olhar para meus olhos e meu corpo, mas pensei deve ser impressão minha. Logo de manha no dia seguinte recebo um telefonema de Cassio dando bom dia e perguntando como passei a noite etc., etc., conversamos bastante eu estava gostando da conversa ainda não sabia por que, e convidou-me para um café a noite após o nosso trabalho, aceitei. Durante o encontro ele falou sobre diversas coisas e quando coloquei a mão sobre a mesa, o senti colocando a dele sobre a minha fiquei intrigado e deixei, pensei deve ser apenas cortesia dele, e continuou a falar acariciando minha mão, na hora de ir embora ele pegou minha mão e a levou aos lábios, sempre com aqueles olhos azuis dentro de meus olhos, não falei nada e fomos embora.

Minha esposa recebeu um convite da esposa dela para jantar na quinta feira eu tive de concordar. No dia seguinte na mesma hora recebi uma ligação dele, deu bom dia e conversamos banalidades, agradeceu o café da noite anterior, e falou que iria adorar jantar com nossas famílias na quinta, eu disse que bom também vou gostar, no dia seguinte novo telefonema sempre no mesmo horário, porém na quarta não ligou eu fiquei pensando acho que esqueceu afinal ligar para que não tenha muitos assuntos, quando foi perto da hora do almoço eu resolvi ligar para saber se ele estava bem, ele então sorrindo perguntou sentiu falta de mim Paulo, eu disse não é que vc não ligou, ele falou achei melhor esperar vc ligar afinal eu poderia estar atrapalhando seus afazeres com conversas sem motivo, eu falei não é que vc tem ligado e hoje não ligou fiquei preocupado, ele então sorrindo disse Paulo vou ligar diariamente mesmo sem assunto, mas quero ouvir sua voz todos os dias para animar meu trabalho por aqui, beijos Paulo. Fiquei sem chão afinal eu tinha procurado e agora se despede com beijos, um homem como eu, não uma mulher um homem, pensei será que ele é gay.

Na infância e juventude eu tinha prazer em vestir escondido de minha mãe e irmã seus lingeries e ficava me admirando no espelho, mas nunca tive atração por homem ou mulher assim produzida, com o passar dos anos estes desejos foram ficando no esquecimento e me casei e sou um homem tipo machão o tempo todo, nunca mais passou pela minha cabeça estas fantasias, ai pensei será que é isso que ele é, tem prazeres de procurar homem para ser mulher para ele. No jantar da quinta feira, ele sentou-se a meu lado e durante o mesmo senti sua perna encostar a minha deu um calor em meu corpo e ele apertava mais ainda, até que colocou uma mão disfarçadamente em minha coxa e ficou acariciando a mesma através do terno eu não sabia o que fazer e deixei, quando fomos ao banheiro ele todo cavalheiro me deixou entrar na frente e vindo por trás me deu uma encouchada deliciosa, senti um arrepio, pois nunca tinha sentido isso na vida, percebi seu pau duro na calça se esfregando em minha bunda. Olhei para ele que sorria com um sorriso lindo, dizendo que delicia estar aqui com nossas famílias não é Paulo, eu disse sim ótimo. Novamente após fazer sua necessidade ficou mostrando aquele pau lindo duro antes de guardar, não tive como não olhar, e aquilo me deram não sei se desejo ou excitação, algo diferente estava acontecendo comigo, nunca tinha visto pau de homem assim duro, sendo exibido para mim, não falamos nada sobre isso.

Durante o jantar Cassio disse Paulo, minha esposa não quer ir comigo a praia neste final de semana prolongado, sua esposa tem compromissos com sua filha, vc não quer ir comigo afinal, pode até me ajudar em alguns de meus afazeres, eu fiquei pensativo e minha esposa disse sim ele vai esta precisando distrair, vai sim não é Paulo? Acabei concordando. No dia seguinte no mesmo horário ele me liga e fica falando das maravilhas que faríamos na praia, e que estava adorando quatro dias comigo sem pensar em nada apenas aproveitando, comendo e bebendo, perguntou vc não esta gostando Paulo. Eu disse que sim estava curioso apenas isso, ele falou Paulo sei bem o que quero e seu instinto também sabe no momento certo tudo ficará claro para vc também. No dia seguinte como havíamos combinado ele chegou a minha casa para ir à praia com ele, despedi de minha mulher e fomos durante a viagem ele muito alegre conversava sobre amenidades, e colocou sua mão mais uma vez sobre minha perna e ficou acariciando, pois estávamos os dois de bermudas, com o dedo ele foi levantando a perna da bermuda e colocou a mão direto em minha perna, eu arrepiei não falei nada, ele apenas olhava com aquele olhar lindo de olhos azuis. Falei a ele Cassio sou macho sou homem, ele falou eu também sou Paulo, e continuou me acariciando.

