Mitologia Nível 7

Um conto erótico de Duque Chaves
Categoria: Homossexual
Data: 14/01/2018 18:57:26
Última revisão: 14/01/2018 19:00:12
Nota 9.00

19 de Agosto de 2018

O planeta terra foi devastado por uma bomba nuclear. A terceira guerra mundial foi disparada, ocidente contra oriente. Dessa vez a guerra era Viral. Mais de 3 mil mortes eram posta na ponta do lapis a cada uma hora, o planeta estava uma calamidade. Os paises mais pobres foram os primeiros a caírem, por falta de recursos e a escarces de comida contribuiu para a chegada da morte para os mais nececitado. A ONU entrou em crise com a calamidade que se situava o planeta. Alemanha, Coréia, China, Japao, Estados unidos, Vaticano, Iraque, Inglaterra. Eram os únicos ainda que estavam em pé. Porem, com a guerra viral foi se alastrando, as pessoas morriam com o contato do virus. Isso durou menos de um ano, ate que todo o planeta estava eliminado.

Os seres humanos foram devastado do planeta e os que sobreviveram foram infectados. A infeção se junto na celulas sangüíneas dos sobreviventes e começou uma mutação. Para uns, foram boas, o começo de uma nova era, o começo de uma revolução. Mas para outros foram a gota d'agua, as portas do inferno foram abertas e tiradas as piores pragas de lá.

Foram erguidas assim uma nova sociedade. A sociedade dos Sobreviventes, mas conhecida como, DNA.

Os seres humanos que acabaram de sobreviver ficaram presos ao virus que os uniu de uma forma sobre humana. Criando assim as 6 Classes.

Alfa, Beta, Delta, Gama, Ômega e Zeta

Os seres humanos agora tinham poderes, onde o mundo nunca mais seriam o mesmo.

Eles se entregavam ao seu extinto mais primitivo, juntando aos seus poderes. Para começar uma sociedade do zero, os sobreviventes tiveram que caçar e viver em grupos, reconstruir o planeta estava nas mãos, agora desses seres humanos.

50 anos se passaram e mais da metade do século foi posta a reorganizar o planeta terra. Enquanto viviamos anos de trabalho, agora colhemos os frutos. Para cada País, foram criadas regras e seus habitantes se reproduziam a torto e a direita.

Regras eram imposta para cada um, porem os Presidentes de cada pais começaram a temer seu próprio povo, para ser extrato uma classe das 7. Os gamas.

Cada classe eram dividas em grupos:

Os Alfas.

Como em uma matilha, os Alfas são os líderes, os mestres da sociedade. Geralmente são agressivos, impiedosos e mais másculos (mesmo quando é uma Alfa mulher). Os Alfas eram conhecidos como Julgadores, o Clã supremo. O Clã do julgamento. Onde apenas 7 existem, com plenos poderes de criação.

BETAS: Ele eram os lobisomes, aqueles que podiam se transforma em lobos de mais dois metros de altura, eles eram mostro só queriam seu território.

ÔMEGAS: Como vocês já devem ter adivinhado, Ômegas são os submissos. São os chamados de Caçadores, seus poderes são sobre as armas, sobrevivência, a maioria usa os poderes psíquicos, para poderem ajudar e suas caçadas.

Gamas: Sao os chamados Híbridos, os que ficaram com os genes de Lobo Alfa e com os Genes de Morcego virando também metade Vampiros. São os raros. Identificados nos olhos. O lado direito, o lado da lealdade é vermelho, iguais aos dos alfas o lado esquerdo da superioridade é azul que nem dos vampiros. Eles não se transformam em lobo e podem dar a luz a outros da mesma classe, porem mais dificultoso para eles.

Delta: Sao o Clã dos assassinos, os imortais que se alimentam do fruto da árvores tuliam, o furto que gerou gerou o veneno da imortalidade e da super forca para cada um dos assassinos.

Zeta: o Clã dos bruxos, o Clã que a a maioria quer distância, eu sou um mago, e um dos mais variados deles, pois os magos e as brutas já tentaram tomar tomar o poder para si.

Os gamas tem a forca de um alfa e também de um vampiro. Eles são as ameaças gritantes para os Alfas puro. O que desencadeou para mais uma guerra, a famosa guerra do Sol Negro, eliminando quase todos os Gamas.

Porem eu ainda estou aqui e soube que alguns sobreviveram e vivem escondidos. Meu único desejo ate agora? Sobreviver.

Richard DiLaurentis. (Ruivos dos olhos bicolares, sua raça é a gama, a raça dos vampiros, seu corpo e magro, sua pele branca e como tem a imortalidade, pediu para seu grande amor um mago, criar um anel que pudesse andar sob o sol).

Estava chovendo e muito, odiava ficar molhado, o que me acarretava varias doenças. Eu sabia o que eu era, e odivava o bastante por isso, por já ser um garoto bastardo, ainda era um maldito Gama.

Meus olhos eram bicolares, um lado azul e outro Vermelho, desde de que me lembro, uso lentes verdes escondendo minha verdadeira natureza, o que eu gastava maos em lentes do que comida. Nossa sociedade odiava nossa raça, eram o conhecidos como impuros, os mesclados, os híbridos.

Ensopado, a chuva caia mais forte, ocultando meu cheiro, eu corria o maximo que podia e isso me desesperava. Eles estavam me caçando. Alguns Headhunters da classe dos Betas atrás de mim. Os mercenários do presidente estavam me caçando, já que ultrapassei a fronteira.

- Mais rápido. - Era o que eu dizia para mim mesmo, me encorajando.

Sim, eu estava cansado, com fome, sujo, meu corpo estava no modo automático, correr, pular, engolir o choro, respira e correr novamente.

