Garota Atrevida pt 20

Um conto erótico de Bella
Categoria: Homossexual
Data: 20/03/2018 00:10:57
Nota 10.00

Eu – Agora é sua vez doutora. – digo ficando por cima dela quando me recupero.

Beijo sua boca como se fosse a ultima vez, estava morrendo de saudades da minha loira. Vou descendo beijando seu pescoço até chegar a seus lindos seios, aproveito cada pedaço do corpo dela sem pressa, lambendo, chupando, mordendo deixando-a louca. Beijo sua barriga e vou descendo lentamente, vou beijando a perna dela até o calcanhar repete o movimento com a outra perna.

Raquel – Para de provocar amor e me chupa logo. – Pede ela ofegante, eu amo a ver implorando.

Eu- Fica de quatro pra mim doutora. – Ela obedece sem hesitar.

Ela fica de quatro com as pernas abertas e a bunda empinada, mostrando o quanto está excitada, tenho que dizer que isso é a gota d’água, ver aquela bucetinha molhada pronta para mim, aquela bunda perfeita toda empinadinha ao meu dispor. Eu perco a calma e caio de boca na buceta dela, chupando e lambendo. Enfio dois dedos e começo a movimenta-los fazendo um vai e vem gostoso, mordo a bunda dela (a Raquel tem a bunda mais perfeita que eu já vi), quando ela está quase gozando eu paro tudo, ela reclama me xinga e fala um monte de palavrão, mas eu não to nem ai. Espero a sensação sumir e volto a chupar aquela bucetinha gostosa, na quarta vez a deixo gozar. O orgasmo é tão forte que ela grita e eu continuo chupando ela até que a porta do meu quarto é aberta violentamente.

Mãe – O que acon... – ela para no meio da frase e fica vermelha e sai do quarto correndo, logo vejo que não foi só ela que se mobilizou com o grito, a Camila e o Rick estão na porta do quarto com um sorriso malicioso no rosto.

Camila – Depois desse grito que sua mina deu estou até cogitando ter relações com uma mulher. O negócio parece ter sido bom em. – Diz rindo.

Rick – Amiga tem uma buceta na sua cara. – Diz gargalhando.

Eu – Não diga Ricardo. Vão se fuder vocês dois.

Rick – Credo. Deus me livre. – diz e todos riem.

Eu me recomponho, tomo um banho e vou ver como a minha mãe está. Acho que sempre é um susto pegar uma filha transando, mas acho que na situação que eu estava foi um pouco pior. Chego ao quarto da minha mãe e vejo-a com um copo de Uísque na mão.

Eu – Mãe, precisamos conversar. Sei que mesmo aceitando minha opção sexual deve ter sido chocante para a senhora me ver naquela situação. Sei que deveria ao menos ter trancado a porta e a Raquel está morrendo de vergonha pelo escândalo que fez. Mas a senhora entende que todos têm necessidades. Certo?

Mãe – Claro que entendo Isabella, mas ver minha filha com a cara enfiada nas partes intima de uma garota não era uma cena que eu pretendia assistir.

Eu – Eu também não pretendia que ninguém visse aquilo. Mas aconteceu. – Digo rindo para quebrar o gelo.

Mãe – Você tem sorte de eu não ser a sua avó!

Eu – Por que?

Mãe – Ela me pegou chupando seu pai uma vez. E nos proibiu de ficar a sós em qualquer lugar, ou seja, sua tia estava sempre na nossa cola bancando a vigia e ainda ganhou um aumento na mesada para fazer isso. – Diz e sua expressão muda. Acho que está tudo certo entre a gente.

Eu – Poupe-me dos detalhes do seu boquete mãe. E de agora em diante eu vou sempre trancar a porta.

Mãe – Eu acho que o negócio tava bom. Seu pai fazia sexo oral em mim, mas eu nunca gritei daquele jeito.

Eu – Credo mãe. Eu não quero saber das suas aventuras sexuais com o papai. Aquilo foi um orgasmo, há algumas coisas que só uma mulher é capaz de provocar em outra mulher. É diferente com homens.

Minha mãe me olha com uma cara pensativa, como se tivesse buscando alguma informação dentro do seu celebro.

Mãe- Como você sabe que é diferente se a Raquel é sua primeira namorada e você nunca namorou com um menino em mocinha?

Eu – Desde quando é preciso namorar para transar mãe? A minha primeira vez foi com um menino.

Mãe – E por que eu só fiquei sabendo disso agora?

Eu – Porque o Rick ficou com medo de que você e o papai fossem me proibir de falar com ele. A nossa primeira vez foi juntos. Ele confirmou que não gostava de mulher e eu continuei sem saber do que gostava até a Raquel aparecer com toda aquela gostosura e aquela bunda gigante e empinada. – Digo rindo e minha mãe ri também.

Mãe- Não acredito que a sua primeira vez foi com o Rick. Acho que é sua culpa ele ser gay. – diz rindo. – E eu concordo com você.

Eu – Concorda em que?

Mãe – A bunda da sua namorada é gigante.- minha mãe diz rindo.

Eu – Diz isso pra ela no café da manhã. Boa noite mãe. – Digo dando um beijo nela e vou pro meu quarto onde encontro minha namorada e meus amigos conversando.

Rick- E ai como foi a conversa?

Eu – De boa. E eu contei pra ela que a minha primeira vez foi com você. – digo rindo.

- Como? – perguntam Raquel e Camila ao mesmo tempo.

Rick – Porra Isa. Você me prometeu que nunca contaria pra ninguém.

Eu – Larga de ser bobo viado. Ela só riu e disse que sua opção é minha culpa. Para bom entendedor ela disse que eu não sou boa de cama.

Camila- O que pelo que vimos hoje é uma mentira. – diz rindo.

Rick – Conta pra mim Raquel. Tava tão bom assim que não deu pra segurar o grito? – diz rindo também.

Raquel- Digamos que a Isa tem uma língua mágica e sabe como usar bem as ferramentas que tem. – minha gatinha responde vermelha de vergonha.

Eu – Chega de conversa. Vamos dormir, porque o médico disse que eu preciso de repouso. – digo rindo e vai cada um pro seu quarto. Tranco a porta só para garantir.

Raquel – Amor eu to morrendo de vergonha. Com que cara vou olhar pra sua mãe amanhã?

Eu – Com a única que você tem amor. Não se preocupa não. Vamos dormir.

Raquel- Boa noite. Te amo viu.

Eu – Também te amo meu bebê.

Bem galera tá ai mais uma parte da história, comentem, elogiem, critiquem e fica a pergunta:

Alguma de vocês já foi pega pela mãe nessa situação? Se a resposta for sim, qual foi a reação?

Beijos gatas😘😘😘

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
10/05/2019 11:24:49
Continua, muito bom
11/09/2018 00:26:43
Muito bom continua logo Já li é reli sua história várias vezes continua por favor
18/04/2018 13:33:50
Muito bom hahaha graças a Deus nunca fui pega numa situação dessas ,amem ! Continua que tá bom demais !
21/03/2018 23:59:57
Que mãe e essa ninguém merece!
21/03/2018 00:27:48
Graças a Deus nunca fui pega.kkkkkk muito bom continuaaa
20/03/2018 23:14:09
Pela minha mae nao, mais pela mae da minha compania nossa deu uma merda rsrsrs fique de castigo acho que 3 semanas e a guria nao podia ficar perto de mim rsrsrs, amandooooo continuaaaaa