Casa dos Contos Eróticos

Garota Solitária 21

Um conto erótico de StayRayy
Categoria: Homossexual
Data: 17/01/2018 00:21:02
Nota 9.86

Capítulo 21

Eu sai rumo à casa de Renata , mas quando toquei a campainha , seu irmão apareceu simpaticamente na porta me dizendo que ela não estava em casa então eu perguntei a ele onde ela estava, ele respondeu dizendo que a tinha deixado no Reviver. Quando eu ouvi que Renata estava no Reviver , sei lá me deu um aperto , na hora me deu uma espécie de medo , pq eu sabia que lá estava cheio de lésbicas soltinhas e que com certeza reparariam na minha ruivinha linda ... E pq Renata iria pra lá ? Ela tem compromisso comigo , pelo menos ainda né.

Pensei bem e segui para o Reviver , com uma frase em pensamento : "Seja o que Deus quiser."

Cheguei no Revis e fui para praça , onde conheci Renata , e lá avistei logo alguns conhecidos , fui até eles e perguntei por ela e um dos meninos me respondeu:

-"Ela foi até o bar com o Tay"

Eu já sabia que de qual bar se tratava , pois era o nosso bar preferido para comprar bebidas. Entrei na rua que levava ao bar , e de longe avisto Patricia e Júlia de um lado e Renata com o Taylor tentando segura-la de outro.

Corri desesperadamente até chegar bem perto e gritei :

-"RENATA!!"

Ela parou ao ouvir minha voz e alguns segundos depois virou o rosto para mim, apenas ficou me olhando enquanto eu a olhava totalmente surpresa , olhei para Patricia e vi que ela sangrava um pouco pelo canto da boca ,e eu fiquei tipo : "Ãn?!"

Eu percebi que cheguei a tempo de evitar um homicídio talvez ... Quem sabe né ?!

Continuei ali parada sem saber bem o que dizer , enquanto Renata já parecia mais "calma". Então me aproximei mais e tive que perguntar :

-"O que tá acontecendo aqui Renata ?!"

Patricia nem mesmo deixou a Renata abrir a boca e foi logo respondendo :

Patricia :- Ela me bateu Rayy!

Ao dizer isso ,Patricia se agarrou a mim num abraço constrangedor que me deixou sem movimento. Renata apenas nos olhava e parecia decepcionada esperando uma atitude minha , a qual só surgiu segundos depois. Enfim, peguei as mãos de Patricia e as retirei do meu pescoço , afastando-a de mim, ela pareceu ficar desapontada , então eu só disse :

-"Eu perguntei para a minha namorada. Por favor nos dê licença."

Dessa vez Patricia me olhou com mágoa , se sentindo injustiçada ou sei lá o que , mas eu não me importava , tudo o que me interessava era o olhar de Renata , que me olhava séria , mas parecendo satisfeita com a minha resposta. Patricia continuava ali me olhando com indignação ,mas ouvi quando sua amiga a convenceu sair dali e eu a agradeci mentalmente.

Finalmente elas foram embora e ficou só os três ali : Renata ,Taylor e eu.

Taylor logo se mancou e deu uma desculpa qualquer , nos deixando à sós.

Cheguei mais perto dela e falei novamente com ela :

"Rê , a gente pode conversar?"

Ela me olhou com os olhos tristes , o que me deu um aperto no coração , eu odiava vê-la assim , eu só queria beijar sua boca e abraçá-la apertado, mas não sabia se ela ainda me queria... Enfim ela andou um pouco mais à frente e sentou -se num banco , então eu entendi como uma resposta para a minha pergunta , fui até ela sentei-me ao seu lado.

Nos olhamos e eu vi que ela realmente não estava afim de falar naquele momento , mas ao menos teria que ouvir.

Eu :- O que aconteceu ?

Rê :- Isso mesmo que vc viu ...

Eu:- O que exatamente eu vi?

Rê :- A cara da piranha quebrada !

Eu :- Pq vc fez isso Renata ?

Rê :- Tá se doendo por ela ? Vai ! Vai lá cuidar dela,Rayres!

(Falou irritada)

Eu:- Eeii ! Te acalma tá bom?!

Rê:- Nunca mande uma mulher se acalmar!

Eu:- Meu Deus do céu !Dá pra dizer o que houve ?

Rê :- Aquela garota me jogou deboche e eu não tenho sangue de barata !

Rê :- Legal saber que vcs transaram ... Que lindo isso!