Ao chegar ao destino um lindo apartamento três quartos fiquei na sala ele falou vou tomar um banho fiquei ligando Tv e arrumando minhas coisas, quando ele saiu do banho se enxugando com uma toalha, olhou para mim e disse agora sim estou feliz, afinal quatro dias apenas para-nos isso não tem preço, e ao se mexer vi seu pau duro novamente, fiquei sem saber como comportar-me e disse vou tomar um banho ele falou espera, veja como vc me deixa. Eu falei Cassio gosto de sua amizade, mas sou espada, sou homem, ele falou eu também, mas o que vc tem dentro de vc logo vai saber olha para mim para meu pau veja se não dá um arrepio que vai da sua nuca até seu cu, eu sorri e falei louco, vou ao banho e fui. Quando cheguei ele estava apenas de zorba e disse fica a vontade não tem ninguém aqui além de nos, eu fui pegar uma cueca em meu quarto quando vi um lindíssimo conjunto de lingerie preto aberto sobre a cama, não falei nada e vesti uma cueca e bermuda, ao chegar à sala ele falou não quis vestir o lingerie, eu disse vc esta brincando não é Cassio, ele falou ainda vou ver vc vestida com esta maravilhosa lingerie, disse e sorriu para mim com aquele sorriso lindo delicioso.

Resolvi esclarecer de uma vez por todas o que estava ocorrendo entre-nos, ai falei Cassio, veja estamos sendo bons amigos, nossas famílias também concordam, mas o que me intriga são suas atitudes, veja eu sou macho vc também, mas vc me olha nos olhos de uma maneira, ele interrompeu e disse de uma maneira que vc fica arrepiada não é eu disse não nada disso e vc acaricia minhas mãos mesmo em publico, no carro ficou acariciando minhas pernas, levantando as pernas da minha bermuda, ele falou e vc não fez nada para impedir, confessa, vc esta adorando ser seduzida por mim, relaxa e seja feliz. Então falei mais alto ou vc para com estas insinuações, ou vou embora e cortamos nossa amizade, levantei e ouvi calmamente dizer esta querendo fugir de que Paulo, o destino nos aproximou e ao que me parece não tem mais volta, pode ir embora chegando a casa vai contar que vc não aceitou minhas seduções e resolveu voltar para casa como uma donzela arrependida, ele sorria com a boca e os olhos, eu falei, por favor, se contenha, falei vou dormir com licença e fui para o quarto destinado a mim. Fiz minha higiene e fiquei olhando para o lingerie em cima da cama, não sei como nem porque acho que foi instinto resolvi vestir a lingerie, a calcinha era normal não fio dental ficou perfeita em minha bunda o soutiens serviu perfeitamente, apenas os bojos ficaram meio vazios, pois minhas tetinhas não preenchiam completamente, olhando no espelho achei que ficou lindo em mim parecia que tinham comprado para mim a medida era perfeita, pensei deve ser de sua esposa, após me exibir para mim mesmo no espelho, bati uma punhada e gozei gostoso pensando no pau do Cassio, aquilo tinha fixado na minha mente como uma doença, o pau realmente era perfeito. Dormi vestido de lingerie, pensei o que será que ele esta fazendo, será que está bravo comigo, mas o pau voltava na minha mente, e dormi com ele dentro de meus pensamentos.

