Casa dos Contos Eróticos

REVELAÇÃO.20

Os dois ficaram quietos, e Lucas prosseguiu falando com Pedro:

- Então! - Por anos amor isso vem me consumindo, quando aconteceu o acidente há anos atrás e quando eu e meu irmão caímos no rio, eu tive a chance de ajudá-lo por duas vezes, na última ainda o vi me pedindo socorro, eu ainda estava próximo dele. Eu podia me lançar sobre ele e agarrá-lo. Talvez juntos conseguíssemos nos salvar, ou morreríamos, mas pelo menos morreríamos juntos, deveria ser assim entre dois irmãos. Mas eu não o salvei, Fiz pior que isso; das margens eu o vi sendo levado e se afogando varias vezes e fiquei feliz eu sorri feliz de verdade Pedro. Isso foi cruel, mas naquele momento eu só pensava em me livrar dele e do sofrimento que ele me causava, do que ele me tirou e roubou de mim...

- Amor isso foi realmente cruel, mas por outro lado eu entendo você, Luis era um canalha, ele aprontava com todos, eu cheguei até amá-lo de verdade, mas ele me traiu com uma piranhazinha qualquer de escola. Ele não tinha sentimentos por ninguém. O melhor mesmo é que ele morresse...

Ouvindo isso o verdadeiro Lucas, não conteve suas lágrimas, elas escorriam e pingavam de seus olhos escondidos. Dentro dele ele estava ali sabendo, que seu irmão teve mesmo vontade que ele morresse aquilo era uma confissão de tudo e de como Luis era um canalha. Além disso, Pedro era outro canalha igual, pois ele estava apoiando Luis. Tudo bem que na mente de Pedro quem estava morto era o Luis, mas ainda assim isso não dava o direito dele concordar com uma morte, de até gostar que uma pessoa tenha morrido. Ele valia tanto quanto seu irmão Luis, ou seja; não valia nada. Os dois se mereciam mesmo. Dois canalhas.

Bruno vendo que Lucas chorava, e entendendo a dor de seu namorado, passou a mão sobre sua cabeça, deu um leve beijo em seu rosto, com cuidado de só encostar os lábios e não fazer barulho. E disse bem baixinho, quase sussurrando ao ouvido de Lucas:

- Calma amor, se controla, eu sei o que você ta passando, estou do seu lado. Calma, eu estou bem aqui pra te proteger e cuidar de você.

Lucas esboçou um leve sorriso forçado e enxugou as lágrimas com as costas da mão.

- Quer ir embora? (Perguntou Bruno a Lucas sussurrando).

- Não vamos ficar até o final, eu agüento. Preciso descobrir tudo. (Respondeu Lucas sussurrando de volta para Bruno).

Na varanda Lucas continuou respondendo a Pedro:

- Não Pedro você não entende. (O falso Lucas disse já começando a chorar e continuou:) - Você não sabe que aquilo foi uma armação, foi errado eu sei, mas Luis te amava de verdade, ele não teve culpa. Foi tudo armado. Você não sabe, mas o amor dele foi tão puro e verdadeiro por você que ele abdicou de sua vida pra se tornar outra pessoa e poder viver ao seu lado, e poder ser feliz com você pra sempre...

- Como assim? - Viver ao meu lado? - Do que você ta falando Lucas; e como você pode ter tanta certeza disso tudo?

- Eu tenho essa certeza porque não sou Lucas me tornei ele pra ter você, mas eu sou Luis. Lucas é que esta morto.

Pedro arregalou os olhos, seus olhos ficaram vidrados no rosto de Luis, sua expressão no rosto era de espantado ouvindo essa REVELAÇÃO e então por frações de segundo, seu corpo sentiu uma onda forte de calor, suas pernas tremeram, tudo começou a rodar e suas vistas escureceram, parecia lhe faltar o ar e então ele caiu. Pedro caiu desmaiado ao chão. Luis em desespero lançou-se sobre ele, dando pequenos tapas na face de Pedro, gritava em desespero: - Acorda amor, acorda...

Próximo deles o verdadeiro Lucas disse a Bruno:

- Vamos sair daqui rápido, vai dar merda agora e precisamos estar bem longe daqui.

No meio da escuridão duas figuras negras corriam com suas capas esvoaçantes e desapareciam em meio às trevas da noite.

