QUANDO TUDO COMEÇOU CAP 12 - CIDADE GRANDE

Um conto erótico de Lanzinho
Categoria: Homossexual
Data: 21/03/2018 13:49:01
Nota 9.50

Os dias que vieram foram recebidos da mesma foram, tristeza,choro e saudade, claro que eu não deixava minha avó ver o meu sofrimento nem minha tia nem meus primos essas coisas aconteciam no meu quarto eu ficava horas nele chorando lembrando que mesmo estando na cidade perto da minha casa o Ale ia a gente ficava a tarde toda juntos e passava mas lá eu não tinha ele eu não tinha ninguém. Eu e a Daiane escrevíamos carta um para o outro sempre pois ainda não tinha nem o msn hahaha, ela me dizia como ele estava, que estava muito triste que quando meus pais voltaram sem mim ele tentou descobrir o que aconteceu mas meus pais não disseram nada meu irmão disse que não queria saber dele mais rondando nossa casa pois sabia de tudo que ele me fez e que se ele não quisesse mais confusão era melhor se afastar.

Ele se afastou deles mas sempre a procurava para saber noticias e sempre dentro da carta dela mandava uma dele e sempre dentro da minha para ela iria a dele. As aulas começaram e nossa como era diferente eu sempre bom aluno me dava bem sempre bem, nas primeiras avaliações fui reordenado e me mandaram para uma turma de alunos mais desenvolvidos a " a turma de ouro" e eu sempre me destacando.

As correspondências do Alexandre vinham cada vez menos e eu sabia que isso iria acontecer um dia mas nunca esperava que fosse tão rápido em seis meses ele parou de responder e a Daiane me disse que ele estava namorando uma menina lá do sitio mesmo, eu queria morrer porque ele estaria namorando uma menina, porque??? Eu esperava uma resposta mas ela nunca veio sempre falava com a Day mas ela nem tinha mais noticias dele e sumiu.

Esse com certeza foi o pior ano da minha vida eu não conseguia esquecer ele mas e ele como estaria, com a minha tia eu consegui o telefone da casa dele e eu liguei pedi para falar com ele e a mãe dele chamou quando ele repondeu a ela meu coração começou a bater, quando ele atendeu eu não consegui falar apenas chorei.

- Alô Alan é você? eu nada dizia apenas chorava

- Alan fala comigo eu sei que é você. eu epenas chorava e desliguei o telefone.

Eu não podia falar mais com ele mas eu precisava nem que seja a ultima vez ouvi-lo, aquilo seria o fim para mim, pelo menos eu tinha essa esperança mas não eu não consegui esquece-lo.

Os filhos da minha tia eram minhas válvulas de escape eram sempre cortes e gentis comigo e aquilo me deixava bem minha avó sempre carinhosa e prestativa os meses iam se passando e nada aquele maldito menino não sai da minha cabeça, cada vez eu focava mais nos estudos não pensava mais nele,minto tentava não pensar mas tudo me remetia a ele as comidas que ele gostava a musica que ele dizia ser a nossa VAMOS FUGIR" na versão do Skank mas isso tinha que mudar.

Minha estava indo em direção que eu jamais imaginei mas enfim estava indo, na escola fiz boas amizades Sara e Cris e Erika três pessoas completamente diferentes mas me entendiam da forma que eu era Erika era testemunha de jeová e apesar de suas crenças me aceitava como eu era, nessa sala tinha o Rafael um menino que era assumido e eu invejava a coragem dele, alem da Day sabiam de mim apenas minhas três amigas de minas mas isso estava preste a mudar. Desde pequeno ouvia minha família falar do Eduardo meu primo que ele era gay, que ele era isso que ele era aquilo, mas depois que eu fui morar com minha vovó eu comecei a reparar nele e sim ele era gay. O Edu era um cara bonito bem sucedido 25 anos na época enfermeiro, bonito e não tinha ninguém aquilo era estranho ele já tinha namorado umas garotas mas nada que durasse muito tempo, segundo palavras dele não aguentava ficar com uma pessoa só.

Eu e Edu nos tornamos muito amigo e ele era meu guia turístico meu ombro amigo me ajudava em tudo, ficávamos horas e horas conversando saíamos para festas juntos apesar de cuidar da minha avó eu comecei a me divertir muito, nessa época eu comecei a beber a chegar de madrugada. Em uma dessas nossas saídas meu primo me disse que queria me contar um segredo.

- Alan preciso muito te contar algo não sei como você vai reagir mas preciso-

-Poxa Edu a gente é parceiro "PRIMÃO". Era como a gente se chamava uma mistura de primo e irmão, pois passeia me dar melhor com ele do que com meu próprio irmão- Pode me falar o que quiser seu segredo comigo estava a salvo.

- A deixa depois te conto. Disse ele voltando para a pista de danca.

Eu fiquei meio encabulado se tinha uma coisa que eu era, era curioso ou melhor ainda sou (rsrsrsrsrs), fui atras dele e fiquei perturbando. os dias se passaram e eu esqueci um dia ele me chamou para tomar um sorvete e fomos.

- Então Alan te chamei aqui para tomar esse sorvete porque quero te contar aquele tal segredo.

- Nossa ! Eduardo ! isso não se faz com um ser humano- disse fazendo bico fingindo estar triste, ele deu risada e como sorria lindo.

- É que não sei por onde começar. disse ele corando as bochechas.

- Que tal pelo inicio- disse zombeteiro.

- Poxa você não leva nada a sério- disse ele se sentando na sombra de uma arvore que sempre nos sentávamos para tomar sorvete.