Pela manha acordo com ele batendo na porta chamando, para o café da manhã era uma sexta feira feriado, e através da porta ouvi o convite vamos andar no calçadão, eu falei já vou corri e peguei um roupão que tinha pendurado e vesti por cima do lingerie, ao abrir a porta ele falou que demora estava ocupada é? Eu disse nada disso estava dormindo quando vc bateu, ele falou com este calor vc de roupão e levantando a blusa com a mão viu o soutiens e a calcinha, fui visto com o lingerie, foi à vez de ele ficar com o olhar parado em meu corpo e acabou dizendo Paulo vc é mais gostoso do que eu pensava, que delicia vc está obrigado pela visão, vc dormiu assim gostosa, eu vermelho corri para tirar e vestir uma roupa minha já estava feito, ele me viu como a Paula que ele vinha sonhando há tempos. Assim que virei de costas para ele para tirar a calcinha senti seus braços me enlaçando e suas mãos apertando minhas tetas, com o pau apertando contra minha bunda, fiquei completamente arrepiado e dei um gemido ele tomou aquilo como aceitação e beijando meu pescoço, ficou sarando minha bunda e apertando minhas tetas, eu fiquei mole de prazer, ele então com uma das mãos virou meu rosto e beijou minha boca enfiando a língua dentro e eu acabei chupando a língua dele, e gemia de prazer ele se esfregando na minha bunda, estava completamente entregue aquele macho sedutor.

Logo que pude o afastei de mim, sentei na cama e falei sente-se no sofá vamos conversar, falei Cassio eu dormi de lingerie sim, mas não deixo de ser homem por isso, ele falou eu amei sua atitude deixa-me te fazer mulher, eu disse sou homem e vou continuar a ser ele disse, porém na intimidade vc pode ser minha femea, eu prometo te fazer feliz sinto que vc também esta querendo apenas luta contra isso, eu disse vou pensar no que aconteceu aqui, me deixe sozinho por alguns minutos ok, ele então levantando veio em minha direção e tirou seu pau para fora da cueca ficando a uns centímetros de minha boca, o ouvi dizer o beija sei que vc quer, eu disse não quero não, ele encostou o pau nos meus lábios, e eu não resisti e o beijei com excitação, ele falou abre a boca eu fui abrindo e o pau entrando, aquele pau lindo que eu já amava e não sabia, fui engolindo e chupei aquela ferramenta deliciosa, ele gemia e dizia como esperei por isso Paula, não via a hora de vc chupar meu pau, logo a seguir disse, vou gozar tira da boca eu abracei seu corpo e trouxe-o mais para mim e esperei sua gozada na minha boca, engoli rios de porra, que delicia é doce, amarga, quente e com cheiro de cândida, mas achei deliciosa e engoli tudo depois limpei o pau com a boca.

Depois disso ele se deitou a meu lado e ficamos de frente um para o outro eu ainda de lingerie, ouvi sua pergunta e vc não vai gozar, eu disse adorei engolir o leite de nossos desejos, obrigado, ele falou eu é quem agradeço, ai falei foi à única vez, daqui para frente serei o Paulo seu amigo mais nada, acariciando meu corpo todo ele disse vou te amar sempre te fazer minha mulher, sem prejudicar nossa vida social, sempre na intimidade vc me aceita? Falei preciso pensar, outra hora falamos, ai fui para a cozinha e ele veio atrás pelado sem cuecas eu de lingerie, seu pau já queria novamente ele falou deixa-me comer seu cu meu amor, eu falei a noite de darei uma resposta agora vamos tomar café e fazer uma caminhada, ele falou prefiro ficar aqui com vc tentando te seduzir, eu sorri e falei nada disso vamos sair e caminhar, ele falou somente vou se vc for de lingerie por baixo da roupa, eu falei ok vou de calcinha, mas soutiens vai aparecer, à noite até daria para ir com este sol teria de usar camisa fechada e não tem como com o calor.

Andamos bastante lado a lado às vezes ficava para trás segundo ele para ver minha bunda balançando e imaginando a delicia que é minha bunda, eu apenas sorria e falava vc é um tarado isso sim Cassio, ele falou porque não seu amor: a maior parte do tempo ouvia suas cantadas seus sonhos comigo, ao voltar para o apto. Eu falei vou ficar um pouco no quarto para pensar no que esta acontecendo, ele falou ok, enquanto isso vai ao shopping, eu no quarto pensei: O que está acontecendo comigo? Dormi de lingerie, pensei no pau dele a noite toda, e terminei chupando e tomando o leite de macho na boca, e agora não sabia como fazer se parava tudo ou se me entregava aquele macho sedutor. Tinha medo das consequências na vida social, na nossa família, nos amigos, etc. Por outro lado estava louca para dar continuidade me entregando a aquele homem maravilhoso. O que fazer? Chequei a seguinte conclusão vou deixar rolar e depois em São Paulo, dou um rumo a minha vida, mas aqui vou relaxar e gozar o quanto puder com este homem.

