UMA CROSSDRESSER, UM HOMEM, UMA MULHER

Um conto erótico de PAULA
Categoria: Homossexual
Data: 30/03/2018 21:47:45
Nota 10.00

UMA CROSSDRESSER, UM HOMEM, UMA MULHER

Hoje sou um homem de 25 anos Crossdresser, com 1,70 alt. 70 kl, sou moreno claro olhos e cabelos castanhos longos até os ombros, sou simpático faço amizades com facilidades, minha mãe me acha lindo afinal ela é responsável pela historia que vou contar. Desde criança ela sempre foi supermãe, fazendo todos meus gostos e desejos, quando nasci ela queria ter uma filha e infelizmente para ela, nasci eu o Paulo hoje a Paula quando fui crescendo ela sempre me vestia com lingeries e roupa bem feminina frequentou escolas como menina, embora nos documentos meu sexo constar masculino. Foi uma infância difícil para mim às vezes sofria bulling fui feliz sempre amei ser mulher, minha mãe gastou muito dinheiro para conseguir vagas para cross nas escolas e não ter problemas com a justiça.

Na juventude eu conheci um rapaz o Walter que sempre me protegeu dos outros homens e consegui sair sem problemas da juventude me formei no colegial, fiz faculdade como Paulo, pois o problema ai seria maior, o Walter sempre ao meu redor, percebia que ele me amava, mas não declarou seus sentimentos apenas era meu anjo da guarda, em casa minha mãe por minha causa separou-se de papai, e com minha juventude passou a ficar mais perto de mim ainda a ponto de dormir com ela quase diariamente, eu amava ser abraçada por ela, até que algumas noites eu percebia quando de conchinha, ficava esfregando sua buceta na minha bunda, acordei varias vezes com o pijama abaixado e sua buceta molhada em minha bunda, adorava a sensação dela se esfregando em meu corpo, percebia quando ela gozava e sempre beijava meu corpo e dormia uma noite eu demonstrei que estava acordada e perguntei a ela o que esta fazendo com minha calça abaixada, ela ficou sem palavras e eu falei mãe eu sei que a senhora sempre se esfrega na minha bunda e eu adoro, quando não sinto isso sinto falta é delicioso ter meu corpo usado pela senhora.

Ela falou filha eu te amo e adoro seu corpo, eu disse eu adoro o seu mamãe que delicia vamos viver sempre juntas, ela falou vc me crucifica por eu ter feito vc uma menina no corpo de homem, mas eu sempre sonhei em ter uma mulher como filha e transformei vc em uma, seu pai divorciou de mim por este motivo, e eu somente tenho vc filha, eu respondi mãe eu amo tudo o que fez comigo, adoro ser Paula, e vou querer ser mulher sua sempre. Neste momento ela me abraçou e beijou minha boca enfiando sua língua e eu correspondi chupando sua língua e enfiando a minha nela, ficamos assim por muito tempo, ai ela falou filha vamos dormir, amanhã falamos eu disse não mãe vamos falar agora, sentei-me na cama e perguntei mãe porque eu tenho seios? Porque eu tenho bunda grande e redonda? Ela falou filha desde o inicio de sua juventude tenho lhe dado hormônios sem vc saber, inclusive na comida, é para desenvolver seus hormônios femininos, eu falei porque não perguntou se eu queria? Ela falou tive medo de sua reação, eu então falei mãe adoro o que a senhora fez, meu corpo esta mais linda que o de minhas amigas, obrigado mãe.

Neste momento tirei minha roupa ficando somente de calcinhas e fiquei de pé ela com receios perguntou o que vai fazer filha? Eu falei amar minha mãe com toda a intensidade que ela merece, pena que meu pau esta ficando cada dia menor, mas vamos gozar nos esfregando e beijando mãe, a senhora me aceita para sua femea, ela sorrindo entrou entre meus braços e ficamos abraçadas nos beijando com muito tesão ela se esfregando em meu corpo e eu esfregando o corpo dela, chupava os seios dela com tesão e ela chupava os meus, gozamos as duas com muito prazer, do meu pauzinho saiu porra mas ralinha, e ela gozou intensamente sua buceta parecia uma cachoeira de prazer, que delicia. Depois conversando ela falou filha estou louca por vc por seu corpo por sua bunda, por seus beijos, obrigada por entender o que fiz por nos duas. Falei mãe o que esta feito, esta feito, agora vamos ter de viver como duas mulheres apaixonadas.

Ela perguntou vc nunca quis conhecer um homem filha? Já quis ter relacionamento com alguém homem ou mulher, eu disse mãe sou louca pelo Walter ele nunca se interessou por mim, afinal ele sabe que sou Crossdresser e não se interessou como homem por uma cross, mamãe então falou filha se um dia vc tiver alguém, não muda nada entre nos eu vou apoiar criei vc para o mundo, apenas enquanto isso vou aproveitar da delicia que vc é, vou amar saber que vc tem alguém além de mim amor.

