Flagrei meu filho comendo a mãe! continuação

Um conto erótico de Quemvaimejulgar
Categoria: Heterossexual
Data: 24/03/2018 08:13:53
Nota 7.67

eu abri a porta e congelei. o sangue subiu pra minha cabeça e eu fiquei cego de ódio. eu pensei em matar meu filho e depois matar minha esposa, por me sentir traído. quando decidi mata-los, eu acreditava q eles me veriam, sendo pegos no flagrante, tentando explicar, justificar, e tal. mas eles nem me notaram. meu filho metia na sua mãe, rápido e afoito, como se fosse a primeira e unica vez. minha esposa, gemia e rebolava, em transe, como eu já tinha visto varias vezes. rebolava o rabo, do jeito que ela gosta. tentando engolir o pau com a xota, mas tirando na hora querendo ser penetrada profundamente.

eu ia dar uma lição neles, mas quando ele começou a gozar e chamar meu nome, eu acabei perdendo o ódio. eu ainda estava excitado por causa da baba, e comecei a ver aquilo com outros olhos. eu vi meu filho afoito e apressado e decidi dar uma lição nele. eu cheguei perto da cama e comecei a alisar a bunda dele. ele não percebeu nada ate eu pegar no seu saco. meu garoto me olhou com uma cara de panico, e congelou. eu coloquei o dedo na boca, fazendo um shhh, babando no dedo e levando ate o anelzinho dele.

acho q ele se perdeu nos pensamentos. ele ficou branco e palido, indefeso e inofensivo, sem saber como reagir. e quando eu vi isso, comecei a penetrar seu cu´com o dedo. como todo virgem ele tentou fugir da penetração e acabou enfiando todo pau dele na sua mãe. de um jeito violento, que fez ela se tremer toda.

ai eu fiz meu garotinho uma marionete. enquanto brincava com seu rabinho, controlava a penetração dele na minha mulher.

minha esposa, entra em transe quando sente prazer, e por isso não percebeu nada. eu fiz isso por um tempo ate ela gozar profundamente. e depois de se atirar na cama, acabou apagando, deixando meu guri de pau duro e melado, com o meu dedo no cu.

eu olhei aquilo e na hora, peguei seu pau, com a outra mão. e com todo liquido q ele tinha, eu comecei a bater uma bronha. el parou de me olhar, e fechou os olhos., gozando muito logo em seguida.

eu aproveitei esse momento de euforia e comecei a brincar mais ainda com o anelzinho dele. comecei a enfiar rápido, alargando o buraquinho, e depois pus mais um dedo e outro.

o moleque entrou num frenesi. acho q ele não sabia como reagir, e todo o prazer que ele sentiu fez ele ter ejaculações seguidas. ele gozava na minha mão e eu metia os dedinhos no rabinho dele. eu senti q estava no controle de novo, mas ainda não tinha dado a lição. e então, num ultimo orgasmo, onde nem porra mais saia, ele estava prestes a se entregar.

mas eu não deixei, não quis,pois não tinha terminado com ele. foi nesse momento que cai de boca no pau dele.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
23/05/2018 19:58:24
Coisa sem cabimento,o moleque tem tezão pela mãe deixasse ele foder com ela e dividi-la com ele, a mulher tem dois buracos
27/03/2018 20:04:44
Que coisa horrível!! Péssimo gosto... Não gostei nada. Nota zero.
25/03/2018 11:14:46
Tesao, espero que continue.