MINHA VIDA DE PRINCESA (VERÍDICA) - MINHAS PRIMEIRAS LEMBRANÇAS (CAPÍTULO 1)

Olá meus amigos e amigas! Vamos as minhas primeiras lembranças do meu lado feminino que claro começou na minha infância, como a maioria de vocês! Pra quem ainda não leu minha apresentação, leiam a introdução que fiz no conto anterior, para saberem mais sobre mim e do que está por vir. Vou relatar agora alguns acontecimentos reais que aconteceram quando eu era pequeno. Estou nesse momento usando uma baby look rosa, mini shortinho e Melissinha emprestada de uma amiga, look que me faz lembrar minha infância de princesa.

Minha primeira lembrança aconteceu quando eu tinha por volta de 5,6 anos de idade magrinho e baixinho, quando lembro que por curiosidade quis observar de perto minha mãe , tias e amigas delas provando anéis, brincos, batons e como curioso desde sempre, cheguei perto e provei um anel de pedrinhas delicadas e PRONTO! Foi o suficiente pros homens que estavam por perto me zoarem! Isso me traumatizou, fiquei com medo e raiva e sai de perto na hora , percebi que minha priminha Tamires que tinha um ano menos que eu, ficou com uma cara de dó de mim e assustada por reações machistas e minha mãe sem reação ria sem graça. Mas não deixei que isso me abatesse, tempos depois comecei a curiar e provar roupas, maquiagens, acessórios e sapatos da minha mãe tudo escondido e muito rápido. Lembro que um dia ela deixou eu colocar uma botinha dela de saltinho fino medio e cano curto até o tornozelo pra ficar andando pela casa, só de brincadeira, ela ria, mas lembro que ela não estava muito a vontade, era mais amor em me deixar feliz, do que gostar de ver seu filho de botinha de salto alto.

Dai em diante, minha curiosidade só aumentava e minhas brincadeiras começaram a ficar mais ousadas, corria para o banheiro, passava batom e ja corria pra pia tirar rapidamente, abria aquele armário cheio de sandalias, sapatilhas, scarpins e botas e provava uma por uma no banheiro ou no quarto, calçava as botas de salto fino de cano alto até o joelho e saia correndo pela casa, minha vó corria atraz de mim mandava eu tirar kkk LEmbro que uma vez ela me pegou no flagra tentando por uma O.B entre minhas pernas kkkk Uma vez calcei o All star rosa da minha prima Jaqueline que ela usaria pra ir na escola e sai correndo pro quintal e novamente minha vó mandando eu tirar kkk Eu era atentado demais! Nossa minha mãe tinha um Scarpin Rosa SIMPLESMENTE LINDO *_*, bico fino pontudo e salto agulha de uns 12 cm, parecia um sapatinho da Barbie, nossa como eu amava por nos meus pezinhos e pernas sem pelos e me sentia uma princesinha *-*.

Eu era como outro menino qualquer, adorava carrinho,pipa, futebol, games, mas comecei a misturar as coisas! Comecei a brincar com meu irmão (um ano mais novo) de cowboys, mas deixava ele usar as botas de cowboy do nosso pai e eu usava as botas de cowgirl da nossa mãe! Fingia que não gostava, mas deixava ele pegar as masculinas de propósito e la estava eu novamente de botas! Jogava game e embaixo da coberta estava usando botas ou scarpins.

Lembro que um dia brincando de video game com minha prima Tamires, linda com seus cabelos castanhos lisos, branquinha, pedi pra calçar sua sandalia Melissinha Aranha transparente (clássica que todas meninas já tiveram e que muitas cds já devem ter provado ou babado nela algum dia rs) . Eu morria de medo dela dizer não e sair gritando me entregando , mas ela simplesmente deixou, riu e disse: CLARO PRIMO! TOMA! Disse ela tirando dos seus pezinhos. SÓ NÃO LIGA QUE ESTÃO UM POUCO SUADAS E COM CHULÉ! Mal sabia ela que adorava o cheirinho de Melissa! Cheirei a Melissa e fingi q tinha chulé mesmo e riamos kkk Provei no quarto bem rápido antes que nossos pais vissem, mas por infelicidade minha mãe apareceu no quarto , eu rapidamente coloquei meus pés para debaixo da cama e fingi estar td bem, ela acreditou e me livrei dessa kk. Outro dia provei a mesma Melissa Aranha só que dessa vez da minha prima Jaqueline, minha prima linda dos olhos azuis e cabelos loiro escuro , ela tbm deixou, estavamos na sala brincando de casinha, mas dessa vez meu pai chegou, me viu de Melissa e eu bem doido, tentando disfarçar o mico, falei : - OLHA PAI COMO FICOU LEGAL A MELISSA DA JAQUE NOS MEUS PÉS, FICOU ENGRAÇADO NÉ? Lembro dele me dando bronca, me zoando, falando que contaria para meus amigos. Novamente passei por uma frustração e não conseguia entender por que os adultos (principalmente homens) me repreendiam por isso, não estava fazendo mal a ninguém e o curioso é que meninas brincando de carrinho ou usando algum calçado masculino não levava esta bronca!