Vou descrever minha mãe Marlene para entenderem como foi fácil fazer sexo com alguém como ela, tem hoje 43 anos, 1,60 alt. Pesa 56kls, pernas lindas seios médios bem duros e bicudos, cabelos louros, bumbum redondo, uma das mulheres mais lindas que conheço, fiquei feliz por ela apoiar ter outras pessoas, mas resolvi continuar fazendo sexo apenas com ela e fomos tocando nossa vida, fazíamos sexo todas as noites como duas mulheres apaixonadas, até que um dia andando em um shopping ouvi alguém chamando Paula, quando olhei vi o Walter correndo a meu encontro me deu dois beijinhos na face, ficamos conversando e relembrando nossa juventude e faculdade até que foi ficando tarde ele falou vou te acompanhar até sua casa, já é quase 11hs. Eu aceitei assim poderia conversar mais tempo com aquele homem que me dava tanta excitação, mesmo não sabendo o que ele sente por mim. No caminho criei coragem e perguntei vc nunca teve atração por mim Walter, ele ficou vermelho e respondeu com uma pergunta e vc teve atração por mim Paula, eu disse sim eu adorava sua presença, sua masculinidade, suas atenções, ele então disse só isso Paula? E sentimentos? Eu disse te amava muito vc nunca demonstrou corresponder afinal não sou mulher não é não tinha direito de esperar ser amada e desejada por vc.

Walter todo sem jeito disse, Paula sempre te amei desejo vc como nunca desejei alguém, sou tímido e pensei que vc não iria entender o que sentia por vc, afinal vc não tinha definido sua sexualidade, depois o trabalho para manter-me afastou de vc, mas agora o acaso me faz encontrar vc uma linda mulher, com cabelos maravilhosos, e o mesmo olhar receoso, se vc autorizar vou querer voltar a ter contato com vc, eu respondi eu vou adorar não consegui neste tempo todo se esquecer de meu protetor Walter, não desapareça de novo, chegando a casa minha mãe o recebeu feliz e ficamos algumas horas conversando os três e ele teve de ir embora prometendo voltar sempre. Quando ele saiu minha mãe falou o que eu temia aconteceu agora vc vai querer se dele, e eu vou ficar sem sexo, sem vc minha filha querida, eu disse mãe nada vai mudar entre nos não foi isso que disse há alguns dias, e a levei para cama e ela me comeu bem gostoso, com sua boca, seus dedos e seus carinhos gozamos muito as duas.

Quando Walter voltou no outro dia ficamos em casa namorando e ela por perto observava tudo, até que ele me beijou com amor, com sua língua louca na minha boca eu me entreguei a aquele beijo delicioso, sentia as mãos dele por todo meu corpo, bunda, pernas, seios que já eram grandes devido aos hormônios, ele elogiou meu corpo mais feminino agora segundo ele, eu não resisti e pequei no seu pau e fiquei acariciando ele gemia de prazer e eu o beijei, chupando seu pau o fiz gozar bem gostoso enchendo minha boca de porra, quando olho vejo minha mãe meio escondida vendo tudo, ai eu chupei mais ainda até sentir o pau endurecer novamente, como que provocando minha mãe. Ele ficou louco de satisfação e pediu-me em casamento, eu disse sim Walter antes vamos noivar para ver se é isso mesmo que quer, ele se conteve e disse tudo bem meu amor, terei paciência, eu falei, mas vc pode fazer tudo que um marido faz com a mulher, já tenho idade para dar para quem quiser, ele então falou posso possuir vc hoje, onde? Eu falei venha para nosso quarto e o levei para o quarto onde tirei toda a roupa ficando apenas de lingerie, meu pau estava preso por adesivos e eu realmente tenho corpo de mulher, não aguentando ele ficou com o pau duro novamente e virando-me de bruços beijou minha bunda, e lambeu meu rego, ai se preparou para colocar o pau no meu cu, eu pequei condicionador e pedi para ele colocar no pau e no meu cu, antes falei sou completamente virgem no cu, vai com calma meu amor, e ele colocou a cabeça do pau na porta do cu que senti o calor da ferramenta, estava delicioso até ele enfiar a cabeça toda, ai gritei e chorei de dor ele falou vou parar meu amor, eu falei nada disso preciso perder a virgindade, preciso me sentir mulher e ele enfiou mais um pouco sempre sem parar eu chorava lagrimas de dor, e senti o pau todo entrando dolorosamente, até que o saco bateu na minha bunda, ai ele parou para eu descansar e o cu acostumar com o invasor, somente depois disse agora vou foder a bunda que desejo há tantos anos, e fodeu, mas fodeu como somente um macho como ele sabe foder e eu adorei a foda dolorosa, chorando de dor e prazer ao mesmo tempo, amei ser transformada em mulher.