- Poxa desculpa a brincadeira, não fique chateado anda logo Edu fala to curioso já tem mais de uma semana que começou termina pô.

- Bem olha não é fácil mas sei que você vai me entender percebo o mesmo em você, olha sou gay sei disso a muito tempo mas não sei como viver isso, já tive vários namorados mas tudo escondido e gostaria de poder gritar para o mundo quando estou amando. ele terminou e pareceu ficar esperando uma resposta minha.

- Fala algo caramba. disse ele impaciente.

- Olha Edu não vou mentir não estou surpreso toda a nossa família comenta isso então meio que já sabia e para te fala a verdade eu também sou, é muito difícil isso estou morando aqui como castigo da mamãe por eu estar namorando meu vizinho o Alexandre, eles me mandaram para Minas como punição e foi terrível esta sendo terrível mas vai passar.

Eu contei toda a história para ele, e ele ficou embasbacado achando que me causaria surpresa e quem ficou surpreso foi ele.

- Nossa Alan não imaginava que estava passando por tudo isso cara. disse ele meio triste

- Sim mas isso vai passar em breve eu espero nesses quase um ano nada mudou eu tento mudar mas não dá eu amo ele demais.

- Mas vc sente atração por outros caras. ele pergunrtou isso a pergunta ficou estranha não entendi o rela significado daquela pergunta.

- A primo tesão é diferente de amor, a gente sente mas amar não sei se amarei outra pessoa

- Entendo você mas acho que ainda terá grandes amores na sua vida e quem sabe vocês ainda não vão viver esse amor. ele disse animador, mas eu sabia que isso não iria acontecer que eu não amaria de novo outra pessoa como eu amava o Ale e que pelo jeito nos dois nunca mais ficaríamos juntos.

Depois daquele dia nossa relação ficou ainda mais forte, viramos confidentes e meu primo estava mais próximo de mim me ajudava em tudo eu cheguei no ápice do meu corpo eu comia de ansiedade, por saudade, por medo por tudo e com isso eu fui só inchando eu com um 1,70 16 anos pesava quase 120 quilos, sofria muito bullying na escola e aquilo me deixava ainda mais para baixo, mas quem estava la para me amparar o Eduardo, ele sempre me levava para passear me incentiva a fazer as coisas estávamos sempre juntos, sempre muito próximos brincávamos de tudo de lutazinha aquelas que ficam agarrando e as vezes eu achava que sentia o pau dele duro encostar em mim mas espantava logo o pensamento achava que era coisa da minha cabeça. Decidir que iria mudar minha vida comecei uma dieta e a fazer caminhadas meu primo sempre que podia ia comigo, terminou o ano letivo e nas ferias intensifiquei ainda mais e ele me ajudando sempre.

um dia fomos fazer uma corrida pela cidade, ele tinha um porte de dar inveja um copo bonito, não vou descreve-lo pois deixarei isso para vocês, corremos muito eu já tinha perdido muitos quilos e tinha mais aptidão para a corrida, falava,os amenidades e então o assunto surgiu do nada.

- Ai to pregado ainda bem que estamos chegando hoje não consigo mais correr Edu.

- Poxa achei que iriamos dar mais uma volta no quarteirão. ele disse meio triste.

- Não aguento mais nada quero chegar em casa tomar um banho e dormir, você tem me ajudado muito a treinar estou emagrecendo rápido.

- É um prazer primo, quero te deixar no ponto que eu gosto. ele disse e me deu um sorriso sacana fiquei meio confuso mas não correspondi. Chegamos na minha casa ele se despediu como sempre se despedia.

- Xau boneco até amanha

- Xau primão ate amanha. e entrei fiquei todo o tempo matutando o que ele quis dizer com " vou te deixar no ponto que eu gosto" como a gente é ingenuo quando mais novo. Nos tínhamos quebrado uma barreira que eu não imaginava onde aquilos nos levaria mas como não tinha noção deixei ele me levar.

****************************************************************************************************************************

Ai esta mais um capitulo gente ai nossa essa história mexe comigo de tantas formas mas como é bom relembrar agora inicia uma nova fase vou conseguir ser feliz? vou esquecer o Alexandre?

Olha isso só saberão se acompanhar... bejinho bejinho, pau pau meus amores.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
31/03/2018 02:07:02
É triste um término desse jeito, mas acredito q se o Alexandre quisesse ficar com vc de verdade ele insistiria mais, e até mesmo tentaria te ver. Segue sua vida, mas tbm não acho q esse seu primo seja a pessoa ideal.
23/03/2018 16:48:01
Olha segue sua vida ,o Alexandre tá fazendo isso faz tbm !o Eduardo parece ser legal mas vai com calma pra não sai nem vc nem ele machucado... E não se acaba por causa de ninguém da a volta por cima e sempre a melhor opção 😊 entendo que vc ama muito o Alexandre mas ele sempre faz isso com vc ele sempre eo primeiro a esquece de vc pensa nisso.
22/03/2018 02:11:09
Teria se livrado logo do Alexandre se tivesse falado com ele sobre vocês ao telefone, ao invés de ter ficado calado e aumentar essa angústia. Mas veremos como você resolveu isso. Ficar em forma foi uma boa iniciativa, principalmente para você mesmo.
21/03/2018 21:23:57
ESPERO QUE NUNCA ESQUEÇA DE ALEXANDRE, MAS TB NÃO GOSTARIA DE VER EDUARDO SOFRER. SE ALEXANDRE ESTÁ COM UMA MENINA DAI SIM TU TEM QUE ESQUECER ELE POIS ELE TE TRAIU.