Casa dos Contos Eróticos

APAIXONEI-ME UM MACHO E MINHA ESPOSA APROVOU

Autor: ANDRÉ
Categoria: Homossexual
Data: 12/02/2018 17:35:32
Nota 9.80
Ler comentários (7) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

APAIXONEI-ME UM MACHO E MINHA ESPOSA APROVOU

Vou contar a historia de minha vida é um conto real embora difícil de acreditar, estou vivendo este sonho até hoje: sou um homem casado, sou André tenho 25 anos, tenho 1,68 alt. Peso cerca de 65 kl. Sou moreno cabelos negros compridos, tenho um corpo bem distribuído não tenho barriga e uma bunda bem feita redonda e durinha, tenho pequenos seios naturais minha mulher diz que dá tesão chupar, pois tenho sensibilidade nos bicos das tetas, as pernas são bem feitas quase sem pelos, pois tenho poucos pelos no corpo, minha mulher tem a mesma altura e adora sexo, é uma deliciosa loura, com seios grandes de bunda grande, a buceta é inchada somente de ver, da vontade de chupar, somos felizes sexualmente, sempre procuramos novidades neste campo.

Na sexta de carnaval chegamos à praia para passar cinco dias, à tarde fui andar beirando a praia, minha mulher não quis ir ficou no apto. Ajeitando tudo, eu andei cerca de 30 minutos, eu vestia apenas uma sunga preta com as pernas todas as vista, minhas tetinhas estavam com os bicos durinhos, encontrei um senhor de uns 50 anos bem mais alto que eu devo ter 1,80 alt. Pesando uns 80 kls, louro com o corpo bem sarado, perguntei as horas ele parou e falou 16hs. Eu falei vou voltar já caminhou por 30m, ele falei eu também, e voltou caminhando a meu lado, eu observava que homem lindo, fiquei com inveja, minha baixinha iria adorar se eu fosse assim tão gostoso. Disse seu nome é José Roberto chamam-me apenas de Beto, notei que ele olhava minha bunda e observava minhas pernas, fiquei excitado com o olhar dele no meu corpo, mas continuamos caminhar, parei para pegar uma conchinha ele parou atrás e encarou minha bunda, fiquei intrigado, pois nunca havia notado alguém olhando tanto para meu corpo, ofereceu uma bebida em uma barraca eu aceitei sentado a sua frente olhei em seus olhos lindos azuis, ele encarava meus olhos não desviava os olhos dos meus, e media meu corpo todo, as tetinhas, as pernas a bunda quando andando, eu falei vou para casa minha mulher esta sozinha, Beto falou não vai andar amanhã cedo? Eu disse sim vou ele falou posso lhe esperar aqui em frente a seu prédio, eu falei sim às 8h ele confirmou e falou virei sem falta adorei conversar com vc André.

Chegando a casa falei com Lucila minha mulher sobre o novo amigo e falei-o não tirava os olhos de meu corpo, um homem enorme lindíssimo, ela falou amor se eu fosse vc daria para ele, eu falei para de brincadeiras Lucila deve ser coisa de homem sozinho, veja esta sozinho na praia e vai ficar aqui o mês todo assim, ela falou amor encontrei uma hoje do mesmo andar é a Marlene, que mulher deliciosa não fosse casada eu comeria ela (ela sempre brincava que um dia iria comer uma mulher bem gostosa) eu falei e mulher tarada que eu tenho e sorrimos os dois, indo para a cama eu chupei sua buceta gostosa e ela gozou gostoso na minha boca, e falou será que a Marlene sabe chupar gostoso assim como vc amor, eu falei isso vc vai me dizer quando ela chupar, e sorrimos os dois bem tarados, ela falou e vc vai encontrar com o seu Beto amanhã, eu disse vou apenas andar amor, na hora de dormir o tal de Beto não saia da minha mente, que homem lindo, eu nunca tinha tido interesse em homem, mas não sabia por que este homem mexeu comigo, que delicia de homem que olhos lindos, não dormi direito pensando naquele macho, Lucila falou brincando, não esta dormindo de tanto pensar no seu pretendente amor? Eu falei nem lembrava mais disto amor, vamos dormir vai.

