Cunhadinha na siririca

Olá! Tenho uma cunhadinha que se chama Kelly, tem 19 anos um corpinho bem sexy e uns peitos maravilhosos, outro dia minha esposa foi trabalhar à noite pois é enfermeira e a Kelly disse que queria posar em casa para ajudar minha filha com as tarefas de escola, bem jantamos, ela ajudou minha filha com as tarefas e depois eu e minha filha subimos para o quarto dormir. A Kelly ficou na sala assistindo TV! Depois de algumas horas minha filha já estava dormindo e me levantei para buscar um copo d’agua, não acendi as luzes pois não queria acorda-la, quando estava descendo as escadas ouvi uns gemidos que vinham da sala de TV, desci lentamente sem fazer barulho para ver o que estava acontecendo, era a TV, estava em um canal de sexo, e a Kelly deitada no sofá se masturbando, nossa que safadinha, estava com o shorts no chão e a calcinha no pé esquerdo, a perna direita estava levantada e apoiada sobre o encosto do sofá, a camiseta estava levantantada, com a mão esquerda masturbava sua bucetinha e com a mão direita tocava seus seios, que eram enormes, uma delícia, fiquei ali estático, que cena deliciosa, onde fiquei ela não conseguia me ver, fiquei observando aquela deliciosa cena, ela se tocava com os dedos, depois tirava da bucetinha, colocava na boca e continuava se tocando, fiquei ali por um bom tempo pois ela estava muito excitada, derrepente ela retirou um frasco de desodorante spray de sua bolsa, em começou a passar em sua língua, depois começou a enfiar em sua bucetinha, que gostosa, minha vontade era de correr para a sala e lhe oferecer meu pau, que estava duro feito pedra, mas me contive fiquei ali só observando e me punhetando, ela enfiava o frasco em sua buceta, retirava, colocava em sua boquinha, enfiava novamente, depois apoiou os dois pés no braço do sofá e deslizava o desodorante na bucetinha e depois no cuzinho, até que começou a enfiar no seu rabinho, que tesão ficar olhando aquela imagem, ela enfiava no cú e massageava a bucetinha, depois pegava um seio e lambia, bem safadinha, derrepente sua respiração, ficou mais forte, gemia bem gostoso e contorceu suas pernas como se estivesse gozando, fiquei maluco de tesão, depois disso ela pegou o controle mudou de canal, vestiu a calcinha e depois o shorts e foi ao banheiro, nesse instante corri para o meu quarto para que não me visse, tranquei minha porta e me acabei na punheta, lembrando daquela delícia de imagem, gozei feito um cavalo...depois deste dia a Kelly dormiu outras vezes em casa, mas como minha esposa estava em casa, não pude mais observá-la....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
07/05/2018 19:49:53
Cara, acho que não era pra você ter se escondido. Eu no seu lugar esperaria ela terminar a siririca, aí iria pegar minha água normalmente. Provavelmente ela iria ficar envergonhada e pedir desculpas, então eu diria "relaxa, não vi nada. Seu segredo tá bem guardado." E torceria para que ela insinuasse algo. Caso não, a semente da dúvida já estaria plantada na cabeça dela de todo jeito, com o benefício de você não ter se sujado como o cara que deu em cima da cunhada, e talvez as coisas pudessem se desenrolar no futuro. Também acho que você perdeu uma grande oportunidade.
05/04/2018 12:36:13
muito bom, parabens.
27/03/2018 01:54:47
Muito bom
26/03/2018 13:28:25
Bom conto
26/03/2018 10:17:26
Delicia de conto se tiver uma continuação to louco pra ler.
26/03/2018 08:56:28
Conto excelente! Mas acho que deixou uma oportunidade única passar...