Fiquei impotente, minha mulher me fez sua puta para compensar.

Um conto erótico de PAULA
Categoria: Homossexual
Data: 31/03/2018 16:45:06
Nota 10.00

Fiquei impotente, minha mulher me fez sua puta para compensar.

Sou um homem educado, tímido, com 1,65 alt. Peso 70 kl, moreno claro, pernas bonitas, bumbum grande e redondo atraente, cabelos e olhos castanhos, casado com Marlene uma mulher linda um pouco mais alta que eu, loura, louca por sexo seu corpo é delicioso, seios médios para grande, uma bela mulher muito autoritária e mandona, sempre aceitei tudo o que mandava fazer afinal era a dona da casa e nos amamos. Com o passar anos, adquiri uma doença por excesso de açúcar no sangue, e minha condição de homem foi diminuindo, ela ficava louca por não satisfazer-se com apenas uma gozada, e sempre queria mais. Tenho tesão, porém o pau não corresponde como antes, e goza uma vez e não endurece mais, fico sem satisfazer minha esposa.

Até que um dia conversando após consultas medicas, ela falou acho que vou gozar comendo vc amor, eu falei, mas como, ela falou vou fazer de vc minha mulher, minha femea, vc aceita? Sempre concordo com tudo o que ela pede e manda, aceitei preocupado. No outro dia ao chegar do trabalho ela me manda tomar banho e me levando para o quarto de vestir mostra os presentes que havia comprado para mim, afinal teríamos uma nova lua de mel, não entendi bem ao entrar vi espalhado sobre a cama vários conjuntos de lingerie e todos os tipos de roupas femininas de dormir e de sair, perguntei o que é isso? Ouvi o seguinte: a partir de hoje quando em casa vc se vestira de menina e eu vou te comer e amar vc como minha mulher, veja se não quiser vou sair às ruas e arrumar um macho para completar o que vc não consegue fazer, eu falei aceitei o que vc propôs meu amor, ela me dando um beijo disse venha, vou tirar os poucos pelos que vc tem no corpo e vai vestir um conjunto de lingerie bem gostoso, e fez tudo que quis de mim, doeu pra burro, mas aguentei a depilação sem reclamar, às vezes meus olhos enchiam de lagrimas de dor e de tristeza pela minha condição de quase impotente.

Na minha cabeça eu iria detestar esta experiência, fui vestindo a lingerie senti o tecido lisinho delicioso em meu corpo, me deu excitação, e fui vestindo após ela me deu um vestido justinho bem curto e decotado, nos seios como o soutiens era do meu tamanho os poucos seios que tenho preenchiam o espaço, ao olhar no espelho gostei de meu corpo, apenas meu cabelo não correspondia ao de mulher, mas meu rosto foi maquiado e penteou meu cabelo que é meio comprido em cima da orelha ficou bem feminino e sexy ai ela falou vamos jantar agora com de vc Paula depois as duas arrumaremos a cozinha e vamos ficar na sala namorando, vc esta delicioso amor; pensei, ela nunca tentou passar as mãos no meu corpo, nem lambeu nem chupou nada meu como irá gozar, fiz a pergunta ela falou, antes quero que vc se sinta femea meu amor, depois quando estiver bem submissa e carente, vai pedir para ser amada e possuída, ai entro eu como seu macho.

Jantamos ela colocou um avental em mim e fui junto com ela arrumar tudo, então ela falou aprenda bem de hoje em diante vc será a mulher da casa, eu apenas vez ou outra virei te ajudar, vou ser o macho da casa e vc a femea, portanto fico na sala vendo jornal e vc arruma o jantar e a cozinha, e depois ainda vai ter de me dar o cuzinho e fazer-me gozar varias vezes como eu gosto e vc sabe disso. Vou ser chamado de Lene por vc de hoje em diante, isso pode ser até com outras pessoas, para vc o seu Lene ok. Sentadas as duas no sofá ela me abraçou como macho e beijou minha boca, como sou menor entrei direitinho no abraço dela, ai ela falou vc esta tesuda Paula vai amar esta nova fase de nossa vida, e com isso nunca vou precisar procurar alguém para satisfazer meu fogo sexual estou amando, e vc esta gostando? Eu falei esta tudo diferente não esta ruim não. Sorrindo ela falou vai ver e amar quando eu comer seu cu.

