Casa dos Contos Eróticos

Dei pra 2 Novinhos marrento gostoso

Olá sou da cidade de limeira tenho 27 anos e ianque vou relatar aconteceu comigo no ano passado.

Como de costume todo final de semana compro umas brejas e cigarro e vou pra uma construção ficar vendo porno gay, batendo uma, fumando e bebendo.

Tinha acabado de receber comprei logo um fardo de Brahma 3 maços de Marlboro box vermelho e fui pra minha putaria.

Já era 11e30 da noite quando cheguei na construção, estacionei o carro e fui me divertir.

Já era 1 e pouco da manhã estava bêbado e já tinha fumado 2 maços estava loco de tesão tanto que estava completamente pelado e com um consolo de 19cm no meu cu.

As vezes eu ouvia gente passando perto e dava um frio na barriga de entrarem lá e me verem mas mesmo assim continuei.

O tesão era tanto que comecei a fumar e beber no meio da rua pelado com o pau bem duro.

Resolvi dar uma volta de quarteirão mano que tesão de andar pelado na rua quase chegando na construção via os carros passando no anel viário dois businaram e falaram alguma coisa que não entendi.

Chegando na construção deitei na rlcalçada e comecei a minar em cima de mim, caralho que tesão era duas da manhã eu largado na calçada completamente pelado bêbado bebendo meu mijo.

Nisso eu me assusto um moleque de uns 15 anos parou do meu lado e pediu um cigarro eu logo dei e ele começou a passar a mão no pau me vendo naquela situação.

Ele ficou de pé em cima de mim tirou o pau pra fora e começou e mijar em mim, caralho fui a loucura terminando de mimar sem nenhuma cerimônia ele me botou de 4 e já foi logo comendo meu cu.

O novinho tinha uma pica bem grande e devia estar tão bêbado e com tanto tesão que nem senti dor quando ele só vou com tudo no meu cu.

Enquanto ele me comia no meio da rua igual uma puta, puxava meu cabelo com força pro pau dele entrar bem fundo no meu cu, eu estava adorando ser a vadia daquele novinho gostoso, logo ele aumentou o ritmo e já sabia que ia encher meu rabo de porra.

Dito e feito gozou gostoso no meu cu, tirou o pau do meu rabo e colocou na minha boca, sentia aquele cheiro de porra e cu delicioso, ele começou a mijar dentro da minha boca e eu tentando beber tudo.

Quando terminou me pegou pelo cabelo deu uma catarada na minha cara seguido de um puta tapa e me jogou no chão.

Novinho: Otário do caralho, falou seu viado filho da puta.

É foi embora entrei na construção me troquei peguei minhas coisas entrei no carro e fui embora depois daquela toda deliciosa.

Chegando na avenida de casa vejo um boy uns 19 anos de moleton blusa boné todo estilo mano estava fumando e me deu um tesão do caralho era 3h da manhã e estava desde as 23e30 sem gozar.

Fiquei passando de carro perto dele enquanto ele subia a avenida quando ele virou a rua.

Eu virei na próxima e dei a volta no quarteirão e encontrei ele sentado num banco de concreto todo marrento fumando puta moleque gostoso.

Fiquei dando volta de quarteirão e toda vez que passava na frente dele enfiava meu consolo na boca e ficava chupando passando bem de vagar pra ele me ver.

Ele via aquela viadagem mas no início não fazia nada.

Comecei a passar batendo punheta depois de umas duas vezes ele acenou com a cabeça e eu logo parei o caro, ele me viu com o pau duro pra fora é o consolo grudado no vidro do carro deu uma risada de deboche e falou:

Muleque: E ai

Eu: Belesa

Muleque: O que vc quer?

Eu: Deixa eu chula teu pau?

Moleque: Ti de boa mano sai fora.

Peguei e sai fora logo pra não ter confusão dei a volta de quarteirão mais uma vez só pra ver aquele bit gostoso de novo antes de ir embora é pra minha surpresa ele estava com o pau pra fora batendo uma.

Meu olho brilhou de alegria passei na frente dele de novo com o consolo na boca e ele fez o sinal pra parar o carro mas pra traz.

Fiz logo o que ele mandou e ele veio até o carro.

Moleque: É ai mano o que vc quer?

Ele falou meio bravo mas queria aquele pau e fui logo dizendo Mairinque com medo.

Eu: Deixa eu te mamar.

Ele tirou o pau pra fora no vidro do passageiro e falou - chega ai.

Mandei ele entrar mas não quis.

Fui pro banco do passageiro e comecei a mamar aquela rola maravilhosa mano que pau gostoso mamava tudo ate engasgar pegava na bunda dele e fazia força pra ele por tudo o que fez ele gamar na minha chupeta e pediu pra eu ir pro outro banco pra ele entrar.

Sabia que ele não ia aguentar ficar de pé na rua.

Entrou no carro já me puxou pela cabeça e me colocou pra mama.

Ai as coisas esquentaram ele começou a socar na minha boca muito forte, eu engasgado com aquele cacete na minha boca devia ter uns 20cm meu olho não parava de lacrimejar e toda vez que eu tirava o pau da boca levava um tapa.

Moleque: O caralho chips viado não queria rola então toma seu filho da luta vai.

Ele gemia gostoso enquanto eu engolia aquele pau, nisso ele começou a passar a mão na minha bunda, colocou por dentro da cueca e começou a dedar o meu cu, nossa pirei estava todo mijado, bêbado com o cu largo e todo gozado do primeiro muleque e ia levar mais rola.

Moleque: Fica de quatro.

Eu: Aqui e ruim vamos no banco de trás.

Moleque: fica d3 quatro porra.

Como não sou tonto ja fui obedecendo rapidinho e ele abaixou minha bermuda e minha cueca veio pra cima de mim e socou com tudo.

Caralho o dele doeu era grande e grossinho e meu cu já estava estourado ele colocou a mão na minha boca e começou a me fuder, parecia que estava sendo estuprado ele socava o pau sem do dentro de mim e eu gemendo feito puta com a mão dele na minha boca.

Me fudia tão forte que minha cabeça começou a bater no vidro, estava adorando aquela sensação de ser vandalizado pela segunda vez.

Moleque: caralho vou gozar.

Eu: isso vai enche meu cu de porra vai

Moleque: aaaaaahhhh toma viado ti enchendo seu cu de porta de macho haaaaaaa.

Ele gostou pra caralho tirou o pau do meu cu arromando e pediu um cigarro ele pegou e saiu fora.

Como já estava no meu bairro cheguei em casa rápido deitei na cama com aquele cheiro de putaria comecei a bater uma pois não tinha gozado ainda.

Comecei a cagar a porra dele na minha mão e lamber e esfregar na minha cara puta tesão não demorou 2 minutos comecei a esporar na minha cara gozei como nunca peguei toda aquela bora bebi e esfreguei na minha cara e fui dormir todo meladinho.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.