Quando ouço Cassio entrando no apartamento, veio com duas sacolas de shopping de lojas femininas, eu falei o que é isso cara, ele falou presente para a Paula, não é para vc é para a Paula, a minha amada, eu sorri ele pediu abra veja se gosta? Abri a primeira e continha varia lingeries, soutiens, calcinhas, camisolinhas, baby doll, e meias de nylon com liga para prender na cocha eu falei, porque vc comprou isso? Ele disse para vc usar para eu ficar olhando afinal uma femea tem de estar vestida de acordo. Ao abrir a outra continha dois shorts bem curtinhos um branco outro jeans, camisetas de alcinhas e normais, dois vestidos um tubinho e outro soltinho tipo bata de voal eu fiquei emocionada, mas tudo isso como vamos quardar isso, ele falou em meu escritório amor, não se preocupe, estará sempre a sua disposição sempre que quiser usar, chegou perto de mim e falou não mereço um beijo, eu abri a boca e recebi aquela língua tarada, chupei por vários minutos, que delicia. Falei amor obrigado, resolvi me entregar a seu sonho de me fazer mulher, somente o cu vai demorar em dar, pois tenho muito medo e receio da dor, ai ele tirou um pacotinho da bolsa e mostrou um tubo de ky e duas pomadas cicatrizantes e analgésicas. Olhei para ele e sorri.

Pensei em tudo meu amor, e sorriu para mim com aquele olhar pidão, eu estava morrendo de excitação não sabia bem como me portar, ai disse vou tomar um banho e me vestir ai saímos para almoçar, vc quer? Ele falou fico na sala a sua espera. Tomei um banho e vesti um conjunto de lingerie novo azul marinho lindíssimo, e o short jeans com uma camiseta de alcinhas branca aparecia o soutiens, fiquei linda, apenas o cabelo era de homem, o restante eu estava uma perfeita mulher. Ao adentrar a sala ele ficou maravilhado com minha produção e me abraçando disse não vamos nem sair vamos ficar namorando, pedimos comida e pronto eu falei não amor, vamos sair e ir a restaurante eu vou assim, e sorri, ele falou então vamos, disse estou brincando vou tirar à roupa a noite quem sabe, e coloquei uma bermuda e uma camiseta fechada, e fomos almoçar em um lindo restaurante, onde ele me acariciava as pernas e minhas costas, como dois namorados, em determinado momento beijou minha boca, eu amei estava me sentindo sua mulher no real. Coloquei a mão em sua bermuda e senti a dureza daquele pau que me enlouquecia, fiquei acariciando ele fechava os olhos e saboreava minha caricia, ai chegou o almoço e logo após voltamos para casa, como um casal apaixonado.

Eu morria de vontade de sentir o pau entrando no cu, mas morria de medo afinal o pau era um pau enorme e delicioso bem cabeçudo, ao chegar a casa corri para cima dele e coloquei na boca, fiquei chupando, beijando, lambendo até ele gozar bem gostoso em minha boca, tomei toda a porra que saiu e depois ficamos abraçadinhos vendo televisão, à noite tudo aconteceu, eu fiquei a tarde toda de lingerie, ele chupava minhas tetas e acariciava meu corpo adorava cada caricia, meu cu piscava de vontade e pensei a noite vou encarar este pau no cu, ai veremos se resisto ou não. Quando anoiteceu após ele gozar duas vezes em minha boca eu falei amor vamos jantar fora hoje quero ir de Paula com vc entramos no carro e vou de sua mulher, quer assim, ele disse maravilha amor, me vesti com um vestido tubinho preto, com lingeries pretas e dei um jeito no cabelo de forma bem feminina, procurei entre as coisas de sua esposa e encontrei um batom fiquei realmente parecendo uma mulher, ele adorou minha produção eu falei e sapatos? Ele foi ao armário de sua mulher e filha e trouxe alguns para eu experimentar como calço 39 o da esposa me serviu, era uma sandália com salto alto de tirinhas pretas linda, coloquei e tive de aprender a andar de salto, desequilibrei algumas vezes, mas logo peguei o jeito e saímos os dois aos abraços e beijos, fomos a uma cidade perto, para não ter perigo de encontrar conhecidos. Sentia-me a rainha da noite, ele é muito gentil e me fez sentir mulher, a sua mulher.