Na fazenda socorreram Pedro. Ele tinha tido uma queda de pressão. Reanimaram ele e lhe deram um calmante que logo fez efeito e ele apagou. Em outro quarto Luis não conseguia dormir, chorava muito e pensando em tudo e principalmente em como seria amanhã quando Pedro acordasse... O que ele diria. Como seria... Acabou por tomar um calmante também, precisava também "apagar" pra poder descansar, pois o próximo dia seria longo e árduo.

Pela manhã Pedro acordou, mas não disse ninguém que tinha acordado, apenas ficou sentado na beira da cama pensando, ele também constatou que Lucas, quer dizer... Luis não estava ao seu lado provavelmente dormiu em outro quarto ou acordou primeiro que ele. O certo foi que Pedro ficou sentado por um longo tempo pensando:

"Se essa história for mesmo verdade, então ele enganou a todos e não só a mim. Mas porque ele fez isso? Será que o amor de Luis por mim é tão grande a ponto de ele fazer tudo isso só pra me ter ao seu lado?

Deveria ir embora daqui, mas por outro lado deveria ficar afinal por mais errado que isso seja não tem prova de amor maior do que essa. Ele sabia que eu estava magoado com ele na época e pra ficar comigo, ele deixou de ser quem era pra se tornar a pessoa que eu queria que ele fosse. “Eu preciso levar isso em consideração também.”

Pedro levantou-se pensando em tudo, foi ao banheiro e depois para a cozinha tomar seu café.

A empregada perguntou o que aconteceu se estava melhor e ele respondeu:

- Estou bem melhor obrigado. Foi só um mal estar, mas já passou. Estou só com fome, muita fome. Pode me preparar um café caprichado pra começar meu dia bem.

Luis acordou também, e depois foi se dirigindo ao quarto dele e de Pedro a fim de saber se Pedro estava lá, mas do corredor ouvi Pedro falando com a empregada e então ele seguiu até a cozinha, Pedro viu ele e sorriu continuando a comer sua torrada com geléia.

Luis sentou-se de frente a Pedro e disse:

- Bom dia! (Falou um pouco fraco e tutibiando nas palavras, ainda indeciso sobre qual resposta ele iria ouvir de Pedro).

- Bom dia amor! - Preciso correr hoje, não poderei lhe fazer companhia no café, acordei tarde e já estou atrasado pra pegar no serviço.

Luis olhava Pedro admirado e espantado ao mesmo tempo. Esperava acordar e vê-lo partir ou no mínimo, se xingado de tudo quanto é nome por Pedro, mas a reação "normal" de Pedro estava deixando ele sem ação. Pedro percebeu e disse:

- Que foi amor, porque esta me olhando desse jeito, ainda ta dormindo em pé? - Acorda Lucas, e aproveita e me passo o queijo que está próximo de você.

Luis pegou o queijo e esticou o braço para que Pedro o pega-se ele não estava entendendo nada, Pedro continuava chamando ele de Lucas. Ele então resolveu falar:

- Precisamos conversar sobre ontem à noite.

- Francamente Lucas! - Não vejo o que se possa ser conversado. Em minha opinião, devemos viver nossas vidas em paz, nosso casamento está próximo. E quanto aos mortos, os deixem enterrados no passado. Vamos continuar caminhando nossa vida do jeito que ela é e precisa ser. Você me entendeu bem "L U C A S”... (Pedro frisou bem o nome Lucas, para que Luis estendesse).

E Luis entendeu confirmando a Pedro quando lhe respondeu:

- Está certo amor, já lhe entendi.

Pedro se levantou da cadeira foi até Luis e beijou-o na boca dizendo:

- Agora me deixe ir preciso me apressar pra trocar de roupa e pegar no trabalho, há muita coisa pra ser resolvida hoje. E o senhor não faça corpo mole, vai ver a obra da igrejinha. Apresse aquilo lá quero me casar o quanto antes.

Luis sorriu satisfeito e aliviado, o que ele não sabia era que Pedro tomou aquela decisão por dois motivos. O primeiro porque ele realmente o amava, não importa qual fosse seu nome e o segundo e mais forte motivo era que Pedro sempre foi ambicioso e esperto. Casando-se com ele sendo Lucas ou Luis o mais importante é que ele seria dono de tudo aquilo ali junto com ele. Pedro teria igual direito a toda herança. Tudo ali deixaria de pertence à somente Lucas (Luis) e passaria a pertencer a Pedro também.

Pedro era ambicioso e não jogaria tudo pro alto por causa da REVELAÇÃO de Luis. Ele não deixaria de se casar e ter uma vida plena e maravilhosa, por se dizer rica e luxuosa apenas por um capricho dele. Então que ele (Pedro) passasse por cima de qualquer orgulho e seguisse em frente ao lado de Luis ou Lucas, tanto faz o nome que o rapaz tivesse.