Quando fomos dormir ela ensinou-me a escolher a lingerie e camisola, e deitamos as duas abraçadas nos beijamos gostoso, meu pau até ficou duro, mas ela falou quando ele quiser vai comer minha buceta também, mas o foco agora é eu comer seu cu meu amor, e ficamos acariciando uma a outra, eu sentia as mãos dela na minha bunda e ela chupava minhas tetinhas, eu quase gozei com as chupadas, ai ela falou gostosa, não goza ainda quero que sinta uma coisa antes, e virando-me de bruços foi lambendo minhas costas e foi descendo com a língua em direção ao rego de meu cu, quando chegou abriu as polpas de minha bunda e lambeu meu cuzinho, forçando a língua no buraco do cu eu gemia de prazer ela perguntou vc esta gostando Paula, eu disse estou amando, enfia a língua amor, ela lambeu e enfiou a língua e depois veio me beijar, meu pau estava duro, mas ela falou hoje vou desprezar seu pau afinal é inauguração do seu cu, e enfiou um dedo no cu, eu gemi de prazer e ela ficou fodendo com dois dedos meu cu, eu não resisti e gozei feito louco, ela falou gostou ne putinha, agora vem chupa a sua dona eu fui e chupei sua buceta até ela gozar varias vezes na minha boca, que delicia fazer o ser amado gozar com a boca, não existe nada mais gostoso que isso, após nos limpamos e ficamos namorando até pegar no sono, antes ela disse amor amanhã te faço mulher se vc quiser e pedir, e dormiu calmamente satisfeita.

Acordei cedo e fui à cozinha preparar o café da manhã para meu macho e levei na cama para agradar afinal gozei gostoso com ele mexendo no meu cu, merecia estas atenções, ela acordou e beijou, agradecendo obrigado Paula, te amo. Tomamos o café e ela falou amor, hoje vai vestir lingeries por baixo da roupa e vai trabalhar assim para ir se acostumando como mulher, e assim fiz. Durante o dia todo me lembrava da noite anterior e sentia a calcinha fio dental no meu cu e fiquei excitado o dia todo, ela me telefonou do seu serviço e disse amor estou molhada de pensar em vc vestida de Paula no trabalho, esta gostoso amor, eu disse estou amando ser sua. Corri para chegar a casa antes dela e vesti um avental ficando apenas de lingerie e fui arrumar o jantar para meu macho, fiz o trivial coloquei a mesa e fui me arrumar na frente do espelho, estava adorando esta fase de nossa vida, vesti um short bem apertado que ela me deu e uma blusa de alcinha por cima do lingerie, estava deliciosa segundo ela. Quando chegou abraçou-me dando beijos molhados e de língua eu fiquei com tesão, mas a levei a mesa para a comida não esfriar, ela amou minha atitude, e disse isso Paula vc aprende rápido meu amor, jantamos e ela me ajudou arrumar a cozinha, depois fomos para a sala namorar, ela falou que iria me ensinar a namorar, e falou que eu teria de fazer a barba duas vezes ao dia para ficar bem lisinha para meu macho.