Certo dia , por volta dos meus 11 anos , estava eu, meu irmão mais novo e minha prima Jaque dos olhos azuis que tinha mesma idade que eu, estávamos nos 3 numa casa de casal e meu irmão tava na ponta de frente pra tv e virado ao contrario, minha prima Jaque no meio e eu no canto encostado na parede com a cabeça perto da dela. Ela estava de legging preta, meias rosa com branco e no chão estava suas botinhas de salto quadrado cano curto ate o inicio da canela, as famosas botinhas da Carla Perez que era sucesso na época. Eu não sabia o que era sexo e nem tinha ideia de como era, naquela época nao tinha internet e facilidades de hoje. Comecei a encostar nela pq queria muito por a roupa dela ou sentir em mim e com meus pés tentava tirar a meinha dela dos pés dela , ela foi deixando ate que eu consegui, eu sentei na cama e vesti as meias rosinhas em mim e meu irmão la vendo filme. Quando deitei de volta estranhamente e loucamente, minha prima pega minha mão e põem na xaninha dela e acreditem se quiserem, mas eu nao entendia nada kkk não fiquei excitada eu era so uma criança bobona, mas isso me deixo de uma certa forma confiante porque entendi aquilo como um sinal de confiança e intimidade nossa. Do nada ela pega no meu piruzinho e fica mexendo, mole , como se quissesse conhecer como era pegar em um. Acho que ela já sabia o que era sexo, MAS EU AINDA NÃO! até que '' AAAarrGGHH'' gritei abafado e finge uma tosse. A DISGRAMADA BILISCOU MEU PINTINHO KKK Perdeu a graça na hora, retirei a mão dela de mim, eu tirei minhas mãos dela e eu esperto fiquei apenas com as meinhas rosa ainda comigo kkk. Segundos depois minha tia chama a gente pra jantar, meu irmão desceu rápido estava com fome, minha prima foi até o banheiro, trocou a legging por um shortinho de durmir e desceu, eu rapidamente corri para o banheiro, levei as botinhas e meias dela e la estava eu vestindo sua legging preta colada, meias cor de rosa e botinhas pretas de cadarços com saltinho quadrado medio. Tirei rápido e desci antes de alguém desconfiar minha demora. Quando desci não se olhamos e não trocamos nenhum palavra, com vergonha ou receio do que fizemos, como duas crianças incheridas, rs .

Depois disso fiquei pensando nesse ocorrido e muito tempo depois achei uma revista e cds de putaria de um tio meu. Fiquei vendo as capas dos cds, mas vi bem rápido por medo de alguém me ver fazendo isso. Ainda não entendia de sexo e fiquei com aquelas imagens na minha cabeça. Até que um dia quando cheguei da escola, corri rápido para o quarto dos meus pais e coloquei uma lingerye body branco ( uma espécie de collant mas intimo que se usa por baixo da roupa) com uma meia fina cor da pele e sandálias pretas de salto quadrado médio com tiras bem finas tipo gladiadora. Por curiosidade, ao invés de ficar apenas me admirando, resolvi ficar de 4 igual as mulheres da capa de pornografias do meu tio, e fiquei fazendo um ritmo de vai e vem, como se tivesse sendo comida por um cara e quando fui imaginar ele beijando minha nuca e me obrigando fazer boquete GOZEEEII MUUUUITO! Uma sensação de outro mundo, nunca havia gozado antes! QUE COISA BRANCA É ESSA QUE SAIU DE MIM? QUE CHEIRO ESTRANHO E AO MESMO TEMPO BOM! Uma sensação gostosa, maluca, delici.......PERA.. PUTA QUE PARIU! SUJEI TUDO O BODY E A MEIA FINA ...MINHA MÃE VAI ME MATAR! ... Sem pensar, atrapalhado com a meia e salto alto, comecei a tirar tudo , me troquei de volta pra menino e corri para o banheiro, com o maio e a meia na mão pra eu poder lavar e secar até anoite antes que minha mãe visse isso. E lá estava eu esfregando desesperado as coisas no banheiro, ainda com as marcas das tiras finas da sandália recém tiradas dos meus pezinhos.

