O Caçula - Parte II

Um conto erótico de Myneirinha Devassa
Categoria: Heterossexual
Data: 29/03/2018 20:14:35
Nota 9.80

Eu estava na net quando meu pequeno me chamou pra dormir, mandei-o pra cama e fui tomar um banho, quando voltei ele estava sentadinho na cama, dei uma bronca de "mãe acima de qualquer suspeita", pois já era tarde e ele respondeu: - tava te espendo, mãe.

Deixei a toalha cair e fui nua até a gaveta de calcinhas, não olhei pra ele pra não deixá-lo sem graça, caso estivesse me olhando, peguei uma calcinha branca e vesti na frente dele, apaguei a luz e deitei na cama dele. Ele deitou do meu lado, e foi logo perguntando: - A Senhora não ta com dor, hoje?

Já há algum tempo vinha enfrentando uma dor nas costas, que pegava bem o final da espinha, no coccix, mesmo, mas que serviu de ótimo pretexto para nossas brincadeiras.

- Estou sim. Respondi e virei minha bunda pra ele, para facilitar os cuidados...rs.

Ele foi deslizou a mãozinha direto para o ossinho que dói e ficou apertando, vez ou outra deslizava os dedinhos por cima da calcinha, até que reclamou:

- essa calcinha ta atrapando.

Respondii sem muito alarde: - pode puxar.

Ele então começou a puxar um lado pra baixo até a metade da minha bunda e depois o outro, continuou apertando o ossinho, mas agora tinha mais liberdade pra deslizar a mãozinha. Nem preciso dizer que só de ouvi-lo reclamar da minha calcinha fiquei louca de tesão. Normalmente deito de camisola ou de camiseta sem calcinha, acho que ele sentiu falta de me sentir sem nada atrapalhando... eu já estava adorando aquilo, mas achei que poderia ficar melhor, então falei:

- hoje a mamãe não vai te fazer carinho, tomei um remédio pra dormir e só vou acordar amanhã.

Ele continuou apertando sem dar muita importância para o que eu tinha falado, mas algum tempo depois perguntou:

- A Senhora ta acordada?

Não respondi nada. Ele esperou um pouquinho e enfiou a mãozinha dentro da calcinha que já estava abaixada e ficou paradinho... senti o calor da mãozinha dele bem pertinho do meu cu, se ele tivesse deixado o dedinho escorregar teria sentido meu cuzinho... De repente tirou a mãozinha, não me mexi. Esperou um pouquinho e colocou de novo, com cuidado, no mesmo lugar... minha buceta estava encharcada, eu não me mexia, mas sentia minha buceta latejar... Ele colocou e tirou a mãozinha algumas vezes, sempre com cuidado e eu não me mexia, até que ficou com a mãozinha paradinha e dormiu... Esperei um pouco, mexi meu corpo para ver se ele aproveitava mais um pouquinho e depois acabei dormindo com ele.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
02/04/2018 09:39:14
Taradinho esse mlk
31/03/2018 02:32:13
Ele ainda vai ti comer qdo perder a timidez.
30/03/2018 18:04:06
Gostando da continuação
30/03/2018 02:01:12
Delicia
29/03/2018 21:06:32
Muito bom, terminei de ler a trilogia e fiquei doida