Ao chegar a casa ele falou amor vou dormir com vc na minha cama de casal, eu concordei me vesti de lingerie e uma camisolinha curtinha e ficamos nos acariciando até ir para a cama, chegando ele me beijava eu estava louca de vontade de dar o cu, meu pau pequeno tem 13 cm ficava duro eu o prendia com a calcinha, Cassio veio beijando minhas costas, meu pescoço foi lambendo todo meu corpo até chegar ao rego da minha bunda, ai ele lambeu tudo, e enfiava a língua no buraco de meu cu, eu apenas gemia de prazer, e senti quando ele após chupar seu dedo enfiou no meu cu, eu assustei adorei sentir a penetração do dedo, ai ele após muito chupar meu cu, colocou o cogumelo que era a cabeça de seu pau na porta do cuzinho e falou amor, vou colocar ky para vc suportar a dor, apenas vai doer na primeira vez, e lambuzou meu cu de ky e no seu pau, e forçou a entrada da cabeça eu dei um grito ele parou e eu falei continua, faça o que tiver de fazer não se incomode com meus gritos e choros, então senti quando a cabeça passou, a dor era insuportável era uma dor com prazer e pedi continua meu macho fode sua puta, e ele enfiou mais um pouco, de meus olhos saltavam lagrimas de dor, eu chorava, gemia, gritava pedia mais enfia tudo meu macho e ele foi invadindo meu cu com aquela sua ferramenta arrombadora, até que senti seu saco batendo na minha bunda, que delicia. Senti que ele parou e falou amor já entrou tudo vou esperar para te foder como vc merece, e depois começou a foder, tirava e punha aquele pau enorme no meu cu, eu gritava de dor e prazer, até que ele disse vou encher seu cu de porra querida Paula, e gozou senti quando seu pau explodiu expelindo aquela porra que já conhecia e adorava. Ficamos com o pau dentro do meu cu até ele sair sozinho, somente ai eu vi a quantidade de sangue que saiu não foi muito sangue, mas saia porra com sangue, ai ele falou vou cuidar de seu cu amor tenha calma, eu falei estou pronta para outra, amei ser possuída, pensei que fosse pior, ele falou cada um tem as pregas de uma forma, as suas não estavam obstruindo o canal e ficaram ai, apenas alguma arrebentou, eu apenas disse obrigado meu macho, meu dono, meu senhor.

Esta historia de sedução vai longe, pois já fazem cinco anos e continuamos juntos, eu como sua Paula quando na intimidade, e em família seu amigo Paulo, mas houveram muitos lances, inclusive com outros homens me querendo conto se pedir para contar o restante da minha vida com meu homem. Votem no conto e peçam que conto o restante.

Paula

Camipaula1@hotmail.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
13/04/2018 09:39:04
mike, que bom afinal tem pessoas que somente desmerecem nossos contos como o tal de Valter, obrigado pelo incentivo
12/04/2018 16:43:32
Cami, seus contos são sensacionais, e me imagino neles. Adoraria ter um macho só pra mim, e ser a mulher dele. Aproveite, te invejo, inveja sem maldade, mas queria muito isso pra mim também. Você está se tornando a melhor contista da CdC.
12/04/2018 14:09:31
NÃO CURTO MUITO ESSE LANCE DE HOMEM QUE GOSTA DE HOMEM MAS QUER QUE O PARCEIRO USE ROUPAS FEMININAS. SE QUER ROUPAS FEMININAS ENTÃO PROCURE UMA MULHER. AFINAL SÃO DOIS HOMENS E NÃO UM HOMEM E UMA MULHER.