Casa dos Contos Eróticos

Escola, amigos e descobertas pt1

Autor: Andvinc's
Categoria: Homossexual
Data: 12/01/2018 02:07:17
Nota 10.00

Cap 1

Meu nome é Alex, isso aconteceu quando eu tinha 16 anos e estava no ensino médio, sou moreno, com olhos e cabelos bem escuros e bom, hoje vou contar um pouco das minhas experiências.

Era um dia normal na escola, até que a professora decidiu anunciar que faríamos uma viagem e íamos nos dividir em grupos para a realização das tarefas, não satisfeita, decidiu escolher quem seriam os participantes dos grupos.

Fiquei muito animado com a ideia da viagem,e como eu não falava com muita gente, vi isso como uma oportunidade, ela foi escolhendo os grupos, até que chegou o meu nome, eu faria grupo com Tomás, um carinha que sentava do outro lado da sala, não o conhecia muito bem, ele era branco, um pouco magro, seu cabelo era castanho e possuía um olhar penetrante e também com Cíntia, uma menina que sentava um pouco a minha frente, ela tinha olhos puxados, com cabelo preto e um rosto bem redondo, a maioria dos garotos tinha uma quedinha por ela, eu não era muito diferente.

Fiquei bem entusiasmado com o meu grupo e ao mesmo tempo chateado por não ter caído no grupo do meu amigo, Pedro, ele era loirinho com olhos verdes e costumava ser bem popular com as garotas e babaquinha, mas eu gostava bastante dele.

Chegou o dia da viagem e fomos de busão, sentei ao lado de Pedro como de costume, porém ele tava bem chateado, ele havia caído em um grupo que não gostava muito e estava desanimado, porém no meio da viagem descobrimos que uns colegas haviam levado bebidas, Pedro ficou bem animado, mas eu nunca tinha bebido e parecia algo bem anormal naquela sala, então fingi que havia gostado da ideia.

Chegamos no sítio e os quartos seriam divididos entre meninos e meninas e de acordo com os grupos, então dividiria o quarto com Tomás, entramos no quarto e eu escolhi ficar na janela, ele aceitou e não trocamos muitas palavras.

O primeiro dia podia estávamos livres das aulas, porque havíamos chegado um pouco tarde no sítio e o pessoal, marcou de esperar a professora dormir para bebermos, foi o que aconteceu, fomos para perto da piscina e quando eu bebi o primeiro copo, eu comecei a me sentir estranho e ficar alegre, mas queria mostrar que eu não era experiente com isso.

O pessoal decidiu brincar de verdade ou desafio e eu fiquei muito nervoso, o jogo estava indo bem até, quando desafiaram Pedro a beijar a Cíntia, por algum motivo eu senti muito ciúmes daquilo e fiquei chateado, eu não entendi bem o porquê, pois eu não gostava tanto assim da Cíntia, decidi continuar jogando e me desafiaram a beber mais copos, percebi então que era a hora de parar e ir para o quarto, foi o que eu fiz.

Assim que vi minha cama, eu desmaiei nela, mas no meio da noite alguém me acordou, era Pedro, ele estava estranhamente próximo e me deu um beijo, meu coração ficou muito acelerado e eu fiquei sem ar e por algum motivo, empurrei ele e perguntei o porquê ele havia feito isso, então ele me respondeu que queria experimentar, meu coração começou a bater mais rápido do que antes e falei:

-O Thomas ja vai voltar

então ele me explicou que Thomas estava muito bebado e que ainda demoraria um tempo para voltar. Eu fiquei sem reação, ele começou a acariciar meu rosto e a chegar mais perto, até que a boca dele encostou com a minha, meu coração disparou, ele colocou a mão na minha bermuda e eu tremi. Ele começou a beijar meu pescoço e a descer, aquilo estava incrível, era como se só existisse nos dois e aqueles beijos, então ele perguntou se podia continuar e eu gesticulei que sim com a cabeça, ele começou a puxar minha bermuda lentamente e então eu ouvi o barulho da porta fechar. Thomas estava na porta encarando a gente, fiquei muito assustado, Pedro então levantou, deu um sorrisinho para ele e disse:

- você tá bem bêbado, não viu nada

Olhou para mim e disse:

- bons sonhos

E saiu.

