Fogo Cruzado - Capítulo 47

Um conto erótico de Lollitta
Categoria: Homossexual
Data: 23/03/2018 22:57:30
Nota 9.71

Olá, queridas leitoras!

Déah: Vc é a Déia do conto "Fases" é? Se for, um grande abraço e saiba que fiquei arrasada quando vi que vc removeu os capítulos :(

Demais meninas: Um beijão lindas, adoro vcs ❤

E vamos ao conto!

Capítulo 47

-Desculpe a demora, havia uma fila enorme no mercado. -Virei pro lado e vi Cássia surgindo com algumas sacolas. Não pude conter o sorriso. Esqueci até do que havia visto na cozinha.

Ela largou as sacolas sobre a mesa e começou a organizar as coisas para o preparo do almoço.

-Já que eu não sei cozinhar, posso pelo menos ajudá-la a encontrar o que precisar na cozinha. -Disse sorrindo enquanto abria os armários, procurando pelas panelas.

-Isso aqui só não tem teias de aranha por causa da empregada que vem toda semana. -Comentou num tom divertido.

-Nunca quis ter alguém que cozinhasse pra você... -Falei pensando logo em seguida que poderia soar de outra forma e me corrigi depressa. -Digo, uma empregada fixa, além da limpeza?

Ela pensou por uns segundos antes de me responder.

-Bem, eu tinha alguém, mas essa pessoa acabou falecendo. Era uma senhora que cuidou de mim desde a infância, quando meus pais saíam para trabalhar e não tinham com quem me deixar a não ser essa pessoa tão querida. -Ela fez uma pausa por uns segundos. Parecia querer revelar algo, algo muito triste. Percebi que ela estava tentando conter um choro que poderia vir a qualquer instante. -No tempo em que esteve aqui, morando nessa casa, cuidou bem de mim e desta casa. -Falou, percebi uma lágrima discreta rolar por seu rosto. Ela secou a lágrima tentando ser forte. Mas eu não podia vê-la assim. Como alguém que ela tanto amava, quase como uma segunda mãe, poderia ter sido arrancada dela? De que forma teria morrido essa pessoa? Eram perguntas que eu queria responder, mas no momento, o que eu podia fazer por ela, era confortá-la. Abracei-a de surpresa, fechando os olhos ao fazê-lo.

-Sinto muito por você... Não tem que ser forte o tempo todo.

Sussurrei em seu ouvido.

Senti quando seus braços me apertaram com força e seu corpo passou a dar espasmos devido ao choro compulsivo que ela soltou.

Ficamos assim por alguns minutos, até que ela parou completamente de chorar, me encarou e disse:

-Obrigada. -Deu um riso fraco.

Eu devolvi seu sorriso.

Após esse episódio, assim que ela se recuperou totalmente, ela foi ao banheiro lavar o rosto e quando voltou, eu já havia colocado o óleo em uma frigideira e levado ao fogão. Havia lavado a louça que estava na pia, incluindo a taça suja de batom e agora estava descascando as batatas para serem fritas.

-Eu comprei os bifes já cortados para economizar tempo. -Falou, tirando um pacote com a carne de dentro de uma sacola plástica e continuou: -Aceita algo pra beber enquanto cozinha? Um vinho talvez?

-Sim... -Respondi sem a encarar, estava ocupada demais com as batatas.

Ela serviu duas taças de vinho e me entregou uma. Pra minha sorte, não foram as mesmas que eu havia acabado de lavar.

-Que tal você me deixar fazer isso? -Disse se posicionando ao meu lado e pegando gentilmente a faca da minha mão.

Eu não contestei, apenas a observei enquanto com uma sensualidade incrível ela deslizava a faca sob a fina casca do legume e eu me perguntava como alguém podia ser tão sexy até pra descascar uma porcaria de uma batata.

-Então, como estou me saindo? -Perguntou me olhando com um sorriso brincalhão nos lábios.

-Er... É... Bem... -Respondi gaguejando já que havia sido pega de surpresa.

-É a primeira vez que descasco um legume. -Confessou, agora sem me olhar.

"Mentira! Ela já tinha descascado sim. A roupa de algumas mulheres" Falou minha consciência zombando da minha cara.

"Ela falou "legume", idiota" retruquei mentalmente, dando um sorriso pra loura a minha frente.

-Eu vou fritando os bifes e o arroz. -Afirmei, indo fazer isso.

Após mais ou menos uma hora, o almoço estava pronto e com um cheiro delicioso. Cássia havia descascado o restante das batatas e preparou a salada, lavando, cortando e temperando o tomate e o alface, enquanto eu preparei o arroz, fritei os bifes, as batatas e os ovos. Ela arrumou a mesa e me ajudou a colocar a comida sobre a mesma.

-Hmmm... Está com um cheiro delicioso! -Exclamou, experimento uma batata da travessa que ela colocara â mesa. -E o gosto também! -Julgou finalmente, após degustar o legume frito.

-Que bom que gostou! -Falei, felicíssima com a reação dela.

-Gostei!? Eu adorei! -Podia cozinhar mais vezes aqui em casa! -Disse em tom brincalhão.

-Quando quiser... -Falei num tom mais baixo. Para mim, foi algo muito sério.

Ela me olhou nos olhos, agora mais séria.

Continua...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
23/09/2019 11:56:53
Muito bom continua por favor...
07/07/2019 18:31:35
Uauu acabei de ler todos os seus contos e amei todos Quando vc vai posta a continuação Não demore por favor
28/03/2018 21:37:54
Ei Déia, vou deixar no próximo capítulo. Bjs querida
28/03/2018 21:31:37
Deixa seu email, vai ser legal conversar, e trocar uma idéia contigo.. Se não for abuso é claro. Beijos 😘
28/03/2018 21:30:02
Hey girl.. Sim, eu sou a Déia do conto fases. Awn arrasada, maldade falar isso "/Eu adoro a forma que vc escreve, adoro o quanto vc detalha tudo, então, estou esperando o próximo :)
27/03/2018 09:46:57
Hehehe cont logo ansiedade a mil com esse casal
24/03/2018 19:26:39
Adorei, mas concordo com a May, estão muito curtos os capítulos!!
24/03/2018 11:49:50
Fico feliz que tenha voltado, mas eu acho q os capítulos estão mt curtos.