Logo cedo acordei fui tomar banho ia colocar uma bermuda me lembrei do olhar do Beto nas minhas pernas coloquei a sunga preta, minha mulher observando tudo disse enfia no rego da bunda amor ai fica parecendo fio dental, seu novo amigo vai amar, eu falei não brinca com isso amor, é apenas um amigo. Ela falou vc não consegue tirar ele da sua cabeça, mexeu com vc amor deve ser serio, e fui à praia fiquei alguns minutos esperando o Beto, estava em transe olhava para os lados e não aparecia, quando vi chegando por trás me disse nossa não perderia esta visão de sua bunda por nada deste mundo, olhei para a janela do prédio Lucila estava olhando eu e Beto sair para andar pela beirada da praia.

Saímos a caminhar e ele sempre ficava um pouco atrás para olhar minha bunda, eu apenas encarava seus lindos olhos azuis, ele não tirava os olhos dos meus e ficávamos por longo tempo um com o olhar fixo no outro, depois de andar bastante ele convidou-me para ir tomar algo antes de voltar para casa em sua residência, eu aceitei queria conhecer sua casa, chegando ele falou toma uma ducha antes eu fui ao chuveiro frio e ele trouxe uma toalha ficou segurando, ele falou tira a sunga para não ficar areia tirou ficando de costas para ele, quando terminei virei para pegar a toalha, seu pau estava duro atravessado na frente da sunga, não é um pau comum é muito mais grosso do que um cabo de vassoura é grosso e grande vi através da sunga duríssimo, tentei desviar o olhar não consegui quando dei por mim ele estava com olhar fixo em meus olhos, e sorriu deliciosamente. Ele me entregou a toalha e falou me deixa ajudar a enxugar vc e colocando as mãos na toalha esfregou na minha bunda eu arrepiei inteiro, nunca tinha sentido isso estava delicioso sentir o toque de suas mãos, ele encostou o pau na minha bunda, deu para sentir o calor da ferramenta através de sua sunga, eu sem nada e ele de sunga, fiquei louco de tesão e preocupado pois nunca tivera este sentimento de gostar de ser tocado por um macho viril.

Após ele também foi tomar ducha e tirando a sunga ficou sem nada e seu pau duro apontando para cima, vi o tamanho do monumento, deve ter uns 20 cm e grosso como um cabo de enxada, indescritível a emoção que aquilo me deu, não tirava os olhos dos meus, fiquei sem jeito e desviei o olhar do pau, ele sorriu e sentando em um banco ofereceu o outro para mim, ainda sem roupa trouxe a bebida tomei sem sentir o sabor e ele exalava aquele cheiro de homem, fiquei sem palavras até que disse vou ter de ir Beto, ele convidou-me para voltar à tarde para conversarmos, eu falei se puder eu volto. Ao dar a mão para despedir ele me abraçou e beijou meu pescoço eu arrepiei todo, estava entregue a aquele macho, pensei ele pode fazer o que quiser de mim, sou dele não vou conseguir ficar sem voltar a ver o macho delicioso, No caminho para casa estava excitado minha mulher perguntou e ai como foi, eu disse bem andamos e conversamos bastante, ela falou eu tomei sol ao lado de Marlene que mulher deliciosa, tem uma pele macia e gostosa, passei protetor solar nela fiquei molhada de tocar em sua pele, eu sorri e disse vc é uma tarada mulher, e sorrimos muito os dois, a levei para a cama e comi deliciosamente sua buceta, gozando feito louco na sua buceta, ela perguntou esta tara é por mim ou por seu amigo? Não respondi nada.

Enquanto minha mulher não parava de falar meus pensamentos iam até o Beto e eu estava louco por ele fazer o que? Não tinha nada que pudesse fazer a não ser sonhar com o macho, e o pau dele em minha mente parecia um sonho, lindo e delicioso, estava morrendo de vontade de experimentar aquele pau, na boca, na bunda e no cu, onde ele quiser por em mim eu iria amar. Dei uma desculpa e voltei à casa de Beto, ele me recebeu feliz com um delicioso abraço no qual senti novamente seu pau duro na minha barriga, aquilo me deixava em transe, sonhava com isso, desejava isso, mas temia perder minha vida, minha mulher, meu trabalho, mas não conseguia resistir o tesão que aquele macho me dava.

