Amando Outra Vez 9

Um conto erótico de Bruninhooo
Categoria: Homossexual
Data: 12/04/2018 00:02:06
Nota 10.00

Eu acordei com a luz do sol batendo no meu rosto e eu me assustei ao ver que eu estava em um quarto desconhecido e eu estava com uma dor de cabeça daquelas.

Eu - Que lugar é esse? O que eu tô fazendo aqui? Disse confuso.

Então a minha mente foi clareando e ai que eu me dei conta que eu estava na casa do Norberto.

Eu - Porque eu dormi aqui?

Foi ai que eu senti um certo incomodo e ao colocar a mão no meu ânus eu vi que ele estava bem sensível etinha esperma saindo de dentro dele e foi ai que eu me desesperei.

Meu Deus.Eu tinha transado com o Norberto? Mas como? Eu não lembrava de nada.

Enquanto eu estava perdido nos meus pensamentos ele entrou pela porta do quarto com um sorriso no rosto.

Norberto - Bom dia amor.

Eu - O que aconteceu entre a gente? Perguntei temeroso.

Norberto - A gente teve uma noite linda,você não lembra?

Eu - Claro que não! Você se aproveitou de mim,enquanto eu estava bêbado!

Norberto - Claro que não Daniel,ambos bebemos além da conta sim,mas você queria tanto quanto eu. Disse aparentando indignação.

Norberto - Se acalma,vamos tomar um café comigo.

Eu - Café coisa nenhuma.

Norberto - Eu vou te deixar um pouco sozinho.

Assim que ele saiu eu catei as minhas roupas pelo chão do quarto e fui tomar um banho.Durante o banho eu me esfregava o máximo possível,eu me sentia sujo,a dor de cabeça ainda estava latejante e eu estava muito confuso,a sensação que eu tinha era de que eu tinha traído o Anderson.

Assim que eu terminei de tomar banho eu vesti as minhas roupas e sai dali o mais rápido possível.

Ao chegar em casa eu fui até o quarto das crianças e vi que eles estavam dormindo e só ai que eu chequei o meu celular que estava cheio de mensagens e ligações do Matheus e do Renato.Então eu mandei uma mensagem para o Renato dizendo que eu já estava em casa e que estava tudo bem e fui preparar um café pra mim e derepente a campainha toca e era o Renato.

Renato - O que aconteceu com você ontem que você sumiu.

Eu - Melhor falarmos sobre isso no meu quarto.

Nós fomos para o meu quarto e eu tranquei a porta e expliquei toda a situação pra ele.

Eu - Nós transamos,mas eu não me lembro de nada,isso nunca tinha acontecido antes.

Renato - Isso tá muito estranho...será que esse cara não te dopou?

Eu - Nossa,mas...

Renato - Eu já vi muitos casos assim,ele pode ter colocado alguma coisa na sua bebida ou até mesmo na comida,pra te apagar.

Eu - Será que ele seria capaz disso?

Renato - Eu te conheço muito bem,Daniel,você nunca foi de beber muito,mas em todas as vezes que você exagerou na bebida,você nunca chegou a esse ponto.Pensa bem tá?

Eu - Tudo bem...obrigado... Disse pensativo.

Renato - Agora eu tenho que ir,tô quase atrasado pro meu plantão.

Eu - Tudo bem,vai lá.

Eu voltei para a cozinha pra tomar o meu café e o Matheus já estava comendo.

Matheus - Posso saber onde o senhor tava? Perguntou alterado.

Eu - Que tom é esse filho?

Matheus - O senhor passou a noite transando com aquele mané que veio aqui te buscar é isso!

Eu - Escuta só eu não tô gostando nem um pouco da sua falta de respeito comigo!

Nesse momento ele abaixou a cabeça e pareceu ter parado pra pensar nas palavras dele.

Matheus - Desculpa paizinho,eu não queria te ofender.

Eu - Mas conseguiu né...