Tempos depois, um amigo meu chamado Tiago que era 4 anos mais velho do que eu, ele já na fase de adolescente,veio me chamar no portão. Achei estranho ele vim me chamar porque não tinha assuntos com ele era meio briguento e se achava o rei do pedaço. Ele jogava bem e com seus cabelos loiros lisos caído nos olhos, chamava atenção das meninas. Pensei que ele tinha ido me chamar pra jogar bola na rua, mas ao invés disso me convidou pra ir na sua casa jogar video game. Fui falando de assuntos de games no caminho com ele, mas ele nem ligava direito, estava com pressa. Quando chegamos na casa dele, percebi que não tinha ninguém, nem os pais dele e nem a irmã. Mas antes de jogarmos ele sugeriu brincarmos de judo, achei doideira mas aceitei, afinal garotos brincam de lutinha! Ele colocou um tapete e almofadas por cima e ali mesmo no seu quintal começamos a ''luta''. Ele me derrubava toda hora,a final era mais velho e mais forte, meus braços magros e minhas coxas grossas não tinham forças! Eis que na terceira queda, ele me derrubou, ficou me segurando por trás (nunca vi um golpe de judo segurando por trás) e do nada senti uma DEDADA NO MEU CÚZINHO por cima do meu shorts! E não era apenas uma dedada sem querer, ele ficava dedando sem parar ! Não conseguia sair rápido pois ele era mais forte, me sentia indefesa, submissa dele. Fiquei puto e empurrei ele, rindo sem graça e eu lerdão queria acreditar que aquilo era só uma brincadeira idiota. Eis que de novo ele me derruba e me DEDOU OUTRA VEZ! Falei pra pararmos e dizia que estava cansado e queria logo jogar game (naquela época eu era viciado em games, hoje não mais rs). Começamos jogar e estranhei que na vez ele ele deixou eu jogar de novo -UÉ QUE ESTRANHO ELE DEIXAR EU JOGAR DE NOVO, MAS OK, QUE AMIGO LEGAL! pensei eu. Eis que no meio do jogo sinto uma mão entrando por trás do meu shorts, indo em direção do meu cuzinho , eu virei e disse - PARA THIAGO SEU BESTA! e ri e continuei jogando, mas eis que ele insiste e dessa vez desde a ponta do dedo no meu cú e como se em um toque de mágica meu pau na hora ficou duro, excitado e sem graça levantei e disse: THIAGO VOCÊ É IDIOTA? QUE BRINCADEIRA SEM GRAÇA MANO, VOU EMBORA, VC DEVE TA FICANDO DOIDO ( dizia eu bancando de machão com medo de aceitar ser submissa a ele e depois ele contar pra galera na rua) . Ele assustado disse: - MAS VOCÊ TA DE PAU DURO, VOCÊ GOSTOU DE SER TOCADO ''LÁ'' FALA A VERDADE? .. demorei um pouco pra responder e disse qualquer coisa: -NADA A VE CARA, VOU EMBORA.. ele assustado disse me levando pro portão : NÃO CONTA PRA NINGUÉM TÁ? por um momento pensei em contar pra ele largar mão de ser idiota e tarado, mas nao queria arrumar confusão e pensando bem eu sairia nessa como submissa e mais zoado pela galera, então respondi: OK RELAXA NÃO VOU CONTAR! E voltei pra casa pensando nesse ocorrido e durmi pensando na menininha que eu poderia ter sido dele e gozei antes de durmir.

Fui vivendo minha vida de garoto e de princesa as escondidas até chegar minha adolescência, até conhecer a Alice, minha primeira paquera por quem se apaixonei e até hoje somos amigos, ou melhor dizendo: AMIGAS!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/03/2018 01:54:49
Hmmmm... gostei rs! Continue logo