Casa dos Contos Eróticos

Encoxada no metro indo e saindo do trabalho

Onde foi uma sexta feira de carnaval bem intensa acho que estava atraindo os homens mais do que normalmente faço. Tenho feito academia e minha bunda esta cada vez mais gostosa, ela é grande e redondinha, e como sou magra, pele clara e cabelos longos pretos acho que fica ainda mais evidente. Sai de casa cedo para ir para o trabalho, normalmente to de mochila nas costas e isso acaba evitando que minha bunda fique muito a mostra, mas as vezes eu gosto de levar ela na frente comigo pra me expor ou então que nem ontem que estava sem mochila pois não estava a fim de carregar nada, tava de legging, bota, celular encaixado na cintura, blusinha justa e cabelo rabo de cavalo. Na ida até o metro beleza, só algumas mexidas e cantadas, mas nem ligo muito porque to sempre ouvindo música, mas logo na plataforma um cara muito top chegou do meu lado, me comeceu dos pés a cabeça, o metro chegou e ele foi pra trás de mim, metro lotado logo cedo daqueles que abre a porta e já tem uma parede de pessoas, mas eu não podia atrasar e entrei e o cara veio junto, sabe aquele aperto que quando toca a campainha do metro tem que todo mundo se empurrar, foi assim, empurrei pra frente e a porta fechou, quando voltei pra tras me assustei positivamente em sentir que aquele cara top estava com um pau bem duro e ja perfurando minha bunda, que safado, logo cedo e que pau que endurece rápido!! Bom eu fiquei encaixada no pau dele por praticamente seis estações, eu podia sentir alguns movimentos, pulsação, delicia e quando estava ficando cada vez mais gostoso abriu a porta numa estação e ele desceu, senti um vazio atrás de mim, duas estaçoes depois desci, percorri a estação liberdade sentindo toda a minha lubrificação, aquilo tinha me excitado muito. Passei na Ikezaki para comprar um shampoo, cruzei a rua e fui pro meu trabalho.

Trabalhando nesse lugar recebo todo tipo de propostas, inclusive me oferecem dinheiro, presente, mas claro que eu desprezo tudo isso, acho um absurdo. Mas as vezes uns chamam a atenção. Veio um cara quase na hora do almoço e ficava pedindo vários produtos na prateleira e eu tinha que me virar e pegar, e depois de fazer isso algumas vezes ele começou a me elogiar, disse que meu cabelo era lindo, eu agradeci e ele disse que era lindo porque apontava para meu bumbum... fiquei meio sem graça, e dai vieram algumas propostas e claro que recusei todas. Ele até me ofereceu um iphone X por um fds na praia com ele, falei que não e voltei a trabalhar. Depois de muito encher o saco ele foi embora. Fui almoçar rápido porque tinha depilação ali perto, depilação total, adoro ficar sem pelo nenhum no corpo, apesar de já não ter muito pelo gosto de deixar minha bucetinha e meu cuzinho livre de qualquer pelinho pra quando transar com meu namorado deslizar gostoso e fundo. Depois de tudo isso voltei para a loja, eu estava com a região da minha bucetinha muito sensivel, acho que juntou o tesão da encoxada, misturado com eu me imaginando fazendo programa com aquele cara e tambêm a sensibilidade que a cera causa.

A tarde o cara que ofereceu o celular apareceu de novo, disse que tinha muito dinheiro e que estava apaixonado por minha bunda e minha cara de anjo safadinha, eu disse que não mais uma vez, mas ainda assim de tempos em tempos ele voltava. No final da tarde ele veio mais uma vez e disse que se contentaria apenas em encostar na minha bunda, eu olhei pra cara dele e falei que saia as 18hs e que iria para o metro... bom pra meio entendedor meia palavra basta...