Quando ele foi embora preocupado, pois saiu sangue eu disse deixa mamãe cuida de mim, volta amanha meu amor, quero estar com vc novamente amanhã, ele sorrindo foi embora todo feliz, assim que saiu minha mãe veio correndo e levando=me ao banheiro falou vamos ver o estrago que este tarado fez em seu cu meu amor, e lavou=me com o chuveirinho e depois procurou pomadas para passar para cicatrizar, sempre beijando minha boca e acariciando minha bunda, somente quando estava deitada de bunda para cima sem calcinhas ela falou, viu o que dá dar o cu para macho, vc se machucou toda, esta tarado não poderia ter um pau mais fino, e sorrimos as duas. Mamãe perguntou vc gostou filha? Disse mãe amei como foi bom sentir o cu todo preenchido pelo pau amado mãe.

Durante toda a noite mamãe ficou cuidando de mim, dormimos bem abraçadinhas ela antes de dormir esfregou sua buceta na minha bunda e gozou gostoso, depois quis agradecer eu falei mãe prometemos fazer sexo juntas a vida toda, não é agora que vamos parar não é mesmo, ela perguntou e se Walter não aceitar eu falei ai ele terá de sumir de minha vida, vai ter de aceitar, pode até participar se quiser separar-nos duas não vai poder minha mãe amada.

Com o passar do tempo mamãe falou Walter porque vc não assume a Paula e vem morar conosco nossa casa é grande ele todo feliz aceitou, neste momento eu falei temos de ter uma conversa a três, e vamos ver o que Walter resolve mãe, ai contei a ele que sou mulher de mamãe e que com nossa união, não iria parar der fazer sexo com ela, pedi para ele pensar e dar a resposta quando achar melhor, ele então falou Paula eu já tinha percebido algo entre vcs. Se ela é quem esta me convidando não vejo como não aceitar, mas e no dia a dia como será eu durmo com vc ou ela? Eu falei vc será meu marido e ela minha amante, aceita? Ele disse sim aceito, quando eu quiser vou poder assistir ou participar, mamãe falou vc participa sempre que quiser, seremos os três sem dono, sem ninguém mandando ou exigindo nada, seremos três amantes, ele falou que delicia vou poder até comer sua buceta deliciosa, ela falou sim fará o que quiser de nos duas gostoso.

Assim Walter mudou-se ajeitamos suas coisas no quarto de vestir e o levei para o quarto e falei sempre beijando sua boca deliciosa, amor vamos dormir aqui às vezes com mamãe junto ai vc come sua mulher e sua sogra como quiser o que acha, ele falou sua mãe é deliciosa meu amor, os amigos da escola adoravam ficar olhando quando passava sua buceta inchada, suas pernas gostosas, seus seios e agora vou poder usar tudo isso, e minha esposa com esta bunda redonda e estes seios lindos, vou morrer de tanto fazer sexo meu amor.

Durante o jantar convidei mamãe para dormir conosco ela falou não querida esta noite é a lua de mel, vcs ficam sozinhos outro dia ficamos juntos os três e assim fizemos durante a noite Walter beijando minha boca eu apenas de calcinhas, resolveu chupar minhas tetas e gozei com isso ai, ele me virou de bruços tirou minha calcinha e colocou aquele pau delicioso novamente, desta vez não doeu tanto e eu gozei sentindo o pau no cu, sendo fodida pelo pau de meu marido, ele encheu novamente meu cu de porra, quando estávamos repousando eu falei Walter vou buscar mamãe, será que vc consegue comer sua buceta ainda hoje, ele ficou com o pau duro na hora, mamãe não queria vir acabou aceitando disse que estava se masturbando sozinha pensando em nossa foda, ao entrar no quarto Walter estava com o pau de um tamanho que nunca havia visto estava duro como pedra, a deitei na cama e chupei sua buceta com o Walter olhando, chamei-o para vir enfiar o pau na buceta molhada do prazer que ela tinha sentido com minha chupada ele entrou entre suas pernas chupando seus seios e enfiou o pau todo dentro da buceta ensopada ela gemeu de prazer e ele fodeu aquela buceta como se fosse a ultima foda de sua vida e gozou rios de porra dentro dela, ela chorava de prazer e eu entrei entre eles e chupava seus seios sua boca, ele também entrou entre nos ficamos os três acariciando um ao outro por horas até que dormimos os três pelado, um em cima do outro.

Desta forma nos adaptamos a vida a três de uma forma indescritível, é maravilhoso comer ela ou ele, ser fodida por ela ou por ele, quem quer algo procura e goza sem receios de o outro reclamar, somos os três amantes sem dono, sem propriedade esperamos viver assim pelo resto de nossas vidas.

Espero que tenham gostado, pois estamos vivendo assim, o conto é todo real sem fantasias, de fato aconteceu e acontece entre-nos.

Paula

Camipaula1@hotmail.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
31/03/2018 02:55:09
Uaaaau!!! Deliciaaaa