Estava deitada na cama quando ela entrou, assustei por ela trazia na cintura um cinto peniano que prendia um pau enorme deve ser bem maior que o meu e disse somente vou usar se vc me implorar Paula, não se assuste. Começou a beijar minha boca, tirou o soutiens e chupava meus seios sempre mordiscando os bicos, eu estava morrendo de tesão com as mordidas nas tetas, e ela acariciava minha bunda, ai virando-me de bruços lambeu como somente ela sabe lamber o meu cu, tentava enfiar a língua no meu cu eu gemia e comecei a implorar para ela me comer, ela parou e falou fala bem alto o que minha mulher quer de seu macho, EU DISSE QUERO SER FODIDA POR VC MEU AMOR, ela então pediu pega na cômoda um ky que comprei hoje para vc gostosa, sempre mandona, eu fui e pequei então ela colocou-me de bruços e passou ky no seu pau enorme depois soube que tem 18cm e passou também no meu cu enfiando com o dedo no fundo do buraco do meu cu, eu gemia de prazer, ai ela encostou a cabeça do pau na porta do meu cu e falou em meu ouvido, amor vai doer no inicio, mas nas próximas vezes será apenas prazer, relaxa e goza gostosa, e enfiou a cabeça do pau dentro do meu cu, eu dei um grito ela falou calma putinha, calma abre o cu como se fosse soltar algo eu obedeci e senti enfiando mais um tanto de pau a dor era insuportável, mas ela parou e perguntou esta doendo muito amor, eu disse esta ardendo, ela falou amor tenho de terminar o serviço, pois se parar aqui amanha vai doer novamente, me deixa terminar o trabalho de macho, eu assenti com a cabeça e ela enfiou o pau todo no meu cu, foi doloroso, porém gostoso, não tenho como explicar que doe, mas é gostoso ao mesmo tempo, somente sei que amei ser comida por minha esposa, agora seria sua mulher, neste momento ela falou amor agora vou foder até gozar varias vezes, aguenta amor meu, e fodeu, mas como fodeu que delicia o pau entrava e saia à ponta na buceta dela a fazia sentir prazer e ela gozou uma, duas varias vezes até perdeu a conta de quantas vezes gozou com o pau no meu cu e a contra ponta na sua buceta, quando tirou ficou desfalecida deitada a meu lado, eu a beijava e acariciava e dizia palavras de amor, quando voltou a si perguntou vc gostou Paula de ser. Fodida por sua dona, eu disse AMEI, meu amor amei quero sempre e vc chegou a gozar, ela falou gozei como nunca gozei na vida gostosa. Quando ela tirou o pau da cintura vi que na parte que ficava em sua buceta tinha um pequeno, mas grosso pau que entrava na sua buceta à medida que me comia, por isso gozou tanto eu amei a ideia dela.

Preparei o café da manhã ela veio tomar comigo na cozinha estava preocupada com o estrago no meu cu pois tinha saído sangue, eu a acalmei e ela me abraçando e beijando perguntou vc esta gostando de nossa atual vida amor, eu disse estou amando e vou querer sempre ser a sua mulher ela falou aos poucos vou te ensinando a ser mulher completa pois iremos ter oportunidade de sair assim as ruas quero exibir vc para o mundo, eu falei tenho vergonha ela falou não estou pedindo estou ordenando que se porte como mulher na rua para todos, vamos apenas esperar vc aprender tudo que uma mulher tem de fazer, para provocar os machos na rua e sorriu bem feliz, eu também estava feliz, afinal não tinha mais volta.

Estamos vivendo deliciosamente, eu estava trabalhando em meu pequeno comercio com roupas femininas, os clientes mais ou menos entendiam, após uns seis meses, iria haver um jantar de confraternização com nossa família meus pais e os pais dela inclusive irmãos e alguns tios, e ela falou Paula quero apresentar vc de mulher para nossa família, eu falei de jeito nenhum morro de vergonha, ela então brava disse vc não esta feliz sendo minha femea, eu disse sim, então ela falou porque o mundo não pode saber de sua felicidades, vc se encontrou, resolvemos seu problema no sexo, e agora quero mostrar nossa felicidade a todos os nossos familiares, eu falei e meus pais, e os seus, e seu irmão que é tão meu amigo e machão, como encaro eles, ela falou sendo vc amor, sendo a Paula que amo.