Eu estava tão chateado com tudo aquilo que acabei nem comendo e voltei para o meu quarto,se eu pudesse eu desaparecia do planeta naquele dia.

Norberto Narrando

O Daniel pelo visto era muito puritano e eu pode constatar isso depois de descobrir que o Anderson foi o primeiro e único homem da vida dele e que eu havia sido o segundo hahaha.Na minha cabeça eu já tinha tudo armado e assim que ele foi até o banheiro eu coloquei aquele líquido transparente no vinho dele e poucos segundos depois de ingerir aquilo ele já estava completamente desmaiado.

A partir dai foi fácil eu levei o Daniel até a minha cama e tirei toda a roupa dele e fiquei de pau duro na hora ao vê-lo pelado,ele era gostoso demais.Então eu o preparei para penetrá-lo e não parei até ejacular pelo menos duas vezes dentro dele.

No dia seguinte eu acordei feliz da vida,mas o Daniel estava completamente assustado,ele estava com raiva de mim,mas nem chegou a passar pela cabeça dele de que eu o tinha dopado e nem teria como passar,provavelmente ele acharia que exagerou na bebida e fez besteira.

Geralmente eu não ia para a empresa aos sábados,mas eu deixei de fazer muitas tarefas para planejar aquele encontro com o Daniel,então eu tive que ir.

Ainda naquela manhã eu estava no escritório com o Paulo e eu tinha acabado de lhe contar a minha proeza.

Paulo - Você é louco rsrsrs,mas não corre risco que ele descubra?

Norberto - Provavelmente não.Mas e você tá mesmo afim da amiguinha dele?

Paulo - Tô afim pra caramba,a gente transou ontem,finalmente.

Norberto - Fala sério kkkk,pode curtir a amiguinha,porque eu cansei do Daniel.

Paulo - Mas já?

Norberto - Você sabe que eu não sou de repetir prato e além do mais era a emoção de comer o viuvinho do otário do Anderson hahaha!

Paulo - Kkkkk!

Daniel Narrando

Aquele fim de semana foi horrível,eu nem tive cabeça para curtir a companhia dos meus filhos como eu costumava fazer,chegando na segunda-feira de manhã no escritório,eu vi a Gabriela com um sorriso enorme no rosto,ela parecia querer me contar algo,mas desistiu ao ver que eu não estava bem.

Gabriela - Que cara é essa Daniel?

Eu - Eu preciso que você termine aquela reforma na sede da fábrica de plásticos pra mim.

Gabriela - Mas porque o que aconteceu,você tava tão empolgado.

Então eu expliquei a minha situação pra ela que ficou chocada,ela assumiria o restante do trabalho e nós dividiríamos o lucro igualmente.

Gabriela - Não tem como eu ir pra lá hoje,mas amanhã eu vou sim.

Aquela semana passou voando e apesar de não estar mais trabalhando na reforma do Norberto,eu ainda tinha muito trabalho a fazer.

Durante o fim de semana eu finalmente pude curtir a companhia dos meus filhotes e no sábado de manhã eu já acordei com eles pulando na minha cama.

Eu - Bom dia meus amores. Disse dando um beijo em cada um deles.

Matheus - Bom dia paizinho.

Angel - Bom dia papai.

Eu - Agora deixem o papai levantar,pois daqui a pouco eu vou preparar um café da manhã bem gostoso pra gente.

Depois de ter feito a minha higiene matinal eu fui preparar um desejum com todas as guloseimas que eles adoravam.

Quando já era por volta das 16 horas nós já tinhamos almoçado e estavamos jogados no sofá assistindo um filme,quando eu perguntei pelo Frank.

Eu - E o Frank filho? Ele nunca mais veio aqui.

Matheus - O pai dele tinha ficado muito tempo fora do Brasil,então eles estão recuperando o tempo perdido.

No dia seguinte era um domingo de sol e eu reparei que o Matheus tinha acordado um pouco esquisito naquele dia.