Thomas ficou encarando mais um tempo, soltou uma risada e disse:

- Fica tranquilo, isso não vai sair daqui.

E capotou.

Eu fiquei um tempo acordado assustado e tentando entender o que havia acontecido mas estava com muito sono, até que eu dormi.

Amanheceu o dia e a professora havia colado as tarefas nas portas dos quartos, entendemos que aquilo não era só um trabalho, mas um competição, eu estava meio abalado pelo que houvera na noite anterior, mas não podia falar com Pedro, pois tinha que correr para realizar as tarefas, Thomas e eu fomos encontrar com a Cíntia que já havia realizado a primeira tarefa sozinha, por algum motivo, achei isso muito atraente. A segunda tarefa era para encontrar coisas ao longo do sítio, que era bem grande, havia uma floresta próxima, fomos procurar coisas por lá e achamos um bosque, ficamos um tempo lá apenas conversando, gostei muito dos dois, mas Pedro não saia da minha cabeça. Deu o horário de almoço e voltamos, finalmente encontrei com Pedro, mas antes que pudesse falar com ele, Cíntia o beijou, fiquei mal com aquilo, Thomas percebeu e me chamou para almoçar com ele, eu aceitei e fomos, as tarefas da tarde foram bem cansativas, no fim do dia eu só queria tomar um banho e dormir, quando eu saí do banheiro dei de cara com Pedro que estava bem diferente da noite anterior, eu falei oi e ele falou oi bem seco, aquilo magoou, perguntei se ele queria conversar e ele disse que não havia nada que quisesse falar, voltei para o quarto bem puto e chateado.

Quando abri a porta Thomas estava pelado, ainda se trocando, ele era muito bonito, não tinha parado para perceber até aquele momento, acho que fiquei um bom tempo o encarando e ele olhou pra minha cara ficou um pouco vermelho e me perguntou se tava tudo bem, eu disse acenti com a cabeça e depois me toquei que estava só de toalha e havia um volume crescendo entre minhas pernas, eu fiquei em choque, mas ele não estava demorando pra colocar a roupa, então sentei na minha cama e fiquei esperando ele se trocar e sair do quarto, ele achou estranho, porém não comentou nada, apenas saiu, eu me troquei rapidamente e sai também. Era o horário da janta e Pedro estava com novos amigos e com a Cíntia, pareciam um casal, eu peguei minha comida e fui sentar sozinho do lado de fora, depois de um tempo, Thomas apareceu e começou a puxar assunto, até que perguntou:

- Então você é gay?

Eu fiquei receoso de responder mas no fim, respondi que não sabia. Thomas era muito hetero e andava com uns amigos bem héteros e por algum motivo me senti desconfortável.

Então ele continuou:

- bom você sabe que não precisa ter vergonha disso né? O Marcos também é e ninguém nunca falou nada com ele.

Quando ele falou esse nome me deu mais um aperto, Marcos era do grupo de Pedro e "ex melhor amigo" , por alguma ironia do destino, dividiam o quarto.

Eu só concordei com a cabeça, então os amigos de Thomas apareceram, eles queriam dar um volta no tal bosque que encontramos, Thomas me chamou para ir e eu recusei, então ele disse que se eu precisasse conversar, podia contar com ele, eu agradeci e ele saiu.

Na volta para o quarto, fiquei pensando em como eu não tinha muitos amigos e ficava chateado sempre que algo ruim acontecia com Pedro, então prometi pra mim mesmo que me esforçaria pra mudar isso, daí eu dormi.