Fui tomar uma ducha, pois eram 15 horas e o calor insuportável, acredito que resolvi tomar a ducha para poder exibir minha bunda para o macho desejado, mas não queria aceitar que estava dominado por aquele homem, mas estava completamente louco por aquele macho, ai ao ficar sem roupa embaixo do chuveiro, olhei e vi-o com o pau na mão batendo uma deliciosa punheta, virei de costas para ele e abri minha bunda como que estivesse lavando e ele fixou o olhar no meu cuzinho, e gozou gostoso vi sua porra saltar longe, sempre olhando meu corpo, ai ele gemeu gostoso e deixou o pau ainda pingando e disse quer uma toalha André eu disse não precisa vou sentar no sol seca rápido e fiquei assim, sentei-me em um banco pelado e sentou-se a meu lado, neste momento ele puxou meu rosto para perto dele e beijando meus cabelos encostou minha cabeça em seu peito peludo, gemendo de satisfação, eu me entreguei àqueles carinhos deliciosos. Falou em meu ouvido André deixa eu conduzir nosso relacionamento e te transformar em Andrea, eu me recostei em seu peito como que consentindo, ele gentilmente conduziu-me para seu quarto, e deitou ao meu lado na cama de casal.

Eu estava entregue aquele homem, o que ocorrer dali para frente eu estaria adorando, então ele de frente para mim beijou minha boca com amor, enfiando sua língua no fundo de minha boca, eu entreguei meu corpo ao ser desejado, como uma femea apaixonada, ele continuou me beijar, foi abaixando e chupou minhas tetas com sofreguidão, mordia e chupava eu fiquei louca de tesão, ai ele foi mais embaixo e virando de bruços, beijou minha bunda, lambeu meu rego, e depois chupou meu cu com desejo eu gemi de prazer ele continuou bem gostoso, ai falou Andrea vou te possuir, pois sei que é isso que vc quer agora, pegou na gaveta um tubo de ky que tinha comprado naquele dia para este fim e lubrificou meu cu e seu pau e enfiou a cabeça enorme de seu pau no meu cu tão pequenino, eu gemi de dor, mas ele continuou enfiando, eu senti quando a chapeleta do pau enorme dele entrou no meu cu, doeu muito e gritei de dor, ai ele deu uma parada falando em meu ouvido, pronto a cabeça entrou amor, agora vou esperar seu cu acostumar com o invasor e continuo linda, ai ele deu um tempo e enfiou mais um pouco, de meus olhos saltavam lagrimas de dor e ele não se importava, dizendo a primeira vez doe amor, mas depois vai amar ter sido possuída amor, e enfiava mais e mais, eu senti uma dor desesperadora, mas aguentei senti quando as pregas arrebentaram e ele continuou fodendo meu cu, quando ele enfiou aquele pau enorme inteiro, meu cu estava em brasa, mas ele parou e disse agora vou esperar o cuzão se acostumar e vou foder deliciosamente meu amor, eu somente sentia dor e chorava, ai ele começou a foder tirando e pondo o pau no meu cu, eu pulava no inicio de dor, no final de prazer e sentia um prazer estonteante, sentia o prazer de ser possuída por meu dono, adorei quando ele gozou gostoso enchendo meu cu de porra, depois parou e ficou esperando o pau sair sozinho do meu cu, quando saiu senti um vazio dentro de mim, eu gemi como querendo mais, foi o maior prazer da minha vida.