Ela estava bastante calado,o que era bastante incomun vindo dele,então eu fui até ele perguntar o que estava acontecendo.

Eu - Filho...me diz logo o que aconteceu.

Matheus - O senhor me conhece mesmo hein.

Eu - Como a palma da minha mão.

Matheus - É que eu estava pensando em uma coisa nesses dias e...

Eu - E...

Matheus - Você sabe que eu te amo né paizinho? Eu te amo muito.

Eu - Eu também te amo meu bem.

Matheus - Mas...eu gostaria de saber das minhas origens,saber de onde eu vim.

CONTINUA...

Então qual será a reação de Daniel ao pedido de Matheus?

Vit.will: Realmente o Norberto é um monstro,mas agora o Daniel quer distância dele.

Guardian: Sinto muito lhe informar meu pequeno guardião,mas você não vai ler o conto arrastado PORRA NENHUMA!! Hahahaha! Ainda tem muito romance e momentos fofos em família,mas o conto já se iniciou com os personagens em uma fase muito feliz de suas vidas e agora eles precisam passar por esse momento sombrio para depois serem felizes de novo

Renato Mota: Tu não tem jeito kkk

Geomateus: Realmente sem limites.

Arrow: É de dar ranço mesmo.

Lebrum: Compreensível,até eu como autor estou.

Valtersó: A culpa nunca é da vítima,não teria como o Daniel descobrir.

Little Boy: O Norberto causa revolta mesmo.

Regi1069: Realmente ele merecia ser capado e enrabado kkkkkk.

Muito obrigado e BEIJOS

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
30/06/2018 11:56:19
O Daniel precisa ter um final muito bom.... É uma (com licença da expressão) porrada atrás da outra.....
14/04/2018 10:12:31
Bom demais.
13/04/2018 08:33:06
13/04/2018 08:33:05
Ranço do Noberto mostro
12/04/2018 12:47:10
Está mais que na hr de Norberto começar a pagar por suas atrocidades
12/04/2018 12:36:17
LAMENTO MAS PARTE DA RESPONSABILIDADE É DE DANIEL SIM. JÁ DEVERIA TER PERCEBIDO AS REAIS INTENÇÕES DE NORBERTO NO ELEVADOR. NÃO ME CONVENCEU. MUITO BABACA DANIEL NÃO PERCEBER QUE FORA REALMENTE DOPADO. RSSSSSSSSSSSSS MAS BORA CONTINUAR LENDO. MUITO BOM MATHEUS QUERER SABER DE SUAS ORIGENS. NADA PODE SER OMITIDO, SÓ ASSIM ELE PODE SEGUIR EM FRENTE.
12/04/2018 11:46:43
Noberto é um canalha mesmo, viu?! Enfim, aguardando ansiosamente para todo esse sofrimento desaparecer logo. Um beijo querido.
12/04/2018 08:11:29
Bruno.. Você sabe que eu leio seu contos, amarrado ou não, mas leio. Bem. Deus ouviu minhas preces: O Indizível disse que desencanou no André. Melhor assim. Pelo menos por enquanto, porque como conheço o Bruno, o cara irá aprontar mais. Se bem que isso NÃO PODE FICAR IMPUNE. Nor(blearg)to, nojo e ranço por ele. Sobre o cão Cérbero... sei não. Assassino e a Gabriela não merece isso. Pronto, falei. Interessante o Matheus querer saber de sus origens e natural. Daí pode sair caldo também. Sobre o pai do Frank e o próprio Frank, já ficando ansioso. Ou ele pode ser um bom personagem na história ou passar batido. Esperar. Mas estou possuído pelo ritmo Ragatanga, com "sangue no zóio" por causa do Indizível. E já estou rezando por ele. E quando eu rezo acontece! #ficaadica.
12/04/2018 06:31:29
Noberto ridiculao
12/04/2018 00:06:14
noberto pau no cu filho da puta