Sai do trabalho as 18hs, vi que meu fã estava próximo, entrei na estação do metro e ele atrás. A estação estava bem cheia e logo senti que ele estava na minha cola, seu perfume era gostoso e eu já sentia, a escada estava cheia e tivemos que descer devagar, mas tive a impressão de que ele tinha passado a mão na minha bunda, mas é tanto empurra empurra que tive minha dúvidas, mas assim que cheguei na plataforma não tive dúvida que ele estava me alisando de leve, o primeiro trem veio mas não deu pra entrar porem foi o suficiente pra dar aquele aperto de gente e dai sim, senti que ele apertou minha bunda com gosto, mas me fingi de desintendida. O proximo trem chegou e acabou ficando muito parecido com a encoxada da manhã, para a porta fechar tive que ser empurrada para frente e quando retornei de novo eu estava com minha bunda encaixada no pau de um homem, a diferença é que agora eu estava recêm depilada, então minha bucetinha estava muito sensivel, quando senti a cabeça do pau dele quente apertando a entrada da minha bucetinha pensei fudeu, só falta eu gozar aqui no meio de todo mundo. Isso seria uma delicia mas eu não sou muito discreta para gozar, eu acabo gemendo sem ter muito controle. Fomos assim encaixados de estação em estação, até chegar na Sé, e ali ninguém é de ninguém, ja vi muito pau de fora esfregando em mim, ejaculando etc, e claro que com ele não ia ser diferente, fui caminhando para a baldiação e ele colacado em mim, no vagão do metro da sé eu praticamente era penetrada por ele, e dessa vez não tinha pra onde correr, e eu percebia que alêm dele me encoxar ele esfregava a mão na minha bunda, abrindo ele, quando chegou na estação Bresser meu tesão era tão grande que pensei até chegar na corinthians itaquera vou gozar aqui, juro que tentei pensar em outras coisas desfocar, mas a esfregação estava passando dos meus limites, baixei minha cabeça, mordi meu braço e pensei, seja o que deus quiser, eu estava a um passo de gozar e nisso o filho da puta encosta no meu ouvido e fala bunduda vou gozar na sua bunda agora, gente pra que, essas palavras me fizeram começar a gozar ali, sorte que estava barulho, eu mordia meu braço com força, e sentia o calor tomando meu corpo, estava toda arrepiada, as pernas amoleceram, quando retomei meus sentidos passei a mão entre minhas pernas, estava tudo molhado já não sabia se de mim ou dele. Parou na estação Carrão, ele falou no meu ouvido, foi a melhor gozada da minha vida, se foi assim encoxando imagina eu comendo seu cú vou atrás de você todos os dias na loja até comer seu cuzinho, claro que não lembro se foi exatamente isso (na verdade ele voltou no sábado e falou coisas do tipo). Ele saiu, eu inclusive precisei descer na outra estação para sentar um pouco para me recompor. Sentei por uns dez minutos e depois peguei outro metro até meu destino. E no caminho encontrei um ex namorado doente mental.

leticinha.leitte@outlook.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
31/07/2018 20:20:23
Opa ai Letícia Agora eu virei o seu fã.Eu sou do rio de janeiro então nos encontramos ser a impossível e sem falar na rixa que ha entre cariocas e paulistas.kkk leia os meus contos estará me motivando a escrever
uem
31/07/2018 17:53:21
gata adoro seu contos vc e muito safada e mim deixa de pau duro so de ler ( uelitonnlr@gmail.com )
01/04/2018 09:42:07
Maravilhoso gatas vamos tc chama no whats....ONZE.NOVE, SEIS, NOVE, NOVE, SETE, TRÊS, SEIS, NOVE,NOVE MARCOS BJS NAS PEPECAS..
21/03/2018 11:11:13
Bom dia Leticinha, tudo bem? Adorei seu conto, gostaria de pegar o metro com voce. Vou mandar meu whats no seu e-mail ok? Moro no ABC Paulista, o que vc acha? vagner51abc@hotmail.com
21/03/2018 10:38:16
Que delicia seu conto.. um tesão imaginar t3e encoxando assim gostoso.. passando a maio nessa sua bunda maravilhosa.. me escreve.. fala mais de voce.. quero ir comprar algumas coisas onde vc trabalha só pra ver sua bunda.. beijos jorgecarvalho54@bol.com.br
15/03/2018 05:28:32
Delícia de conto... queria te abusar no metrô assim e te fazer gozar gostoso comigo te encoxando, gostosa... quer?
16/02/2018 00:07:28
encoxada gostosa
13/02/2018 08:59:17
Muito bom conto, parabéns. Mexe muitooooo com nossa imaginação e um tesão percorre nosso corpo imaginando essa bunda gostosa. Beijos, aguardo próximos!!!
13/02/2018 02:20:43
safadinha
13/02/2018 02:20:13
safadinha
12/02/2018 21:17:18
grossoeeducado@gmail.com
12/02/2018 21:17:04
Muito bom, ia adorar enterrar minha pica grossa nesse cusão guloso, ainda mais no meio do metro.
12/02/2018 16:59:53
Delicia!!!!! Bj e leia os meus