A Psicóloga casada carente

Um conto erótico de aventureiro43sp
Categoria: Heterossexual
Data: 06/04/2018 15:50:31
Nota 10.00

Olá meus amigos leitores, após um período sem conseguir escrever, e a pedidos de admiradoras, vou relatar minha última aventura, por assim dizer.

Sou leitor desse site, e através dele conheci, Felipa, onde pudemos viver as melhores aventuras de toda minha vida, entretanto, devido a fatores profissionais, saúde, logística, não temos conseguido nos encontrar.

Assim, acabei conhecendo outras pessoas, e desta vez, não foi diferente.

Eu estava em uma clinica, para fazer alguns exames, onde tem várias especialidades por lá, além de uma psicóloga.

Como no meu caso, era um tratamento um pouco longo, acupuntura, eu ia duas vezes por semana, nesta clínica, e sempre eu via essa mulher, passando pela recepção, e caminhando até a sua sala.

Uma mulher muito bonita, deslumbrante, embora sempre eu a visse de vestido, dava para observar que ela tinha uma bela de uma bunda,e umas pernas torneadas, muito discreta nas suas atitudes, cabelos longos e lisos, rosto angelical.

Até que um dia, ela veio até mim, e perguntou se era eu o seu próximo paciente, eu respondi que não, mas que eu adoraria ser, que sua beleza abreviaria o meu tratamento de acupuntura ...

Ela ficou vermelha, sem jeito, encabulada, deu para perceber isso... onde, eu de imediato, pedi desculpas pelo constrangimento que eu a fiz passar, mas o que eu havia dito, era a pura verdade... ela sorriu, e foi em direção à recepcionista...

Na outra semana, lá vem ela novamente, passando por mim, desta vez me cumprimentou, deu um sorriso e continuou...

Bem, ficamos assim, por cerca de duas semanas, até que eu criei coragem (sou um pouco tímido), e disse a ela que eu gostaria de conversar com ela, se ela pudesse.

Ela respondeu: o que você quer conversar comigo?

Eu disse: conhecer você melhor, saber um pouco mais a seu respeito.

Ela disse: você não viu que eu sou casada? Vê essa aliança??

Eu respondi: então empatamos, eu também sou casado, mas eu só queria conversar um pouco com você, tomar um café, fora daqui..

Ela respondeu: vou pensar, e depois eu respondo, ok?

Eu disse, sem problemas, estarei aqui todas as 3as e 5as, para a acupuntura, e vou ficar por um bom período ainda.

Bem, foi a deixa, pelo menos ela não disse não...rs

Na semana seguinte, na 5a feira, ela veio, me cumprimentou, e falou que depois, que eu terminasse minha acupuntura, poderíamos conversar.

Quase não acreditei, quando ela disse aquilo.

Fiz minha acupuntura, e ela já estava me aguardando, na recepção da clinica.

Saímos, e ali próximo, entramos em um café, com mesinhas no fundo, devido ao horário, estava praticamente vazio, só nós sentados nas mesinhas.

Ao sentarmos, e fazer o pedido, ela ficou me olhando, e disse: estou aqui, o que você gostaria de saber sobre mim?

Eu respondi, uma única palavra: tudo!!! rs

Ela riu, descontraiu com meu jeito brincalhão de ser, e falou, pode perguntar então, o que desejar, se eu não quiser responder, eu não respondo, ok?

Eu falei: está bem, e fiz a primeira pergunta - como você pode ser tão linda???

Nem preciso dizer que desconsertei ela, com essa afirmação.

Ela disse, que não era aquilo tudo, que ela tinha 50 anos, e já tinha sido bonita, mas o tempo, a vida, foram deixando sua beleza pra trás.

Eu disse que não, pelo contrário, embora eu não tivesse conhecido ela antes, eu a achava lindíssima, um corpo maravilhoso, pernas que eu ainda não tinha visto, mas que minha imaginação já tinha a despido toda.... rs

Ela arregalou os olhos, e ficou surpresa com minhas afirmações todas, a respeito dela.

Bem, eu aproveitei, e joguei meu "verde", para quem sabe, colher "maduro", um provérbio das antigas.

