O Caçula - Parte I

Um conto erótico de Myneirinha Devassa
Categoria: Heterossexual
Data: 29/03/2018 19:59:54
Nota 9.86

Depois de muito tempo, estou finalmente de volta, meus amores, para relatar a vocês um pouco mais de minhas aventuras.

Para quem não me conhece, sugiro a leitura de meus outros relatos aqui no CDC. Relatos, sim, pois acreditem ou não, tudo o que escrevo ocorreu de fato.

Eu já tinha tido várias aventuras deliciosas com meu filho mais velho, que estão todas relatadas no blog que fiz só pra isso: http://myneirinhadevassa.blogspot.com.br/eu-e-meu-filho-sempre-tivemos-uma.html?zx=2b5454d6b662e636

Mas então passei a perceber que o caçula também começou a me olhar com desejo e buscar sempre estar encostado em mim. Eu naturalmente dei trela.

Como gosto de registrar todas as coisas gostosas que acontecem em minha vida, fui relatando na época e só agora trago a vocês. Essa sequência começa em 2012. Espero que tenham quase tanto prazer quanto eu e ele.

Mais uma noite gostosa com meu pequeno.

Ele tomou banho e jantamos, depois me chamou pra ver tv com ele, eu fui, coloquei a cabeça no colo e pedi carinho,ele começou a mexer no meu cabelo, eu fiquei com a nuca no colo dele e conversando, estávamos assistindo um canal de clips o nome da música: S&M, com gagball, shibary e dogplay, depois passou um outro chamado Gigolô...rsrsr.

Minha filha perguntou o que era Gigolô e o pequeno disse: eu sei, mãe... Daí eu perguntei e o que é? E ele ah, é esses caras que...ah, mãe, tenho vergonha de falar (enquanto conversávamos, encostei a cabeça, sem querer*, no pauzinho dele, estava durinho).

Minha filha ainda estava esperando uma resposta,daí eu disse: "Filha, um gigolô é um homem sustentado por uma mulher, um prostituto..." rs. Daí o meu filho disse: "Eu sabia!" rsrsrsrsr

Ficamos assistindo tv, ele mexendo no meu cabelo e eu apertando o pauzinho dele com a cabeça, bem sem querer, eu virava a cabeça e pedia pra ele coçar a nuca, ele segurava minha cabeça com as duas mãos e me trazia mais pra cima do pauzinho dele e coçava, com naturalidade,eu sentia o pauzinho dele.

Depois falei que era tarde, desliguei a tv e eles foram se preparar pra dormir. Fui pro meu quarto, coloquei uma camisolinha até a coxa, não muito curta, mas sem calcinha, ele veio e deitou, daí eu apaguei a luz e deitei na cama dele, assim, nas costas dele e fiquei mexendo no cabelo dele, daí ele tratou logo de virar e eu me virei também, fiquei com o corpo virado pra fora da cama e ele me abraçou daquele jeito com a perna em cima de mim... se encaixou todo e ficou como pauzinho encostado na minha bunda, durinho, minha buceta melada... (melou mesmo) eu me mexia de leve e deixava ele encostar mais, ele começou a me apertar e acho que ficou com vergonha,dai perguntou: A Senhora ta caindo, mãe? E eu respondi, vou cair...daí ele me apertou com vontade e encostou ainda mais o pauzinho na minha bunda. Que tesão eu sinto.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
02/04/2018 09:36:44
Ta ficando bom
31/03/2018 02:23:34
Delicia esse joguinho.
30/03/2018 18:00:03
Gostei...ótima narrativa
30/03/2018 02:00:39
Myneirinha, que delicia! Vou correndo ler os outros ...
29/03/2018 21:58:22
Oi, Amora! Leu o blog também? Fico feliz que tenha gostado, e muito mais ainda de te deixar "ouriçada"! Beijocas
29/03/2018 21:05:53
Muiro bom. Li todos e amei. Me fez ficar bem ouriçada...rs