Renata finalmente falou e disparou ... Eu nem sabia como pará-la , então só me restou uma coisa : Enquanto ela falava com tanta raiva e sem deixar eu me defender ,me aproximei mais dela e roubei um beijo seu. No início ela quis resistir ao beijo , mas depois foi cedendo , então pude colocar minha língua em sua boca novamente... Eu estava com tanta saudade do seu beijo , da sua boca cheirosa e gostosa ... Enquanto a beijava , segurei em sua cintura puxando-a para mim , a beijei como se o mundo fosse acabar naquele instante e só quando fiquei sem fôlego , eu parei o beijo.

Ela estava vermelha ,sem ar e apenas me olhava sem ação.

Eu:- Me desculpa , foi o único jeito para vc parar de falar e me escutar ...

Rê :- Diz...

(Disse ofegante)

Eu :- Me perdoa por eu ter te magoado , por eu ter beijado outra ,quando eu só queria beijar a única boca que me interessa : A sua !

Eu:- Renata , eu estou completamente apaixonada por ti,me perdoa se fui idiota ... Por favor meu amor , me perdoa ...

Ela ouvia tudo me olhando nos olhos e com os seus olhos marejados me perguntou:

Rê:- Vc a levou para a cama naquele dia ?

Eu:- Não ! Eu juro , eu parei meu amor ... Acredite em mim!

Eu:- Foi apenas um beijo infeliz ... Eu am..

Eu não consegui dizer a frase , engasguei, engoli seco e não consegui dizer , acho que metade de mim sentia medo de falar aquela frase e ela achar que eu estava indo rápido demais ... Pois só havia 2 meses de namoro. Mas eu já tinha dito a metade da frase né ! Foi um impulso e que parei antes de terminar , mas Renata insistiu :

Rê :- Vc o que ?

Eu :- Nada não ... Eu não queria beija-la ...

(Falei timidamente)

Renata insistiu.

Rê :- Não era isso que vc ia dizer...pq não diz ?

Eu :- Era isso , eu não queria beija-la .

Renata apenas ficou me olhando com o semblante triste , decepcionada. E então quebrei o silêncio novamente :

Eu:- Vc quer terminar ?

Rê :- Não Rayy ...

(Falou chorando)

Eu:- Ei... Não chora ...

(Falei passando a mão em seu rosto)

Rê:- Promete que não vai mais...

Não deixei ela terminar , interrompi beijando sua boca vermelha , um beijo calmo e mais cheio de amor que eu jamais tinha dado em alguém. Senti suas lágrimas escorrendo por seu lindo rosto e depois senti sua boca um pouco salgada das lágrimas e então parei o beijo e olhei em seus olhos, aquela altura eu já tinha esquecido de tudo o que ela tinha me dito do seu passado e já não me importava mais com isso , eu só queria aquela mulher para mim , fazê-la feliz e ser feliz ao lado dela... Então com toda a minha emoção e me tremendo toda ,falei :

"EU AMO VOCÊ."

Continua ...

Olha aí mais um capítulo para vcs meus amores , estou tentando me redimir tá ? Obrigada pelos comentários.

miiily kkkkk adorei seu comentário ! Desculpa te fazer subir pelas paredes sem ser do jeito gostoso hahaha To me redimindo viu ?!

paaa , obrigada meu anjo , To melhorando já . Eu também não gosto de ver esse casal triste não rsrs

As Putinhas , obrigada por acompanhar , realmente #Rayta não tem como não amar hahaha

Kerond obrigada !❤️

S.veneno,minha linda muito obrigada viu? To melhorzinha já , aí To fazendo o que posso pra postar logo kkkk obrigada pelo comentário <3

Mochila meu amor , sempre acompanhando , obrigada pelo carinho .

Beijos e beijos ❤️

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
18/01/2018 16:13:29
Kkkkkkkkkkkkkk cara da piranha quebrada!!!! Adoro a Rê brava assim,fofa e engraçada!!!!! Ti fofa Ray se tremendo toda pra dizer q ama,hownt ::)
18/01/2018 10:01:42
Patricia não precisava ser socorrida,da pra ver claramente que ela estava tentando se fazer de coitadinha para Ray. Amei a ray está se acertando com a Rê..O conto continua perfeito😍❤
18/01/2018 04:55:50
Queria mas cenas de ciúmes brigas adoro isso coitada da patrícia por mas que eu deteste esse nome acho que a Rayy foi errada de não socorre lá o que a Renata fez foi errado.tudo bem a patrícia idiota só quiz provocar mas eu acho que rayy não tinha que ter deixado a patrícia ali.e minha opinião.
17/01/2018 09:00:47
Então já que está melhor só acho que pode postar mais alguns neh rsrsrsrs nossa amando essas duas,aiaiai o primeiro eu amo vc e complicado,mais depois que fala tbm não paramos mais rsrsrs amando *.*
17/01/2018 02:32:13
Cada dia melhor. Renata mandou bem, já tava na hora de ensinar um lição a essa pirralha. Conto perfeito.