Eu conseguia ouvir seus passos no chão molhado, eu ouvia os barulhos de gravetos se quebrando, eu sabia que eles estavam na sua forma de lobo correndo atrás de mim, querendo minha cabeça, esses mercenários fariam tudo por dinheiro. Céus, me ajude.

As árvores pareciam dificultar meu trajeto para sobreviver, como se a mãe natureza odiasse mais ainda minha especie, correr, correr. Era tudo que eu pensava

Minha respiração estava descompensada, o que me deixava irritado e querendo descansar. Um raio cortou o céu, a chuva piorava e minhas pernas estavam tentando me trair.

Ouvir um uivo alto, era do dos Betas que estava atrás de mim, ou para piora um deles.

Comecei a correr mais ainda, pedido forças para qualquer entidade divina que vinha na cabeça, até que ao fim do morro que subia, vi uma salvação.

Um grande casarão a alguns metros de mim, as luzes estavam acessas, eu poderia me refugiar lá, mais se quem tivesse lá me entregasse eu iria parti para agressão.

Meu corpo machucado não conseguia se regenara muito rápido, eu estava com fome e usava tudo o que tinha de mim e de meu pequeno lobo e vampiro dentro de mim.

Bati descontroladamente a porta.

- Alguém. Alguém me ajuda.

Os lobos estavam perto, eu conseguia sentir seu cheiro fraco por causa da chuva, mais sentia o cheiro, sentia eles perto.

Assim que a porta se abriu eu via minha salvação ou morte na minha frente. Um branco de cabelos castanhos eu olhos verdes, deveria ter mais ou menos a minha altura e só vestia uma calça preta, abriu a porta.

- O que diabos esta acontece...

Não conseguia ver mais nada, meu corpo me trair, desmaiando de exaustão.

Stiles Stilinki on. ( Cabelos castanhos, olhos verdes, pele clara, um um metro e oitenta de altura, da classe Ômega, poderes psíquicos e fortemente armado).

Odeio chuva, odeio de verdade, eu prefiro dias ensolarados, prefiro mesmo esta andando por ai do que esta preso nessa mansão.

Ficar aqui sozinho, enquanto meus pais estão tomando conta do País para o senhor presidente, era algo horrível. Prazer, eu sou filho do Vice Presidente do País e melhor amigo do filho do mesmo.

Estava deitado no sofá olhando para o telhado, apenas vestido de calça jeans, estava pensando em seu namorado e como sentia saudades dele, seu cheiro era perfeito, ele poderia ser um Alfa mais seu corpo não dizia isso. Ele era da classe dos caçadores.

Nessa nova sociedade, Não existe essa de você ser apenas casais tradicionais, que ate mesmo casais do mesmo sexo eram felizes juntos. A sociedade tinha dando um grande passo para evolução.

Derek Halle era o nome do garoto que eu estava perdidamente apaixonado, seu corpo me chamava como um imã o que me deixava mais louco, eram aqueles lábios, so que o que nos impediam era meu pai, ele queria que pensa-se antes de querer me ligar a alguém, porque ele fez isso com meu outro pai e disse para mim, que quando se ligarmos sera para sempre.

Perdido em meus pensamentos, eu me encontrei quando ouço barulhos vindo de fora como se alguém tenta-se arroba-la. Meu corpo saltou do sofá e corri para porta, sentia um cheiro doce vido do lado de fora, misturado com medo, um medo.

Assim que abro a porta lá estava um garoto quase da mesma altura que a minha, com os cabelos ruivos escorridos na cara, seu corpo machucado e seus olhos verdes encontraram os meus o que me deixou desconfortado, ouvi de longe barulhos de uivos, ele apenas olhou para trás e ao vira seus olhos para mim, desmaiou em meus braços, seu corpo pesava uma tonelada.

- Acorda. Ei pirralho, idiota, acorda, não faça isso agora. – dizia batendo em seu rosto.

Eu fiquei tentando a deixa-lo ali fora, porém meus olhos encontraram o corpo do menino franzino em meus braços e o puxei. Coloquei seu corpo no sofá perto da lareira que queimava um fogo verde, seu corpo estava frio, gelado, seus lábios estava ficando roxos.

- Que merda, que merda, ei garoto não morrer aqui. – dizia para mim mesmo.

Olhei de soslacio para o corpo do garoto, eu sentia um cheiro fraco dele, porem não sabia o que realmente pensar. Até que ouço barulhos vindo da porta.

- Abra a porta, aqui é a policia da cidade.

Olhei para o garoto que estava acho que morrendo. Que merda eu me meti dessa vez?

- Ola, boa noite seu guarda?

- Boa noite... Senhor , - o policial moreno que estava nu na minha frente me encarou, tentando recuperar do susto. - desculpe lhe incomodar, estamos atrás de um Gama que entrou ilegalmente na fronteira o senhor viu algo suspeito?

- Não, não vi, mais como ele é? – pergunto engolindo em seco.

Assim que o policia da discrição, eu percebo que era o garoto que estava quase morrendo em meu sofá. Logo engoli em seco e percebi que acabei de entra na maior merda de toda minha vida.

- Caso veja, me ligue. – o olhei confuso ate que ele aponta para meu celular que estava em minhas mãos, assim que pego o numero dele, e o galã me dando uma piscada de olhos eu

- Tudo bem, boa noite.

Fecho a porta correndo e vou de encontro ao cadáver na minha sala, assim que o olho, respiro fundo e vejo que ele estava ainda pior, alguém tem que me ajudar.

E liguei para a única pessoa que poderia me ajudar naquela hora.

Meu melhor amigo e chegado, Castiel!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
14/01/2018 22:45:01
Teen wolf, the vampire diaries, supernatural, tudo junto, só meu ship pelo stiles e Derek me chamou a atenção.
14/01/2018 20:47:09
Mt bom