Mas tarde Lucas / Luis foi ver o andamento da obra, e que lindeza a igrejinha estava, faltava apenas acabamentos, em no máximo uma semana ela estaria totalmente pronta, com bancos, altar e tudo mais que fosse preciso; bastaria só eles marcarem a data e então o juiz iria la celebrar o casamento deles. E assim foi feito, eles correram atrás de tudo e dentro de três semanas eles estariam casado, seria uma data linda, pois se casariam uma semana antes do Natal de 2016.

Os dias passaram Lucas (o verdadeiro) e Bruno espreitavam daqui e dali e descobriram o dia e a hora certa do casamento.

Tudo pronto para o grande dia. E o dia do casamento deles chegou.

Era um Sábado dia 17 de Dezembro de 2016. As 18.00hs. Os convidados já tinha chegados quase todos, estavam na Igreja. A fazenda lotada de gente e carros estacionados. Um dos Galpões estavam ornamentado e feito como um grande salão de festa, com mesas e cadeiras espalhadas pelo salão. Uma enorme mesa decorada tinha o bolo do casamento, outras duas mesas menores dispostas nas laterais da mesa grande compunham o ambiente, tinham enfeites e doces lindos e bem decorados sobre a mesa. Tudo estava perfeito. As 19hs todos já estavam dentro da Igreja. A marcha núpcial começava a tocar no altar. Lucas/Luis esperava por Pedro que surgia na porta dentro de um terno lindo e branco, segurava na mão um arranjo floral. Ele caminhava com um casal de pajem a sua frente que carregava as alianças. Era a noite mais importante dos dois. Do lado de fora se aproveitando da ocasião, uma figura negra surgia do meio de outros galpões indo em direção a entrada da Igreja. Mas o que ninguém sabia era que outra figura negra e misteriosa já estava dentro da Igreja escondido.

⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳⏳

E agora o que acontecerá nesse casamento?

Terá uma nova REVELAÇÃO, ou apenas acontecerá algo para impedir o casamento dos dois?

O que Lucas e Bruno irão aprontar agora, bem no meio da cerimônia?

Não percam fortes emoções, no penúltimo capítulo dessa história...

>>>>>>REVELAÇÂO<<<<<< A HISTÓRIA QUE REVELOU A VERDADE DA GRANDE MENTIRA VERDADEIRA ATÉ O SEU FINAL...

⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛⌛

E VEM AI “NA PAZ DO SEU SORRISO"

O TEMPO PASSA E DEIXAM MARCAS, VIDAS VEM e VAI E OUTRAS RETORNAM AINDA QUE DOS MORTOS...

⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰⏰

Comentários

12/12/2017 23:48:29
vit96: E vão cair agora, veja o próximo capitulo.
12/12/2017 23:47:44
VALTERSÓ: Amigo, ele acha que ama o Luis, na verdade ele sente é tesão por ele, por ter Luis todas as noites comendo ele. Se vc parar pra presta atenção tudo que aconteceu de ruim na história foi por consequencia de Pedro. Os irmãos brigaram pq disputavam ele. Bruno sofreu por causa dele. Binho morreu por causa dele e assim vai... Ele foi o pivô de tudo de ruim nessa história, algumas vezes diretamente e outras indiretamente. Mas ele foi o causador de tudo.
12/12/2017 23:44:12
THIrjthiago: Também to, os dois se merecem.
12/12/2017 23:35:59
Novo site galera! Visitem! contos e muita putaria https://kxcontos.blogspot.com.br/
12/12/2017 21:56:03
eu acho que os dois tem rabo preso , pedro tinha que concorda mesmo e aceita a farsa de luis , os dois são falsos e interesseiros , até as mascaras cair para os dois ..
12/12/2017 21:18:12
ALGO ERRADO AQUI. PEDRO NÃO AMA NINGUÉM A NÃO SER A SI PRÓPRIO OU A DINHEIRO OU A UMA BOA ROLA EM SUA BUNDA. FEZ TODO MUNDO DE IDIOTA, CAUSOU A MORTE DE BINHO. DEVE APODRECER NA CADEIA PRO RESTO DA VIDA. QUANTO A LUIZ DEVE TER UM FINAL PIOR AINDA.
12/12/2017 19:50:07
To com raiva desse Luis e desse Pedro!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.