Falei assim: Olha, Fernanda, eu a observo já a algumas semanas, passando pela recepção, enquanto eu aguardo meu horário de acupuntura, e desde o primeiro dia, eu a achei uma mulher maravilhosa, sei que você é casada, vejo a aliança no seu dedo, mas isso, pra mim, não é um impeditivo para eu deixar de me aproximar de você. Cada dia que passa, eu fico mais interessado em conhecer e saber de você, e hoje, está sendo um sonho, estar com você aqui!!!

Ela riu, timidamente, mas certamente gostou de saber de tudo, o que era verdade.

Aí, eu falei, olha Fernanda, sei que acabamos de nos conhecer, é nossa primeira conversa, mas eu vou te confessar uma coisa: estou atraído demais por você e eu gostaria de sari daqui, para outro lugar, onde pudéssemos ficar só nós dois, longe dos olhares das pessoas - foi meu xeque mate!!! Ou eu me daria bem, ou eu tinha acabado, ali, naquele momento, toda e qualquer possibilidade.

Ela me fitou seriamente, onde eu pensei: agora já era....

Entretanto, ela respondeu: Vamos onde você desejar me levar....

Nossa, quase caí da cadeira com aquela resposta, que sinceramente eu não esperava...rs

Paguei a conta do café, e rumamos para um motel na Ricardo Jafet, aqui em São Paulo.

Entramos, no quarto da suite, fechei a porta, e a beijei, deliciosamente.

Nossos beijos foram ficando mais quentes, e comecei a passar a mão sobre o vestido, tocando suas pernas....

Fui tirando, peça por peça, e a deixei totalmente nua. Que lindo corpo, uma mulher alta, com seus 1,75 m de alt, corpo em forma, tudo em cima, peitos durinhos, bicos enrijecidos, uma mulher perfeita.

Ela veio, e tirou a minha roupa, nós de pé ali, até que fomos pra cama.

Comecei a beijar seu lindo corpo, pescoço, seios, ela se contorcia de tanto tesão....

E fui descendo, barriga, pernas maravilhosas, até chegar em sua linda buceta, totalmente depilada.

Subi, até encontrar sua boca, beijei loucamente, e voltei, para sentir aquele aroma maravilhoso e a maciez dos seus lábios vaginais, fui sugando, pouco a pouco, o tesão que já escorria pelas pernas.

Coloquei meu pau na sua boca, ela deitada, de barriga pra cima, já contorcendo de tanto tesão.

Chupou um pouco, e pediu: me fode, quero sentir um pau de verdade na minha buceta, não sei o que é isso faz tempo, meu marido não me procura mais, faz tempo, hoje, você está me realizando como mulher, como a tempos eu não sabia o que era ser desejada como você me desejou, a tempos que eu não sei o que é uma pica, um pau de verdade, vem, me fode agora.

E foi exatamente o que eu fiz, pincelei, devagarinho, para meu pau ficar molhado, com aquele tesão todo, e fui entrando, desvirginando, aquela buceta, que não sabia mais o que era uma boa foda...

Em pouco tempo, ela teve seu primeiro orgasmo, gozou muito, gozou forte, ela tremia, uma sensação incrivelmente maravilhosa, e praticamente desfaleceu em cima de mim, saciada, feliz, satisfeita...

Aí eu falei, agora é a minha vez Fernanda.

Virei ela de bunda pra cima, e passei minha língua naquele cuzinho lindo, delicioso, apertadinho.

Ela disse que ninguém tinha feito aquilo com ela, em toda vida. Ela delirava, disse que a sensação era maravilhosa, e enquanto eu passava minha língua, naquele rabinho, meus dedos tocavam na sua buceta, já encharcada novamente, de tanto tesão....

Preparei ela todinha, e encaixei meu pau, naquela buceta, ela de bunda pra mim, entrou deliciosamente, deslisando pra dentro, daquela grutinha

Comecei um ritmo de vai e vem frenético, cadenciado, e muito gostoso. Meu pau parecia explodir, de tão duro, e de tanto tesão que eu já sentia.

A essa altura, eu já estava tocando no seu clítoris, dando a ela um prazer que ela nunca havia sentido.