No dia do jantar fomos as duas a um salão de beleza, meus cabelos estavam na altura dos ombros então fiz um tratamento completo neles, ficaram lindos, massagens e depilação completa em nos duas, e maquiagens, em casa apenas colocamos a roupa, eu iria com um lingerie azul marinho brilhante lindíssimo e um vestido tubinho da mesma cor bem decotado e no meio de minhas coxas que são linda e atraentes, não vou mentir são lindas mesmo, e ela também se vestiu com um vestido como o meu todo preto, meus seios e minha bunda estavam maiores devido aos homônimos que resolvi tomar assim que assumi que seria a Paula, ficamos as duas lindíssimas, meus cabelos longos soltos castanhos e o dela louro, atraiam olhares na rua, ao chegar ao local eu fiquei com receios mas minha dona falou brava entra e seja vc Paula afinal foi muito mais difícil aceitar sua situação de impotente e depois aguentar meu pau e hoje estamos felizes, se falarem que falem bem de nos duas meu amor, não devemos nada a ninguém apenas queremos respeito e teremos.

Quando entramos no local da recepção devia ter cerca de 20 pessoas, todos pararam de falar e ficaram encarando nossa entrada, Marlene sorria para todos eu estava assustada e fomos cumprimentar primeiro meus pais, minha mãe me abraçou e disse filha parabéns vc esta linda, seu pai não gostou mas não vai morrer por isso eu o abracei, senti o pau dele duro na altura de minha barriga, pensei meu pai de pau duro em mim, e fomos cumprimentar todos os homens me abraçavam e notava o pau de cada um duro ou a meia bomba, pensei será tesão ou susto, e por dentro sorri, fui com o tempo ficando mais a vontade, até que Marcio seu irmão veio nos cumprimentar era um velho amigo e éramos paqueradores de mulheres antes de me casar e agora eu uma mulher completa, ele me abraçou e disse vc ficou uma mulher lindíssima, que tesao, eu falei estou sentindo seu tesão na minha barriga tarado, ele se afastou e beijou sua irmã, dando parabéns por sua mulher linda e gostosa.

Durante o jantar Marlene teve de contar a todos que eu resolvi ser sua mulher e ela esta me amando muito mais agora, e que estamos sendo felizes e realizados, quando começou a musica os parentes todos queriam dançar comigo e eu sentia os paus deles duros me encostando, pensava será que sempre é assim com os homens mais velhos, e no intimo estava realizada., Marcio me tirou para dançar e perguntou no meu ouvido, posso ir visitar vc mais vezes, eu falei pergunte para sua irmã ele falou quero ir sem ela estar presente, eu falei não abro a porta se ela não estiver, e sorri feliz. Resolvemos sair antes dos demais para deixar eles fofocarem a vontade, ao sair Marcio falou Marlene posso visitar a Paula sem vc presente, ela falou ela é minha mulher, mas se vc for vai ficar somente na vontade, somos duas mulheres apaixonadas e não vai ter sobra nem local para vc seu tarado e fomos embora felizes, eu estava realizada pois agora todos sabiam que sou mulher e parecia para mim que aceitaram, papai e mamãe me abraçaram e os convidei para ir em casa me visitar, aceitaram prometeram avisar antes.

Assim comecei minha vida de mulher, até hoje aconteceram varias aventuras com outras pessoas inclusive com o irmão dela, mas isto são outras historias se quiserem saber peçam que eu continuo e conto tudo, para isso basta pedir e votar no conto.

Paula

Camipaula1@hotmail.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
04/04/2019 13:16:39
.uito bommm
28/06/2018 14:55:15
Muito bom
19/04/2018 23:55:13
T
12/04/2018 12:18:52
kuriosocasado90@gmail.com
04/04/2018 01:09:43
Muito booom!!! Gostei! Continue
03/04/2018 17:18:11
Conto maravilhoso, nota 10! Por favor, continue!
31/03/2018 20:51:32
Como sempre, Cami, muito bom teu conto!