No outro dia acordei mais cedo para não ter que me trocar na frente de Thomas e depois sentei em minha cama e olhei para ele, estava parecendo um anjinho dormindo eu fiquei sem graça dele acordar e sai.

No fim do dia ia rolar o jantar do par em que uma menina devia chamar um menino para jantarem juntos, por pior que fosse, queria que a Cíntia me chamasse, mas depois fiquei pensando que ninguém me chamaria e então comecei a adiantar as tarefas, queria mostrar que também conseguia fazer isso. Não demorou muito para Cíntia e Thomas chegarem, eles ficaram felizes por eu ter adiantado, terminamos as coisas mais cedo e Cíntia falou que devíamos ir no bosque, concordamos e a seguimos. Quando chegamos, algumas amigas de Cíntia já estavam lá e por alguma razão ficaram bem animadas pela nossa chegada. Cíntia então disse:

- meninas eu trouxe algo especial para hoje.

E tirou um bolo de dentro da mochila, estava com muita fome, assim que ela ofereceu eu comi e depois mais uns dois pedaços, depois de um tempo, percebi que as coisas estavam muito lentas e engraçadas, tava todo mundo sorrindo e eu comecei a rir também. Uma menina sentou ao meu lado, o apelido dela era Vic, ela tinha mais ou menos a minha altura, negra, com os cabelos bem cacheados, seu sorriso era encantador, ela usava óculos também, conversamos e rimos bastante, até que ela disse que queria me beijar, eu fiquei sem jeito de início, mas concordei, parecia algo bem legal para se fazer naquela momento. Ficamos um bom tempo se beijando e por algum motivo eu me senti estranho, estava bom, porém não foi como com Pedro e quando paramos, olhei para o lado e Thomas estava me encarando, aquele olhar era tão penetrante que senti que eles estava vendo a minha alma, fiquei sem jeito, ele levantou e saiu, eu fiquei mais um tempo com elas e voltamos para almoçar.

Chegando lá, Pedro me viu, deu um abraço e disse que eu ia almoçar com ele, eu concordei mas estava meio puto, disse que queria conversar, ele só concordou e dessa vez não beijou a Cíntia o que eu achei estranho.

Depois que comemos eu pedi explicações sobre o que tinha acontecido e ele disse que somente estava curioso e estava bêbado, eu fiquei meio triste em saber disso, mas continuei conversando, falei sobre a minha preocupação de que nenhuma menina me chamasse e ele disse para que eu relaxasse.

Acabou o horário de almoço voltamos aos grupos e aos trabalhos, Cíntia e Thomas estavam diferentes, ele mais quieto e ela parecia muito próxima, no fim do dia ela acabou me chamando pro jantar, eu fiquei bem animado e topei.

Quando estávamos jantando, conversa ia e vinha até que ela comentou:

-eu não sabia que você gostava de Bolonha.

Inicialmente eu não entendi o que ela quis dizer com isso e só ri, até que ela perguntou sobre a Vic, sobre o beijo e o que tinha achado, me senti desconfortável e tentei mudar de assunto, porém ela tinha uma personalidade muito forte e um jeito estranho de conseguir o que queria, acabamos falando sobre. Ela não demonstrou nenhuma reação enquanto eu falava e depois mudou de assunto.

Por algum motivo eu me sentia muito atraído por ela, no jantar ela tava com um vestido vermelho com um decote em forma de coração, ela estava muito bonita.

Não tinha visto Pedro por lá, quando terminamos de jantar eu fui até o quarto dele para saber o que tinha acontecido, bati na porta e ele demorou um tempo para abrir, quando ele abriu, ele estava sem camisa e sozinho, ele tinha um puta tanquinho legal, eu fui logo entrando, sentei na cama e perguntei o que havia acontecido, ele estava muito quieto, sentou no meu lado e disse:

- você confia em mim?

Eu disse que sim

- então fecha os olhos.

Eu fechei os olhos e meu coração começou a acelerar, achei que ele fosse me beijar, mas não aconteceu nada, mas eu estava muito afim de beija-lo e alguma voz sai de mim e disse:

-me beija?