Em pouco tempo, ela anunciou que ia gozar novamente. Eu aumentei minhas estocadas, naquela buceta, e acabamos gozando juntos, onde ela sentiu meu pau pulsionar dentro da buceta dela....

Desmaiamos juntos, abraçados,e fomos tomar um banho.

Aí ela me contou que o marido dela não a comia fazia muito tempo, e que ela estava carente mesmo, de uma boa foda...rs

Depois, nos enxugamos, e partimos para o segundo tempo..rs

Foi novamente uma delicia, ela gozou mais duas vezes, e eu gozei mais uma.

Saímos do motel felizes, saciados, e desejando que o próximo encontro chegasse o quanto antes.

Estamos juntos até hoje, isso já faz cerca de um ano, sempre que consigo, marcamos uma boa foda, com essa psicóloga deliciosa.

Gostaríamos de conhecer outras pessoas, casais, para apimentarmos ainda mais nosso relacionamento.

Abraços em todos

Se alguém desejar se corresponder comigo, meu e-mail é ksado44sp@bol.com.br

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
18/05/2018 01:52:02
Muito bom
27/04/2018 11:27:54
Parabéns, aventureiro, belíssimo conto. Ficou um ar de veracidade. As relações são assim mesmo, ainda mais quando se é casado e com certa maturidade. Fica aqui meu comentário e nota. Sem dúvida dez. Escrevi há pouco uma aventura que vivi num parque da cidade. Adoraria tua opinião. Bjs babados.
08/04/2018 02:37:42
No início do conto, percebi que essa mulher Tava sendo fácil demais para ser entregar já na primeira cantada, mas qdo li que ela estava sem sexo há muito tempo, que era mal amada, então acreditei que uma boa cantada Tava surtindo efeito. Parabéns pelo seu conto, excelente. Mulheres carentes me escrevam,zap:(dezenove) nove,nove, três, sete, dois, cinco, oito, nove, oito. Celso0764ol@gmail.com
07/04/2018 21:01:46
Baita conto este, amigo. Tu soubestes charlar bem com essa psicóloga e o resultado foi essa transa. A narrativa está excitante de laço a laço. Queria ter a sorte de acontecer essas coisitas comigo, tchê. Abs calientes.
07/04/2018 15:40:12
Até que ficastes pouco tempo sem escrever, querido. Coisa de meses. Para mim são coisas de anos. Rs. Gostei deste conto, muito bom. Tenho constatado que a maioria dos casados são carentes sexualmente. Dai tantas transas extraconjugais. Essa psicóloga não foi excessão. Meu ultimo relato foi há quatro meses, onde narrei como iniciei três garotos de uma só vez. Adoraria ter tua opinião nele. Para este, nota dez e beijocas.
07/04/2018 10:11:33
Da hora este conto brother! Mulheres cinquentonas são mesmo uma graça, com seu jeitinho encabulado. Como essa psicóloga. Porém, são mais decididas e não fazem cu doce. Na cama então, são verdadeiras bolas de fogo. Sei disso porque já saí com algumas. Teve até um coroa que pediu pra eu seduzir a esposa gostosa dele. Rs. Valeu mesmo. Abraços.
07/04/2018 07:59:05
Mais um conto delicioso, mostrando bem como são as relações de pessoas com certa maturidade. Não sei se é pela experiência ou porque notamos que o tempo está passando rapidamente, porém, já não há hesitação em aproveitar todas chances. Como aconteceu contigo e essa psicóloga neste ótimo conto. Também estou há algum tempo sem escrever. Leia o meu ultimo. Beijos da Vanessa.
07/04/2018 06:22:40
excelente conto ...quero conversar com comprometidas namorando, noivas ou casadas.......whatsapp .... vintetreze...treze... Treze....treze..
07/04/2018 05:05:18
Amei o conto e quero ler todos outros. fotografoliberal@yahoo.com.br
06/04/2018 20:04:32
Maravilhoso gatas vamos tc chama no whats....ONZE.NOVE, SEIS, NOVE, NOVE, SETE, TRÊS, SEIS, NOVE,NOVE MARCOS BJS NAS PEPECAS..