Mesmo que viva mais 100 anos nunca vou esquecer-me do prazer de ter o cu preenchido à primeira vez por um macho tão sublime, foi simplesmente maravilhoso, ai ficamos namorando na cama, ele falou Andrea vc vai assumir-se como mulher ou vai continuar casada e vivendo comigo apenas de vez em quando, se me escolher eu banco vc como minha mulher e pago a pensão para sua mulher viver, tenho posses e quero assumir vc como minha mulher, minha esposa. Eu falei ainda não vou poder resolver amor, mas quero ser sua sempre, tenho apenas de acertar isso com minha mulher, afinal ela sempre foi leal comigo. Passei a tarde deitada em cima do peito peludo de meu dono e senhor, foi delicioso ser cuidada desta forma, sentia o cheiro de macho me amando, como é bom isso, mas tive de ir falar com Lucila ele entendeu e pediu volte logo amor, já estou querendo vc de novo, comer seu cu não vou poder hoje, mas quero ficar o tempo todo cuidando de vc linda, e amanhã quando cicatrizar o estrago em suas pregas vou comer vc diariamente gostosa minha.

Lucila estava me esperando e perguntou e ai como foi sei que foi encontrar seu macho conte tudo não esconda nada, eu falei Lucila eu agora sou Andrea para ele, me possuiu e foi maravilhoso, agora não sei como viveremos eu e vc, ela falou viveremos igual amor, nada vai mudar saberei aceitar que vc tem um macho e eu tenho um macho que me satisfaz vc, assim nada vai mudar apenas vc será feliz com seu homem e eu estou feliz com meu marido, eu contei que ele propôs eu divorciar dela e ele banca todas as despesas, ela falou nada disso quero falar com seu homem, e saiu correndo para a casa dele, eu fui atrás e ela chegando falou Beto precisamos conversar ele a acalmou e falou menina tudo tem uma saída, vamos falar ok, ela sentou-se e eu sentei=me também, ela falou eu aprovo vc ter comido meu marido, vou amar saber que ele quer ser sua mulher, mas eu também preciso dele que é meu marido e macho, desta forma, vamos ter de viver os três juntos, eu respeito vc como homem dele e vc o respeita sendo meu homem, simples assim. Beto sorriu e disse sim Lucila e como será isso? Ela falou ele mora com vc três dias na semana e três dias comigo, ou então parte dos dias comigo e parte com vc, tem varias formas teremos de encontrar uma que satisfaça nos três, Beto falou Lucila eu estou completamente apaixonado por seu marido agora minha femea, e vc também esta assim podemos viver juntos os três sem que ninguém sinta que é dono de ninguém, apenas eu quero a Andrea vestida de mulher com lingerie, com roupas, com sapatos femininos vc pode me ajudar nisso ela falou sim posso, mas às vezes preciso dele vestido de homem, ele falou ai ele será seu homem, sem brigas.

Ela falou agora estamos chegando a um bom termo e onde moramos, pode ser aqui, pode ser onde vc quiser menina, o importante é que onde for a Andrea ser minha mulher, e aproveitou e disse tenho casa em São Paulo podemos ter uma suíte para vc e uma suíte para mim, ai ele dorme com quem quiser o dia que quiser, eu falei acredito que tenha de dar palpites também, vamos viver juntos sim, mas com quem durmo eu resolvo, quero ser mulher dele sim, quero ser macho dela sim, mas diariamente resolveremos no dia a dia, chega de brigas, os três estamos apaixonados e pronto. Vamos assumir nossa relação a três e depois resolveremos os detalhes desta nossa escolha.

Eu não procurei este amor, eu não procurei separar ninguém de ninguém, agora eu quero continuar sendo femea de Beto e macho de Lucila, assim viveremos juntos e pronto.

Desta forma vivemos até hoje bem felizes, se quiserem saber como ficaram nos detalhes peçam que escreva e dou os detalhes e fodas, comentem e votem no conto para eu continuar escrevendo.

Andrea

Camipaula1@hotmail.com

Comentários

21/02/2018 19:39:17
Muito bom, manda sua foto.
19/02/2018 11:04:22
Parabéns, manda umas fotos...
19/02/2018 11:03:25
Ineressante, continua...
16/02/2018 02:48:51
Delicia! Continue!
15/02/2018 09:09:51
Gostei parabéns nota 10
13/02/2018 15:14:44
Nuss! Que interessante, conte mais!
12/02/2018 17:56:04
Adorei, qoeria receber detalhes e fotos dos três na cama.gr-sousa2009@bol.com.br

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.