E ele beijou, a boca língua dele estava áspera e seu corpo muito quente, eu senti novamente como se as coisas ao redor tivessem parado e só havia aquele momento, eu coloquei a mão por dentro da bermuda dele e senti algo bem duro, era maior que o meu, mas mais fino, uns 17cm, comecei a fazer uns movimentos de vai e vem devagar, enquanto ele me beijava, e apertava meu cabelo, dando um sinal de que estava gostando, comecei a ir mais rápido e ele dava leves gemidas, até que ele disse:

-eu quero te chupar.

Eu tremi, e estava um pouco inseguro, antes que eu pudesse dizer algo, ele foi descendo, beijando meu pescoço, barriga, até que tirou minha calça, ele começou a dar umas lambidinhas tímidas, eu coloquei a mão sobre o cabelo dele e era muito macio, então ele colocou tudo na boca e eu gemi, ele continuou fazendo revezando entre chupar e me beijar indo rápido e um devagarinho, eu estava ofegante e sem ar, até que ele falou:

- você só vai sair daqui depois de gozar na minha boca.

Eu acenti e estava quase lá, fazia movimentos de vai e vem com a mão, acompanhando a cabeça dele, não podia acreditar que estava acontecendo, até que eu gozei, ele me deu outro beijo então disse que agora era minha vez.

Empurrei ele para que caísse na cama, a cueca dele estava molhada dessa vez, eu o beijei, beijei o pescoço dele, dei uma mordida na orelha e senti ele ficando arrepiado, então desci, tirei a cueca dele, e comecei a massagear primeiro devagar e então coloquei na minha boca, ele soltou um gemido um pouco alto, então comecei a acelerar e daí eu subia para beija-lo, e descia para chupa-lo, ele na acariciava e apertava meu cabelo de um jeito gostoso, eu não queria parar, então ele deu um gemido mais forte e gozou, olhei para a o rosto dele, ele continuava me fazendo carinho, então voltei a chupa-lo e toda vez que eu colocava na boca, ele gemia mais forte, então se sentou me empurrou contra a parede e me beijou, parecia uma disposta, mas de alguma forma eu não queria vencer. Olhei para o relógio e vi que estava tarde, por algum motivo Marcos não havia chegado e eu não queria arriscar minha sorte, coloquei minha camisa, minha bermuda levantei, ele me puxou de volta para a cama e disse.

- cara, eu te amo, você me fez perder o medo de pegar caras.

Eu fiquei emocionado com aquilo, dei outro beijo nele, demorado e sai.

Acordei mais cedo no outro dia, só para vê-lo, fui ao quarto dele, estava aberto, ele já havia saído, achei um pouco estranho, mas só queria ver ele então sai para fora dos alojamentos dei uma volta no sítio e pensei em ir ao bosque, quando eu cheguei lá, ele estava com Marcos, aos beijos, achei que eles não tinham me visto e sai, arrasado, voltei para o quarto e fiquei o tempo que me restava olhando pra cima, muito chateado.

Comentários

25/04/2018 09:51:51
Excelente, continue por favor.
13/01/2018 13:49:57
PEDRO MAIOR RETARDADO. USOU VC PRA TER CORAGEM DE SAIR DO ARMÁRIO. MAS MUITO MAIS BABACA FOI VC SEM DÚVIDA. JÃ NA PRIMEIRA VEZ QUE ELE MUDOU COM VC, VC DEVERIA TER DADO UM CHEGA PRA LÁ NELE. AGORA AGUENTA AS CONSEQUÊNCIAS. COM CERTEZA TOMÁS GOSTA DE TI E VC PARADO NESSE BABACA DO PEDRO.
12/01/2018 22:28:19
Melhor escritor desse site, por favor continua
12/01/2018 09:02:38
Continua, por favor²
12/01/2018 03:56:13
continua, por favor

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.